História I'm pregnant with him, just his? (Suga - BTS) - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


Buenos días!! Ta tarde, já é quase meio dia, mas eu mando este capitulo por que amo todos vcs!

E provavelmente esta foto vcs já viram no ultimo capitulo de Menos Voce 2.temporada, a historia do J-Hope, mas a usarei de novo nesta historia.

Bye, boa leitura e sem interrupções!!

Capítulo 27 - Pensamentos tão loucos e tão difíceis quanto aquele beijo.


Fanfic / Fanfiction I'm pregnant with him, just his? (Suga - BTS) - Capítulo 27 - Pensamentos tão loucos e tão difíceis quanto aquele beijo.

P.O.V's da Yangmin


– Voltei. – abri a porta da casa do Nam, e entrei.

– Seja bem vinda de volta. O que aconteceu pra você chegar agora quase de noite? – perguntou o Nam enquanto preparava algo na cozinha.

– É... Nada de mais. Como foi ficar com o Dae? – perguntei. Estava curiosa para saber o que aconteceu com o Nam enquanto cuidava do Daeho sem mim.

– Bem... Não foi fácil e nem difícil. O Daeho esta la em cima no quarto de voces no carrinho assistindo um desenho. Ele foi bem tranquilo e me ajudou bastante. Agora estava preparando um leite pra ele.

– Que bom que deu tudo certo. Vou subir e vê-lo, depois vou me arrumar para descer.

– Ok.

Ja subindo as escadas, dei uma ultima olhada no Nam e sorri:

– Obrigada. – agradeci ao Nam e ele sorriu de volta com as suas covinhas unicas.

Entrei no quarto e vi o Dae bem quietinho com seu bubu assistindo á um desenho. Quando o mesmo me viu, começou a se agitar e a sorrir. Me aproximei dele e lhe dei um beijo em suas bochechas gordinhas. E antes que eu o pegasse, fui tomar um banho.

Quando ja estava com o Daeho no colo sentada na borda da cama, comecei a falar com ele.

– Sabe meu bem? Hoje o dia da omma foi muito estranho... Ela viu de novo o Hoseok, colega de seu... Appa. – suspirei ao lembrar do Yoongi.

Como sera que ele esta? Sera que esta bem? Sera que comeu? E o trabalho, sera que foi mais tranquilo ou intenso? Sera que ele esta com... Argh!! Os meus pensamentos tão me enlouquecendo!

Me esgueirei um pouco e peguei o meu celular na bolsa. Vasculhei a caixa de mensagens e encontrei o que buscava. Ele sempre é o mais preocupado apesar de tudo, penso ao ver a mensagem.

[15:10] Suga: oi

[15:10] Suga: o Daeho esta bem??

[15:10] Suga: sei q me pediu um tempo, mas... eu quero ao menos saber se meu filho esta bem.

[15:11] Suga: me responda assim que der, por favor.

Ah Yoongi... Desculpa por ta fazendo voce passar por isto. É que, eu tenho muitas coisas na cabeça. Talvez a nossa situação não seje tão ruim ao ponto de eu querer me afastar, mas... Meu coração doí e se senti receoso, com medo de que algo ruim aconteça antes que eu me resolva mentalmente. Sabe aquela sensação de insegurança? É exatamente isso que eu sinto quando penso em voce. As nossas brigas são intensas, e nós demoramos para nos reconciliar. O nosso relacionamento é estranho por que, nós não conseguimos nos abrir um para o outro. Eu não estou só te culpando, eu tambem sinto que não sou sincera com voce. Eu sei que também fui idiota de demorar para entender que o que senti por você foi amor. A culpa tambem foi minha por você ter ido buscar conforto em outra pessoa. Não fui sincera e isso nos levou a esta situação. Mas, dessa vez eu quero viver um passo de cada vez. Quero entender o que devo sentir e como devo reagir. Não quero mais guardar as minhas escolhas, dessa vez vou criar o meu proprio caminho. E espero que nesta minha vida nova que estou planejando para mim e para o Daeho, tenha um espaço para voce tambem.

É isso que eu gostaria de escrever para o Yoongi. Mas a minha coragem não esta em tal nivel. Sei que disse que queria ser sincera, mas na pratica é bem mais dificil. É tão dificil quanto aquele dia em que me confessei pro Yoongi. Tão dificil quanto aquele dia em que o beijei. 

Saudades. Saudades daqueles labios rosados do Yoongi. Saudades das mãos dele me tocando de forma carinhosa. Saudades da sua voz docemente familiar. Saudades daquele seu sorriso de gatinho. Saudades do seu cabelo cedoso.

[18:34] Yangmin: o Dae esta bem sim.

Foi a unica coisa que pude responde-lo neste momento. 

– Ai Daeho... – joguei o meu celular na cama e voltei a falar com o Dae. – Por que tudo nesta minha vida é tão estranho e dificil? E por que tem que ser justamente estranho. – acabei me lembrando do dia de hoje. Do Hoseok chorando.

[Mais cedo]

– Hoseok, esta tudo bem com voce? – a sua cabeça ainda estava sobre o meu ombro, mas não ouvi mais a sua voz ou a sua respiração.

– Não... Yangmin, vou ser bem sincero. – ele tirou a sua cabeça do meu ombro e me olhou seriamente. – Voce me fez lembrar de alguem que foi muito importantante na minha vida. Esta pessoa, foi uma parte de mim. Mas quando ela foi arrancada bruscamente... Senti que o meu eu foi tirado. – a sua voz ficou mais baixa.

– Hoseok...

– Até o tom da sua voz me faz lembrar dela. Antes, na festa, só alguns detalhes seus, me fizeram lembra-la. Mas agora, é como se voce fosse ela, só que com outro nome. – ele se afastou de mim e se sentou em um dos bancos do parque.

– Quem foi ela, Hoseok? – resolvi perguntar pois estava curiosa para saber quem era esta pessoa que parecia tanto comigo. – Se não for te deixar triste. – acrescentei com medo dele ficar mais cabisbaixo.

– Não precisa se preocupar... Haru é uma lembrança que me deixa feliz, e triste ao mesmo tempo.

Haru?

Ele fitou em mim por alguns segundos após a minha pergunta e depois sorriu levemente. Senti que aquela historia não seria algo tão bom assim. Senti que Hosoek iria ficar triste. 

– Bem... Tudo começou no colegial. Ela era tão tímida, ou séria de mais que ninguém quis virar seu amigo. Foi difícil para mim ganhar a sua confiança e a sua amizade. Ela era bem direta e não gostava de papos sem fundamentos importantes. É quase o meu completo oposto. Mas, teve um dia que senti o meu coração bater diferente por ela. Toda vez que ficávamos juntos o meu coração batia cada vez mais acelerado, num ritmo fora do comum. E parece que o destino nos fez ficar juntos, pois no dia de uma apresentação do colégio, eu e Haru ficamos preso na sala de limpeza. – o Hoseok deu um sorriso meio baixo e voltou a falar. – O meu coração estava tão desesperado naquele momento que quase senti que iria desmaiar. Já Haru, ela parecia estar bem preocupada com a apresentação, então começou a chorar. Imagina o meu desespero na hora em que, pela primeira vez na minha vida, ví a Haru chorar? – perguntou ele num tom divertido. – Eu tentei acalma-la, mas não deu jeito algum. E, felizmente, meu coração estava acelerado demais para permanecer quieto. Sem querer, acabei tropeçando em algumas vassouras e caí por cima de Haru. – assim que Hoseok disse isso eu comecei a rir. – Qual é a graça Yangmin?

– É que eu já imagino que isto foi constragedor. – comento voltando a prestar atenção nele.

– E foi mil vezes mais constrangedor do que você imagina! O rosto dela ficou tão vermelho quanto o meu. E acabei beijando-a por instinto. O meu beijo não foi tão rápido, demorei para me afastar dela. Os seus lábios eram tão doce e gelados que me fizeram permanecer alí. Mas, ela me empurrou e eu caí no chão. Ela me mandou calar a boca e esquecer que um dia aquilo ocorreu, imagina o meu choque? 

– Então ela é bem insensivel. – comentei imaginando a cara do Hoseok espantado.

– Ela nem sequer era deste jeito. O mais lindo depois, foi quando ela se afastou de mim.

– O que isso tem de lindo? – perguntei confusa.

– É que foi assim que ela veio até mim e disse que, sentia algo diferente. Isso aconteceu quando fui perguntar pra ela o por que de querer se afastar. Haru me falou quase chorando que sentia algo estranho toda vez que me via, que passava da amizade. Nem esperei ela falar mais nada, só a beijei de novo.

– Que romantico.

– Foi romantico mesmo. Mas depois... – a voz dele mudou bruscamente. – Aquele dia do resultado das provas de admisão na faculdade. Nunca pensei que acabaria deste jeito. – a voz do Hoseok deixou de ser alegre e voltou a ser triste, baixa e sem emoção.

– Hoseok... Acho bom você parar de falar sobre isso. – estava com tanta dó de Hoseok que pedi para ele parar de falar de coisas que o deixavam triste.

– Mas... Voce não quer saber o que houve? – a sua voz continuou da mesma forma enquanto ele fitava outro lugar do parque.

– Se for te deixar triste, acho bom não. – respondi.

Ele voltou a sua atenção a mim. E seus olhos estavam bem mais obscuros do que pensei que seria capaz de ver. Realmente foi algo surreal. Acho que esta tal de Haru foi alguem muito importante para ele, e sinto que algo ruim aconteceu com ela.

– Desculpa Hoseok te fazer lembrar tão bem dela. – desviei o meu olhar do seu.

– Não sei porque esta se desculpando. – ele segurou na minha mão e o olhei espantada. – Isso me deixa mais feliz do que você imagina.

Sério. Eu não sei o que rolou naquele momento entre mim e o Hoseok. A sua mão parecia bem maior que a minha. E seu rosto bem mais iluminado do que o meu. Senti uma batida diferente no meu coração. E não. Não vou deixar que seja o que estou pensando.

– Yangmin? – o Nam entrou no quarto e me viu sentada com o Dae no colo. – Esta tudo bem aqui?

– Que susto Nam! – a sua voz grossa invadiu o ambiente me tirando ferozmente dos meus pensamentos. – Estou bem sim. O que foi?

– Vim trazer o leite do Daeho, e lhes convidar para um passeio. Você topa? – perguntou já dentro do quarto.

– Claro. Deixe o leite aqui que eu vou me arrumar, OK? 

– Hum... OK! Tambem vou me arrumar. – ele saiu do quarto me deixando outra vez sozinha.

Meus pensamentos estão ficando cada vez mais loucos.


Notas Finais


Continua? O que sera que vai acontecer neste passeio?

😮😮😮😮😮😮


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...