História I'm 'promise - Park Jimin - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Park Jimin (Jimin)
Tags Happyjiminday
Visualizações 30
Palavras 1.065
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fluffy, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem de verdade, e eu desejo meus sinceros feliz aniversário ao Jimin! Eu te amo tanto pítico💜

Capítulo 1 - "I want you to be your light, baby."


Fanfic / Fanfiction I'm 'promise - Park Jimin - Capítulo 1 - "I want you to be your light, baby."

Feito em: 20/08/2019                                            Para: Park Jimin, my light.

E lá estava eu, pela décima vez só naquele mês dando círculos atrás de círculos. Eu já não tinha total certeza se queria mesmo continuar fazendo a música.

– Por que é tão difícil você colocar o que machuca você pra fora, Jimin? Ya! – indago a mim mesmo, sentando-me novamente na cadeira de meu estúdio.

Brincava novamente com o lápis, tentando pensar em algo. Mas, simplesmente, só saía coisas obscuras para a letra, e isso me frustrava.

– Pense em algo, Jimin! Você não pode ser tão inútil assim! – e novamente, xingava a mim mesmo, diminuia a mim mesmo. Isso era algo que claramente não ajudava a me amar e nem melhorar a letra.

Pego a agenda de anotações em mãos, batendo levemente em minha cabeça. NADA. Definitivamente, NADA, vinha. Dou uma bufada, e aconchego-me brevemente na cadeira. Já estava à tantas horas acordado e passando noites em claro, que nem me dei conta de que estava pegando em um sono, até fechar lentamente meus olhos.

– Jimin, meu amor. Venha! Faz dias que não dorme na cama. – abro lentamente meus olhos, tentando indentificar e olhar com mais clareza os olhos da garota em minha frente.

– E-eu, ah. Hoje não vai dar, preciso terminar. – falo, olhando para o caderninho. – Ou ao menos fazer algo. – sussurro.

A mesma olha-me ávida. Não dizia nem mesmo um "a", apenas me olhava. Fico com um pouco de vergonha, e logo sinto minhas bochechas ruborizar.

– Posso ver o que já escreveu? – indaga, passando seus lábios firmementes entre os dentes.

– Hum, eu não sei. Talvez não esteja bom, quero que fique ao menos aceitável para você ler. – e novamente me encontrava diminuindo-me.

A mesma pega o cadernhinho de minhas mãos, começando a ler.

Após terminar, olha novamente para mim.

– Jimin. Park Jimin! Olhe aqui pra mim!
– ela vem em minha direção, logo sentado entre minhas pernas, deixando seu olhar fixo ao meu. – Todos os dias, Park! Todos os dias eu me orgulho de você. Todos os dias eu me deitava sozinha na cama isolada. E me perguntando quando você começou a se machucar, a se diminuir. E você mesmo nem sabe. – Jae já deixava suas lágrimas rolarem, fazendo-me chorar junto. – E-eu te amo, Jimin! Entenda isso, você é perfeito. E me frustra, porque nem mesmo você não sabe o momento em que começou a nos machucar. – a mais velha em uma rápida ação me abraça, fazendo-me sentir minha camisa molhar com suas lágrimas. Mas logo desfaz o abraço, para voltar a falar. – Vo-você está sofrendo também, até mesmo mais do que eu, você sente. Eu queria todos os dias pôder mostrar a você o quão perfeito é. – suas lágrimas passaram a descerem mais descontrolavelmente, e eu não estava diferente. – Eu fico louca por vê-lo sofrendo e não poder ajudar, porque antes de tudo, você também é meu. – a mesma não conseguia mais continuar. Pego em seu quiexo vendo seus olhos vermelhos e molhados.

– E-eu só queria surpreender você, e a todos. – falo, deixando mais lágrimas descerem. Minha respiração já estava descompassada. Eu odiava fazê-la sofrer, me diminuir e me machucar já havia virado costume pra mim. Agora saber que eu a machucava doeu, doeu tanto meu coração.

– Eu não quero Jimin, eu não quero que se destrua! Se soubesse o quanto me surpreende todos os dias, veria o quão incrível é você. Jimin, eu te amo, te amo tanto que nem mesmo cabe em meu peito, seu sorriso, seus lábios, seus toques, suas mãos, sua pele mácia e clara. Eu amo você, não importa como. – dita, dando soluços. – Você sempre diz: "está tudo bem". Jimin, sabe o quanto dói ouvir isso, sabendo que na verdade, está mentindo? – a mesma passa seus dedos por meus lábios, logo, encostando nossos narizes, e dando-me um selar. – Eu só queria que me promete-se, por mais difícil que seja. Eu quero que você seja sua luz, meu amor. Quero que possa se olhar no espelho e dizer para você mesmo "eu me amo", quero que se preocupe com sigo mesmo. Quero que amtes de amar Jimin, se ame mais, se ponha em primeiro lugar. Dividirá o que está sentido comigo, não se procupe eu não ligo, só por favor não guarde pra si – Jae logo deixa escorrer uma lágrima, e dando leves selinhos por todo meu rosto. –, então, você não irá se machucar, e então você irá sorrir mais.

Seus lábios foram para os meus novamente. Sua língua percorreu por toda minha boca, explorando tudo. E ao mesmo tempo, o beijo era doce e suave, com nossas lágrimas ainda caindo.

– Eu só quero que você seja sua própria luz, Jimin. Eu te amo muito, e saber que se machuca a cada dia, dói tanto. – a mais velha logo saí de meu colo, fazendo-me dar um suspiro de tristeza. Mas logo volta. – Não iremos mudar muito a letra, porém deixaremos ela refortante, para que os armys possam se sentir confortáveis e verem que deveríam ser suas luzes.

Jae, logo pega a borracha em mãos, ainda em meu colo.

– Irá me ajudar? – indago, olhando-a.

– A letra está quase feita, só precisamos... Bom... Deixar o toque estilo Park Jimin. Fofa, bonita e reconfortante. – fala, dando-me um selinho. – Agora vamos, acho que em 1 ou 2 meses ela estará maravilhosa como o dono.

– Eu te amo tanto, sabia?!

– Eu te amo tanto também, mais do que ontem, e amanhã será mais que hoje. Eu quero que você seja sua luz, seja feliz, até mesmo mais feliz que eu. Quero que me prometa, me prometa várias vezes ao dia que sempre será sua luz. – a mesma estendi seu mindinho, esperando uma resposta. – Irá me prometer?

– Eu prometo.

Flash back off

– E assim, passamos os últimos dois meses deixando a música como está. Eu espero que muitas pessoas possam escutar essa música e que possa reconfortá-las também. Era isso que eu e ela tinhamos em mente enquanto trabalhavamos, apesar, de que a música foi feita por mim. E foi assim que eu consegui pensar nas palavras que tanto não sabia descrever e dizer. Assim que 'Promise nasceu. – termino de falar, e vejo os armys levantarem suas armys bombs, tendo a cor roxa pelo estádio inteiro, e pude ver Jae-ah, no meio do estádio, dando um sorriso pra mim. Naquele momento, eu definitivamente, quase me desabei em lágrimas. Quem eu quero enganar?! Eu me desabei em lágrimas.


Notas Finais


Bom, eu fiz essa one shot no começo para mim mesma, queria colocar tudo o que estava sentido no momento, e então, promise havia aparecido nos meus recomendados de músicas. Então, fiz o que o Jimin fez, transformou seu mundo "obscuro" em uma música q era para conter palavras frias, mas há fez uma música reconfortante.

E em especial ao Jimin que está fazendo 25 aninhos (eu ainda nao acredito, ele é um bebê mesmo assim pra mim). Quero que tudo o que deseja se realize meu amor, eu te amo muitíssimo viu anjo. Feliz aniversário, e mesmo sabendo que nunca lerá isso, só saiba que eu o amo muito💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...