1. Spirit Fanfics >
  2. I'm so confused... Imagine Deidara >
  3. Capítulo 2

História I'm so confused... Imagine Deidara - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Capítulo 2


Acordei, fiz minha higiene pessoal e me arrumei na maior má vontade. Sabe aqueles dias que você acorda com preguiça até de respirar? Pois é, foi exatamente assim que eu levantei.

Encontrei meu pai na sala, falando ao telefone, provavelmente com o tio Hashirama. Ele e o meu pai são amigos desde crianças, tem o tio Tobirama também, mas eles estão mais para rivais.

–Certo então, tchau Hashi. –Desligou o telefone e consequentemente me viu passar para a cozinha.

–Oi S/N. –Me cumprimentou, recebendo um "hum" em troca. –Estou saindo, quer que eu te acompanhe até a escola?

–Não precisa. –Bocejei, peguei uma torrada e a coloquei na boca. –Tchau pai. –Me despedi de boca cheia.

Estava andando em direção a escola, ainda com sono, até ouvir uma voz familiar.

Tanto alarde por causa de um resfriado? –Deidara, tinha que ser, o que eu fiz para merecer isso.

–Queria ficar doente também, Neeeh. –Que "Neeeh" fofinho.

Ignorei e continuei seguindo, até ouvir outra voz e quase chorar.

–S/N-SENPAI! EI! –Sério Tobi? Estava tudo tão tranquilo. Me virei a contragosto e encontrei 4 garotos, Hidan, Deidara, o provável Kisame e o Tobi.

Hm. –Não foi de propósito, juro, eu realmente acordei de mal humor.

–O bom humor te mandou recado. –Hidan não perde uma, né?

Deidara nos ignorou e seguiu em frente sem a gente.

–Que piadista você, hein? –Dei de ombros –Só acordei de mal humor.

–Esse mal humor não vai durar muito tempo, confia em mim. –Obito disse.

–Essa é a S/N que o Tobi tanto fala? –O tal "Kisame" apontou para mim.

–E você é o Kisame? –Apontei de volta.

–Acertaram em cheio! –Obito afirmou feliz.

–Ah, prazer. –Cumprimentei.

–Prazer é todo meu. –Coçou a nuca sorrindo.

–Ótimo, se conhecem. Agora, sem querer soar grosso, mas... –Hidan olhou para o celular. –...Faltam 10 minutos para o portão fechar!

Hidan On.

Foi só eu falar. Assim que guardei o celular, não tinha uma alma viva na minha frente.

–OH CARAMBA, ME ESPEREM!!! Pelo amor de Jashin. –Tive que correr atrás daqueles traíras, que já estavam quase virando a esquina da escola SEM MIM. Eu mereço.

Hidan Off.

S/N On.

Chegamos com Hidan reclamando que tínhamos abandonado ele, e que se fosse um assalto, ele tinha morrido. Assim que chegamos, Konan e Sasori nos esperavam com o projeto de bomba nuclear.

–Oi gente, neeh.

–Oi Kisame, faltou por quê? –Konan perguntou.

–Resfriado, acreditam nisso? –Hidan resmungou.

–Eu não queria deixar vocês doentes! –Kisame respondeu, fingindo indignação.

–A conversa está boa aí? –Professora Tsunade surgiu do chão. É sério, ela brotou do nada.

Olhei ao redor, todos estavam tremendo por causa da professora, mas um certo alguém não estava mais ali. Deidara havia sumido, de novo para variar.

–Já estamos indo. –Sasori me puxou pelo braço e seguimos em direção a sala.

|• Na Sala •|

Sasori parou comigo na porta.

–Não sei se deveria mas... –Me puxou de novo. Sinceramente, estava me sentindo uma marionete (hehe)

Seguimos em direção a uma carteira de outro ruivo, que conversava com outro garoto.

–Sasori. Quem é essa? –Um cara que obviamente usava maquiagem apontou para mim.

–S/N, Kankuro. Kankuro, S/N. –Nos apresentou preguiçosamente.

–Muito pra–Foi interrompido por uma loira que também surgiu do chão, alguém me ensina? Quero saber também.

–Oye. –Me encarou. –Sasori falou de você. –Se aproximou. –Sou Temari.

Que medo! Ela me pareceu aterrorizante.

–Podem sair da minha carteira. –O ruivo finalmente se manifestou.

–Ah, esse é Gaara. –Kankuro apontou para o ruivo obviamente incomodado com tanta gente a sua volta. Nem deu tempo de dizer "prazer" que o professor Kakashi entrou em sala.

–Sentem-se. –Me despedi e me sentei, Foi meio do nada o Sasori me apresentar a eles, mas não reclamo.

|• Quebra De Tempo •|

Estava conversando com Obito, acabei comentando que Sasori me apresentou a novas pessoas. Ele pareceu bem surpreso.

"Se não me engano eles são primos, quase não conversam mas são parentes. Te apresentar para eles é surpreendente."

Deidara apareceu, e pela primeira vez na vida me dirigiu a palavra.

–Oi gente. 

Ei! Eu não disse que foi diretamente para mim, mas o "gente", engloba a todos.

O único que ele trata como pessoa é o Sasori, vá entender. Parando para pensar, por que me preocupo tanto com o que Deidara faz ou deixa de fazer? Eu devia focar nos outros, isso sim! Falando nisso, Kisame foi bem gente boa comigo, a cada três palavras ele soltava um "neeh", mas relevamos.

–Vamos todos nos encontrar no sábado? –Konan propôs. Realmente, eu não havia conhecido os outros, mas todos falavam deles. 

Tinha o "Senhor Dinheiro", segundo Hidan, que era um tal Kakuzu; o "Padeiro" segundo Deidara, que era um tal de Nagato; tinha o "Conjuntivite", segundo Kisame, Itachi eu acho; Tinha o "Sucuri" ou Orochimaru, um amigo a parte, segundo Tobi; tinha o "Planta", eu perguntei e disseram que é porque Zetsu era como um enfeite, só estava lá para dizer que estava.

–Não vejo problema. –Sorri.

–Não me oponho. –Sasori falou.

Todos passaram a encarar um ponto da sala, me virei curiosa e encontrei Deidara dormindo encostado na parede.

Foi quando eu pude prestar atenção nele, até que parecia fofo dormindo. Quem olhava de primeira, nem percebia que ele era um pé no saco.

–Alguém se sacrifica? –Konan sussurrou, mas todos negaram. –S/N?

Ah, pronto! Era só o que me faltava! Se eu encostar nele, ele arranca o meu braço!

Antes que pudesse recusar, Sasori deu um grito.

–QUAL O SIGNIFICADO DE ARTE MESMO? –Deidara acordou quase que em um pulo.

–EU JÁ DISSE QUE MOMENTÂNEA!! –Gritou de volta, se levantando do chão.

Ficaram em silêncio, até eu não me aguentar.

–Hahahahahaha, desculpa, hahahahaha. –Eu ri, fazer o quê?

Logo fui acompanhada da risada dos outros, até Sasori riu. Deidara continuou com a mesma cara, até ela mudar para uma de raiva.

–Do que estão rindo? Posso saber? –Deidara indagou com o tom alto, não necessariamente gritando.

Não tivemos tempo de responder, o alarme tocou e tivemos que seguir caminho. Mas antes, combinaram que adicionariam meu número ao grupo da "Akatsuki", provavelmente se chamavam assim. Concordei e voltei a sala com Sasori.

O resto da manhã foi tranquila, até que os "Da Areia" são gente boa. Menos Gaara, que parecia querer sumir toda vez que o encaixavam em um assunto. E Sasori pareceu se soltar mais, acreditem ou não, mas eu o fiz sorrir. Sim, fiz Sasori sorrir, chorem.

Voltei para casa e tive uma bela surpresa ao entrar.

Não sei porque você me arrasta, eu nem gosto dele. –Adivinhem, começa com "Tobi" e termina com "Rama".

–A culpa não é minha de você estar aqui, nem te convidei. –Meu pai, é claro.

–Gente, por favor. Vocês podiam se dar bem uma vez na vida né? –Tio Hashi tentava, fazem anos que ele tenta, mas eles nunca vão ficar no mesmo ambiente sem se ofenderem.

–Concordo. –Disse fechando a porta atrás de mim.

–Oi pirralha! –Meu pai abriu um sorrisão. Comparado a cara de mal humorado que ele estava, um mini sorrisinho de nada já seria muito.

–Oi pai, oi tio Hashirama! –Acenou com a cabeça. –Oi Tobirama. 

–Oi nanica. –Essa é boa. –Cuide do seu futuro para não ser um tapado que nem o seu pai, pelo amor de Deus. 

Madara ficou uma fera, Hashirama teve que se colocar entre eles de novo. Já estava acostumada e sabia que não passavam de brincadeiras.

–Cuida do cabelo também! –Ah, aquilo foi o cúmulo! Meu pai aceita tudo, MENOS que falem do seu cabelo.

–Ah, eu te quebro agora! –Apenas me virei e subi a escada. Espero que o tio Hashirama ainda aguente até eu descer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...