História I'M SORRY, I'm Agust D - Yoonmin - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Agust D, Bangtan Boys, Bts, Jeon Jungkook, Jimin, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kpop, K-pop, Lemon, Menção Taekook, Min Yoongi, Minsuga, Park Jimin, Romance, Suga, Sugamin, Taekook, Taekook Mention, Vkook, Yaoi, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 71
Palavras 3.264
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá Pessoas!! Espero que vocês estejam todos muito bem... Trago mais um capítulo! <3

Bom... Espero que gostem! =^.^=
*revisarei os capítulos*


Boa Leitura!!

Capítulo 5 - Faço loucuras, mas só por você...


Fanfic / Fanfiction I'M SORRY, I'm Agust D - Yoonmin - Capítulo 5 - Faço loucuras, mas só por você...

 

 

- Existe algo que você queira me falar antes de passar para o outro lado, Agust D? - o homem encapuzado até parecia ter pena de mim, talvez tivesse em mente que já fui um peão incomum…


 

- Só… Quero que diga para o Hoseok e o Namjoon que, sem mim, não precisarão mais o seguir, pois minha dívida já foi paga.


 

- M-Mas… Quê?? - abri os olhos e o encarei, sorrindo sugestivamente vitorioso.


 

- TOMA SEU DESGRAÇADO! - joguei o bolo de dinheiro para o alto espalhando todas as notas pelo ar... Sim, mesmo atordoado com as velas eu consegui alcançar todo o dinheiro próximo ao criado mudo, logo após ter me levantado da cama e posto tudo nos bolsos ao me agachar na saída do prédio.

 

Passos rápidos vieram na nossa direção e como num surto, o cara atracou-se com o indivíduo de capuz, era o Park puxando os braços alheios para cima, fazendo com que o tiro não me atingisse, voando todos os projéteis para o céu. Seus movimentos foram precisos e numa rasteira derrubou o homem mascarado, logo o atingindo com uma forte cotovelada em sua costela… O Jimin, além de FBI, detetive e espião, é lutador… Já não me surpreendo em mais nada do que ele fizer diante dos meus olhos.

 

- Vamos! - passou um de meus braços por seu pescoço e me ajudou a sair dali antes que aquele cara irritante voltasse a se recuperar e alcançar a arma.


 

Caminhamos apressados, mas eu estava zonzo pela incessante perda de sangue e mancando muito feio, atrasando assim o nosso percurso…

 

- Temos que ir para o hospital Suga! V-Você está muito pálido! - gaguejava enquanto tentava me arrastar pelas ruas.

 

- E-Ele vai nos achar… Anh...Anh~... - minha visão gradativamente escurecia. - V-Vou apagar, J-Jimin…

 

- Não, Não, Não! Respira YOONGI!! - inspirava e expirava junto a mim, m-mas… Não sei o que fazer… Já perdi muito sangue, de fato... E-Estou perdido…




 

- M-Me... D-Desculpa… J-Jimin… - desfaleci instantaneamente em seus braços causando pânico alheio. Não podendo segurar o meu peso, involuntariamente caiu de joelhos no chão da rua, consternado em prantos, agarrado ao meu corpo.



 

[...]


 

Bip~..... Bip~.... Bip~...Bip~....


 

- NÃO TOQUE NELE!! - bradou desesperado em seguida reproduzindo sons de coisas caindo ao seu redor.


 

Bip~.... Bip~...Bip~....Bip~...


 

Este som irritante… Q-Quanta claridade… E toda essa gritaria?? O-Onde eu estou? U-Um quarto branco? Arh~... M-Mas e essa voz… Jimin~?

 

- Senhores respeitem o paciente!! E-Ele acabou de sair da sala de cirurgia, por favor!! - a enfermeira tentava a todo custo afastar o Park de perto daquele cara. P-Por que ele está aqui?

 

- M-Me deixa pelo amor de Deus! E-Ele fez muito mal ao Yoongi, não acredite nele só porque te mostrou alguns papéis de identificação. E-ELE NÃO É DA MESMA FAMÍLIA QUE O SUGA!! E-Ele!! Foi ele quem atirou! Eu vou chamar a polícia!! - Jimin tentava a todo custo se desvencilhar da mulher, com educação, porém, ele estava realmente muito apreensivo com a presença do homem.

 

- S-SE ACALMEM SENHORES OU EU PONHO VOCÊS DOIS PARA FORA!

 

- Olha, eu sei que ele disse que é o namorado dele, mas ele não passa bem da cabeça... Eu posso pagar o quarto, eu sou o responsável pelo paciente…

 

- N-Não é responsável por NADA!!

 

- Reduza a voz, senhor Park. - a enfermeira enfim o soltou e caminhou saindo com o cara igualmente de máscara. - Me acompanhe, você terá que assinar alguns documentos do hospital para isso.

- M-Mas… Aish… O que eu faço?? - o loiro tentou argumentar algo mas foi ignorado com a porta sendo fechada após ambos saírem.


 

- C-Como chegamos até aqui? - murmurei com dificuldades e logo pude sentir o Jimin aproximar-se de mim bruscamente. - Arg~... V-Você está bem?


 

- V-Você toma um tiro, quase morre sem sangue e depois me pergunta se eu estou bem?? - abraçou meu tronco apertando-me como se estivesse aliviado ao me ver acordar. - Não se preocupe comigo. Quando eu estava entrando no hospital com você desmaiado, aquele cara brotou do nada dizendo que era da sua família e mostrou sua identidade e documentos… E-Eu não entendo ele... Conseguimos que fizessem a cirurgia para a remoção da bala e você respondeu bem… M-Mas olha Suga, t-temos que fugir daqui… Eu não sei o que aquele homem está tramando, mas seus olhos não eram nada positivos.

- Arh~... A-Ajude-me a retirar a agulha do meu braço~... Por favor…

 

Jimin hesitou ao me ver agarrar a pequena mangueira de soro, mas logo retirou os esparadrapos que fixavam tudo em minha pele, encarou-me novamente com aqueles olhos enigmáticos, eles pareciam preocupados, talvez distantes em pensamentos desconhecidos… E-Entrei em transe automaticamente… Não senti quando ele a removeu da minha epiderme…

Seu rosto aproximava-se do meu com cautela… Meu coração acelerou sem controle, consequentemente, elevando a frequência de bips naquela maquininha dissonante… Seus lábios quentes selaram os meus em frações de segundos, em seguida sorriu minimamente como se houvesse gostado do contato bem sucedido.

Meus olhos fitavam sua boca me despertando sentimentos explosivos em meu interior, e-eu não consigo contê-los… Deslizei minha mão livre de seu pescoço para o seu maxilar marcado e o puxei para mais um selar… N-Não suportei ficar tanto tempo num simples beijo calmo, dando espaço para o desejo reprimido… D-Delirante~… Deitou seu tronco sobre mim novamente, pondo uma de suas mãos ao lado do meu travesseiro, enquanto a outra ainda prendia o local da agulha, evitando o sangramento inesperadamente surgir…

 

- Yoongi~... A-Aqui não… - murmurou com dificuldades ao sentir seu pomo de adão ser capturado por minha boca… E-Ele me deixa com desejos impulsivos e sugestivos… Incrível~... E-Eu estou ofegante… Sorri meio sem acreditar no que eu estava fazendo. - T-Tudo bem… E-Eu também me sinto assim… - suspirou pesado voltando à posição inicial e vagarosamente retirou sua mão do pontinho roxo em minha articulação do braço... - Não faça muitos movimentos neste braço, okay? Ou ele voltará a sangrar… - o Park sorriu com os olhos e prendeu o pequeno gancho com infravermelho do meu dedo igualmente o preparando para removê-lo. - Vista o meu casaco, ele cobrirá sua roupa de hospital. Quando eu puxar o monitor, esteja pronto para sairmos…

- P-Por quê? - o encarei confuso.

- Por isso… - retirou-o de minha mão.


 

Bip~.... Bip~.... Biiiiiiiiiiiiiiiiip~....


 

Aconteceu algo realmente alarmante, o som do aparelho soou como se alguém tivesse falecido… E-Então era para aquilo que ele estava me prevenindo?? Assustador... Nos entreolhamos com pressa, pegando todos os pertences e logo o vi de costas para mim me convidando a montar em si… Q-Que visão… E-Espera, calma Yoongi… O obedeci e imediatamente despistamos os funcionários do hospital indo para as ruas de Seul novamente em busca da casa do Jimin.

 

[...]

 

- O-Onde você estava Jiminie?? Saiu sem avisar hoje mais cedo… Fiquei preocupado. - Tae olhou as costas alheias um pouco assustado. - T-Trouxe ele contigo?? E-Ele está bem? O que aconteceu?

 

- E-Ele tomou um tiro Tae…

- COMO É?? - deu passagem para o loiro adentrar sua casa o ajudando a subir as escadarias comigo adormecido.

 

- Calma… Já resolvemos isso… Só que ele precisa de abrigo para se esconder de quem atirou nele.

- E Isso não é perigoso não??

 

- M-Me desculpe Tae… Eu sei que é perigoso para todos nós, mas olha, como você se preocupa com Jungkook… Acontece o mesmo comigo e o Yoongi. Eu PRECISO protegê-lo a todo custo… Se você quiser tirar o Jeon da mira então, sugiro que, por favor, saiam os dois daqui o quanto antes. Eu vou fugir com ele… Eu pretendo te mandar mensagem até amanhã, mas caso não aconteça, chamem a polícia e rastreiem o meu celular.

 

- T-Tudo bem… - colocaram-me na cama do Park. - Mas ele está adormecido pelos medicamentos do hospital ou ainda está mal?

- São os medicamentos… - afagou meu rosto arrumando alguns fios de cabelo colados em minha testa, e-estou com uma leve febre. - Agora… Por favor, nos deixe a sós… Tenho que pegar umas roupas enquanto ele descansa.

 

Silêncio…

 

- Nada do que eu disser vai mudar sua decisão?

- Absolutamente nada Taehyung…

 

- Eu imaginei… Olha, por favor, tomem cuidado... Kookie e eu vamos ficar próximos de casa... - o abraçou fortemente um tanto apreensivo e nos deixou.

 

O Park pegou uma bolsa média e organizou nela alguns pertences e pares de roupas suficientes para nós dois, já que nossa estatura e físico são muito semelhantes, todas as roupas dele caem perfeitamente em mim.


 

Zzzzzziip… Zzzzzzip… (meu celular tocava no bolso da minha calça, junto aos pertences do hospital.)


 

- Q-Quem será que está ligando para ele? - hesitou ao se aproximar das vestes sobre a poltrona. - Será que eu atendo? - pegou o celular e pôs em seu ouvido.

 

*Ligação On*

 

- Agust D! Não importa, onde você estiver eu vou te achar… Me ouviu?? Não pense que ficará tudo bem após eu tirar você do hospital e pago as despesas... Você ficará em dívidas comigo!! Te salvei para em breve ver você morrer em minhas mãos seu insolente!!

 

- E se v-você passar a dívida para mim? S-Sou Jimin, Park Jimin…

 

- Hm~?? E-Esqueça seu loiro intrometido! É você não é?? SAIBA! EU QUERO ELE, somente ELE!!

 

*Ligação Off*


 

- NUNCA!! - o celular quebrou totalmente após o meu tapa que lançou o aparelho para longe. - VOCÊ NÃO PODE FAZER AS MESMAS COISAS QUE EU!! V-VOCÊ NÃO PODE JIMIN… - minha voz ficou embargada pela angústia que me formava. - V-Você… Não pode vender o seu corpo para aquele homem, ainda mais por minha causa… A sensação de se sentir um lixo… Um objeto sexual... É sufocante!! E-Eu me sinto acabado, eu não me sinto como um ser humano… Você tem ideia do quanto é asqueroso alguém precisar drogar você para te usar?? - soluçava descontroladamente cobrindo meu rosto com minhas mãos. - Aquelas velas não foram nem a metade de tudo o que fizeram comigo contra a minha vontade. Me doparam de todas as maneiras possíveis… Durante esses atos, até mesmo em fetiches exageradas me amordaçaram, me bateram, me amarraram a móveis dos cômodos e outras coisas que eu não consigo nem mencionar… E-Eu nunca falei essas coisas para ninguém porque cada vez que eu lembro, eu me sinto pior ainda e tudo por causa de dinheiro!

 

- Hey! Calma… - me envolveu em seus braços com firmeza. - Enquanto estiver comigo não será mais forçado a nada Suga… Por favor não chora… Eu sei que isso é doloroso e eu posso não entender sua dor, mas eu te compreendo e estou aqui… Farei de TUDO para que você não seja mais coagido a nada disso, okay? Você tem a mim agora.

 

Silêncio…

 

- O-Obrigado Jimin… M-Mas sacrificar-se por mim, não vale a pena…

- Claro que vale… Você tentou me mostrar o que o Agust D fazia logo em nosso segundo encontro… Mas de alguma maneira você estava cansado de mentir e criar uma personalidade distinta da sua realidade interior, e-eu notei em seus olhos… Andei o observando todo esse tempo. Você só queria viver normalmente como qualquer outra pessoa, sem dívidas desse porte agarradas ao seu pescoço… Mas olha, o que esse cara misterioso quer de você, certamente não é dinheiro… Há algo que faz ele não querer o seu fim… E-Eu cheguei a essa conclusão pelo tom de voz e pelas ações realizadas por ele. A verdade é que ele não deseja mesmo que a dívida seja paga, pois você o deixará e isso não é algo que ele almeja.

 

- V-Você acha?? - busquei seus olhos.

- Acho… Ele teve muita chance de matar a nós dois naquele beco, mas ele estava muito nervoso, como se não quisesse fazer aquilo contigo.

- E-Eu notei que a arma balançava em suas mãos trêmulas… Aquilo foi esquisito.

 

- Você nunca chegou a suspeitar de quem seja aquele cara?

- Na verdade não… Eu sempre o vi poucas vezes e todas ele usava máscara e capuz preto… Assustadoramente agindo superior a qualquer outro que tentasse algo contra sua vontade.

 

 

- Suga… Sei que já está quase amanhecendo, mas você gostaria de jantar? Comer algo? Eu posso preparar alguma refeição rápida se estiver com fome...

- Tudo bem Jimin… Não se preocupe comigo, eu quero apenas descansar um pouco depois de todo o susto… Poderia deitar-se comigo novamente? Fico mais calmo sentindo você por perto...

- Claro… - voltou a me ajustar na cama e em seguida repousou seu corpo ao lado do meu. Busquei seu tronco e o trouxe para mais próximo de mim. - Hm~... S-Sua perna ainda dói muito?

- Talvez só um pouco… - nos entreolhamos… Ele parecia apreensivo. - Mas não sinta medo… Não vai me machucar. - sorri de maneira gentil, depositando um selo em sua testa.

 

Silêncio…

 

- Yoongi…

- Hm?

 

- E-Eu juro que não quero nunca te forçar a algo que não queira… Mas a verdade é que eu te desejo ardentemente… Tanto que às vezes eu não consigo suportar isso dentro de mim.


 

- Eu disse para não se preocupar Jimin… - o ergui calmamente, fazendo-o sentar sobre meu colo. Ele parecia assustado, rapidamente abraçou meu tronco repousando o topo de sua cabeça em meu queixo. - O que h-houve?

 

- E-Eu sinto você… Facilmente~… Mas me sinto nervoso por sua perna! E-Eu não deveria estar assim Suga…

- Acalme-se, não há nada de errado… - minhas mãos, cautelosamente, passearam por suas costas durante minutos, em seguida afaguei seus cabelos, fechando meus olhos. - Não precisamos fazer nada se você não quiser agora, Jimin…

 

Silêncio…

 

- Você é real? Por que tão perfeito? Você é incrivelmente bonito por dentro e por fora…

- De quem você está falando?? - segurei risos ao ver que ele criava uma imagem inteiramente distinta da minha realidade.

- De você! - riu baixinho levantando minimamente seu corpo, desferindo um leve soco em meu peito.

 

- ArH~... Doeu~...

- Doeu?? M-Me Desculpe! - cresceu os olhos acreditando ter me machucado de verdade.

 

- Não~... É brincadeira… - vagarosamente me elevei, sentando na cama, fazendo o Park acomodar-se completamente entre minhas pernas.

- Ah~... Y-Yoongi~... - mordeu o lábio inferior, involuntariamente movendo seu quadril uma vez para frente e para trás. - V-Você tirar toda a sanidade que me resta apenas ao senti-lo~... E-Eu não sei o que fazer~...

- Então não se preocupe em perdê-la junto a mim~... - impulsionei firmemente minha pélvis, igualmente uma vez, contra si o fazendo emitir um murmúrio manhoso.

 

- Ahh~... - tombou levemente sua cabeça para trás. - N-Não faz isso comigo~...

 

 - O quê? Isso~? - o conduzi novamente ao atrito com mais força, apertando sua cintura com minhas mãos.

 

- AhH~! N-Não respondo pelos meus atos, Min Yoongi~... - inclinou-se buscando os meus lábios com avidez, pressionando seu corpo contra o meu.




 

- M-MEU DEUS!! - parou estagnado na porta do quarto ao dar de cara com a cena. - M-Me desculpe… E-Eu só vinha avisar que estávamos de saída… AiSH!!



 

- N-Não Kookie! - o loiro estendeu o braço, em negação, assustado. - N-Não é isso! Q-Quer dizer… ERA... M-Mas não será… D-Desculpa!

 

- V-Vocês não iam fugir??! M-Mas o Tae disse que iam! - agarrou-se a porta pronto para fechá-la.

 

- Nós v-vamos! - encarou-me ainda paralisado com a invasão do quarto. - Vamos??

- V-Vamos… - Jimin logo saiu de cima da cama e pegou algumas roupas para tomarmos banho e sairmos da cidade.

 

- V-Vocês estão malucos?? O-Olha a perna dele… Toda enfaixada, ia machucá-lo, J-Jimin…

- E-Eu sei… Quer dizer… E-Eu não sei o que eu tinha na minha cabeça.

 

- Tudo bem… Fui eu quem comecei, me desculpem por isso… - peguei alguns pertences e entrei no banheiro ainda nervoso com a situação de agora a pouco.

- S-Se precisar de algo… É só dizer Yoongi… - o loiro murmurou enquanto agachava-se no meio do quarto cobrindo o rosto com suas mãos. - O-Olha Kookie… Vai logo com o Taehyung, aqui é perigoso… O Tae vai te explicar melhor depois com o que ele sabe… E por favor… N-Não conte o que viu aqui, ele ficará no meu pé.

 

- O-Okay… Boa sorte para vocês… E me desculpe de novo… - saiu do quarto um pouco desconcentrado, mas logo deixou a casa acompanhado do Tae.

 

[...]

 

- Vamos ter que conseguir algum documento seu Suga… - caminhávamos, enquanto o sol nascia, para uma estação de metrô mais próxima. - Ou teremos que fugir a pé.

- Todas as minhas coisas ficaram no casaco de frio Jimin… Não tive coragem de voltar para o quarto que aquela mulher estava e buscar.

 

- T-Tudo bem… Eu não te culpo por isso. - parou e olhou sua bolsa por um instante. - V-Vem comigo… Tive uma idéia.

- Okay… - o segui até o banheiro do estabelecimento.

 

Silêncio…

 

- Você vai ter que se esconder…

- M-Mas como?

 

- Será que sua perna aguenta? - abriu o meu casaco, me deixando apenas com um par de minhas vestes.

- A-Acho que sim… Mas o que você pensa em fazer?

 

- Prenda-se em mim… Vou vestir o casaco maior e fingir que sou muito gordo. - riu baixinho cobrindo a boca. - Eu vi isso em alguns filmes…

- De desenho animado?? I-Isso vai funcionar?? Nós vamos acabar indo para a delegacia. - o ajudei a retirar sua camisa deixando seu peitoral quase à mostra em suas roupas mais finas… Nossa~… C-Como ele é bonito... - Me sinto nervoso…

 

- E-Eu também estou… - descansou suas costas na parede fazendo com que ficasse mais fácil montar em si. Estendeu suas mãos em minha direção sorrindo. - V-Vamos, por favor, aqui está frio~...

 

Assim foi feito, subi me arrumando logo a sua frente, cruzando as minhas pernas em suas costas… Senti uma leve pontada na perna enfaixada, porém, era suportável... Q-Que situação embaraçosa… M-Mas… Ele é tão aconchegante… Vestiu e fechou bem o casaco de frio emitindo um trovão de risadas ao se encarar no reflexo da porta de vidro.

 

- E-Eu estou do tamanho do mundo! - eu conseguia ouvi-lo claramente pelas vibrações em seu tórax quando falava… Hilário~… - Está tudo bem aí??

- Está… Vou tentar não me mexer… - murmurei contendo risos. - A-Acho que está muito óbvio.

 

- Não~... - senti suas mãos abraçarem minhas costas. - Qualquer coisa eu digo que estou grávido. Vai ficar tudo bem! - riu novamente e saiu do banheiro caminhando em meio as pessoas da estação.

- Claro… E-Eles vão acreditar~...

 

- Ssi~... - sussurrou disfarçadamente. - Os outros vão pensar que minha fome é super mutante por saber falar~... Silêncio barriga~... - cobriu o rosto rindo envergonhado. - Aish! Calma… Ou não vou conseguir ver nada! N-Não converse comigo, eu não posso rir~...

 

Ninguém nem ao menos olhou para nós… Ou melhor… Para o Park grávido… Sem comentários, ele é mais sem noção que eu… E o inesperado aconteceu… Acreditaram que o loiro era somente alguém um pouco acima do peso e o deixou entrar no metrô sem muita burocracia. Sentou-se com dificuldades na poltrona mais afastada de todos e suspirou aliviado ao seguirmos viagem em paz… Bom, quase em paz…



 

- Minha perna está dormente, J-Jimin~...

- Aguenta só mais um pouquinho~... - pegou o celular para fingir estar numa ligação. - Quieto Suga~... Os outros estão me olhando bem esquisito~...


 

 


Notas Finais


Bom, por hoje é só... Espero que tenham gostado... Escrevendo este capítulo, eu rir como retardada ao imaginar o Jimin com essas suas idéias malucas e o Yoongi indo na dele kkkkkk


*SAIU JINTROOOO~!! EU NÃO TO BEEEM!*


Em breve trarei novidades! <3
Xeriiim!! =^.^=


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...