1. Spirit Fanfics >
  2. I'm the bad guy, duh?- Rivais ( Segunda temporada ) >
  3. Eu te amava Izuka!

História I'm the bad guy, duh?- Rivais ( Segunda temporada ) - Capítulo 21


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa a demora 😘

Capítulo 21 - Eu te amava Izuka!


Pov Izuka

- O que você quer com a minha filha Sōzokujin?

- Hum... Que saco, fui descoberta!- A menina riu chutando a barriga da esverdeada e a jogando para trás, o chão tremeu ao mesmo tempo que a loira se levantou- Fui imprudente em pensar que você não perceberia, mas vejo que você foi bem mais inteligente.

- Me sinto humilhada por não ter percebido antes- Izuka rosnou, a sua raiva já era possível ser vista ao seu redor. Uma Aura um tanto quanto assustadora para os outros, menos para o Bakugou, que emanava o mesmo.

- Oh, não fiquem bravos comigo! Eu só quero a filha de vocês pra mim! Simples...- A garota falou em um tom de deboche, a esverdeada tentou derrubá-la mas falhou pois a Jora partiu o chão em pedaços se mantendo longe dela.

- Por que?!- Izuka gritou irada.

- Hum? Não esta na cara?- Ela riu- A sua garotinha é especial, única! Por que você acha que ela nasceu em menos de três meses?... Ah, não seja ingênua Izuka. Eu não quero fazer mal a ninguém aqui, só queria a Christal... Mas você apelou para a violência, não teve como.

- Maldita- Murmurou a esverdeada correndo em sua direção, os olhos da loira ficaram totalmente brancos enquanto tudo a sua volta se partia e levitava. Izuka desviou de todas as rochas que iam em sua direção até chegar nela.

O loiro pegou a sua filha no colo abraçando-a, a garotinha deu leves tapinhas no seu rosto sorrindo. Ele forçou um sorriso, mas foi interrompido quando um pedaço de pedra voou em sua direção. O garoto esticou a mão lançando uma explosão enorme destruindo aquilo, mas machucando o seu braço.

Todos se posicionaram ao redor do loiro ativando as suas individualidades, Kirishima segurou o ombro dele sorrindo.

- Não vamos te deixar sozinho- O garoto soltou um sorriso mas que logo foi desmanchado quando ele viu a esverdeada ser segurada pelo pescoço.

- Jora...- Disse sem ar, ela segurou o rosto da loira tentando se livrar- Por que?... Me deixa em paz... Eu só quero ter uma vida simples... Por que a sua família sempre quer estragar isso?

- Hum... Virou rotina- Ela debochou apertando ainda mais a garganta da esverdeada deixando-a sem ar, porém, sorrindo. A Izuka pegou um pedaço da viga da parede que havia pego antes encravando-a no ombro dela- Argh... Filha da puta.

A esverdeada aproveitou que foi largada e se agachou passando a perna nos pés da loira derrubando-a nos escombros. Quando se levantou viu a Jora com uma pedra atravessada em seu estômago, Izuka suspirou aliviada mas ao mesmo tempo sabia que tinha algo errado. A esverdeada deslizou pelos escombros e correu até o loiro, ela o abraçou fazendo ele suspirar aliviado.

- Precisamos ir- A garota pegou a criança se preparando para correr.

- Que horrível Izuka- Todos arregalaram os olhos menos ela, a esverdeada já esperava isso- Atacar quando o inimigo esta de guarda baixa... O meu pai estaria orgulhoso, se você não tivesse MATADO ELE!- O sangue evaporava da pele de Jora, como se nunca tivessem escorrido. Ela respirou fundo mexendo os dedos em um ritmo confuso, como se estivesse concentrando algo ali.

Uma luz vermelha se envolveu a sua volta fazendo os seus cabelos claros flutuarem, a loira levantou um braço em sua direção fazendo o chão abaixo deles se partir. Todos sairam, Izuka apontou para o lado oposto da loira indicando para os outros correrem. Alguns correram, mesmo não querendo, deixando apenas Uraraka, Tsuyu, Momo, Todoroki, Kirishima, Katsuki e a própria Izuka.

Um barulho ensurdecedor ecoou vindo do chão fez com que todos colocassem a mão no ouvido tentando cessar, ou pelo menos amenizar aquele barulho. Uma grande pressão fez com que as suas pernas fraquejassem. Era quase impossível se movimentar. Aos poucos os músculos de suas pernas doiam fazendo com que eles não conseguissem mais ficar em pé, levando eles a caírem ajoelhados. A fúria invadiu a esverdeada ao ouvir a loira rir debochadamente deles.

- Sabe Izuka...- Ela soltou um grande e brilhante sorriso, o barulho por uma fração de segundos desapareceu mas logo voltou ainda mais forte. A dor que eles era insuportável, era como se estivesse rasgando-os de dentro para fora- Quando o meu pai me falou de você eu fiquei muito animada, e podemos dizer, que quando eu te vi pela primeira vez uma chama se acendeu...

Jora olhou diretamente para ela fazendo o seu nariz sangrar, a esverdeada olhou para a Uraraka e logo após para a Tsuyu. As duas assentiram juntando forças para levantar, mas foram impedidas pois a pressão as puxou ainda mais forte.

- Para onde estão pensando que vão? Hum...?- Grunhiu irritada- Não sei o que eu vi em você naquela época... Mas... Eu te amava Izuka!

- O que?- Ela juntou forças e levantou a cabeça totalmente cética.

- Você era o amor da minha vida, mas você nunca ligou para mim! Então eu tentei de tudo!... Tentei ficar forte para chamar a sua atenção mas a unica coisa que você demonstrou por mim, foi... Ódio... Mesmo depois que você se tornou uma "heroína" eu continuei gostando de você, quando você matou o meu pai o meu amor cresceu ainda mais!... Mas eu quebrei a cara quando vi você com... Esse... Babaca...

O loiro gritou contorcendo a coluna, sangue começou a escorrer pelo seu ouvido e nariz, a esverdeada arregalou os olhos trêmula.

- Para!- Gritou olhando para ele.

- Okay- Ele suspirou aliviado e cansado, eles lutaram contra aquela força que os puxavam para baixo e levantaram. A Izuka olhou para a criança, ela estava sorrindo, ótimo ela não sofreu nada- Mas... Eu acho que você só não me ama por causa deles... Então eu vou dar um fim nessa criança e nesse babaca e você vai viver comigo para o resto da vida!- Ela riu arreganlado os olhos, de um jeito psicopata. Um vidro flutuou atrás da loira se quebrando em vários estilhaços que abririam um buraco em qualquer um.

Os estilhaços voaram na direção da pequenina, a esverdeada jogou ela para a morena que a pegou e correu. Já estava preparada para receber os vidros não foi atingida, ela olhou para trás e o seu coração falhou uma batida. Esticou os braços pegando Katsuki antes que caisse no chão.

- Não, não, não, não- A garota tocou em seu rosto trêmula, a Jora gargalhou mas ela apenas a ignorou. Ele tossiu sangue fazendo uma lágrima escorrer pela sua bochecha- K-Kacham... Eu ordeno, você não pode ir...- Ele riu entre suspiros e colocou a mão em seu rosto limpando a lágrima.

- Mandona como sempre- Por fim ele soltou o seu último suspiro, a sua mão caiu para a lado junto de seu rosto. Ainda era possível ver o seu sorriso.

- Fica comigo por favor- Sussurrou balançando-o- Não... Não me... Deixe- Ela encostou a testa na sua soluçando. Todos estavam estáticos, Momo colocou a mão na boca chocada e abismada igualmente a todos. Quando o ruivo olhou para trás viu o seu amigo nos braços da esverdeada e uma raiva extremamente grande tomou o seu corpo, mas antes que ele pudesse fazer algo uma mulher passou correndo e ficou na frente de todos com os braços abertos.

- Fujam!

- O que?- Ele perguntou irado.

- Se esconder não vai adiantar nada, devem correr o mais longe o possív_- Uma pressão incrivelmente forte de vento a empurrou para frente, ela olhou para trás trêmula- Merda!

- Quem é voc_

- Não tenho tempo para explicações!- Ela o cortou impaciente- Vai!- Kirishima hesitou mas logo correu levando junto dele os outros. Novamente, uma pressão se fez presente jogando a menina para trás, mas ela se manteve firme e avançou para cima da esverdeada.

Aos poucos uma luz negra rodeava ela enquanto os seus cabelos, antes verde e agora preto, se misturavam ao vento. Ela deu a volta e começou a correr na direção das costas da Izuka, uma rajada de luz negra atingiu a loira estraçalhando a parte de cima do seu corpo deixando apenas as pernas. Mas a esverdeada logo foi impedida de continuar a destruir as coisas quando a garota injetou algo em seu pescoço fazendo ela dormir.

- Desculpa Izuka...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...