História I'm your angel - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Crowley, Dean Winchester, Lúcifer, Sam Winchester
Tags Castiel, Crowley, Dean, Lucifer, Sam, Supernatural
Visualizações 41
Palavras 1.534
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Como assim mais um? Pois é, não quis esperar até amanhã para postar.

Capítulo 21 - Nephilim part. 2


Fanfic / Fanfiction I'm your angel - Capítulo 21 - Nephilim part. 2

Sophie POV

Acordei com alguns barulhos no Bunker, peguei minha arma e fui bem quieta para ninguém ouvir que eu estava acordada. Quando cheguei na sala me assustei com Dean passando na minha frente e apontei a arma para ele.

- Ei, sou eu.

- Você me assustou. - Travei a arma e me sentei no chão.

- Olá mini Winchester.

- O que ele está fazendo aqui? - Perguntei olhando pra Dean.

- Ele vai nos ajudar a pegar o nefilim. - Revirei os olhos.

- Já disse vocês não vão conseguir ratrea-lo. 

- Você é tão pessimista maninha. - Falou Sam bagunçando meu cabelo.

- Já faz duas semanas que vocês estão aí fazendo feitiço de tudo que é jeito e o negócio não sai do lugar. - Falei apontando pro mapa e pro sangue do Castiel que estava no vidro. Fui até a cozinha e peguei uma yogurte pra tomar e uma maçã.

- Não seria mais fácil se você comer só um? - Falou Dean apontando pra mim.

- Eu estou com fome e vocês não compraram café.

- Você não fez e não tinha como eu ou Sam sair daqui. - Falou Dean arrumando o feitiço, Castiel apareceu logo atrás de mim.

- As vezes você também poderia fazer o café ao invés de procurar o nefilim sem nem ao menos conseguir. - Castiel me deu um beijo na testa e foi ajudar Dean, Sam voltou com mais algumas coisas na mão.

- É sério Sophie, yogurte e maçã?

- Outro, será que vocês podem me deixar comer? - Crowley prestava atenção em tudo. Meu estômago começou a revirar, acho que não foi uma boa idéia comer as duas coisas ao mesmo tempo, literalmente. Eu dava uma mordida na maçã e tomava um gole do meu yogurte. Sam me olhava com cara de nojo e eu simplesmente me deliciava, por mais que eu estômago esteja rejeitando a comida eu estava gostando de comer.

- Vamos Sam, fala o feitiço. - Falou Crowley.

- Vocês vão perder tempo. - Falei, Sam falou o feitiço, um cheiro de perfume de lavanda surgiu no ambiente que meu deu náuseas, Sam terminou e nada aconteceu. 

- Se fosse te chamar aqui e ver que o feitiço não dá certo nem iríamos te chamar. - Falou Dean irritado. Tentei segurar e não consegui, corri até a lixeira e vomitei tudo o que eu tinha acabado de comer.

- Sophie você está bem? - Castiel correu até mim segurando meus cabelos. Suspirei e me sentei na cadeira mais próximo.

- Vocês são idiotas mesmo. - Falou Crowley olhando pra nós. - Vocês colocaram o sangue bem na localização do Bunker e o sangue não se mexeu.

- Não entendemos Crowley. - Falou Sam me alcançando um copo de água.

- A irmã de vocês se relaciona com um anjo. - Me afoguei com a água.

- O que eu e o Castiel tem haver com o Nefilim? - Me levantei da cadeira para me afastar do cheiro que estava perto da mesa.

- Anjo e humana que namoram e tranzam, nada familiar?

- Crowley não estamos pra gracinhas. - Eu e Castiel no olhamos, não poderia ser verdade.

- Não estou fazendo gracinhas Alce, só estou mostrando o que estava nos olhos de vocês o tempo todo. Então estou indo. - Crowley sumiu, eu torcia para que fosse mentira.

- Eu preciso me deitar, não estou me sentindo bem. - Quando eu ia ir para meu quarto Dean me segurou.

- Sophie. - Olhei para Castiel e e sumiu.

- Eu realmente não estou me sentindo bem Dean. Você viu eu passei mal.

- Depois conversamos. - Fui para o meu quarto e me tranquei, aquilo não poderia estar acontecendo, não comigo. Me sentei na cama e desabei em lágrimas, eu estou com medo e sem saber o que fazer. Me encolhi na cama abraçada no travesseiro e deixei as lágrimas saírem, até não ter mais o que chorar.

Acordei três horas depois, lavei meu rosto e passei um corretivo para desfarsar os olhos que estavam marcados por eu ter chorado. Fui até Sam e Dean, eles teriam muitas perguntas.

- Você está bem? - Perguntou Sam.

- Sim, acabei dormindo. - Sorri fraca, eu estava cansada, por mais que eu não tivesse feito nada eu queria dormir.

- Castiel ainda não voltou. - Falou Dean.

- Ele esta aqui. - Falei e Castiel apareceu.

- Ainda não entendo essa ligação de vocês. - Falou Dean tomando um gole da cerveja.

- Está me dando fome. - Falei para não entrarmos no assunto nefilim.

- Sophie eu sei que você está tentando evitar o assunto. - Falou Sam.

- Você está ou não está grávida do Castiel? - Falou Dean indo direto no assunto.

- Eu não sei. - Falei colocando as mãos na cabeça e apoiando na mesa.

- Eu preciso ir, estão me chamando.

- Querendo fugir da conversa? - Falou Dean sério para Castiel, eu sabia quando cada um deles estava mentindo e Castiel não estava.

- É verdade Dean. - Me levantei e fui até a cozinha, desta vez peguei só uma fruta para comer me sentei na mesa.

- Sophie você está fugindo do assunto.

- Eu não sei Dean se estou grávida, pois talvez esteja por que dois dias antes de Castiel vir nos falar sobre o nefilim nós dois tínhamos tranzado. - Minha respiração estava descompensada, meus olhos começaram a lacrimejar.

- Não sei o que dizer. - Falou Sam.

- Você não vai gerar essa coisa. - Dean pegou a chave do Impala e saiu sem dizer nada.

- Não liga pro Dean, ele está assustado assim como nós.

- Sam eu não vou mudar de opinião.

- Nem sabemos se é verdade, então vamos esperar tá bom?! - Concordei, fiquei conversando sobre alguns assuntos aleatórios com Sam por uma hora, algumas vezes riamos em algumas brincadeiras. Ouvimos o barulho da porta e fomos até a sala, Dean estava com algi sacolas.

- Comprei comida e isso pra você. - Dean me entregou a sacola, abri e era três testes de gravidez de farmácia.

- Sério Dean? Teste de farmácia?

- Vai fazer logo. - Falou Dean.

- Isso se faz pela manhã. - Falei colocando a sacola de lado e catando torta para comer nas outras sacolas.


* No outro dia 

Acordei e fui direto para o banheiro, olhei os testes e fiquei com medo de fazer, mas eu tinha que tirar esse peso da dúvida. Fiz os três testes, até dar o resultado fui tomar um banho. Terminei de tomar meu banho e me enrolei na toalha para me vestir, terminei de me arrumar e fui voltar para escovar os dentes dentes, vi os resultados quando estava secando a boca. Paralizei não sabia o que fazer, comecei a chorar. Eles iam me matar. Lavei meu rosto e fui para a cozinha tomar meu café.

- Bom dia Sophie.

- Bom dia Sam. - Sorri e me servi uma xícara de café.

- Bom dia família! - Falou Dean entrando na cozinha.

- Bom dia. - Falou eu e Sam ao mesmo tempo, Dean se sentou na mesa e Castiel apareceu logo depois.

- Oi, Dean você queria falar comigo.

- Ah sim, Sophie os testes? - Falou Dean me olhando, eu suspirei e fechei os olhos. - Sophie?

- Dean você está precisando demais a Sophie.

- Não estou Sam, ela disse que tinha que fazer pela, eu não descuti.

- Mas você está colocando medo nela Dean. - Sam e Dean descubriram por mais cinco minutos até que eu me irritei, me levantei da mesa. 

- Os três deu positivo Dean está satisfeito com o resultado?! - Saí da cozinha e todos vieram atrás de mim.

- Você sabe o que tem qu fazer não é?!

- Eu não vou fazer isso Dean.

- Você precisa.

- Não Dean, eu sou a mãe e Castiel o pai. Ele vai ter bons exemplos pra seguir assim como vocês.

- Sophie escuta o que você está dizendo, não sabemos se ele não vai ir pro outro lado.

- Ele não vai Dean.

- Como tem tanta certeza? 

- Por que você acha que eu estou o defendendo dês do dia em que Castiel falou sobre um nefilim? Sam você já viu minha intuição errar alguma vez?

- Ela pode falhar Sophie.

- Eu não vou deixar vocês tirarem ele de mim.

- Sophie você não pode. - Falou Castiel. - Uma humana não consegue sobreviver ao dar a luz a um nefilim. - Engoli seco, fechei os olhos para controlar as lágrimas.

- Eu não vou deixar você morrer Sophie, nem que eu tenha que arrumar um jeito de tirar isso de você. Se fosse um bebê normal, mas não é.

- CHEGA DEAN, SE ESCUTA O QUE ESTÁ FALANDO. VOCÊ NÃO TEM CORAÇÃO? 

- EU TENHO SOPHIE, É POR ISSO QUE ESTOU TENTANDO SALVAR A SUA VIDA!

- Já chega os dois, vamos dar um jeito. - Falou Sam.

- Não tem jeito Sam, ou é o nefilim ou a Sophie.

- Ele é seu também Castiel não se esqueça. Não o trate como um mostro Qualquer. - Falei enchugando a lágrimas e fui para o meu quarto.

- SOPHIE VOLTA AQUI, NÃO TERMINAMOS! - Falou Dean e eu não dei ouvidos, entrei no quarto e tranquei a porta. Escorei na mesma e comecei a chorar, senti a presença de Castiel.

- Não me faz escolher agora Cass por favor. - Me atirei na cama e agarrei o travesseiro, acabei dormindo de tanto chorar.


Notas Finais


Não revisado. Amanhã irei revisar e corrigir erros dos dois últimos Capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...