1. Spirit Fanfics >
  2. I'm your baby >
  3. I'm your baby

História I'm your baby - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


É minha primeira one hot espero que gostem. 💜💜

Boa leitura.

Capítulo 1 - I'm your baby


Fanfic / Fanfiction I'm your baby - Capítulo 1 - I'm your baby


Era Umas 13:00 da tarde eu estava indo pegar o ônibus pra minha ida a facul, não era muito longe da onde eu estava morando demorava uns 15 minutos. 

Entrei no ônibus e coloquei meu fone que tocava minha música preferida, Goosebumps (nome da música).

Quinze minutos depois

Cheguei na minha faculdade e fui direto para a sala, apesar de ter ainda 15 minutos para que os outros chegassem, coloquei minhas coisas na última carteira no canto da sala, então fui até a secretária pra ver sobre como ficaria o horário novo de todos da minha turma, pois eu era vamo se dizer umas das melhores alunas e primeira a chegar então fiz esse favor a eles. 

Depois de ter falado com a secretária e pegado o horário pra colocar no quadro estava voltando a minha sala, mas felizmente encontrei o cara que eu mais achava gato e gostoso, e eu facilmente daria pra ele rsrs. 

Ele é o bad boy da facul, seu nome é Min Yoongi mas conhecido como suga, ele vivia com um grupo de amigos que não pareciam ser boa influência, mas fazer oque eu sou louca por um cara que nem ele enfim. Passei por ele que estava com o seu melhor amigo Jung Hoseook que era outra perdição. Mas o bom é que eu o conhecia então ele me comprimento.

Jung Hoseook 

J-hope : ~ Oi s/n, tudo bem?

Suga me olha dos pés a cabeça e depois olha nos meus olhos.

***Pensamento s/n on

 Meu deus se ele soubesse que me deixa toda molhada só com esse olhar, não ficaria lerdiando e me levaria logo pra cama aff 

Pensamento of*** 

S/n: ~ Oi J-hope, tudo sim e vc? 

J-hope: ~ tô bem, em vai na festa hoje às 19:00? 

S/n: ~ vou sim. Então eu sei que você não perdi uma festa, queria pedi se poderia me espera as 19:15 lá frente da facul não quero entrar sozinha, você pode me fazer esse favor?

J-hope: ~ Aa s/n eu adoraria mas tenho que pegar a minha crush na casa dela, desculpa. Mas pelo que eu sei o Suga tá livre e vai vim esse mesmo horário acho que ele pode te esperar, você pode suga?

Ele fala virando para o suga que não parava de me olha

Suga: ~ Pra mim tanto faz cara, vamo logo não aguento mais ficar ouvindo vocês falando dessa festa.

J-hope: ~ MDS ignorante, você vai esperar ela sim e pronto acabou. S/n ele vai te esperar pode ficar suave, tu não vai entrar sozinha não.

S/n: ~ Okay, obrigada Min Yoongi se você realmente me esperar te pago uma bebida. Mas tá tchau vou indo.

Eu viro pra ir e escuto a voz do suga 

Suga: ~ Tanto faz garota.


Depois do ocorrido fui pra sala o professor já tinha chegado e quase implicou comigo mas aí mostrei o horário e fui para meu lugar, e sim fiquei até às 18:00 na facul.

Fui direto pra casa rápido pois o ônibus já tinha ido, só não corri pra não parecer uma louca.

 Cheguei em casa e fui tomar banho, sai do banheiro e escolhi uma saia bonita e bem curta mais eu a amava de mais, coloquei um cropped branco com listas finas pretas, fiz uma make bem clarinha e fui de cabelo solto mesmo. Olhei pro relógio do meu celular e já era 18:55 então passei um pouco de perfume e peguei minha bolsa que tinha umas camisinhas, fone, make e outras merdas, e fui rápido pro ponto e cheguei bem na hora que o ônibus parou. 

Quinze minutos depois

Cheguei na frente da facul logo vi o suga que estava mais gato do que nunca. Ele estava vestindo uma calça larga jens preta e uma camiseta de manga curta branca com umas escritas em inglês (don't care about anything). Ele estava de costas então não me viu chegar.

S/n: ~ Oi 

Ele vira me encarando do mesmo jeito de mais cedo, e ele estava com um cigarro na mão que logo jogou no chão e me respondeu.

Suga: ~ Oi, vamos entrar logo.

Sim ele vou muito grosso, mas eu gostava dele assim. 

S/n: ~ Sim bad boy. 

Ele me encara novamente me ignorando e começa a andar. 

Entramos no pavilhão aonde estava acontecendo a festa, o suga estava um pouco a frente e eu atrás, eu sei lá o que me deu na cabeça que o segui, e paramos em uma mesa com bebidas, eu o olhei e ele já estava servindo a bebida em um copo aí ele me olhou e falou.

Suga: ~ vai beber, porque se não for pode ir pra com o J-hope.

Eu o encarei e pensei um pouco

S/n: ~ vou beber sim, pode enche um copo pra mim. 

Assim o fez, depois de cheio os copos ele me entregou um e tomou o outro e eu virei era uma bebida amarga, logo de começo percebi que iria ficar bêbada logo.

Suga: ~ Eu não quero cuidar de ninguém não então não fica bêbada perto de mim.

S/n: ~ Não precisa se preocupar não, seu ignorante. 

***Pensamento on

Não sei porque falei isso, mds agora perdi todas as pequenas chances que eu tinha.

Pensamento of***

Suga: ~ Não tô sendo ignorante estou apenas falando a verdade.

S/n: ~ Tá bom eu vou indo dança fica aí com essa ignorância.

Sai de perto do mesmo, ele continuo ali falando algo, eu apenas comecei a dançar a música que começou, era sensual então comecei a sensualizar, e neste momento vi o  J-hope dançando com sua crush, dei uma tchau com a mão pra não atrapalhar e ele fez o mesmo. 

Despois de uns minutos dançando e sensualizando virei pra onde o suga estava pois senti ser observada a todo momento, e lá está ele escostado na mesa me olhando com cara feia mas ao mesmo tempo sensual, eu o encarei e desci até o chão, então ele começou a caminhar até mim e eu fingi que não não vi levantei e continuei a dançar.

Ele se aproximou e encostou seu corpo no meu bem perto pude sentir sua respiração, então ele foi até o meu ouvido e disse.

Suga: ~ Ei s/n para de sensualizar, assim você me deixa louco de tesão, e acorda o meu amiguinho, que adoraria te conhecer melhor sem essa roupa toda.

***Pensamento on

Mds ele tá perto de mais, assim não dá fiquei toda molhada já, foda-se vou com ele pra onde for, mais hoje eu dou pra ele.

Pensamento of***

 Eu rapidamente coloquei minhas mãos no seu cabelo e puxei ele para um beijo, que o mesmo logo retribuiu, o beijo foi quente e rápido cheio de desejo de ambas parte. Paramos por falta de ar, então ele me olha e sorri malicioso, deslizando sua mão para minha bunda e apertando.

S/n: ~ Suga vamo sair daqui e ir pra qualquer outro lugar, porque eu sou toda sua hoje. 

Suga: ~ Ainda bem que você sabe o que eu quero, e me chama de daddy porque hoje eu que mando. Vamos logo.

E lá vai ele me puxando pelo pulso pra fora do pavilhão, fomos pelos corredores até o final em uma sala desconhecida por mim. Ele abriu a porta e me puxou rápido pra dentro me atacando com um beijo e me escostando na porta trancando a mesma. Ele para o beijo e fala. 

Suga: ~ Tira a roupa baby.

Eu o escutei e comecei a tirar meu cropped e quando fui tirar a saia ele diz.

Suga: ~ Deixa que eu vou te fuder com essa saia aí mesmo.

Ele já tinha tirado sua calça e sua camiseta, estava apenas de box preta, e já dava pra perceber o seu membro ereto, isso me deixou mais molhadinha ainda. Então ele me beijou uma beijo mais selvagem, levou uma de suas mãos no meu cabelo e puxou, e a outra colou no meu pescoço e apertou, parou o beijo e disse com uma voz sexy.

Suga: ~ Eu vou te dar muito prazer hoje e espero que você seja uma baby bem boazinha.

S/n: ~ Eu vou ser daddy, mas por favor me fode logo eu não aguento mais, estou louca pra sentir seu pau em minha buceta, entrando e saindo de mim bem rápido daddy.

Ele me direcionou até uma mesa e me colocou ali deitada, ele afastou minhas pernas e levantou minha saia até a barriga, tirou minha calcinha e ficou encarando minha bocetinha. Então ele me beijou de novo e foi descendo o beijo pro meu pescoço * acho q ficariam marcas ali * descendo até meu seio, tirou meu sutiã e logo começou a chupar e dar umas mordiscadas no meu seio direito apertando fortemente o esquerdo me fazendo arfar de dor e prazer. 

S/n: ~ hummm daddy não.... seja..hummm... mau co...migo 

Suga: ~ Isso baby pode gemer a vontade ninguém vai ouvir além de mim, e é isso que eu quero, te ouvir gemer bem gostoso.

Aí ele desce mais uma pouco e chega em minha intimidade, logo passando a língua no meu clitóris me fazendo gemer.

S/n: ~ HUMMmm suga isso Humm

Suga: ~ Você está bem molhadinha pra mim baby.

Ele me chupa bem gostoso e logo enfia dois dedos em mim que fico só gemendo e pedindo mais, até que ele para e fala pra mim ficar de quatro. Eu logo o faço e sinto uma ardência na minha bunda e um barulho de tapa ecoa pela sala, ele me bate mais uma, duas, três vezes, então eu falo.

S/n: ~ me fode logo daddy.

Me dá mais uma tapa 

Suga: ~ Eu vou só porque não aguento mais te ver assim toda aberta pra mim baby.

Depois de dizer isso ele tirou sua box e logo me penetrou foi fundo e forte já de primeira me deixando louca aí começou a ir rápido e mais rápido, deixou uma de suas mãos na minha cintura e com a outra prendeu minhas mãos pra trás de um jeito bem bruto de ser, eu amei aí ele logo abaixou até meu ouvido e começou a gemer e falar coisa sujas.

Suga: ~ Hummm... Baby você.....é mu....ito gostosa aahh 

S/n: ~ Daddy vo...cê vai me dei..xar sem an..dar se continuar assim aaahh hummm daddy você me fode tão bem.

Suga: ~ Sua buceta aperta bem gostoso meu pau hhummmm, que bu...ceta gostosa do caralho aaahhh hhumm... eu vou gozar aahhhmm

Logo eu me sinto extasiada e sinto uma grande fraqueza nas pernas, ele percebe isso e me segura mais firme com uma de suas mãos e a outra deixa de segurar minhas mãos e vai até o meu pescoço novamente puxando pra trás e apertando fortemente *não pra me matar é claro kk*, logo depois de umas três estocadas sinto uma jato quente na minha buceta e escorrendo pela minhas pernas. Então sinto o peso do seu corpo sobre minhas costas e não nego que isso já me deixa excitada de novo.

S/n: ~ Daddy você me fudeu tão bem, que não estou sentindo minhas pernas. Vamos de novo daddy? 

Ele levantou tirou seu membro de dentro de mim e me virou pra ele, eu o encarei e ele me disse para abrir as pernas e logo depois me olhou nos olhos e disse de novo.

Suga: ~ Só de olhar pra você assim eu já fico duro de novo baby 

S/n: ~ Eu sou sua loucura daddy, eu sou sua somente sua

Suga: ~ Então eu vou te fuder até amanhã de manhã baby, com essa sua buceta gostosa que quero fuder a dias 

Assim ele me ataca com um beijo excitante e me penetra novamente bem lentamente, fundo e fortemente, seu beijo era viciante e seu jeito de me fuder era maravilhoso, então continuamos fudendo até os dois gozarmos novamente. E isso aconteceu depois de um bom tempo. 

Suga: ~ Você é só minha baby, ok? 

Ele fala me ajudando a abaixar a sai e me alçando o meu cropped e ainda indo vestir suas roupas, eu o encaro por uns minutos depos de estar vestida assim que ele termina ele me olha de volta com a sua cara feia de sempre, debochando  porque eu está segurando a mesa atrás de mim, não aguentava ficar em pé muito bem.

Suga: ~ Não vai me responder? Depois eu que sou o ignorante né minha baby.

Ele fala segurando meu queixo e me olhando com seu olhar frio.

S/n: ~ E você é só meu daddy? 

Suga: ~ Sim baby, essa é a primeira de muitas vezes que vou te dar prazer.

Depois dessa fala eu dou um selinho demorado nele que me olha confuso depois de eu né afastar

Suga: ~ Você me deseja e não é de hoje né, eu vi o jeito que me olhava quando passava por mim, e quando o J-hope falou que eu esperaria eu sei que ficou louquinha, e veio com essa roupa só pra me provocar, mas baby eu não sou de me envolver então não se envolva além do sexo também, porque a sua buceta é muito gostosa assim como essa sua boca e seu corpo perfeito baby, não crie sentimentos pois eu não vou corresponde-los.

S/n: ~ Suga eu te desejo sim e você me deseja também eu sei, mesmo com esse seu jeito frio e ignorante de ser seu olhar não nega, mas eu só quero um homem pra mim usar quando eu querer sexo, e você vai ser este homem então eu que digo, não se apaixone por mim.

Suga: ~ Olha que baby malvada você, eu aceito ser usado por você sim, mas ainda sou o seu daddy então eu decido 

Ele diz isso pegando no meu pescoço e me dando um selinho no canto esquerdo da boca e descendo devagar para o pescoço. Eu coloco minhas mãos sobre seu peito e dou um sorriso malicioso dizendo.

S/n: ~ Quer continuar a brincadeira na minha casa daddy? Já está quase amanhecendo todo mundo já deve ter ido vamos também. Vamos nos divertir mais, que tal?

Falo levando uma das minhas mãos em seu membro e outra em sua nuca, o mesmo continua me encarando malicioso e sorri mexendo a cabeça concordando com o meu pedido, então eu levemente aperto seu membro e escuto um pequeno arfar de sua parte e depois puxo seu cabelo, e o mesmo não tira em nenhum segundo seus olhos dos meus, isso me deixa excitada, ele sorri se aproximando mais e aperta um pouco mais meu pescoço me fazendo tirar a mão de seu membro e seu cabelo, levando do as até sua mão que segura firme meu pescoço, afirmo que gosto muito disso, desse seu jeito eu domino você baby. Então ele para e me olha sério e diz.

Suga: ~ Vamos logo antes que eu tire sua roupa aqui e te foda aqui de novo baby.

Ele se vira e caminha até a porta a destrancando, e me chamando pra ir. Eu rapidamente vou atrás dele e vamos caminhando abraçados e conversando sobre tudo até a minha casa, aonde chegamos e logo nos atacamos de novo, fizemos um sexo mais selvagem e depois ficamos ali apenas fazendo  carinho um no outro. 

S/n: ~ Confesso que essas duas foram as melhores fodas que eu já tive Yoongi.

Suga: ~ Eu sei, eu te deixou louca. É por isso que você e só minha baby.

S/n: ~ Você é muito gostoso senhor Min Yoongi.

Depois dessa fala nós dois rimos e se encaramos, e simplesmente aconteceu um beijo romântica não sei porque diabos aconteceu mas aconteceu, e assim acabamos dormindo ali abraçadinhos bem perto um do outro. 

Eu ainda ouvi ele sussurrar que eu eu a melhor mulher que tinha aparecido em sua vida e que ele não me perderia tão fácil.

A Min Yoongi eu sou louca por você espero que saiba.











Notas Finais


Aaa como já disse é minha primeira fanfic espero que gostem, fiz com todo amor e fogo na bunda pelo suga kkkk.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...