História I'm your demon - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Anjos, Bts, Demonios, Jeongguk, Lemon, Romance, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 52
Palavras 1.427
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa é minha primeira fic e espero que gostem, se quiserem dar suas opiniões sendo críticas criativas, eu adoraria. Ah, perdoem-me os erros e não desistam de mim.

Boa leitura <3

Capítulo 1 - O medo


Fanfic / Fanfiction I'm your demon - Capítulo 1 - O medo

No mundo em que vivem anjos e demônios, conflitos distintos, medos impregnados, distintos poderes e criaturas a parte, desejos inalcançáveis de alguns seres são sentidos. Anjos por sua vez, criaturas agraciadas com beleza e beldade e dons inimagináveis desfrutam um medo frustrante, suas vidas correm perigo e sua espécie, quase em extinção se escondem dos horrores do mundo.


Em um pequeno vilarejo, vivem os poucos anjos que ainda não desapareceram. Eles, inclusive eu, vivemos como se não lembrássemos do que acontece lá fora, tantos desastres que pareciam ocultos e não podiam ser comentados entre nós.



Haviam criaturas monstruosas que faziam nos esconder, mesmo com todo nosso poder  fomos perdendo a sabedoria de nossos antepassados, pois os mesmos já tinham sido raptados ou mortos. Enfim, desapareceram.


Criaturas brigavam por territórios, riquezas e até mesmo comida, a que nessa exata época estava escassa. Em nosso vilarejo não passávamos fome, pois um de nossos dons era dar vida a outros seres, e com esse benefício plantávamos e cuidávamos para ser nosso alimento. Não era o mesmo com os demônios ou outras criaturas, eles tinham lá suas riquezas, mais isso conta só para os nobres, os que viviam em castelos.



Um tipo único que nos fazia temer mais ainda são os demônios, pois como anjos puros, tínhamos a capacidade de fortalecer eles. Dar mais poder aqueles que destruíam o mundo a cada dia não estava em nossos planos.


Demônios, as criaturas que aparentavam não ter sentimentos, seres monstruosos que só pensavam na luxúria e no poder. Aqueles que encontravam anjos para si tinham sorte grande, pois assim teriam eternidade, poderes desconhecidos e prazeres com seres de pureza e beldade imensa.


Um único velho anjo que ainda estava entre nós, ainda dava poucas lições para nós anjos aprendermos, mas o mesmo sendo velho já  estava doente e impossibilitado. Portanto, anjos que aprenderam algumas coisas criaram uma barreira celestial para nos proteger do mundo lá fora, especialmente dos demônios.



**


Foi no inicio de manhã, o sol nem brilhava tanto ainda, o nascer do sol se iluminava a cada segundo pela janela do meu pequeno quarto. Acordei com o mesmo batendo sobre meus olhos que me fez me rolar pela cama em busca de mais sono, o que não foi possível, pois alguém já batia em minha porta.


Eu normalmente acordava cedo, com exceção de alguns dias que eu ficava mais exausto do que qualquer outro, sou Kim Taehyung um anjo sem dons e o mais esperto de todos no vilarejo.


- Tae? – ele me chamou em um tom alto após bater tantas vezes em minha porta e eu não tê-lo respondido – não é de meu interesse atrapalhar seu sono, mas preciso falar com você.


Me levantei um pouco atrapalhado pelo sono, cambaleando da cama até o meu banheiro, escovei os dentes, tomei meu banho que foi rápido, já que alguém me esperava na sala - saí do banheiro secando o cabelo com a toalha, penteei meus cabelos e vesti uma roupa descente.


Assim que cheguei na sala, lá estava ele – meu amigo que sempre tinha sua aparência linda e robusta, seus lábios um tanto cheios, e seu rosto fofinho, seus cabelos lisos com um tom rosado, mas sua expressão não me parecia nem um tanto adequada para aquela linda manhã.


Eu não tinha tantos amigos, por que a  maioria das pessoas do vilarejo sempre se manteve distante de mim, com exceção do Jimin meu único amigo. Nós nos conhecemos ainda crianças, ele foi o único que veio falar comigo, divertiamo-nos muito e brincávamos de todas as brincadeiras possíveis.


Eu nunca entendi o motivo para todos me evitarem, eu já tentei me enturmar com os jovens do vilarejo, mas trocávamos poucas palavras e depois se distanciavam de mim como se o meu cheiro não fosse agradável, ou como se tivesse falado coisas erradas, e até mesmo se minha aparência não fosse significante de um anjo.


Vou até a mesa que Jimin se encontrava escorado com seus braços, pego uma maçã que estava na cesta de frutas e puxo uma cadeira para perto de onde o mesmo sentava e encarei preocupado sem dar nenhuma sequer mordida na fruta


- por que está nervoso Jimin ? – perguntei de forma simples  no intuito de não estressa-lo mais do que aparentava estar

- Taehyung, eu ouvi boatos de que demônios estavam rodeando pelo vilarejo ! - Ele diz receoso me fitando

- fique calmo Jimin, nosso vilarejo é protegido  – afirmo em um tom relaxado.

- eu não sei se podemos confiar tanto assim, a cada dia me parece que nossa barreira celestial está enfraquecendo. – o menor apreensivo falava com suas mãos entrelaçadas uma na outra

- ei, iremos resolver isso, sei que você está com medo, mas somos poderosos – levanto da minha cadeira e vou perto do mesmo e afago os cabelos do menor na intenção de acalma-lo  - eu irei proteger você a todo custo, não se preocupe


Jimin riu de orelha a orelha como se todas suas preocupações fossem embora quando está comigo, o que fez me sentir especial, já que não tenho contato com ninguém além dele e do velho anjo. Isso me fez querer protege-los ainda mais, como se minha vida dependesse disso. Sim, eu daria minha vida por eles, os únicos que cuidaram de mim e me trouxeram felicidades nos momentos tristes.

Logo após eu acalmar meu amigo ele saiu para como sempre cuidar de seus afazeres, e eu fui fazer o mesmo.

Quando criança eu acordava muitas vezes exausto, machucado,  e sempre, o velho anjo me esperava com curativos, panos molhados e um chá quente que eu adorava. Hoje em dia ele não prepara mais o chá, nem levantar da cama o mais velho consegue. Agora, eu cuido do mesmo como antes ele cuidava de mim.

Depois de Jimin ter ido embora sigo para o quarto do anjo mais velho. Abro lentamente a porta e entro no quarto. O mesmo ainda estava dormindo profundamente em sua cama e não achei certo acorda-lo -  saí fechando a porta com todo o cuidado. Eu ainda tinha alguns minutos ou horas até que ele acordasse, por isso, decidi dar uma voltinha pelo vilarejo

Eu já estava caminhando por aquela trilha de pedras escuras a minutos , a trilha me levou até uma grande árvore oliveira, cujo seu tronco lenhoso se encontrava gasto por tantos anos de vida e de muitas tempestades que suportou, ela ficava um tanto longe do vilarejo, mas eu não me importei – me sentei escorando na mesma sentindo o vendo que tocava os galhos e folhas da árvore com a brisa da manhã - depois de alguns minutos, aquela brisa passou, o sol nem brilhava mais e aquele lindo clima se desfez em se tornando uma tempestade devastadora, estranhei o clima ter mudado tão rápido. Me levantei um tanto assustado, as gotas de chuva que já pingavam com intensidade e em alguns segundos já aparentavam fortes, formando poças de lama.


Decidi voltar pra casa mesmo que as folhas da árvore me protegessem  fiquei encomodado com o frio repentino, Portanto dei um passo a frente me preparando pra correr da chuva, já que a mesma ia me fazer pegar um resfriado e eu não queria ficar doente com tantas preocupações que já tinha, foi aí que  senti uma mão sobre meu ombro e aproximação inesperada três seres desconhecidos



- ora, ora. Achamos um anjo pessoal – risadas vieram ao fundo seguido de passos em minha direção

- q-quem.. quem são vocês ? – meu coração batia forte e o medo já se instalava em  mim deixando minhas pernas bambas


Um deles, que se encontrava atrás de mim se aproximou cada vez mais, tanto que eu já podia sentir sua respiração gelada sobre meu cangote, o que me deixou paralisado, eu não sabia o que poderiam fazer comigo, mas sabia que podia ser qualquer coisa


- você é um anjinho muito belo - ele lambe a externa cartilagem do topo de minha orelha após ter falado tais palavras - que me fez ir um passo para frente


- temos que levar ele para o castelo, o príncipe Jeon vai nos recompensar pelo ato! – outro exclamou vindo a minha frente e rindo de uma forma maléfica

- Não vou a lugar nenhum, me deixem - tentei ser forte e firme em minhas palavras para causar medo aos que me pressionavam, mas quem estava com medo era eu


Estava apavorado, pois nunca tinha me deparado com um demônio pessoalmente, meus lábios já estavam trêmulos, minha respiração ofegante até que  então um dos demônios tocou em minha testa com o seu dedo indicador, foi quando minha visão escureceu e eu já não me encontrava mais consciente


Notas Finais


Caso queiram me seguir no twitter ou fazer perguntas, Confira amy (@amykxtae): https://twitter.com/amykxtae?s=09

Beijinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...