1. Spirit Fanfics >
  2. Imaginação fértil adquirida - Jikook >
  3. Você tá muito estranho

História Imaginação fértil adquirida - Jikook - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Depois de eras, finalmente voltei com esse capítulo na tentativa de tirar do flop

Boa leitura

Capítulo 3 - Você tá muito estranho


P.o.v's Jungkook

-Você tá muito estranho, cara! - Taehyung deu uma mordida no seu sanduíche, me olhando esperando alguma resposta minha, mas fiquei calado.

-Concordo! Faz uma semana que não tramou alguma coisa para irritar o Park Jimin.- Namjoon disse e levou a boca até o canudo do seu suco de caixinha, Jin que estava ao seu lado concordou.

Olhei em volta na cantina, e vi o dono do nome que meus amigos tanto falavam. Jimin estava conversando alegremente com seus dois amigos, deixei de encara-lo para prestar atenção nos outros na mesa.

-E o que tem isso? Não é bom que eu finalmente deixei de pertuba-lo? - Os três arregalaram os olhos e eu continuei com a mesma expressão.

Desde que comecei a ler as fanfics yaoi eu comecei a reparar demais naquele garoto, o quanto ele é isso inteligente e incrível. Parece ser estranho estranho, quando tais palavras sai de meu pensamento

Realmente, hoje faria uma semana que não dirijo uma palavra ao Park.

-T-tá tudo bem com você? - Jin me olhou, com uma certa preocupação.

-Por que eu não estaria? - dei uma mordida generosa na maçã que pousava sobre a palma da minha mão. Seokjin me olhou com uma expressão de como se aqui não fosse óbvio.

-Por que não é do seu feito ser desse jeito! - Tae respondeu pelo Jin, acabei dando uma gargalhada.- Qual a graça?

-Não eram vocês que viviam me enchendo o saco dizendo que eu devia parar de pertubar o Park? Não entendo vocês.

Me levantei indo deixar minha bandeja vazia no balcão da cantina. No caminho passei perto da mesa do Jimin, o dito cujo me olhou passando ao seu lado, nossos olhares acabaram por se encontrar. Por um momento jurei que ele levantaria e viria na minha direção, mas apenas virou o olhar votando a conversar com seus amigos.

Deixei minha bandeja e fui para sala, esperar o intervalo acabar. Me sentei na cadeira e botei as pernas na mesa, como se eu estivesse relaxando em casa

Mas como a vida quer ver você se fodendo, as coisas infelizmente não acabam por aí.

Jimin entrou na sala e veio na minha direção, parou ao meu lado me encarando e com os braços cruzados.

-O que está tramando? - foi direto, arqueando sua sombracelha. Estava batendo o pé no chão freneticamente, parecia ansioso.

-Eu? Nada! - Tirei os pés da mesa e o encarei. - Acha que estou mesmo tramando alguma coisa?

Ele apenas riu, de modo sarcástico, estava mesmo debochando da minha pergunta.

-Você anda muito quietinho, não é normal a minha pessoa questionar? - era uma pergunta atrás de outra

Dessa vez, eu que acabei por rir da situação, fiz da mesma maneira que Park

-O mundo não gira em torno de você.

-Até uma semana atrás, esse seu mundo girava em torno de mim. - Rebateu

-Escuta aqui, garoto... - Me levantei irritado, ele andou um passo para trás.- Não preciso ficar torrando seu nome toda hora, parece que se acostumou, além do mais, não preciso te contar o que eu faço ou deixo de fazer. - Ele agora me olhava surpreso.

-Então, você finalmente me superou? - Perguntou, se aproximando de novo, em uma distância saudável.

-Eu não diria isso, eu tô apenas cansado. - Menti, eu adorava vê-lo irritado. - Mas não vá se acostumando. - desviei o olhar, apenas pude escutar sua risada.

-Quase me esqueci, eu queria te agradecer faz algum tempo... - Subitamente, olhei para ele muito surpreso.

-P-por quê?

-Por ter me ajudado na educação física. - Deu dois tapinhas no meu ombro, com um sorriso que ele nunca tinha dirigido a mim. Parecia estar sendo sincero.- Quando cheguei na enfermaria, ela verificou o meu nariz e me perguntou porquê não tinha perdido muito sangue.- Olhou para o seus pés, prosseguindo. - falei a ela que tu tinha me ajudado com isso. Depois a mesma completou falando que se você não tivesse ido me ajudar, eu teria alguns problemas a mais.

Estava meio catatônico, mas prestava atenção em cada palavra.

-Ah... - Ele sorriu mais uma vez, mas eu respirei fundo. - E seu nariz t-tá melhor?

-T-tá sim! Dói um pouco mas esta bem melhor. -Sorriu meio envergonhado. Ele nunca tinha sido assim comigo, não posso negar que estava gostando daquilo.- Eu... Eu vou passar o resto do recreio com os meus amigos, tchau.- Parece que o velho Jimin havia voltado. Apenas assenti com a cabeça e ele se virou indo na direção da porta. Antes dele tive na maçaneta, a campainha havia tocado

Eu comecei a rir pelo jeito que ele resmungou, voltou emburrado e se sentou em sua carteira, deitando a cabeça nela.

-Talvez o mundo queira a gente junto. - Disse com um um brincalhão, ele levantou a cabeça dando uma risada.

-Não, definitivamente não! - parou de rir e abaixou a cabeça novamente.

Me sentei na cabeça ainda com um sorriso no rosto. Talvez eu busque mais conversas agradáveis.

Não, não. Isso deve ser apenas coisa da minha imaginação


Notas Finais


Espero que tenham gostado ᕕ( ᐛ )ᕗ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...