História Imaginário: O psicopata e a nerd - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Personagens Originais, Ryan Butler
Tags Babyyoongiz, Justin Bieber
Visualizações 245
Palavras 950
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


♤ Aviso, com esse capítulo, entramos enfim, no meio da fanfiction.
Música do capítulo: Sorry - Justin Bieber
Boa leitura...

Betagem por ~BabyYoongiz

Capítulo 18 - Sorry


Fanfic / Fanfiction Imaginário: O psicopata e a nerd - Capítulo 18 - Sorry

Não sabia onde enfiar minha cabeça tamanha a vergonha que eu tinha, não conseguia ao menos olhar para ele, encarar aqueles olhos cor de mel que eu tanto amo. E por YoonGi, seria demais ele ter presenciado eu clamar pelo seu nome e até mesmo me tocando enquanto estou tento esses tipos de sonhos com sua pessoa. Céus!

- J-Justin - tento falar, mas a única coisa que sai de minha boca é um gemido. Frustante.

Aos poucos ele começa a caminhar em minha direção, seus passos são curtos e precisos, algo que a cada distância reduzida me fazia aumentar o ritmo de minha respiração.

Bieber quando já ao meu lado, ele me faz deitar novamente e logo se posiciona em cima de meu corpo, o prendendo com seu peso.

- Eu posso resolver esse seu problema pequena - repete as mesmas palavras, mas só que agora rente ao meu ouvido me ocasionando alguns arrepios pelo meu corpo.

Com um olhar penetrante ele com a maior calma afasta minhas pernas se posicionando entre elas - encontro-me com uma camisa grande e nada mais - ele me lança um sorriso sacana e se abaixa ficando com seu rosto diante minhas partes íntimas, passa os seus dedos ali, ainda por cima de uma calcinha fina.

- Justin eu acho...

- Quietinha - aperta minhas pernas que já começava a falhar.

Com uma de suas mãos ele ergue minha camisa até a altura de minha barriga, com os dentes começa a retirar minha calcinha. Justin fazia tudo minuciosamente olhando para mim, queria capitar cada reação minha. Irei enlouquecer de luxúria.

Quando já retirado a calcinha ele a joga em qualquer canto de meu quarto.

- Rosinha - refere-se ao meu íntimo - como imaginava.

Bieber coloca minhas pernas em seu ombro, uma de cada lado e logo em seguida eu sinto sua boca indo de encontro com minha intimidade, ele castigava em lambidas intensivas, ele literalmente sugava meus lábios.

- Wow~

Seguro os lençóis de minha cama com todas as minhas força, contrai minhas pernas em seu ombro quase enforcado, mas aparenta que ele não está a ligar, muito pelo contrário.

- Justin e-eu v... oh~

- Deixa vir pequena - aperta minha coxa esquerda - deixa.

Bieber já não continha sua boca em mim, agora ele rodeava seu polegar em meu clitóris e olhava diretamente em meus olhos.

Fecho os meus olhos e tombo minha cabeça para trás quando sinto Drew apertar minha intimidade exatamente na mesma hora que meu orgasmo chega.

- Hmm - abafo um gemido alto mordendo meus lábios.

[...]

Exalta, é assim que eu me encontro. Justin logo que se deita ao meu lado, ele me puxa para si me fazendo deitar em seu peito.

- Justin você... O seu... Hm.

Enrolo-me quando tento falar sobre seu membro, pois pelo o que eu estou a ver ele está bem acordado, é evidente o volume ali.

- Tudo bem, logo ele estará normal.

Respirando pesado e com dificuldade eu fico quieta ali deitada, somente sentindo seu carinho. Ele fazia cafuné em minha cabeça.

- Bieber?

- Hmm.

Olho para seu rosto.

- Como você entrou aqui?

- Como eu sempre entrei - sorri travesso - pela janela.

-...

- Dorme agora pequena - sela minha testa - ainda é madrugada.

E assim eu faço, me aconchego em seu peito e adormeço com as cenas de ser tocada.

[...]

Já era de manhã, ou talvez até poderia ser uma tarde quando eu acordo com uma voz angelical ao meu lado. A voz cantava uma música desconhecida por mim, mas uma música comovente.

- I know you know that I made those mistakes maybe once or twice - alguém acaricia minha bochecha - By once or twice, I mean maybe a couple a hundred times - continua a cantar e eu nessa hora já estava de olhos abertos o encarando - So let me, oh, let me redeem, oh, redeem, oh, myself tonight - a primeira lágrima cai de meus olhos, mas logo ele a enxuga - Cause I just need one more shot at second chances... Bom dia bebê.

- Bom dia - são as únicas palavras que consigo pronunciar naquele momento.

Sento-me na cama coçando meus olhos na tentativa de espantar o sono.

- Toma um banho.

Sem discutir, eu me levanto e vou na direção do banheiro, chegando eu retiro a camisa que vestia e olho para um pequeno espelho ali existente.

- Que loucura que eu fui cometer?

Escolhi por tomar banho no chuveiro mesmo, não estava com tempo para esperar a banheira encher.

Tomo um banho rápido e relaxante, saio do banheiro quando termino não encontrando Bieber em meu quarto como a alguns dias atrás, estou a costumar com essa situação.

- Uff - suspiro indo para meu guarda roupa pegando um roupa qualquer, tinha visto as horas em um relógio no banheiro e constatei que tinha perdido as horas para ir a escola.

- Olá mocinha - Bea fala quando apareço na cozinha - foi boa sua noite?

- Fo...

Pera aí, que sorriso malicioso é esse no rosto dela? OH MY GOSH, HELP.

- Você não ou...

- Ela nem precisa - fala ele entrando na cozinha e sentando ao meu lado - quando estava saindo ela me viu - levanta seus braços para cima em um sinal de rendimento.

- Vocês até que são um casal bonito - Bea fala como não quer nada.

- QUÊ?

- Não estou mais aqui - sai da sala rapidamente.

- Você fica linda com vergonha - fala Drew enfiando uma torrada na sua boca.

- Ah cala a boca - jogo-lhe um pedaço de bolo em sua cara.

E assim foi nossa "manhã", entre piadas e guerras, dois verdadeiros idiotas, um alegrando o outro.

Mas até quando? Será que irá durar? Ou isso é simplesmente uma fachada para ambos os dois? Eu não sei, só sei que irei aproveitar ao máximo esse momento único com o MEU Justin, psicopata e gangster.


Continua...


Notas Finais


Beijinhos de biscoito...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...