1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine - Cellbit x Leitora >
  3. Aquele do me perdoa

História Imagine - Cellbit x Leitora - Capítulo 34


Escrita por: e tuttifruitazedo


Notas do Autor


Me desculpa, mas precisava disso pra historia continuar....

Capítulo 34 - Aquele do me perdoa


Fanfic / Fanfiction Imagine - Cellbit x Leitora - Capítulo 34 - Aquele do me perdoa

Eu to ficando louca, não é possivel

Eu peguei meu celular e eu dormi pelo menos umas......2 horas?..

S/n- Cellbit?

"Será que ele ainda não chegou?"

Eu me levanto da cama e ando pela casa o procurando, mas sem sinal dele.

Pego meu celular para mandar mensagem pra ele.

A Ingrid tinha me mandado 15 mensagens, mas todas foram apagadas...

Eu mando mensagem pra ela, mas nn chega no celular dela.

Entro na conversa do Cellbit e tinha duas mensagens.

Uma ft de uma fila imensa e uma mensagem embaixo

-vai demorar um pouco desculpa-

A mensagem foi enviada a 1 hora, ele ja deve tar chegando.

Desligo o celular e coloco minhas mãos no rosto.

S/n- eh tão difícil viver sem você Thiago? Por que eu continuo sonhando com vc?

Uma serie de lembranças vem a minha cabeça da Ingrid sempre falando que o culpado era o Cellbit e dela brigando com ele

"Talvez tenha sido isso, a minha mente colocando as peças do quebra-cabeça, o Cellbit sequestrando o Thiago fazia mais sentido do que o Thiago me sequestrando, as peças so estavam bagunçadas"

A porta da frente se abre e ele chega com algumas sacolas na mao

S/n- por que você nn falou que ia comprar o mercado inteiro, eu podia ter ido com você

Cellbit- esse não era o plano original, mas eu me animei um pouco, desculpa

S/n- deixa eu ver oque você comprou

Cellbit- ai, isso ta muito pesado

Ele coloca umas 10 sacolas no chão cheias e mais a mochila dele tbm cheia

Cellbit- entt, vc recebeu alguma mensagem da Ingrid?

S/n- sim, mas eu tinha dormido, quando eu acordei ela tinha apagado todas que me mandou

Cellbit- que estranho

S/n- realmente

"Eu queria muito contar dos meus últimos sonhos, mas o fato de ele literalmente ter sequestrado o Thiago neles, eh meio estranho..."

Cellbit- comprei seu panetone

S/n- aaaee vlww

Meu celular começou a tocar

//orochi//

"Pq ele ta me ligando?"

-alo?

-s/n? Aonde você ta??

-to na casa do Cellbit por que?

-porque a Ingrid saiu daqui e não voltou ainda, eu achei que ela poderia tar com vc, mas como vc ta com o Cellbit e ela odeia ele

-como assim ela não chegou?

-eh, faz umas 3 horas que ela saiu, e ela nn recebe minhas mensagens e nem atende

-meu deus, to indo na casa dela

-Ok

//ligação encerrada//

S/n- meu deus, a Ingrid sumiu, nn recebe mensagens, nem atende ligação, eu vou na casa dela

Cellbit- oque vc acha que aconteceu com ela?

S/n- ela fica assim quando a gente briga, meio que se isola, eu vou pedir desculpa, não devia ter gritado com ela

Cellbit- quer que eu vá com vc?

S/n- não, não, eu preciso falar com ela sozinha

Cellbit- ok, vou te levar até la embaixo

S/n- não, eu vou a pé mesmo, a casa dela é perto daqui

Cellbit- ok

Troco de roupa rapido, pego meu celular, dou um beijo nele e desço rapido para o térreo.

ando rapido pelas ruas enquanto tento ligar e mandar mensagens pra ela.

"A última vez que isso aconteceu a gente ficou 1 mês sem se falar, ela se trancou em casa e nn saia por nd, eh melhor eu ir rapido pra casa dela pra arrumar isso"

As ruas estavam cheias, merda, melhor eu ir pelo parque, ele tava mais vazio.

Vou passar por baixo da ponte, aproveitar que nn tem ninguém.

O vento que bateu na minha pele e me fizeram arrepiar ja me dava uma premonição do que vinha pela frente.

Quando eu virei a esquina pra passar por debaixo da ponte, eu ainda estava com a cara no celular, mas os levantei um pouco para ver o caminho

"Por favor Deus, não"

S/n- INGRID?!

Eu a vi ali, jogada no chão, com o peito sangrando

"por favor não, isso não pode tar acontecendo"

 eu corro pra ela, o sangue ta seco, como alguém não viu isso??

S/n- Isso não ta acontecendo, eu to sonhando, fica aqui

Ela ja tava morta a muito tempo, deixada ali, sozinha.

Eu não devia ter gritado com ela, não devia ter a mandado ir embora, eu não devia ter deixado ela de lado, eu não devia ter desacreditado nela

O seu corpo ja estava gelado, não tinha mais jeito.




S/n- me perdoa


Notas Finais


Me perdoem pessoas que gostavam da Ingrid, eu nn queria, mas eu tive que fzr pra historia continuar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...