História Imagine - Quem você escolheria? - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Bts, Jimin, Jungkook
Visualizações 86
Palavras 969
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Continuação, segurem o forninho.
Beijos...

Capítulo 8 - Meu estranho favorito


Fanfic / Fanfiction Imagine - Quem você escolheria? - Capítulo 8 - Meu estranho favorito

Me arrumo, coloco meu melhor vestido (foto a cima), faço uma make impecável, pego a chave do carro e vou para a festa.

Chego a festa, converso com os sócios e eles me apresentam a algumas pessoas. Conversamos sobre o futuro da empresa, eles me anunciaram como a representante do Brasil.

Eu fiz a "média" com os sócios e fui ao bar encontrar meu convidado, então vejo um homem auto, em um terno preto de costas para mim. Colo a mão em seu ombro.

- Então finalmente vou conhecer meu amigo estranho Favorito.

Quando ele se vira

Xxx: S/N?

- JK?

Meu corpo estava congelado, eu não sabia o que fazer, falar ou pensar.

Ele me olhando com cara de quem não estava entendendo nada.

Eu saiu do transe, corro através dos convidados e vou para a garagem.

Vou até meu carro e tento abrir a porta, mas u estava tão nervosa que não conseguia.

Até que sinto uma mão me puxando e me virando.

Jungkook me fitava

Eu soltei meu braço e o olhei com ódio.

- Você sabia esse tempo todo não é?

Claro que sabia, você estava brincando comigo de novo. *falei batendo na porta do carro para não bater nele*

Jk: Claro que eu não sabia, se soubesse eu jamais teria falado contigo.

- Fica longe de mim, eu te odeio. Tenho nojo de você. *gritei*

Eu quero sair daqui, não quero te ver.

Jk: Eu poderia dizer o mesmo.

- Quer dizer que eu sou a tal ex?

Jk: Sim

- Mentira, você está mentindo. Tudo o que vem de você é mentira *grito*

Eu te odeio, odeio

Eu nunca fiquei com outra pessoa depois que começamos a ficar. Eu te amava.

Mas eu fui só mais uma que você usou o jogou fora.

Então ele me segura pelo braço, abre a porta do carro e me coloca lá dentro e entra em seguida.

Jk: Eu quero conhecer meu filho.

- Ele é MEU filho.

Jk: você já tirou quase 5 anos da vida ele de mim, eu tenho esse direito *gritou*

- Fica longe dele, fica longe da gente. Eu não quero você perto ele.

E quem te garante que é teu filho? Já que eu andava com outros por aí, pode ser de qualquer um.

Jk: Você esqueceu que fui teu amigo durante dois anos? Eu sei que ele é meu filho.

- Isso só pode ser um pesadelo, não acredito nisso. *começo a chorar*

Nós não precisamos de você, ele não precisa.

Jk: você sabe que isso é mentira. Você mesma já me falou que ele pergunta pelo pai.

- Um dia darei um pai a ele, um que seja homem de verdade e não um moleque que gosta e brincar com as pessoas.

Jk: *Segurou meu rosto com as duas mãos e olhou nos meus olhos* Não ouse, jamais me substituir. Eu nem sabia que tinha um filho, eu quero ser pai dele. Te proibi de dar outro lá a ele.

*Ele olha por mais uns segundos e me beija*

Eu tendo resistir, mas acabo cedendo por alguns segundos, era um beijo cheio de saudade e outros sentimentos. Até que me solto dele e viro o rosto.

Sinto ele me olhar

Jk: Nunca mais encosta em mim.

Jk: S/N eu quero esquecer o passado, vice sabe o quanto senti tua falta.

Eu te amo, não importa o que você fez no passado.

- Eu não diz nada *grito* eu já falei.

Me deixa em paz, eu não quero te ver nunca mais. Não vou cair nessa e novo.

Some da minha vida *falo chorando*

Nós ficamos em silêncio por alguns minutos e então eu me virei para ele.

- *Falei calmamente* Sai do meu carro, vai embora e me esquece.

Jk: *ele me olha com os olhos cheios de lágrimas e com o rosto molhado por suas lagrimas* Ele é meu filho S/N, por favor.

- Esquece isso, segui a tua vida.

Sai daqui por favor.

Jk: Eu vou sair, mas eu vou atrás do meu filho.

Então ele sai carro e eu fico ali por algum tempo, chorando e tentando me acalmar.

Volto para casa e vou até o quarto de Daniel, deito ao seu lado, olho cada detalhe do meu filho e acabo dormindo ali mesmo.

JUNGKOOK FLASH BACK

Já faz um mês que estou ficando com a S/N, quando a conheci eu só queria faze o de sempre: iludir, usar e jogar fora.

Mas com o passar do tempo e a convivência, eu acabei gostando dela de verdade.

Eu estava pronto para mudar por alguém, então decidi pedi-la em namoro. Queria ela só pra mim.

Fazem dois dias que não a vejo, decidi fazer uma surpresa. Então fui a joalheria e comprei um lindo anel, comprei algumas coisas para fazer um jantar especial. Aquilo era pra valer.

Quando passei em frente ao nosso restaurante favorito, a vi com o Jimin.

Fique observando de fora, então vi aquilo que mais me doeu.

Eles estavam conversando e Jimin estava segurando sua mão e ela não rejeitava.

Até que ele se levantou e deu um beijo de despedida.

Aquilo foi pior que um tiro, não conseguia acreditar que ela estava fazendo isso comigo.

Então noite fui para uma festa de amigos, bebi várias cervejas e quando olho para a porta, a vejo entrando com o Jimin.

(Que cara de pau) *penso*

Então fiquei observando de longe eles dançando, até que a vindo vindo em direção ao banheiro.

Então eu peguei a primeira garota bonita que vi, arrastei para o corredor e a beijei.

Quando escuro a voz da S/N, eu a olho com sorriso debochado e começo a falar coisas que doíam mais em mim do que nela.

Porque ela não era só mais uma, ela era aquela que eu queria pra mim como a única.

Mas naquele momento eu a odiava.

Então do nada ela desmaia, mas Jimin a segura a tempo de cair no chão. Eu fiquei assustado.

Então a levamos ao hospital, vê-la ali naquela cama de hospital estava me doendo muito.

Então ela acordou, primeiro ignorou minha presença e depois me expulsou.

Foi um golpe atrás do outro, eu sai de lá chorando. Decidi nunca mais procurá-la.

JUNGKOOK FLASH BACK OFF


Notas Finais


Nem tudo é o que parece, o cafajeste também ama.
E essa história aí, ainda tem muita água pra rolar em baixo dessa ponte. Ou não. Beijos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...