1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Animes Boys >
  3. Monkey D. Luffy

História Imagine Animes Boys - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Helloooo e chegamos agora com um pirata maravilhoso, esse cap é em homenagem a Akanory, espero que vcs gostem pois eu amo o Luffy bjsss ate o próximo cap e boa leitura

Capítulo 6 - Monkey D. Luffy


Fanfic / Fanfiction Imagine Animes Boys - Capítulo 6 - Monkey D. Luffy

                     S/n Pov.

A alguns meses tinha entrado na tripulação dos chapéus de palha, todos me receberam de braços abertos, sempre gentis, amigáveis e alagres, porém de um tempo ora cá notei que o capitão começava a me evitar, tentei falar com ele varias vezes, me aproximar mas ele sempre saia sem mais nem menos.

A verdade era que eu sou completamente apaixonada por Monkey D. Luffy, eu sempre sonhei em ser pirata, tentei nunca me apaixonar, mas fui me apaixonar justamente pelo homem que as vezes ignora a existência de mulheres, ja que parece que não causam muito efeito nele, não sei se épor esta muito ligado no sonho de ser rei dos piratas ou por pura inocência, talvez os dois.

Porém isso me deixava triste, pois era um exemplo de que ele nunca me notaria, se ele nao se interessou pela Nami ou pela Robin que são maravilhosas em todos os sentidos, então não terei a menor chance, então apenas fico observando o mar, meu grande ouvinte e telespectador quando sinto uma mão em meu ombro, ao me virar dou de cara com Nami e Robin.

- Precisamos conversar S/n - Falou Nami

- Conversar sobre o que ?

- Sobre você - Falou Robin

Antes que eu conseguisse falar mais alguma coisa as duas me puxam para o quarto que dividimos, me sentam na cama e ficam na minha frente como se esperasse algo, como eu não estava entendendo nada apenas fico calada confusa e começando a ficar assustada com o olhar intimidador da Nami, as meninas suspiram e sentam ao meu lado, Robin é a primeira a falar.

- S/n sabemos que algo esta acontecendo com você, vc era semore tão animada, começou a ficar cabisbaixa, reclusa e sempre triste - Olho Robin e baixo a cabeça me perguntando se contava ou nao.

- Somos suas amigas, estamos preocupadas com você, pode nos contar o que te preocupa tentaremos te ajudar - Falou Nami e apenas suspiro olhando as duas.

- A verdade ? Bom a verdade é que eu infelizmente estou apaixonada e ele não me ignora - Sorrio sem humor.

- Quem é o sortudo ? Talvez poemos ajudar você - Olho Nami

- Nami esta certa S/n, tentaremos te ajudar

- Eu..... - Aperto as mãos indecisa, respiro fundo e ainda de cabeça baixa falo - Eu estou apaixonada pelo Luffy

               Autora Pov.

Tanto Robin quanto Nami acabaram ficando em choque sobre a revelação esperavam que fosse o Zoro ou Sanji, mas o Luffy seria mais complicado, ele era muito desligado, o que elas não sabiam era que na cozinha Luffy comia sua carne tão lentamente e sem vontade que ja estava preocupando o Sanji, o cozinheiro suspirou e foi ate seu capitão.

- Vai Luffy desembuxa, o que ouve ?

- Hum ? Como assim ?

- Você ta nesse pedaço de carne a uns cinco minutos, isso não é de acontecer, me conta o que esta te incomodando a ponto de te deixar quase sem fome.

- É a S/n - O capitão acaba suspirando.

- Como assim ?

- Eu não consigo parar de pensar nela, eu não sei o que é isso, mas mesmo pensando tanto nela, ficar perto dela é estranho, eu sinto coisas estranhas.

- Estranhas como ? - Pergunta o cozinheiro sorrindo, ja imaginava o que poderia ser, mas queria comprovar.

- Eu me sinto nervoso, como se meu coração fosse sair pela boca, eu quero ficar perto dela, mas ao mesmo tempo eu quero que isso pare, eu mal consigo encarar ela.

- Luffy você ja sentiu vontade de beijar a S/n ?

- Eu... - Luffy fica pensativo e acaba se lembrando de todas as vezes que observou S/n e olha Sanji - Sim, eu ja quis beijar ela muitas vezes.

- Luffy você esta apaixonado pela S/n.

Luffy arregala os olhos confuso e em choque, Sanji então começou a explicar tudo que podia sobre paixão e amor de uma forma que Luffy pudesse entender, do outro lado do Navio, enquanto Robin acalmava S/n, Nami armava um plano para que Luffy e S/n ficassem sozinho, Luffy ja fugiu demais, ela sabia que seu capitão sentia algo pela garota e teria que assumir.

Os dias foram passando, Luffy continuava afastado de S/n, agora que ele sabia o porque de sentir esse nervoso, acabou nao conseguindo nem mais falar com ela, S/n acabou ficando mais triste ainda e se fechando mais, em uma noite alguns membros estavam no convés, porém Luffy, Sanji e Usopp estavam na cozinha.

Nami pediu pra que S/n fosse pegar uma manta no quarto por causa do frio e a garota foi, assim que ela saiu os outros rapazes chegaram, ela olhou pra Luffy e mandou ele fazer a mesma coisa que S/n, todos no navio ja sabiam do plano de Nami então não falaram nada, morrendo de medo de Nami Luffy foi pegar a tal manta, assim que entrou no quarto viu S/n ficando em choque, ela estava de costas pra ele, aproveitando isso Nami tranca a porta, ela tinha pedido ajuda a Usopp então a porta tinha Kairoseki por aquela noite.

                     Luffy Pov.

Assim que vejo a S/n de costas acabo sentindo o mesmo nervosismo de novo e me viro pra sair, mas a porta estava trancada, ela não estava trancada antes, suspiro e ouço a doce voz da S/n, me viro pra ela, ainda sem conseguir falar nada, não isso em mim, mas essa garota me deixava nervoso e não conseguia pensar em nada.

- Capitão? O que esta fazendo aqui ? - Noto que ela estava um pouco nervosa e surpresa, mas também abatida o que não gostei nenhum pouco.

- Não precisa me chamar de capitão S/n, sabe disso, eu vim pegar uma manta que a Nami mandou, mas a porta agora ta trancada.

- Trancada ? - Ela tenta abrir a porta e suspira - Nami

- Hum ? Como assim ?

- Tenho que certeza que foi a Nami que fez isso.

- Por que ela faria isso ?

- Não sei...

A olho e noto que ela parecia esta mais magra, mais triste e cabisbaixa, a vejo de cabeça baixa e me aproximo, toco seu queixo e olho em seus olhos, a vejo corar e quando noto o que fazia me afasto na hora, fico de costas pra elas e respiro fundo, ficando o mais longe dela.

                    Autora Pov.

Ao ver Luffy se afastar e tentar se manter longe S/n acaba ficando triste novamente, porém dessa vez ela acaba substituindo a tristeza por raiva e olha o Mugiwara como se fosse mata-lo, acaba gritando o que o assusta.

- Qual o seu problema Mugiwara ? - Luffy acaba ficando surpreso ja que ela nunca o chamou assim.

- Como assim ? E por que esta me chamando assim ?

- Como assim ? Você me ignora, sempre que eu apareço você sai, finge que eu nao existo e eu te chamo do jeito que eu quiser, eu entrei pra esse grupo, achando que aqui eu poderia ter uma família, eu entrei pra tripulação poe sua causa, se tem algum problema comigo fale, eu saio da tripulação na mesma hora.

- O que ? Você não pode sair

- Posso e vou, eu não vou ficar em um lugar que so me deixa triste, não vou ficar em um lugar onde a pessoa que eu amo me trata como um nada.

Luffy poderia ser bem desligado, porém ate ele sabia reconhecer algumas coisas quando estavam bem óbvias, ao ouvir as palavras de S/n ele acabou ficando em choque, tentanto se acalmar ele olhou S/n ainda confuso, ele precisava de uma confirmação.

- A pessoa que você ama ?

- É.... se ainda não entendeu, Monkey D. Luffy, eu amo você, esta claro agora ?

Sem dizer nada ele a beijou, S/n ficou em choque, ela poderia esperar inúmeras reações dele, mas um beijo não estava nem na lista, a garota acabou colocando uma das mãos no peito de Luffy e a outra entre os fios negros retribuindo ao beijo, ja o moreno agarrou a cintura dela a puxando pra mais perto intensificando o beijo mais ainda, ja com falta de ar quebraram o beijo, Luffy a olhava de maneira intensa.

- Eu também te amo S/n.

- Como ? ..... mas você....

- Eu não estava te ignorando, estava fugindo de você, do que sua presença me causa, da vontade que eu sinto de te agarrar sempre que se aproxima de mim, S/n eu sinto muito por te-la feito sofrer, por te deixar triste, eu prometo que eu nunca mais vou fazer isso, nunca mais vou te machucar, eu vou sempre tentar te fazer feliz, você me da essa chance? -corado.

- Sim, eu dou a chance, apenas mais essa Luffy.

Ao ouvi-la chamar pelo nome Luffy da seu típico sorriso que todos amavam, S/n acaba sorrindo junto com ele e voltam a se beijar, o rapaz a pegou nos braços, a deitou na cama e ficou sobre ela, nunca tinha feito nada disso, mas seu corpo necessitava dela, então apenas seguiu os desejos, mas se lembrou que Sanji uma vez le disse para primeiro dar prazer a ela e depois a si mesmo.

Os dois tiraram a roupa um do outros e sorrindo voltaram a se beijar, começo a pessar as mãos pelo corpo de S/n, com uma das mãos chegou na intimidade da garota e procurou um melhor lugar pra deixa-la mais excitada e achou o clitóris que ao tocar S/n ja gemeu baixo, a ouvindo Luffy começou a brincar com o clitóris de S/n enquanto distribua beijos pelo corpo dela, fazendo a garota erguer as coatas arfando.

Eles ficaram nisso por alguns minutos, logo ele notou que S/n estava encharcada, a garota tocou os dedos dele que a estimulavam e os parou pedindo pra que ele fosse com outra coisa, o que ele agradeceu internamente, ja nao estava aguentando mais, se posicionando Luffy com cuidado a penetrou, ele viu ela fazer cara de dor e a beijou intensamente, aos poucos S/n se acostumou e começou a sentir prazer, entrelaçou as pernas na cintura dele e deixou as mãos nos ombros dele.

Luffy segurou as coxas dela as apertando enquanto estocava intensamente fazendo tanto ele quanto a garota irem ao céu, era como se não existisse mais ninguém naquele barco, apenas eles dois, S/n gemia a cada estocada, Luffy começou a beijar o pescoço dela deixando alguns chupões, ele acabou notanto que existia algo melhor do que carne e era esta dentro da S/n e acabou achando o ponto G da garota e a viu gemer mais alto, sorrindo começou a acertar aquele mesmo lugar várias vezes.

O prazer que S/n estava sentindo era sem igual, quanto mais ele se movimentava dentro dela, quanto mais ele a beijava, parecia nao ser o suficiente, ela queria mais, mais dele, parecendo ter entendido isso Luffy estocou mais forte e fundo fazendo S/n quase dar um grito que foi abafado pelo beijo que ele deu, sem aguentar mais S/n acabou gozando, dando mais algumas estocadas Luffy gozou também e ficaram deitados recuperando o fôlego.

- Podemos fazer isso mais vezes depois ? - Perguntou o rapaz

- Por mim tudo bem, Luffy como ficamos agora ?

- Como assim ? Agora estamos juntos, vc sera a minha Rainha, pra sempre.

         Ao ouvir isso S/n acabou dando um enorme sorriso e beijou seu amado, os dois acabaram adormecendo abraçados e esquecendo dos outros membros que estavam felizes e ao mesmo tempo em choque ja que eles tinham ouvido todos os gemidos dos dois.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...