História Imagine Baekhyun - My girl (HIATUS) - Capítulo 158


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Red Velvet, TWICE
Personagens Baekhyun, Chaeyoung, Chanyeol, Chen, D.O, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jihyo, Jisoo, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lay, Lisa, Min Yoongi (Suga), Mina, Momo, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sana, Sehun, Seulgi, Suho, Tzuyu, Wendy, Xiumin, Yeri
Tags My Girl
Visualizações 46
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amores! Finalmente eu voltei, depois de um mês eu acho. Me desculpem, eu fiquei meia triste com essa fanfic ^.^, mas agora postarei os capítulos normalmente!.

Boa leitura =).

Capítulo 158 - Arrogante.


Fanfic / Fanfiction Imagine Baekhyun - My girl (HIATUS) - Capítulo 158 - Arrogante.

Como podemos dizer, as pessoas mudam. Mudam, drasticamente. Sem menos você perceber, ou acabar percecebendo, e perceber que não pode fazer nada.

Ser aprisionada por um demônio, um pouco vampiro, ou concerteza. É as piores coisas do mundo, estou dizendo por mim.

Se um dia você quiser ser ser aprisionada, por um demônio metade vampiro, nunca queira, irá querer ter a morte milhares de veses.

— Eu estou tão magra.— Percebo que estou magra, na verdade. Percebi a séculos, faz 1 mês que estou nesse inferno, chamado mansão de Byun.

— Sabe aquela vontade, de morrer?.— Eu estou me sentindo estranha, conversar com um espelho não é bom.

Ouço batidas freneticas na porta e fui até a mesma, e abri me deparando com um estranho, ou não. Nem conheço mais esse homem, deve ser capanga.

— O que quer?.— Eu? Grosseira? Eu sou tudo agora, nessa droga de quarto.

— Byun, quer falar com você.— Depois de 1 mês? Minha nossa, que estanho. Deve ser para me espancar, ou sugar meu sangue até a última gota.

Fui levada até o escritório de Baehyun e eu e o capanga não trocamos se quer uma palavra, só respiramos ali, e só ouvia os passos do piso de mármore.

O capanga abriu a porta e me jogou ali, mas não cai, me mantive forte e suspirei arrumando minha roupa.

— Sentiu minha falta?.— Ele demonstrava um sorissinho sinico, bater ou não? 

— Pra mim tanto faz.— Queria lhe deixar confuso, se eu falasse sim, ele iria se aproveitar, se eu falasse não, iria me sugar.

— Eu trabalho com sim e não, princesa.— Sério mesmo que tenho que respnder de imediato?.

— Não, se essa é a resposta correta.— Ele bufou e queria rir, mas se rir, é um tiro na certa.

— Queria tanto te chupar seu sangue, igual chupa-cabra. Seria tão bom, mas tenho que te manter viva por enquanto.

Okay, essa foi a gota d'aguá pra mim, ele quer me manter viva por enquanto? Ele acha que sou um bicho?.

— Olha, eu não sou um animal, eu sou um ser-humano, eu já me casei com você. Você não era assim.— Queria desabafar, não queria ser por cento, grossa com ele.

— Eu era, era, uma palavra que muda a vida.— Ele não copera em nada, quero tentar ajudar o clima. Mas é a mesma coisa de comer bosta de pombo.

Olhei para trás e senti ele me encarar e me arrepiei, não sei o porque de me arrepiar, mas ele é sinistro.

— O que eu vim fazer aqui?.— Eu tentava muito não ser grossa, mas tenho que entrar no joguinho.

— Eu quero te fazer uma proposta, deixa eu te retirar um pouco de sangue.— Ele tá maluco?! Bebeu?! Fumou?!.

— Tá louco? Tem problemas mentais?.— Aumentei a voz e senti ele respirar fundo.

— Não, quer saber, deixa pra lá.— Não aguentei e abro a porta do escritório e ouvi ele me chamando.

— Não sou um animal, Byun.— Arrumei meu cabelo pra trás, me sentindo livre, de uma sucção.

— S/n?.— Olhei-me para trás e vi Chanyeol sorrindo meio sem graça.

— Até você virou do mal, Chany?.— Não tenho esperanças, talvez.

— Não, eu só estou aqui pra conversar com Baek.— Fiz um "hum" e sai andando diretamente para meu quarto, mas vi um quarto misterioso.

Meu projeto, curiosa me chama. Abri a porta devagar e vi algumas meninas, semi-nuas e me arrepiei.

Elas eram a comida dele, mas que merda esse garoto tem na cabeça? Merda, só pode!..

Fechei a porta devagar, e fui para meu quarto um pouco traumatizada, do que meus olhos viram e processaram.

(...)

Me desperto com alguém me sacudindo, e me assusto. Quem é o desgranhento.

— Meu deus, o que faz aqui?.— Era uma garota, fazia parte de uma das jovens, naquele quarto. Mas estava vestida.

— Queria te chamar, para o jantar.—  Não quero ver ele sugando o sangue delas.

— Ver vocês morrendo? Não obrigado.— Fiz um sorrisinho simpático e ela deu um riso.

— Venha.— Não insisti, e me arrumei, colocando o tal veestido que Byun mandou me arrumar.

— Então, o que devo fazer?.— Me sentei sobre a mesa estensa e Byun estava no final, me senti estranha, mas tudo bem.

— Escolha.— Virei para o lado e tinha três garotas, lindíssimas. Mais bonitas que eu.

— O que? Não, elas são lindas pra morrer.— Elas estavam com um olhar de agradecimento.

— Escolha, ou será você.— Virei, para o lado de novo e apontei para uma de cabelo ruivos, e olhos verdes.

— Perdão.— Eu estava me sentindo culpada, ela só deu um sorriso de agradecimento.

Ela se aproximou dele e senti ele mordendo o pescoço dela, a mesma soltou um grito de dor, senti a alma dela sendo sugada.

Tampei meus olhos até sentir algo cair no chão em questão de minutos, abri meus olhos e lá estava a garota morta, pálida e roxa.

— Você tirou.— Eu estava sem palavras, ele ria, com o sangue em sua roupa.

— Cuidado, S/n, a próxima será você.— Se levantou e me deixou com cara de tacho.

Nem passa mais Wi-fi, vocês sabem do que estou falando.


Notas Finais


Baekhyun maldoso, desculpa pela demora, tinha que demorar, era só um "pequeno" hiatus ^.^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...