1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine BTS - Meus 7 meio-irmãos. >
  3. Talvez esse seja meu (segundo) maior pesadelo... (7)-parte 1

História Imagine BTS - Meus 7 meio-irmãos. - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Olá meus amores, aqui está mais um capitulozinho da nossa fic... 💙

Capítulo 8 - Talvez esse seja meu (segundo) maior pesadelo... (7)-parte 1


Fanfic / Fanfiction Imagine BTS - Meus 7 meio-irmãos. - Capítulo 8 - Talvez esse seja meu (segundo) maior pesadelo... (7)-parte 1

Querido diário, as aulas com meu irmão estão sendo melhores do que eu esperava. É claro que cobrei dele, estava ansiosa para começar a passar minhas tardes mais próxima daquele que amo. Ele é um pouco rude quando está ensinando, mas acho que faz parte de ser ele, fica sempre sentado ao meu lado me ensinando cada nota e posição das mãos como se fossem a coisa mais importante do universo. Confesso que não foram poucas as vezes em que suas mãos, rosto ou voz foram muito mais atraentes do que as aulas, tive de me esforçar para manter o foco.

 Estou tentando não me lembrar do sonho ao lado dele, para aproveitar nossos momentos ao máximo. Sei que deveria estar o vendo mais como meu irmão a essa altura, mas estou cada vez mais apaixonada, talvez meu plano inicial de me obrigar a me apaixonar por Minho, tenha ido por água abaixo, mas ainda é cedo para saber o que virá acontecer…


__________________________________________________________________


Percebo  meu celular se iluminar com a notificação de mensagem que havia acabado de chegar.


<LINE> 

Minmin: Boa noite princesa…


S/n: Boa noite bobão ;p 


Minmin: Essa doeu no fundo.. ´~´

kkkkkkkk ;p

tá bem? 


S/n: com preguiça, mas to… ;-;

e vc? 


Minmin: eu to com saudades :(

kkkkkkkk

Tá aprendendo bem com o Yoongito? Fala pra ele que amanhã tu vai na SunHe, pq quero te levar na cafeteria temática que abriu essa semana.

São filmes clássicos, sei que você ama!!!!


Rio boba comigo mesma, Minho tinha umas atitudes imprudentes, mas adorava aquilo. Desde o dia do cinema, não saímos muito, mais uns dois ou três dias. Gostava de estar com ele, sabia que precisava tentar me convencer de que ele era mais certo do que Yoongi para estar ao meu lado. Parecia impossível, mas tornaria real, não podia ficar com meu irmão. 


S/n: okok, eu vou sim! Você quem paga tudo mesmo, não posso perder ;)


Minmin: Te espero na nossa esquina às 14:00, depois te levo na casa de SunHe…

Ah, eu gostei de você ter dito sobre nós a ela… 

S/n: kkkkkkkkk

ela não me daria sossego… >-< 


Minmin: kkkkkk

até amanhã

bjinhos!!! ;*


S/n: bjinhos ;*


Bloqueio o celular novamente, nem havia me dado conta de que tinha andado por todo o quarto com o celular em mãos e agora estava deitada de costas em minha cama. Fito o teto por alguns segundos, Minho era realmente louco, não se importava com nada. Rio boba comigo mesma. 

_ Pelo jeito, seu senpai te notou… _ ouço aquela bendita voz e recobro a postura, me sentando assustada na cama. 

_ Yoongi? Não te vi entrar… _ falo baixo, com as bochechas levemente coradas. Pronto, havia quase entregado todo meu jogo _ eu tava falando com a SunHe… 

Ele passa os olhos me avaliando dos pés a cabeça. Cada vez que meus olhos se encontravam aos seus, sentia um calafrio percorrer rapidamente minha espinha. Yoongi se aproxima a passos lentos e se senta na cadeira da minha escrivaninha, recostando-se confortavelmente, assim como Jungkook fazia quando estava ali. Não consigo desviar meus olhos do objeto qual estava sob a escrivaninha, tão próximo a ele. 

_ Você deixou sua blusa no meu quarto. _ Ele põe o moletom azul em cima da bancada que estava ao seu lado. _ qual o motivo do sorriso? _ volto meus olhos a ele, surpresa por ser tão direto. 

_ Tava falando com SunHe, não vou poder fazer nossa aula amanhã, vou passar a tarde e a noite na Nana. _ Era bem contra meu gosto mentir, mas eram coisas que precisava esconder, principalmente dele. 

_ Não tá parecendo isso não, mas se não quer falar, tudo bem… _ ele desvia o olhar a um canto qualquer, logo volta a me encarar. _ bom, se quiser que eu te leve, só falar… _ era surpreendente todos aqueles favores que ele vinha fazendo ultimamente a mim. 

_ Não, tudo bem… _ ele acena brevemente com a cabeça em uma breve despedida e se levanta saindo do quarto. Ao longe, observo nele algo que não tinha reparado antes, seus cotovelos estavam arranhados e havia um hematoma pequeno na parte inferior de sua bochecha. Me seguro para não perguntar o que tinha acontecido ali, afinal, sabia que era de seu feito se envolver em brigas só pelo prazer de distribuir alguns socos nos colegas. 


_______________________________________________________________


Mais um dia de aula passava em sua lentidão costumeira. Estava realmente com sono após ficar lendo até de madrugada, deveria ter dormido para prestar a atenção melhor no que a professora dizia, mas estava quase sonhando sob a carteira. 

_ Bebe um pouco por favor! _ Tae me estende a garrafa de água dele me olhando apreensivo _ vai lavar o rosto e se despertar, você tá parecendo um zumbi…

_ Obrigada pela sinceridade… _ pego a garrafa de suas mãos bebendo quase todo o líquido. _ tá realmente tão ruim assim? _ pergunto bocejando preguiçosa. 

Tae apenas assente com a cabeça, pondo alguns dos fios da minha franja atrás da orelha. Voltando a prestar a atenção na aula assim que a professora nos encara. 

Ergo a mão pedindo para ir ao banheiro, vendo que a professora já estava quase a ponto de pedir para que me retirasse tomar um ar e recuperar alguma energia para prestar a atenção na aula. Saio em silêncio, sendo acompanhada por alguns olhares curiosos a meu respeito. Não era novidade eu ler até de madrugada, mas jamais havia dormido apenas uma hora durante a noite toda, o que me deixou totalmente esgotada. 

Enquanto andava em silêncio pelo extenso corredor, qual continha um número mínimo de alunos trafegando, visto que todos estavam em aulas, sou puxada por uma mão até o vão que dava vista as escadas. 

_ Minho?! _ falo rápido em um sussurro, sentindo o selinho que o mesmo dispõe sobre meus lábios, me fazendo corar. 

_ Oi, só quis te cumprimentar, nos vemos mais tarde… _ assim que levanto os olhos para observar seu sorriso, percebo algo de errado, seu olho estava com um hematoma roxo horrível, parecendo não ser o único. 

_ O que houve? _ Pergunto preocupada com ele, aquilo parecia doer muito. 

_ Acidente em casa, sou meio distraído, aí coisas assim acontecem… _ ele ri parecendo constrangido, sabia que não era verdade, não tinha como ser, mas mesmo assim, finjo acreditar. 

_ Se cuida melhor então, vou voltar a sala, nos vemos mais tarde… _ devolvo o selinho em seus lábios e o deixo sozinho no corredor, indo novamente em direção ao banheiro, não poderia me demorar, sabia que a professora ficaria desconfiada que sai para matar aula mesmo sendo impossível acreditar na hipótese de que poderia fazer algo assim. 

Paro na frente do espelho encarando meus próprios olhos, tinha algo estranho acontecendo, primeiro Yoongi aparecia machucado, agora Minho, ambos andavam agindo de maneira estranha ultimamente, Yoon estava carinhoso e prestativo, o que não era seu normal, Minho desde uns dois dias atrás, andava ainda mais preocupado com tudo e querendo me ver a todo momento. Algo estava fora do lugar, eu precisava descobrir o quanto antes o que era. 

_________________________________________________________


Confesso que estava ansiosa para o passeio com Minho, não podia fazer nada, sou apaixonada por café e por filmes clássicos, uma combinação desses dois sem dúvidas irá me encantar. 

Escolho apenas um vestido preto básico, de mangas longas, estava incomodada com o que fazer em meu cabelo, não queria ir novamente com ele solto, mas meu rosto realmente não combina com nenhum penteado. Sem perceber, acabo soltando um suspiro desanimado em frente ao espelho, encarando minha própria imagem. 

*Você poderia ser mais bonita, não é mesmo…* Detestava me sentir daquela forma com minha aparência, mas não havia o que poderia fazer. Tinha sorte em quase tudo na vida, mas beleza realmente era um dom que minha criação não havia me dado. 

Adiciono um tênis mais alto ao meu look, era a melhor forma de mascarar meu pouco tamanho. Pego minha mala azul costumeira e meu celular, dou uma ultima olhada no espelho, não era um dos melhores dias para minha aparência, mas teria que sair assim mesmo. 

Já na esquina onde havíamos combinado de nos encontrar, Minho me esperava com as mãos no bolso, encostado na parede. 

Sorrio para ele e o mesmo sorri doce em minha direção, se encaminhando até onde eu estava e segurando minha mão. Começamos a caminhar em direção a suposta cafeteria enquanto falávamos sobre coisas aleatórias. Já sentia meu estômago doer pelo tanto que ria de todas as coisas que saiam de sua boca. Adorava aqueles momentos, por mais que ficasse sempre me lembrando de que não era ele quem eu amava.  

Paramos subitamente, próximos a um beco, não conhecia aquela rua, nem me lembrava por onde havíamos andado para chegar até ali. O lugar era calmo e pouco movimentado. Algumas cerejeiras japonesas espalhavam as pequenas flores rosadas pelo asfalto e pelas calçadas, não haviam pessoas transitando. Era um lugar adorável. 

Sinto minha mão ser apertada um pouco mais firmemente, logo volto meu olhar para Minho, o mesmo parecia ainda mais nervoso que de início, como se algo estivesse o preocupando constantemente. Acaricio as costas de sua palma, deixando um leve sorriso aparecer em meu rosto. 

_ Está bem? _ mesmo estando preocupada, tentava soar o mais doce o possível. 

_ Me perdoa? _ sua pergunta me surpreende, jamais havia feito algo a mim do qual precisasse se desculpar, estava confusa com aquilo. 

_ Por que ? _ assim que sorrio breve, sinto suas mãos envolverem meu corpo em um abraço apertado. 

_ Eu não quero fazer isso, mas preciso tirar tudo dele… _ o sussurro em meus ouvidos atiça meus nervos, me deixando apreensiva sobre aquilo. Não entendia o que ele quis dizer, muito menos quais suas intenções.  

Meu corpo é jogado contra a parede, o impacto causa uma dor forte em meu ombro, não fazia ideia do que estava acontecendo, mas não terminaria bem. Ele me presa com força contra o muro, segurando meu rosto com a mão de uma forma agressiva. Sentia lágrimas se formarem, aquilo não podia ser real, tinha de ser apenas mais um pesadelo. 


Notas Finais


Eita... Kkkk
O que será que vem por aí ? Acho que nossa pequena não estava preparada para isso não...
Imaginavam?

Obrigada por lerem 💙
Amo vocês 💙
Até quinta feira que vem💙
Sigam a @Tia_Lenna no Twitter, posso postar alguns spoilers lá e imagens referentes a fic...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...