História Imagine BTS - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 175
Palavras 944
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha eu aqui de novo rs
Tenham uma boa leitura ♡

Capítulo 53 - Love yourself pt 3


Fanfic / Fanfiction Imagine BTS - Capítulo 53 - Love yourself pt 3

Acordei com a claridade batendo em meu rosto. Me levantei com um pouco de dificuldade e fui fazer a minha higiene. Assim que eu sai do banheiro fui fazer café e ver se tinha algo para comer. Me senti aliviado por ver que tinha o suficiente para nós dois, pois não teria tempo para sair e comprar algo. Assim que eu fiz o café eu tomei e comi algo por cima. Fui escovar os dentes e andei até a porta do meu quarto. Bati algumas vezes e eu pude escutar a sua voz dando permissão para entrar.
S/n estava sentada na cama enrolada na coberta. Ela parecia não ter dormido muito bem, mas por hora não iria insistir para ela me contar nada.
Andei até o meu guarda-roupa e peguei uma muda para eu ir trabalhar.
-Eu estou indo para o trabalho e chego umas 19h, tem café pronto e na hora do almoço se você não achar nada na geladeira que goste pode pedir algo ou ir no mercadinho que tem aqui do lado. Vou deixar o dinheiro em cima da mesa. Pode ficar de boa em casa e não se preocupe com nada, a hora que eu chegar eu te levo até a sua casa.
Ela apenas concordou com a cabeça.
-Qualquer coisa você pode me ligar, deixei o número do telefone da minha sala de trabalho na geladeira, já que não posso atender o celular.
Disse saindo do quarto e indo para o banheiro me trocar.
Assim que eu estava pronto eu deixei a casa para ela trancar e saí caminhando até a empresa que eu trabalhava, já que era perto. A empresa que eu trabalhava não era grande, era pequena. Tipo um pequeno departamento. Lá era a onde a gente mexia com documentos importantes, eu ficava na parte de traduções. Traduzia do inglês para o coreano e do coreano para o inglês. Não ganhava muito, mas era o suficiente para me manter e se quiser, fazer alguma viagem. 
O meu dia foi cheio e s/n não ligou para mim em nenhum momento. Estava preocupado e a hora parecia não passar.
Após uma eternidade deu o meu horário e eu pude ir bater o cartão. Saí da empresa o mais rápido e andei apressado até em casa. Abri o portão e fui até a porta de casa. Vi que estava trancada e eu logo senti um alívio, bati na porta e ela logo foi aberta pela s/n. A encarei e vi que ela usava a sua roupa agora.
-Vou guardar as minhas coisas e a gente já vai. -Disse para ela e ela apenas concordou.
Guardei as minhas coisas e fui trocar de roupa, estava exausto mas eu tinha que acompanha-lá.
A gente pegou um táxi e chegamos em um prédio.
-Você mora nesse apartamento? -Perguntei para ela.
-Sim... -Sua voz estava um pouco franca.
Ela suspirou e saiu do carro.
Eu paguei o motorista e segui ela. S/n olhou discretamente para o balcão para ver se tinha gente e não havia ninguém. Ela pareceu aliviada e correu até as escadas.
-Por que não o elevador? -Perguntei
-É porque... É lotado de mais.
Pude perceber que ela mentia, mas deixei passar.
Segui ela até uma porta e ela digitou a sua senha. Logo entrou e pediu para eu entrar para ela fechar.
Seu apartamento estava organizado e bem limpo.
-Obrigada por ontem -Ela me agradeceu
-Sem problemas. -Disse ainda olhando em volta. -Tem certeza que vai querer passar a noite aqui?
-Sim... Não quero te dar mais problemas. Obrigada por tudo.
Encarei ela e vi que ela estava me escondendo algo, mas ela não me dizia. Olhei para a estante que tinha na sala e vi uma carta expulsando-a do apartamento e que ela tinha poucos dias para se mudar. Olhei o motivo e era porquê o aluguel estava bem atrasado.
-S/n... -A chamei. -Não tem nada para me contar? Está tudo bem mesmo?
-Está... Por quê?
-E essa carta de retirada?
Ela arregalou os olhos e correu para pegar o papel, mas eu apenas ergui impedindo dela pegar.
-Eu... Eu perdi o meu emprego e não consegui nenhum, procurei desesperadamente mas não estamos na época de contratamento. Nem trabalhos como em mercados quiseram me aceitar. -Ela suspirou. -Estou sem dinheiro e não tive como pagar.
-Fique em casa por um tempo então...
-Eu não quero te dar trabalho, sinto que vou ser um peso morto para você.
-Ei, não diga isso... -Falei segurando em seus ombros. -Vai arrumar as suas malas, a partir de hoje você mora comigo. Eu quis e ainda quero te ajudar, você vai ver. Logo vai estar bem novamente, tentarei te ajudar com um emprego, nem se no começo for ruim. Você vai ganhando o seu dinheiro e vai juntando para ter uma casa novamente para você. Prometo te ajudar.

Ela me encarou com os olhos cheios de lágrimas.
-Obrigada...
-Vamos lá, não precisa chorar e nem me agradecer. Quer ajuda com as coisas?
Ela apenas acenou com a cabeça e passou as suas pequenas mãos nos olhos para impedir as lágrimas.
Fui com ela até o seu quarto e ela pegou suas roupas, coisas de higiene pessoal. Pegou as roupas de cama, o seu edredom, travesseiro. Fazendo duas malas que ela tinha, mais uma bolsa grande e ainda tivemos que carregar o edredom na mão.
-Podemos pegar o resto amanhã.
-Não tem muita coisa, a grande parte é do apartamento. -Falou
Eu chamei um táxi e peguei as malas de sua mão e deixei ela apenas com o edredom.
-Vamos pelo elevador, não se preocupe.
Ela apenas me seguiu e chegamos lá fora sem problemas.

Notas Finais


Gostaram? Eu espero que sim!
Vejo vocês nos comentários ou no próximo capítulo~~☆


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...