História Imagine Bts (Jin)- Os 7 raptores - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Block B, Got7, IKON, UP10TION
Personagens Bobby, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Wooshin, Zico
Tags Imagine Bts
Visualizações 94
Palavras 958
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Hentai, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


É o meu primeiro imagine espero que gostem <3

Capítulo 1 - O começo


Fanfic / Fanfiction Imagine Bts (Jin)- Os 7 raptores - Capítulo 1 - O começo

  S/n estava a 2 semanas do seu esperado casamento,so havia uma coisa que ela não queria era que seu pai chama se a empresa, ou até mesmo se ele fosse ia chamar a atenção de muitos jornalistas,etc…. Ela não queria nenhuma fama so por causa do seu pai ela gostava de ser como ela é e sem que ninguém soubesse dela.

                                                                                  S/N ON

 

   Passei uma semana tentando convencer meu pai para não fazer uma coisa grande ou até mesmo não ir ao casamento, mas ele não muda de ideia fácil, ja sei a quem saí assim, mas acho que consegui convence-lo, finalmente acho que ele entendeu que não queria ter fama assim só por causa do grande cantor Wooshin!!Minha mãe dizia nada por amor e respeito ao meu pai mas sempre me apoiava nas minhas decisões como a de casar com o Bobby depois de 5 longos anos de namoro, fico feliz que tenha chegado o dia que me possa casar com ele.

Quebra de tempo

  Faltavam três dias,tinha o meu vestido guardado para que o meu noivo não visse para mandar azar, sentia uma princesa, com a maquilhadora, cabeleireira e entre outros, ia me encontrar com o Bobby íamos estar juntas antes do nosso casamento ele queria que nos casássemos antes mas preferi esperar mesmo ele estando a treinar para ser cantor e eu não queria interferir no sonho dele como neste tempo ele esta que tipo de férias nos vamos aproveitar e casar. Ja tinha chegado,e quando o veijo ao longe,corro em direçao a ele gritando.

 -OPPA -ele supreendeu-se com o que eu fiz eu era daquelas que não demonstrava muito os meus sentimentos, mas ele sempre me entendeu e por isso que daqui a 2 dias nos casavamos.

-Amor, ja tava a morrer de saudades- Ele fez-me corar nos tínhama-nos encontrado ontem a noite e ele ja tinha saudades minhas,muito fofo e por isso que o amo.

-Não digas isso que assim fico sem jeito.

-Namoramos a 5 anos daqui a 2 dias e o nosso casamento e ainda tens vergonha- assenti- é por isso que eu te amo,amo esse teu jeitinho de ser –ele da-me um beijo daquelas que te deixa cheia sem fologo e que nao te faz querer parar, separamos nos por falta de ar, mas porque de esta merda de falta de ar querer sempre apressar quando nao deve? Fomo nos separando com selinhos.

-Bobby oppa,estas com medo do nosso casamento?- perguntei deixando-o confuso com a minha pergunta repentina.

 -Porque dessa pergunta amor? Porque estaria com medo do casamento com a mulher da minha vida! Claro que não estou, contigo o medo desaparece num piscar de olhos!-deu-me um beijo para me acalmar da ansiedade da minha pergunta repentina.

-Obrigada oppa era só uma certa ansiedade, nosso grande momento esta a chegar, eu tenho um mau pressentimento como se algo fosse acontecer, mas contigo ao meu lado tou calma- dei-lhe um selinho como confirmação de estar mais calma.

   Depois de uns 20 minutos chegamos a uma confeitaria, ficamos por la tomando 3 cafés espressos com natas uma coisa em comum que ambos amavamos, ficamos la por mais ao menos 15 minutos. Ja se fazia tarde decidimos ir a um resturante aqui pertinho por que nesta zona de seul existe muitos restaurantes em conta, tivemos uma bela refeição.

  Depois do jantar,despedimo-nos com muitas saudades porque sabíamos, que não nos íamos ver até ao dia do casamento, só sei que por impulso me agarrei ao seu pescoço beijando com desejo, que não queria que parasse,queria mais queria sentir os toques dele como faziamos até nos dois não conseguir mos nem dizer algo mais, mas teria de terminar por ali, com ele a dizer me coisas que não me deixava controlar.

 -Oppa para,se não vou conseguir pregar olho a noite t-toda- porque e que ele não me deixa terminar a frase sem não me dar um beijo no pescoço.

-Amor eu não queria deixar você dormir mas, não posso por isso deixo te a ter aqueles bons sonhos que nos fazemos os dois sozinhos- aquele sorriso pervertido que me atormenta toda a vez que ele faz.

-ByeBye meu oppa,tenha bons sonhos comigo claro- dei lhe um beijo no canto da boca só para provocar.

  Chegando a casa, ouço uma conversa dos meus país um pouco invulgar mas ignorei, subi as escadas diretas para o meu quarto tomando um banho bem merecido,vesti o meu pijama quentinho rosa. Deito-me a pensar no casamento até me da dores de barriga de pensar, mas será o melhor dia da minha vida fico aliviada, estava prestes a cair no sono quando alguem bate a porta

-Posso querida?- pergunta minha mãe

-Podes sim mãe, que se passa?- preguntei por causa da cara que ela trazia.

 -Nada nao meu amor,só vinha ver se estava tudo bem mas pelos vistos sim, vou deixar o meu docinho dormir que temos muito a fazer amanhã beijos querida- antes de sair deposita um beijo em minha bochecha e sai apagando a luz, fazendo me quase de seguida adormecer.

   Acordo cedo tomo meu banho vestindo um vestido curto branco com detalhes em renda preta com a minhas adidas pretas fazendo uma maquilhagem simples e por fim deixo o cabelo solto. Estava descer as escadas quando ouvi meu tio Zico falando sobre o meu casamento mas quando me viram pararam de falar,não disse nada a respeito.

   Fui comprimentar meu tio Zico que ja não via a algum tempo,andava em tornê com o seu grupo mas dicidiram fazer uma pausa devido ao facto de meu tio querer estar presente no meu casamento, outro que pode trazer jornalistas… Minha familia gosta de me lixar muito a vida mas pelo meu pai tudo vai ser assim por isso não comento nada.


Notas Finais


continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...