História Imagine Cute - Taehyung - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens V
Tags Bts, Imagine Fofo, Imagine Taehyung, Kim Taehyung
Visualizações 227
Palavras 1.555
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - I Love U


Fanfic / Fanfiction Imagine Cute - Taehyung - Capítulo 1 - I Love U

Joguei minha mochila em minha cama. Estou extremamente cansada da escola... O pior é que logo terei que ir para o trabalho. Apesar de ser um negócio da minha família, ainda assim é muito puxado. 

Tomo um banho demorado e coloco uma roupa confortável. Já são 13:20h, tenho que correr para não me atrasar. Minha mãe cuida da loja de tarde, e ela é muito rígida com horários e vestimentas. 

Entro pela porta dos fundos, pego meu avental no gancho na parede e o aperto em minha cintura fina. Não importa quanto eu aperte, sempre afrouxa o nó, fazendo com que eu tenha que arrumar o tempo todo...

Desligo meu celular e o guardo no bolso traseiro da calça, em seguida vou para o balcão da loja, onde minha mãe está arrumando as coisas. Nós vendemos flores de todas as espécies e cores. O cheiro delas mistura-se e deixa o ar dentro da loja relaxante e acolhedor. É uma das coisas que eu mais gosto nesse lugar.

-Vou ter que sair agora, mas será rapidinho. Cuide bem da loja enquanto eu estiver fora. Às 14:00h um cliente importante virá aqui. Receba-o bem - minha mãe me dá uma piscadela e sai, sem esperar minha resposta.

Bem, de qualquer jeito minha resposta não poderia ser negativa. Suspiro. 

Apoio meu rosto em uma mão e fico brincando com uma flor. Essa loja já fora mais animada... Eu não trabalhava sozinha com minha mãe aqui, meu melhor amigo de infância nos ajudava. Agora ele deve estar do outro lado do mundo fazendo algo que ama: cantar. 

Eu sinto um vazio profundo desde que ele foi embora, mas penso que não posso ser egoísta. Taehyung está vivendo seu sonho e eu não tenho o direito de perturba-lo. Mas se ao menos ele me visitasse...

O sino da porta toca, anunciando a chegada de um cliente. Me recomponho e abro um sorriso simpático. O senhor retribui e aproxima-se do balcão.

-Seja bem-vindo! Fique a vontade, e se precisar de ajuda me chame. - mantenho o sorriso.

-Na verdade, eu vim comprar algumas flores para uma mulher... Mas não sei quais devo comprar...

-Ah... - saio de trás do balcão - Você saberia dizer se ela gosta de aromas mais doces ou suaves?

-Hmm... Não sei...

Seguro um suspiro. Homens...

-Tudo bem. E a cor? Qual a cor preferida dela?

-Hmm... - ele leva um tempo pensando. - Não sei.

Pisco várias vezes. Tenho que encontrar uma solução... Afinal, ele está com uma boa intenção...

-Há quanto tempo vocês estão juntos? - questiono.

Ele ri.

-Não estamos juntos. Eu pretendo conquistá-lá. 

Fico surpresa. 

-Aah... - Solto uma risadinha. - Certo, hmm... Vou dar uma olhada e te trago algumas...

-Pode escolher a sua favorita.

-Hm? A minha? 

-Sim, tenho certeza que a senhorita tem um bom gosto.

Rio envergonhada.

-Bem... Ok. Já volto! - saio apressada para o fundo da loja.

Sei exatamente onde as deixei. Pego o vaso em minhas mãos e encaro minhas flores por alguns segundos, me lembrando... 

                 Dois anos atrás...

-Deixa eu ver! Deeeeeeixa! 

Pulo repetidamente tentando amolecer o coração de meu Oppa.

-Fecha os olhos, S/N. 

Faço um biquinho, mas obedeço. Taehyung Oppa está com meu presente de aniversário em suas costas, escondendo-o bem.

-Certo, pode olhar.

Abro os olhos depressa, eufórica, mas assim que vejo o presente fico sem palavras. 

-Um... Vaso? 

Ele ri. 

-Olhe bem...

Noto algumas sementes por cima da terra no vaso. Cruzo os braços.

-Oppa, eu estou meio cansada de plantar e cuidar de flores... 

-AAAAAH - ele larga o vaso cuidadosamente no balcão e segura meu rosto entre suas mãos. - Você é muito birrenta, S/N! 

Acabo rindo. Seguro suas mãos e fixo meu olhar no dele.

-Obrigada, Oppa. Eu amei. Vou cuidar como se fosse a última flor do mundo!

Ele ri alto e me abraça, me chacoalhando e apertando com força. Eu adoro seus abraços exagerados e acolhedores. 

-Ei, S/N?

-Hm?

-Você acredita que eu possa realizar meu sonho?

Saio do seu abraço e franzo o cenho. Que pergunta boba!

-Mas é claro Taehyung! Você vai conquistar o mundo! Só espero que sobre um lugarzinho em seu coração para mim... - digo manhosa.

-Não seja idiota! - ele volta a me abraçar - Meu coração é seu! E...

Taehyung segura minhas mãos e olha-me seriamente nos olhos. Meu coração acelera na hora. Eu sempre desconfiei que mantinha sentimentos por ele... Agora eu tive minha confirmação.

-Eu prometo, S/N, que assim que eu realizar meu sonho, voltarei e me casarei com você! Juro de dedinho - ele estende o mindinho - e juro não amar nenhuma mulher que não seja você e a Kim (escolha um nome)!

-(nome que você escolheu)? - pergunto.

-Nossa primeira filha - ele sorri.

Retribuo o sorriso e junto nossos mindinhos, selando a promessa.

-E quanto as flores... - ele olha para o vaso - ela são raras. Você vai gostar. Plante-as quando a saudade de mim estiver insuportável.

-Metido... - sussurro. Lágrimas inundam meus olhos.

-Quando elas florescerem, se eu não tiver voltado, entregue-as para alguém que pareça estar tão convencido a conquistar alguém quanto eu estou por você.

Taehyung pega suas malas e vai para à porta, antes de sair diz:

-Eu volto logo, S/N. Espere por mim. - e sai.

Não aguento mais segurar as lágrimas, então deixo-as rolarem pela minha face. 

Taehyung oppa... Eu vou te esperar...

                        Agora

Sorrio. Taehyung Oppa me presenteou com Orquídeas Azuis - flores raras e lindas. E se tornaram minhas preferidas. Não apenas por serem encantadoras, mas porque foi presente dele...

Respiro fundo e volto até o senhor com o vaso. Ele olha-as suspreso e sorri.

-Caramba... Realmente você tem um bom gosto.

-Essas orquídeas foram presente de uma pessoa muito especial para mim, alguém que eu amava e amo. Então cuide-as muito bem... 

Assim que percebo estou chorando. O senhor parece comovido.

-Eu cuidarei. Quanto custam?

Olho-as bem. Esse tipo de presente não possui valor que possa ser contado em dinheiro.

-Custam muito amor e dedicação - digo por fim.

Ele se surpreende.

-Mas...

-O pagamento será a felicidade da mulher presenteada, senhor. Faça o que puder para conquistá-lá. - sorrio.

-Eu farei, S/N. Obrigado.

Ele pega o vaso das minhas mãos e sai apressado. Fico completamente confusa e tento me lembrar quando foi que eu falei meu nome para aquele senhor... Eu falei? 

Corro para fora da loja a procura daquele senhor, mas não o encontro. 

Um vento forte começa e o sol é escondido por nuvens escuras. Meus cabelos são jogados em meu rosto furiosamente. Tento segurá-los, mas falho miseravelmente. Assim que desisto ouço uma risada rouca. Essa risada... Meus olhos imediatamente se enchem de lágrimas. 

O vento acalma e consigo prender meus cabelos. Bem à minha frente está um carro preto estacionado, e de motorista o senhor que levou as orquídeas. 

A porta do carro abre e ele sai. Suas mãos estão em suas costas segurando alguma coisa. Ele usa o moletom que eu dei de presente...

-Tae... - Minha voz falha. 

-S/N. - ele aproxima-se lentamente. - Adivinha o quê eu tenho aqui.

Rio ansiosa. Ansiosa, surpresa, feliz, comovida... Quantas vezes eu sonhei com esse momento? Espero não estar sonhando agora.

-Deixa eu ver... - digo aproximando-me dele. Ganho um sorriso brilhante em resposta.

-Você não faz ideia de quantas vezes eu imaginei esse momento... - ele diz. - Senti tanto a sua falta, S/N.

Mordo meu lábio com força. Eu quero gritar!

-Taehyung Oppa...

Tae fecha os olhos e sorri.

-Que saudade de ouvir você me chamando assim...

Cerro meus punhos para tentar me controlar. Eu quero pular nele, abraça-lo com toda a minha força... Demonstrar o quanto eu senti sua falta... O quanto eu o amo...

-Então, já sabe o quê eu tenho aqui?

Rio.

-Meu presente - respondo. - Um presente de alguém tentando conquistar o amado.

Ele trás o vaso para perto do seu peito, depois o entrega para mim. Mesmo essas flores significando muito para mim, eu sinto vontade de jogá-las para cima e abraçar meu Oppa.

-Olhe bem, S/N. - ele sussurra e aproxima-se.

Olho para o vaso e franzo o cenho. Não vejo nada de diferente... Apenas... Não. Não posso acreditar...

Tae pega o anel que estava no vaso e ajoelha-se em minha frente. 

-S/N você aceita ser oficialmente minha mulher? - sorri.

Abro a boca e nada sai. Estou congelada.

-Iiih... Acho que ela seguiu em frente - ouço o senhor dizer de dentro do carro.

Solto uma risada desesperada e sinto minhas bochechas queimarem. Abaixo-me e coloco o vaso no chão, pego nas mãos do Tae e levanto-o. Ele fica confuso.

-Eu aceito ser oficialmente sua mulher, Taehyung Oppa. 

Ele sorri, pega minha mão direita e coloca o anel em meu dedo. 

Taehyung segura meu rosto entre suas mãos e beija-me apaixonadamente. Enlaço seu pescoço e retribuo o beijo com todo o meu amor.

Palmas começam. 

Paramos o beijo, mas não nos soltamos. 

Minha mãe e o senhor estão em frente à loja e aplaudem, sorridentes. Fico boquiaberta e aponto para minha mãe, acusando-a.

-Você sabia?! 

Ela ri.

-Mas é claro, querida. Taehyung me pediu permissão para pedir sua mão. 

Fico pasma.

-Tenho que agradar minha sogra também - Tae sussurra em meu ouvido.

Sorrio. 

-Bom... O senhor gostaria de olhar mais algumas flores? - minha mãe pergunta para o velhinho.

-Ah... Sim. Com certeza! - ele a segue para dentro da loja. 

Suspiro, mas dessa vez de felicidade. Uma extrema felicidade.

-Você me esperou... Senhora Kim - ele diz radiante.

-Mas é claro. E esperaria mais, se preciso.

-Mas não precisa - ele cola nossas testas. - Não mais. Somos um só agora e para sempre, meu amor. Eu te amo, S/N!

-Eu também te amo, Kim Taehyung!

E nos beijamos apaixonadamente através da chuva que começa.







Notas Finais


Qual será o nome da primeira filha? 🙆👀


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...