1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Deidara- Versão Akatsuki >
  3. Chapter Twenty Seven

História Imagine Deidara- Versão Akatsuki - Capítulo 27


Escrita por:


Notas do Autor


oi meus xuxus, vei ta pegando mais de 100 visualizações cada cap meu,eu agradeço muitoooo i love uss💕

tenham uma boa leitura e desculpa qlqr erro.

Capítulo 27 - Chapter Twenty Seven


Fanfic / Fanfiction Imagine Deidara- Versão Akatsuki - Capítulo 27 - Chapter Twenty Seven

me acordo,vejo que ja são 8h00AM, tiro o braço de Deidara de cima da minha barriga e me levanto sem acorda-lo.

eu ainda estava levemente fraca, mas acho que ir ate a cozinha e voltar não teria tanto problema.

abro a porta devagarzinho e saio pela mesma, não tinha ninguem na sala, mas eu nem ligo e começo a fazer meu café.

Hidan - acordada essa hora?

- a-ah, desculpa eu não tinha te visto.

Hidan - hm... sei. - ele se inclina pra minha frente,apoiando seu braço na bancada onde eu estava preparando o cafe. - mas me diz... você ta mesmo prenha?

- prenha? pode se dizer que sim. - digo rindo. - por que pergunta? e por que você não estava na festinha ontem?

Hidan - sentiu minha falta foi? - ele diz com um sorriso de ladino.

- nah, só achei estranho não ter ninguem orando na festa como sempre tem.

Hidan - han! mentirosa... você pode fingir, mas eu sei que você gosta de mim.

- HA! - continuo fazendo meu cafe sem olha-lo.

Hidan - se você não gostasse,não teria transado comigo não é?

- hidan... eu estava bebada e você me arrastou ate lá, não fica se achando.

Hidan - mas você gostou... - ele se aproxima de mim ainda com aquele sorrisinho perverso.

- eu gostando ou não, aquilo nunca mais vai se repetir, eu to namorando agora haha.

Hidan - namorando? não me diga que é com...

- aham, digo sim. - termino de fazer meu cafe e bebo o encarando no rosto.

Hidan - orh... porra!

- você é bonitinho hidan, você vai conseguir outra melhor que eu. - dou as costas pra ele indo ao meu quarto.

Hidan - o problema é que eu não queria outra s/n!!

- que pena.. - digo debochando e ele me fuzila com os olhos.

vou ate meu quarto abrindo a porta bem devagar,não adiantou muita coisa ja que Deidara ja estava acordado.

- bom dia fofinho.

Deidara - hum... - ele estava sentado na cama sem camisa, com a cara de sono e o cabelo um pouco bagunçado. - como você consegue acordar tão disposta assim? - ele diz soltando seus cabelos.

- não estou muito disposta, só estou de bom humor hoje. - me sento do seu lado. - por que você não fica assim? ficou tão bonitinho... - digo passando a mão em seu cabelo.

Deidara - hum! não quero ser "bonitinho". - ele tenta amarrar o cabelo denovo, mas eu o impesso colocando minha mão sobre a sua.

- fica assim... por favor... - faço carinha pidona.

Deidara - não! e cala a boca! chatice.. - ele da um tapa em minha mão e amarra o cabelo.

- nossa... por que ta me tratando assim? - digo com voz de choro e abaixo a cabeça.

Deidara - hum?.. oh meu deus... esqueci que você ta assim... - ele aproxima seu rosto do meu e beija minha bochecha. - me desculpa.

- não..

Deidara - hum... - ele suspira alto. - o que eu tenho que fazer pra você me desculpar...?

- ah não sei... - junto as mãos e giro meus polegares entre si. - seria bom se nós...

Deidara - não! você mesmo disse que não pode ficar cansada se não enjoa hum!

- poxa... só um pouquinho.. hoje eu consegui ir na cozinha sem nem ficar tonta... por favor..

Deidara - não!

- e se eu.. - ele estava de olhos fechados ajeitando o cabelo, sem avisar me sento em seu colo, fazendo ele levar um leve sustinho. - te provocar um pouco..

Deidara - meu deus como você é teimosa! hum.

- não sou. - tiro minha blusa, ele olha para meus seios e depois vira o rosto.

Deidara - s/n! sai! eu não quero, e eu não vou fazer você passar mal.

- se você não quer, por que até agora não tentou me tirar de cima? - ele me encara e eu dou um sorrisinho bobo.

Deidara - desgraçada... - ele coloca suas mãos em minha cintura. - você está com tanto tesão assim? hum. - com suas mãos em minha cintura ele a pressiona contra seu colo

- não sei... por que não descobre? - sorrio.

Deidara - hum... - ele suspira alto. - isso é jogo sujo,faz muito tempo que eu não te como...

- se faz tempo, você deve estar com muita vontade acumulada né... - dou um leve movimento com minha cintura, ele fecha os olhos e respira fundo.

Deidara - não! saí! - ele me tira de seu colo me deixando na cama.

- poxa Deidara... - desvio o olhar ate seu membro e vejo que ele está levemente duro,ao notar que eu estava olhando ele coloca sua mão por cima,tampando.

Deidara - chega! espertalhona hum! - ele pega um travesseiro e coloca em cima de seu colo. - veste a blusa!

- não prescisa nem me penetrar... só quero sentir você por favorrr... - ele apenas vira o rosto bravo. - por favorzinho...

Deidara - s/n... você é muito irritante sabia? hum. - ele tira o travesseiro do colo, e faz um sinalzinho de mão dizendo "vem".

eu com um sorriso no rosto não perco tempo e me sento em seu colo, ele solta um gemidinho baixo ao sentir eu me sentando em cima de seu membro ja quase totalmente rijo.

- sabia que não ia resistir.

Deidara - cala a boca! - ele coloca a mão em minha nuca e começa a mordiscar meu lóbulo. - não sei se vou conseguir ficar te sentindo sem querer "penetração" hum..

- então vamos.. - sorrio. - uma vez só não vai me fazer mal nenhum...

Deidara - para de me pedir coisas assim! você sabe que eu não resisto... - ele dizia com a voz levemente rouca, estava extremamente sexy.

ele começa beijar meu pescoço enquanto subia sua mão ate meu seio, passando a lingua de sua mão envolta do bico do meu peito,eu gemia baixinho em seu ouvido e com isso sentia ele ficar cada vez mais duro por baixo da calça.

com sua mão livre ele a desce pela minhas costas,ate chegar em minha bunda,dando um aperto forte.

sua mão agora envez de chupar,está mordiscando meu peito,botando o bico entre os dentes,me fazendo sentir uma dorzinha prazerosa.

Deidara - anda logo hum... - ele afasta sua mão e seu rosto de meu corpo. - tira a roupa..

eu não digo nada,apenas me levanto um pouco e retiro minha calça e calcinha, seu olhar percorria pelo meu corpo inteiro com desejo,ele não deixava de expor seu sorriso malicioso enquanto me encarava.

tiro minhas roupas ficando totalmente nua sob seu olhar predatório.

- não vai tirar as suas?

Deidara - tira pra mim? - seu sorriso malicioso volta a estampar seu rosto. - estou tão cansado... hum.

- engraçadinho... - me afasto um pouco, ficando de quatro em sua frente, coloco minha mão no ziper de sua calça e a abaixo, ele se levanta um pouco para ajudar a retira-la, retiro sua calça,deixando-o semi-nu, o volume que seu membro fazia em sua cueca era perfeito,me surpreendo cada vez que eu o vejo assim...

Deidara - o que foi? - ele começa a acariciar seu volume por cima da cueca,em um vai e vem satisfatorio de ver. - não quer mais? hum.

- que pergunta mais idiota. - aproximo meu rosto de seu membro, ele olhava atentamente cada movimento meu. - acho que seria uma má ideia eu colocar isso em minha garganta... - abaixo sua cueca, fazendo seu membro saltar pra fora e eu o agarro. - mas é tão tentador...

Deidara - vômito nunca matou ninguém...

- essa frase foi estranhamente excitante - começo a masturba-lo, ele inclina sua cabeça um pouco pra trás, fechando os olhos.

Deidara - humm isso... - lambo toda extensão de seu membro,a vontade de enfiar aquilo tudo na boca era imensa.

solto seu membro e vou subindo, beijando sua barriga,até chegar em seu peitoral.

Deidara - o que você ta fazendo? - passo minha lingua pelo seu peitoral e coloco minha boca em seu mamilo, chupando com força, ele solta uns ruidos baixos e afasta meu rosto com sua mão. - n-não faz isso!

- o que foi? - limpo minha boca. - você não gosta disso?

Deidara - não!! hum. - ele parecia levemente corado. - só não faz!

- você se sente submisso ne? - rio e me aproximo.

Deidara - hum!!? olha to começando a me arrepender disso!

- hey eu to brincando. - me aproximo mais e beijo seu rosto. - tudo bem eu paro. - me sento em seu colo sem encaixa-lo em mim, coloco minhas mãos nas laterais de seu rosto, o forçando a olhar pra mim. - você é uma gracinha.

Deidara - hum.. - ele coloca as mãos em minha cintura. - só cala a boca... - ainda com as mãos em minha cintura ele a levanta,me posicionando em seu membro,vou deslizando devagarzinho pra baixo, eu estava consideravelmente molhada,então se encaixou sem problemas,mas como eu estava semanas sem me relacionar com alguém,isso acabou doendo um pouco.

quando entra tudo,nós ficamos alguns segundos parados,ofegantes,eu ja estava começando a suar.

Deidara - você ta bem?

- estou, não prescisa perguntar isso toda hora..

Deidara - hum... ok... - eu mexo um pouco a cintura,sinto uma dorzinha,mas vejo que é momentanea então começo a aumentar a velocidade,quando reparo, eu ja estava quicando forte em seu membro, ele gemia alto enquanto apertava minha cintura. - vai d-devagar anta... quer morrer é? hum.

eu o ignoro e continuo na mesma velocidade, ele dizia pra eu parar mas sua expressão deixava nitido que ele estava gostando, ele tomba a cabeça pra trás deixando seu pescoço totalmente exposto, eu não resisto e me taco em seu pescoço, dando alguns chupões enquanto quicava em seu membro, uma de suas mãos estava en minhas costas e a outra em minha bunda, ele gemia tanto quanto eu.

deixo seu pescoço totalmente marcado por chupões e mordidas, coloco minha mão em seu maxilar e o puxo para um beijo desesperado, transbordando de desejo e tesão, ele separa o beijo,fazendo um estalo de saliva.

Deidara - meu deus... - ele tomba a cabeça pra trás novamente. - p-por que sou tão viciado em você? hum? - ele diz entre gemidos.

eu não respondo, continuo quicando,minhas pernas ja estavam começando a doer, e vejo que minha visão começou a ficar embaçada, talvez ele tinha razão.

- D-Deidara... - paro de me mexer e coloco a mão em minha cabeça.

Deidara - o que? você ta bem?

- to... ja passou.

Deidara - ja deu! - ele me tira de cima de si e me coloca na cama. - depois nós continuamos, você vai acabar desmaiando! hum.

- ta bom... - não discuto porquê eu realmente estava tonta.

ele pega a coberta e me cobre.

Deidara - viu só! falei pra não fazermos que você ia passar mal, agora ta ai!! - ele diz um pouco alto e põe a mão na minha testa, sentindo minha temperatura. - retardada! hum.

- ah para de gritar idiota! - tampo meus ouvidos e fecho os olhos.

Deidara - desculpa. - ele se cobre e passa sua mão em meu braço. - isso é porquê eu me importo com você... hum, não queria te ver passando mal.

- fofo... mas agora ja era ne. - digo e vejo ele ficar bravo denovo.

Deidara - ja era?! sua idiota se não fosse pela sua teimosia!! não estaria ai! hum.

- me desculpaaa! caramba!! - Deidara ia de água a vinho muito rapido,depois eu que sou a bipolar..

Deidara - hum!! - ele continuou fazendo carinho em meu braço. - eu vou tomar banho, você vai querer vir comigo?

- eu acho que se eu levantar eu morro. - digo rindo.

Deidara - mas você não pode dormir assim hum.

- verdade... - tento me sentar.

Deidara - n-não!! não prescisa... não se levanta! fica queta ai hum. - ele se levanta com a coberta amarrada na cintura e vai ate o banheiro, me deito e ele volta com uma toalhinha molhada na mão.

- v-você vai me limpar??

Deidara - vou hum, que que tem?

- nada, é que é meio... vergonhoso.

Deidara - vou fingir que não ouvi isso. - ele puxa minha coberta e eu a puxo denovo,tampando meu corpo. - da pra parar?? hum, deixa eu limpar pelo menos suas coxas.

- para de falar nesse tom! isso ta deixando a situação ainda mais constrangedora.

Deidara - se você não quietar eu vou te limpar com minha baba. - ele levanta a mão e faz a boca de sua mão mostrar a lingua.

- nojento!! - eu solto a coberta e ele a puxa. - só vai rapido...

Deidara - hum. - ele passa a toalha primeiro em meu pescoço e barriga, os lugares onde eu estava mais "suada", ele desce a toalha pelo meu quadril, ele coloca sua outra mão em minha coxa e tenta abri-la,mas eu o impesso. - caralho s/n!!

- me desculpa, pode ir. - digo entre risos.

Deidara - hum! - ele limpa primeiro pelo lado de fora das minhas coxas, depois ele a puxa pro lado, abrindo minhas pernas e começando a limpar a parte interna da minha coxa, ainda limpando ele para e solta um risinho froxo. - acho que to ficando duro denovo...

- Deidara!!! - tento me levantar,mas me desequilibro e acabo caindo no chão.

Deidara - que porra!! - ele se levanta e me ajuda a levantar. - você é muito bipolar sabia?! hum. - ele me coloca na cama e eu me deito denovo.

- não deixa a situação ainda mais humilhante pra mim!!

Deidara - humilhante por quê? eu literalmente ja fiz coisa pior com você! hum.

- eu sei mas... - viro o rosto. - me sinto uma criança.

Deidara - bem que parece mesmo! hum. - ele volta a limpar minhas coxas. - você... - ele começa a passar o pano perto da minha intimidade. - é tão  bonita desse angulo. - ele diz sorrindo se divertindo com meu constrangimento.

- idiota! - ele trisca o pano em minha intimidade e eu me arrepio, não pelo fato de ele estar me tocando e sim pelo fato do pano estar extremamente gelado. - acho que vou desmaiar...

Deidara - sucega! se você ficar quieta não vai! hum.

- cala a boca... sua voz ta me irritando. - digo brincando.

Deidara - hum!!

...

ele termina de me limpar,agora a unica coisa que eu sinto é vergonha e frio, ele esta no banheiro fazendo sei la o que com o pano.

Deidara - agora eu vou tomar banho, não tenta se mexer muito... hum.

- ok. - digo e ele fecha a porta, eu estava com aquela tontura denovo,acho que vou vomitar a qualquer momento,eu não devia ter pedido pra transar com ele...

Deidara tem um jeito diferente de mostrar que se importa comigo, ele não consegue se expressar e sempre que tenta acaba gritando, ja me acostumei, ate gosto desse jeito agressivo dele, é levemente excitante...

...

eu estava deitada de lado, virada pro oposto do banheiro, Deidara abre a porta do banheiro, vestindo apenas uma cueca e desamarrando os cabelos.

Deidara - dormiu?

- não... - digo ainda virada.

Deidara - ta com sono?

- não, ainda são.. - olho em meu relogio. - 11h00, por que eu estaria com sono?

Deidara - não sei hum. - ele se senta. - eu vi que gravidas tendem a ficar mais cansadas depois de algumas semanas.

- logico né... mas pera.. aonde você viu isso? - me viro pra ele e vejo que ele ficou levemente corado.

Deidara - eu li... em um livro. - ele diz baixinho.

- por que você estava lendo sobre isso?

Deidara - nossa mas que chatice, isso é novo pra mim ta? - ele vira o rosto ainda mais vermelho.

- awn você fez isso por mim?

Deidara - não seja tola...

- você se importa comigo? - digo sorrindo fazendo voz de bebe, deixando ele ainda mais corado.

Deidara - você sabe que sim hum.. - ele diz baixinho e vira o rosto.

- amo esse seu lado carinhoso... - sorrio.

Deidara - eu amo você inteira.. - ele diz e eu por algum motivo coro.

- se você realmente ama eu inteira, por que vive me xingando?

Deidara - quando que eu te xinguei? hum.

- toda hora você me xinga, de anta, idiota, retardada, imbecil, irritante, chata...

Deidara - eu xingo todo mundo,é hábito, mas se você quiser eu paro,hum.

- não... não prescisa,eu gosto assim. - sorrio.

Deidara - esquisita. - ele se deita e eu me viro, ele passa seu braço pela minha cintura e me abraça por trás, colocando seu rosto em meu cabelo.

- Deidara...

Deidara - hum?

- qual parte do meu corpo você mais gosta?

Deidara - que pergunta dificil... - ele se afasta um pouco e sorri. - seus olhos hum.

- por que meus olhos?

Deidara - o rosa de seus olhos me deixa "hipnotizado". - ele diz em tom de riso.

- ha ha engraçadinho. - me viro ficando cara a cara com ele.

Deidara - e em mim? o que você mais gosta? hum.

- das suas mãos. - pego em uma delas e passo meus dedos nos labios da sua mão. - ainda me pergunto como isso funciona.

Deidara - hum, funciona funcionando...

*toc toc toc*

- hm... quem sera.

Deidara - deve ser ninguem importante...

- c-calma não pede pra entrar. - ele estava de cueca e eu estava completamente nua por baixo da coberta ainda.

Deidara - deve ser a konan ou o tobi hum. - ele me ignora. - pode entrar.

- Deidara!! - a porta se abre e pain entra, no desespero me sento e me cubro totalmente até os ombros. - a-ah oi Pain. - coro completamente, não consigo nem olhar naquele rosto,ainda mais nessa situação.

Pain - bom... pelo visto vocês estão ocupados, então eu vou ser breve.

Deidara - hum. - ele se senta - pode falar...

...


Notas Finais


é isso, nessa relação n sei quem é mais boiolinha um no outro KKK mas enfim,espero que tenham gostado e obrigada a cada um dnvv💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...