1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Doyoung Nct (one shot) >
  3. Capítulo único

História Imagine Doyoung Nct (one shot) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oia eu kkkkkkkkk sim eu sou muito indecisa nessas coisas mas eu decidir transferir essa one shot pra cá mas podem pedi seus pedidos só que lá onde eu peço pra vcs pedirem então aproveitem quem não leu e qm leu aproveite de novo kkkkkk💕💕💕💕

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Imagine Doyoung Nct (one shot) - Capítulo 1 - Capítulo único

Olá sou Doyoung e tenho 17 anos, moro com os meus pais e estudo em uma das melhores escolas de Seul mas ainda não começou as aulas, nesse momento estou passeando pelas ruas de Seul, olhando as vitrines e as pessoas que passavam. Ao passar por uma loja de discos, notei a presença de uma garota, mais ou menos da minha idade, que parecia ser feita de ternura e beleza de tão bonita que ela é então eu abri a porta e entrei, sem olhar para mais nada que não a garota bonita me aproximei timidamente e cheguei ao balcão onde ela estava. Quando me viu, ela me deu um sorriso e perguntou se podia me ajudar em alguma coisa meu Deus era o sorriso mais lindo que eu já havia visto, e a emoção foi tão forte que eu mal conseguiu dizer que queria comprar um CD peguei o primeiro que encontrei, sem nem olhar de quem era e disse:

Doyoung - Esse aquí…

??? - Quer que embrulhe para presente? – perguntou a garota, sorrindo ainda mais…

Eu balançei a cabeça para dizer que sim e disse:

Doyoung - É para mim mesmo mas eu gostaria que você embrulhasse.

A garota saiu do balcão e voltou, pouco depois, com o CD muito bem embalado. Eu peguei o pacote e a agradeci saindo do local louco de vontade de ficar por alí, admirando aquela figura divina.

Daquele dia em diante, todos as tardes voltava à loja de discos e comprava um CD qualquer. Todas as vezes a garota deixava o balcão e voltava com um embrulho cada vez mais bem feito, que eu guardava no closet, sem sequer abrir.

Eu estava apaixonado, mas tinha medo da reação dela, e assim, por mais que ela sempre me recebesse com um sorriso doce, não tinha coragem para convidá-la para sair e conversar.

Até que as aulas começou e quando eu a vi ela estuda no mesmo colégio que eu, meu coração disparou e eu fiquei muito feliz, agora sim eu vou poder vê-lá de manhã na escola e de tarde na loja de CDs eu estava mais que feliz estava ultra feliz até que meu amigo Jungwoo percebe eu olhando demais para a garota e pergunta:

Jungwoo - Por que está olhando demais para a S/N a nova bolsista do colégio? - então o nome dela era S/N

Doyoung - Por nada só achei ela muito bonita

Jungwoo - Ah mas ela é bolsista Doyoung

Doyoung -E daí que ela é bolsista?

Jungwoo - E daí que você nunca se interessou por uma bolsista, por que agora está nesse interesse todo pela novata bolsista?

Doyoung - Não sei meu amigo só sei que ele me interresou e despertou coisas dentro de mim

Jungwoo - Mas é a primeira vez que você vê ela, vai me dizer que está apaixonado?

Doyoung - Não enche Jungwoo agora vamos temos que ir pra aula e encontrar os outros - saimos dali em direção à nosaa sala encontrando o resto dos meninos

Jungwoo - Falou galera novidade chegando, o nosso querido Doyoung está apaixonado pela a S/N

Johnny - A novata bolsista?

Jungwoo - Ela mesma

Doyoung - Dá pra pararem de falar dela assim - reviro os olhos e me sento em meu lugar

Jaehyun - Mas Doyoung você nunca se interessou por uma bolsista

Doyoung - As coisas mudam ué - vejo a S/N entrando pela porta da sala e solto um sorriso por saber que ela é da mesma sala que eu

Johnny - Tá apaixonado mesmo

Doyoung - Não enche tá e calem a boca que a professora vai começar a aula

Haechan - Não meu querido você quis dizer pra calarmos a boca por que a S/N vai se apresentar - reviro os olhos

S/N - Olá me-meu nome é S/N, eu sou brasileira e tenho 16 anos e espero ser amiga de todos - solta um sorriso, o mesmo que ela solta todas as vezes que eu a vejo na loja de Cds

Quebra de tempo

Passei o intervalo todo observando a S/N conversamos com a Wendy, que fica responsável por apresentar a escola aos novatos do 2 ano a minha turma e da S/N, e os meninos óbvio não paravam de me fazer perguntas e me zuar aish que chato eles, bom já bateu o horário de ir pra casa e o Jungwoo disse que ia passar a tarde lá em casa, bom ele já é de casa mesmo e os meus pais adoram ele, então nesse momento estamos jogando video-game no meu quarto

Junwoo - Ai Doyoung estou com frio, vou pegar um moletom seu pra vestir tá

Doyoung - Tá bom - ele se levanta e vai até o meu closet

Junwoo - Wou o que é isso aqui Doyoung? - olho para o que ele estava segurando e vejo os embrulhos dos Cds que a S/N fazia pra mim

Doyoung - Me dá isso Junwoo - pego da sua mão e cai um pequeno pedaço de papel, iria pegar mas Junwoo foi mais rápido do que eu e pegou o papel

Junwoo - "Você é muito simpático, não quer me convidar para sair? Eu adoraria" - sorrio bobo por saber que foi a S/N que tinha escrito o papel - Por acaso Doyoung foi a S/N que escreveu isso? - É agora vou ter contar pra ele então falo pra ele tudo que aconteceu desde o dia que vi a S/N na loja de Cds e ele me incentivou, muito, a chamá-la para sair já que ela me mandou aquele bilhete que gostaria muito de sair comigo.

No outro dia, eu me enchi de coragem e fui para a loja como todas as tardes e  compro outro CD e, como sempre, ela foi embrulhá-lo mas antes notou que eu era da mesma escola que ela mas não falou muito pois senti ela meio tímida. Quando ela não estava vendo, escondi um papel com meu nome e telefone no balcão e sai da loja correndo deixando ela sem entender nada mais tarde meu celular apitou uma mensagem era a S/N perguntando se era eu, então rapidamente respondo super nervoso que era eu, passamos a noite toda conversando, depois desse dia a gente começou a se falar com mais frequência e se aproximar mais tanto na escola quando na loja de Cds que eu todo dia passava ela até virou amiga dos meninos, claro que fiquei com um pouco de ciúmes né. Até que um dia eu acordei decidido a chamá-lá pra sair nesse dia eu estava muito nervoso mais consegui e ela aceitou, a gente foi no cinema e depois em um parque de diversões nos divertimos muito nesse dia e ela como sempre estava linda, depois de mais um encontro e esse foi em um restaurante e depois fomos em uma pracinha eu acabo tomando a iniciativa ,bem tímido, mas eu a beijo e Jesus foi o melhor beijo que eu já dei em toda a minha vida e depois no nosso terceiro encontro eu a levei até a praia, os meninos me ajudaram a prepara a mesa bem bonita com velas e flores espalhadas e a comida também estava deliciosa, ela ficou muito feliz nesse dia, então eu finalmente a pedi em namoro com aliança e tudo e ela amou e aceitou então já temos 5 meses de namoro e eu estou super feliz.

Chego na escola e a vi sentada em um banco sozinha parecia triste, fui até ela

Doyoung - Bom dia meu amor - lhe dou um selinho

S/N - Bom dia Doyoung - fala cabisbaixa

Doyoung - O que foi meu amor? Por que me chamou pelo meu nome?

S/N - Doyoung a gente não pode mais se vê e nem ficar mais juntos - fala com os olhos cheios de água

Doyoung - Mas por que? - os meus olhos também ficam cheio de água

S/N - Por que não... E-e-eu não te amo mais - tira a aliança do seu dedo e coloca em cima do banco e sai correndo, eu queria ir atrás dela mais meu corpo está em choque, as lágrimas deciam descontroladas eu não conseguia controla-las

2 meses depois

Esses dois meses foram os piores meses da minha vida, a S/N se afastou definitivamente de mim e isso me machucou muito eu não sei mais o que fazer e ela não trabalha mais na loja de Cds, pois eu fui lá e uma atendente me disse que ela tinha se demitido aquilo me abalou mais ainda, por que foi ali que eu a conheci.

Estou andando pelos corredores da escola, quando vejo a S/N eu não me aguento e a puxo delicadamente até uma sala e a impresso na porta:

S/N - O que está fazendo Doyoung me solta

Doyoung - Só vou te soltar quando você falar nos meus olhos que você não me ama mais - digo por que ela disse isso sem olhar nos meus olhos

S/N - E-e-eu... Eu te amo Doyoung - ela me beija e eu retribuo é claro, passo minhas mãos por sua cintura e aperto fazendo ela arfa, coloco ela sentada na mesa antiga do professor paramos o beijo por falta de ar então começo a beijar seu pescoço

Doyoung - Senti sua falta - sinto o seu perfume que eu tanto alo

S/N - Eu também

Doyoung - Por que você fez aquilo? - paro com os movimentos e olho em seus olhos

S/N - Por que... Eu estava recebendo ameaças...

Doyoung - Ameaças de quem? - vejo ela soltar um suspiro

S/N - Da Wendy...

Doyoung - Da Wendy?

S/N - Ela é apaixonada por você e disse que se eu não terminasse com você ela o meu irmãozinho que tem problemas sofreria as consequências - vejo seus olhos lacrimejaram

Doyoung - Por que não me contou?

S/N - Por que eu tive medo

Doyoung - Não precisava ter medo, eu não deixaria ela fazer na de ruim pra você e nem pro seu irmão

S/N - Obrigada Doyoung

Doyoung - Quer ser minha novamente S/N?

S/N - Sim eu quero - tiro a aliança do meu bolso - você guardou

Doyoung - É claro que sim, no fundo eu sabia que ia te ter de volta - coloco a aliança no seu dedo e a beijo um beijo apaixonado e quente, paramos por falta de ar e ouvimos o sinal bater

Doyoung - É melhor irmos meu amor

S/N - Doyoung...

Doyoung - Sim meu amor

S/N - E-e-eu preciso de você...

Doyoung - Como assim S/N? - ela coloca minha mão em sua coxa e a outra em seu peito, já entendi o que ela queria - S/N estamos na escola e Anwww - ela me corta apertando meu membro coberto pela calça

S/N - Por favor Doyoung, me chupa eu preciso de sua língua no meio de minhas pernas - ela pede e eu aperto seu peito

Doyoung - Só vou te chupar e depois vamos, pois quero que sua primeira vez seja especial - lhe dou um selinho e me abaixo na altura da sua bucetinha, dou um beijo no local e coloco sua calcinha para o lado, começo o trabalho e cacete como ela tá molhada se controla Doyoung se controla, passo minha língua na sua bucetinha e vejo ela soltar um gemido baixo, começo a chupar com toda a minha força e a S/N se controlava pra não gemer alto e puxava meus cabelos até que ela goza em minha pouca e eu chupo tudo sem deixar uma gota me levanto e a beijo fazendo ela sentir seu próprio gosto - Agora vamos baby, já te satisfiz agora vamos final de semana a gente vê o que vai fazer - pego em sua mão e solto um sorriso malicioso e ela cora, saimos da sala e vamos até a nossa sala mas antes fomos até a diretoria falar das ameaças que a S/N estava recebendo da Wendy, ela foi expulsa da escola e levada ao psicólogo

Final de semana

Estava tudo pronto para o que eu e a S/N tanto esperávamos, chego em sua casa e toco a campainha, ela abure a porta e a vejo super linda como sempre (notas finais)

Doyoung - Você está muito bonita meu amor

S/N - Obrigada você também está (notas finais)

Doyoung - Vamos? - ela assente com a cabeça e seguimos até o carro e fomos ao restaurante, comemos, conversamos e noa divertimos então chegou a hora de irmos pra casa, eu levei a S/N pra minha casa e quando abrimos a porta ela se depara com um monte de pétalas de flores espalhadas da porta principal até as escadas seguro sua cintura por trás e falo em seu ouvido

Doyoung - Essa noite meu amor vai ser só nós dois - chupo o lóbulo de sua orelha e a vejo arfar abaixo o zíper de seu vestido mas não o tiro, a viro pra ela ficar de frente pra mim e ataco seus lábios em um beijo afoito, apaixonado e cheio de desejos, pego ela no colo estilo noiva e a levo até o meu quarto chegando lá ela se supreende mais ainda : o quarto estava cheio de pétalas de flores e velas espalhadas por todo o quarto e eu a coloco devagar e delicadamente em sua cama

S/N - Amor eu adorei - sorrio

Doyoung - Eu sei mas os meninos me ajudaram - ela sorri e eu beijo seu pescoço a fazendo se arrepiar, tiro minha blusa e ela cora - Não precisa ficar com vergonha amor, só relaxa tá eu vou ser o mais carinhoso e amoroso possível e também não vou fazer nada que você não queira - ela assente com a cabeça e eu tiro seu vestido com sua ajuda, beijo, mordo e chupo seu pescoço e vou descendo até seus seios beijo o vale deles e peço permissão para tirar seu sutiã já que o feiche é para frente ela afirma que sim e eu tiro, mas ela por vergonha acaba os escondendo - Não precisa ter vergonha meu amor, você é linda do jeitinho que você é além de muito gostosa - beijo seus lábios e vou tirando seus braços devagar, começo a chupar seu seio direiro enquanto massageio o esquerda enquanto desço minha mão até sua bucetinha e começo a massagea-lá e ela dava gemidos baixos até que me canso e deço meus beijos até sua bucetinha, peço permissão com o olhar e ela afirma que sim, então eu tiro e vejo ela corar solto um sorriso e dou uma lambida na sua bucetinha e ela solta um gemido alto, então eu começo a chupar com vontade e ela gemia alto - Amor vai doer um pouquinho mas já passa - enfio um dedo dentro dela e ela faz um careta - posso mexer - ela afirma - começo a mexer e começa seus gemidos - vou enfiar outro tá - ela afirma e eu enfio e começo a estocar meus dedos rápido enquanto chupo seu clitóris até que ela goza nos meus dedos, chupo tudo e a beijo, separo o beijo e tiro minha calça e a minha cueca fazendo ela ficar tímida, sorrio e a beijo - Amor agora vai doer um poquinho mas já passa tá bom

S/N - Tá bom mas vai devagar

Doyoung - Claro meu amor, eu vou ser o mais carinhoso possível - lhe dou um selinho e coloco a camisinha - Se doer pode descontar em mim tá bom - entrelaço minhas mãos com a dela

S/N - Tá bom - fala tensa

Doyoung - Tem certeza que quer continuar meu amor?

S/N - Sim meu amor eu quero que a minha primeira vez seja com você - eu sorrio e a beijo então vou a penetrando devagar sinto ela aperta minha mão e solta um gemido de choro

Doyoung - Calma meu amor já vai passar se concentra nos nossos corpos se chocando - penetro mais meu pau na sua bucetinha - É bom né?

S/N - Sim, é muito bom - consigo colocar todo o meu comprimento dentro dela e depois de um tempo sinto ela mexer seu quadril, começo estocar devagar

S/N - Mais rápido amor, mais rápido - começo a ir mais rápido e fundo até que acerto seu ponto G e ela geme mais alto e eu não estava diferente

Doyoung - Hum amor como você é apertada e tão gostosa - começo a meter mais rápido mas claro com cuidado

S/N -A-a-amor awn e-e-eu vou gozar - fala gemendo mais e mais

Doyoung - Goza meu amor pra mim vai - ela me obedece e gozamos juntos saio de cima dentro dela e me jogo ao seu lado ofegante, a puxo pro meu peito e começo a fazer carinho em seus cabelos - Te machuquei meu amor?

S/N - Não meu amor eu tô bem

Doyoung - Eu te amo

S/N - Eu também te amo - lhe dou um beijo e acabamos dormindo

Depois desse dia se passou 2 anos e pedi ela em casamento e 8 meses depois nos casamos e hoje em dia temos 2 filhos, um menino chamado Miguel e uma menina chamada Elisa eles são gêmeos, eu amo demais a minha família e a minha esposa também que é uma mãe, esposa e companheira maravilhosa



Notas Finais


Sim eu sou indecisa e espero que tenham gostado, bjs e qm me pediu não se preocupem eu não esqueci de vcs é q os estudos estão acabando cmg bjs💕💕💕
https://pin.it/5Emd0dh , https://pin.it/3Od9xl1 , https://pin.it/5Emd0dh , https://pin.it/5Emd0dh ( como a S/N estava)
https://pin.it/5GYNBRy ( doyoung)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...