História Imagine EXO Chen - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Tags Baby
Visualizações 27
Palavras 1.022
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi Flores, mais um capitulo saindo do forno, eu espero que vocês gostem! Boa Leitura.

Capítulo 12 - O Valor


Fanfic / Fanfiction Imagine EXO Chen - Capítulo 12 - O Valor

Após que o JongDae saiu da floricultura eu voltei ao meu trabalho. Eu andei até a barraquinha e vi que estava quase sem bolinhos e então eu vou pegar mais.

Eu vou rapidamente á cozinha e pego os bolinhos e volto e foi nesse momento eu escutei o sininho tocar.

- Seja bem-vindo. – comento colocando os bolinhos na barraquinha.

Eu olho para o cliente e vejo que eram J-Hope e o Jin.

- Oh! Eu realmente eu estou em casa. – comenta o Jin olhando para as flores.

- Nós estamos. – comenta o J-Hope dando risada.

- No que eu posso ajudar-los? – pergunto sorrindo.

- Eu não sei! Bem eu quero uma flor tão bonita quanto eu. – responde o Jin olhando em volta.

- Bem isso vai ser difícil, sabe senhorita nós fomos á varias floricultura para ele encontrar uma flor assim. – comenta o J-Hope um pouco sério.

- Bem nós temos varias tipos de flores os senhores podem ficar a vontade, tem bolinho, café, chá ou água se os senhores quiserem. – comento sorrindo.

- Bem eu vou aceita o bolinho, porque isso vai demorar. – comenta o J-Hope indo até a barraquinha.

O J-Hope se serviu, pegando o bolinho e um pouco de chá, enquanto o Jin olhava atentamente para as flores e eu já estava vindo um buque de flores de Lírio rosa bem linda e um perfume muito bom. Assim eu apareci com elas os olhos do Jin foram nelas.

- Nossa elas são lindas. – comenta o Jin vindo na minha direção.

- São mesmo e estão com um preço bom também. – comento olhando para elas.

- Hope eu encontrei as minhas flores. – comenta o Jin pegando o buque.

- Finalmente. – comenta o J-Hope pegando outro bolinho.

Nós vamos até o balcão e finalizamos a compra, o Jin passa na barraquinha e pega um bolinho e com isso eles vão embora e eu os acompanho até a saída.

O resto do dia passa bem tranqüilo e eu não tive muitos clientes, eu limpo toda a floricultura ao som de TaeYang e Zico – Tonigh, depois de terminar a faxina, eu vou procurar outras coisas para fazer.

Logo chega o fim de expediente eu fecho a loja e depois de ter a certeza que ela estava fechada eu vou até ponto de ônibus, eu pego os meus fones de ouvidos e conecto no celular e dou play e logo começa tocar Amber – Borders. E quando o transporte chega e eu subo nele.

Alguns minutos depois eu estava chegando a minha casa quando eu recebo uma ligação era o JongDae.

- Alo. – digo assim que eu atendo.

- Alo Amor onde você está? – pergunta o JongDae.

- Eu estou quase chegando a minha casa, por quê? – respondo arrumando a alça da minha bolsa.

- Porque eu estou em frente a sua casa. – comenta o JongDae.

- Tudo bem! Eu estou quase. – comento indo pouco mais rápido.

Nós desligamos e eu ando um pouco mais rápido e assim que eu chego, vejo um carro parado e vejo o farol piscar duas vezes, era o carro do JongDae e vou até ele, assim que eu me aproximo bato no vidro.

- Oi! – cumprimento sorrindo.

- Oi! – cumprimenta o JongDae tirando o cinto de segurança.

Eu dou espaço e ele sai do carro e em seguida nós entramos em casa.

O mais velho se joga no sofá e eu vou até ele me sento ao seu lado.

- O que devo a honra da sua visita? – pergunto um pouco curiosa.

- Eu estou cansado e queria descansa aqui com você fazendo cafuné no meu cabelo. – responde o JongDae deitando no sofá de barriga para cima.

Ele coloca a sua cabeça em meu colo e fecha os olhos.

- Se você vai dormir eu deveria ter pegado uma coberta. – comento fazendo um carinho na sua testa.

- Não, aqui está bom. – comenta o JongDae bem relaxado. – Amor eu queria saber uma coisa, mas sem pressão, bem mais cedo eu te fiz uma pergunta, mas infelizmente eu não soube da resposta. – completa um pouco sério.

- Bem, você tem certeza disso? Lembra-se que foi você quem me pediu para ser sincera. – pergunto um pouco confusa.

- Mais é claro que eu tenho certeza Amor! Afinal eu quero saber. – responde o JongDae respirando fundo.

- Pois, bem eu serei bem sincera com você. – comento um pouco séria.  – Eu nunca pensei em você com o significado, mas quando eu o vejo e percebo todas as coisas boas que você fez e faz por mim, tais coisas que ninguém fez ou fará por mim, eu fico muito grata. E mesmo com você falando um pouco alto e com as brigas que nós temos, JongDae você acabou se tornando uma pessoa muito importante para mim. – completo ainda fazendo um carinho na sua testa.

O mais velho segura no meu pulso e se levanta, sentando do meu lado, ele respira fundo e passa a mão sobre o cabelo e fica por alguns minutos em silêncio.

- Querido diga alguma coisa, por favor. – pedi me aproximando.

- Bom para começar eu não falo tão alto assim. Isso ai é mentira! – comenta o JongDae um pouco sério.

- Fala sim e você sabe disso. – comento dando risada.

Ele se aproxima um pouco e pega no meu queixo e vira o meu rosto.

- Se eu falar assim agora? – pergunta o JongDae sussurrando no ouvido.

- Isso é bom. – respondo sussurrando e virando o meu rosto.

O mais velho pega no meu queixo e passa o seu dedo sobre o meu lábio inferior, ele se aproxima um pouco mais e eu dou um selinho nele bem demorado. Eu me afasto dele e nós sorrimos um para outro, ele me pega na minha nuca, me puxa e nós beijamos. O nosso beijo estava calmo, sem pressa alguma, mais com ternura e muito desejo envolvido.

Nós ficamos naquele beijo por um bom tempo até que nós o terminamos um selinho e nós abraçamos bem fortes.

Eu ainda não sei o verdadeiro motivo do mais velho ter feito aquela pergunta, mas agora ele sabe o que eu sinto por ele.


Notas Finais


Desculpem pelos erros ou por qualquer coisa.
Por hoje é só, até o próximo.
Beijinhos da Tiah e tchauzinho. >.<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...