História IMAGINE J-Hope - REGRAS QUEBRADAS (segunda temporada) - Capítulo 8


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Monsta X
Personagens J-hope, Personagens Originais, Suga
Tags Bangtan Boys, Exo, Got7, Imagine, Monsta X
Visualizações 165
Palavras 698
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eu so amei demais essa foto do Hyungwon aushuash my baby kk

Capítulo 8 - Razão vs Emoção


Fanfic / Fanfiction IMAGINE J-Hope - REGRAS QUEBRADAS (segunda temporada) - Capítulo 8 - Razão vs Emoção


A única razão pela qual ela quis vir à festa era que tinha ouvido que Namjoon estaria aqui. Só que o cara leva sua própria regra a sério: não importa o quanto Fran se ofereça, ele sempre sai da festa com outra.
“Posso dar um pulinho no banheiro antes?”, pergunto a ela. “Encontro você lá fora.”
“Tá, mas não demora. Falei para o HyungWon que estamos indo, e ele está esperando no carro.”
Ela vai em direção à porta da frente, me deixando com uma pontada de ressentimento. 
Legal ter me perguntado se eu queria ir embora depois de já ter tomado a decisão por nós.
Engulo a irritação, lembrando que Fran sempre foi assim e que isso nunca me incomodou antes. Se ela não tomasse as decisões e me obrigasse a sair da minha zona de conforto, eu teria passado o ensino médio inteiro na sala do jornal, escrevendo a coluna de aconselhamento sem jamais ter experimentado nada por mim mesma.
Ainda assim… às vezes, queria que Fran ao menos me perguntasse o que eu achava de alguma coisa antes de decidir por mim.
O banheiro está com uma fila gigante, então navego por entre a multidão e subo até onde WonHo e eu estávamos conversando antes. Quando chego ao banheiro, a porta se abre e uma loira maravilhosa sai dele.
Ela leva um susto ao me ver e, em seguida, abre um sorrisinho presunçoso e ajeita a barra de um vestido que só pode ser descrito como indecente. Dá até pra entrever a calcinha cor-de-rosa dela.
Com o rosto ardendo, desvio o olhar, envergonhada, e espero até que tenha chegado à escada antes de pegar a maçaneta da porta. Mal encosto nela e a porta se abre de novo, então outra pessoa sai.
Meu olhar se choca com os olhos negros mais vivos que já vi. Só preciso de um segundo para reconhecer de quem são. Quando isso acontece, meu rosto fica ainda mais quente.
Jung Hoseok.
Isso mesmo, Jung Hoseok. A estrela da defesa do time de hóquei. Sei disso não só porque faz meses que Fran está correndo atrás de um dos melhores amigos do cara, mas também porque seu rosto sexy e perfeito foi capa do jornal da universidade na semana passada. Desde que ganharam o campeonato, o jornal tem entrevistado todos os jogadores, e não vou mentir: a matéria com Hoseok foi a única em que prestei atenção.
Porque o cara é lindo demais.
Assim como a loira, ele leva um susto ao deparar comigo no corredor, mas, também como ela, recupera-se depressa e abre um sorriso para mim.
Então fecha o zíper da calça.
Ai, meu Deus.
Não acredito que ele acabou de fazer isso. Meu olhar cai involuntariamente sobre sua virilha, mas Hoseok não parece se importar com isso. Ergue uma sobrancelha, dá de ombros e vai embora.
Nossa. Então tá.
Só isso já deveria bastar para me deixar enojada. Não estou nem falando do sexo no banheiro. A fechada de zíper já o colocaria direto no rol dos babacas.
Mas saber que ele acabou de transar com aquela garota no banheiro dispara uma onda de ciúmes em mim pela qual não esperava.
Não estou dizendo que quero fazer sexo aleatório no banheiro, mas…Tá, mentira. Eu quero, e muito. Com Jung Hoseok, pelo menos, quero. Pensar em suas mãos e seus lábios no meu corpo desencadeia uma onda de arrepios quentes pela minha coluna.
Por que não posso me divertir com um cara no banheiro? Estou na faculdade, droga. 
Deveria estar aproveitando a vida, fazendo besteira, “me encontrando”, mas não fiz merda nenhuma o ano todo.
Vivo através da Fran, que se arrisca e tenta coisas novas, enquanto eu, a santinha, fico aqui, me agarrando ao ideal de vida regrada que meu pai me impôs desde quando eu ainda usava fralda.
Estou cansada de ser cautelosa. E boazinha. O semestre está quase no fim. Ainda preciso estudar para duas provas e escrever um trabalho de psicologia, mas quem disse que não posso tirar um tempinho para me divertir também?
Faltam só algumas semanas para o primeiro ano de faculdade acabar. E sabe de uma coisa? Vou fazer bom uso delas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...