História IMAGINE J-Hope - REGRAS QUEBRADAS (segunda temporada) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Monsta X
Personagens J-hope, Personagens Originais, Suga
Tags Bangtan Boys, Exo, Got7, Imagine, Monsta X
Visualizações 107
Palavras 1.143
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - JB, mais um para as loucuras


Fanfic / Fanfiction IMAGINE J-Hope - REGRAS QUEBRADAS (segunda temporada) - Capítulo 9 - JB, mais um para as loucuras


POV - J-HOPE
Decidi pegar leve nas festas. Fiquei tão destruído ontem à noite que Jungkook teve que me carregar no ombro até meu quarto, de tão tonto que eu estava. Mas esse não é o único motivo, embora tenha sido um fator importante na minha decisão.
É sexta à noite e não apenas recusei um convite para uma festa de um dos caras do time como estou segurando o mesmo copo de uísque há mais de uma hora. Nem toquei no baseado que Namjoon continua empurrando na minha direção.
Estamos em casa, enfrentando o frio do início da primavera, amontoados no pequeno quintal. Dou uma tragada no cigarro enquanto Namjoon, Jungkook e JB, outro cara do time, passam o baseado, e eu meio que ouço Namjoon recapitular o sexo selvagem da noite passada. Minha mente vai e volta para minha própria aventura — a garota que me levou para um banheiro no andar de cima e fez o que bem entendeu comigo.
O.k., eu estava bêbado e minha memória talvez não seja confiável, mas me lembro de enfiar um dedo até ela gozar na minha mão. E me lembro muito bem de uma chupada espetacular. 
Mas não vou contar isso a Jungkook, já que ele resolveu controlar minha vida sexual. Enxerido.
“Espera, volta um pouco. Você fez o quê?”
A pergunta de JB me traz de volta ao presente.
“Mandei uma foto do meu pau”, responde Namjoon, como se fosse algo que ele fizesse todos os dias.
JB me encara, boquiaberto. “Sério? Você mandou uma foto da sua rola? Como se fosse, sei lá, uma recordação do sexo selvagem?”
“Não. Mais como um convite para repetir”, explica Namjoon, com um sorriso.
“E você acha que ela vai querer dormir com você de novo?” JB parece na dúvida agora. “No mínimo, a menina está achando que você é um babaca.”
“De jeito nenhum. Elas adoram uma boa foto de pau. Vai por mim.”
JB pressiona os lábios como se estivesse tentando não rir. “Ah, tá. Claro.”
Bato as cinzas do cigarro e dou outra tragada. “Só por curiosidade, o que define uma ‘boa foto de pau’? A iluminação? A pose?”
Estou sendo sarcástico, mas Namjoon responde com uma voz solene. “O truque é manter o saco de fora.”
Isso provoca um riso alto de Jungkook, que engasga no meio de um gole de cerveja.
“É sério”, insiste Namjoon. “Saco não é fotogênico. As mulheres não querem ver.”
JB não consegue conter a risada, soltando o ar em baforadas brancas que flutuam no ar frio da noite. “Parece que você pensou muito no assunto, cara. É meio triste.”
Rio também. “Espera aí, é isso que você faz quando fica no quarto com a porta trancada? Tira fotos do pau?”
“Ah, fala sério, até parece que sou o único que já tirou uma foto do pau.”
“Você é o único”, JB e eu respondemos em uníssono.
“Até parece. Não acredito em vocês.” De repente, Namjoon percebe que Jungkook não respondeu, e não perde tempo em denunciar seu silêncio. “Rá. Sabia!”
Arqueio uma sobrancelha e me viro para Jungkook, que pode ou não estar corando. “Sério, cara? Mesmo?”
Ele dá um sorriso encabulado. “Lembra aquela menina que eu namorei ano passado? Suzy? Ela me mandou uma foto dos peitos. E disse que eu tinha que retribuir o favor.”
Namjoon fica boquiaberto. “Pau por peitos? Cara, você foi enrolado. De jeito nenhum as duas coisas estão no mesmo nível.”
“O que ele deveria ter mandado então?”, pergunta JB, curioso.
“O saco”, declara Namjoon, antes de dar uma longa tragada no baseado. Ele sopra um anel de fumaça enquanto todo mundo ri da observação.
“Você acabou de dizer que as mulheres não querem ver isso”, ressalta JB.
“E não querem mesmo. Mas qualquer idiota sabe que uma foto do pau requer nu frontal completo em troca.” Ele revira os olhos. “É uma questão de bom senso.”
Alguém pigarreia junto à porta de correr atrás de mim. Alto.
Viro e vejo Cicy de pé. Sinto um aperto tão forte no peito que minhas costelas doem. Ela está de calça legging e com uma das camisas de treino de Yoongi. O cabelo escuro está solto, caindo sobre os ombros. Linda.
Como o péssimo amigo que sou, imagino Cicy usando a minha camisa de treino. Com o meu número nas costas.
O que aconteceu com a promessa de aceitar a realidade e seguir em frente?
“Hum… bom”, começa ela, devagar. “Só para confirmar que não entendi errado: vocês estão falando de mandar fotos do pênis para as meninas?” Seus olhos brilham, divertidos, enquanto ela analisa cada um de nós.
Namjoon deixa escapar uma risada. “Isso. E não adianta revirar os olhos, Bravys. Vai me dizer que o Suga nunca mandou uma foto do pau para você?”
“Não vou nem responder isso.” Ela suspira e apoia o antebraço na porta. “YoonGi e eu vamos pedir pizza. Vocês querem? Ah, e vamos ver um filme. É a vez dele de escolher, então provavelmente vai ser algum péssimo de ação.”
Jungkook e Namjoon concordam na mesma hora, mas JB balança a cabeça, pesaroso. “Fica pra próxima. Minha última prova é na segunda, então vou passar o fim de semana estudando.”
“Ixi. Boa sorte.” Ela sorri para ele antes de soltar a porta e dar um passo para trás. “Se quiserem escolher as pizzas é melhor entrar, senão vou encher de legumes. Ah, e que merda é essa, Hoseok?”
Seus olhos verdes se estreitam na minha direção. “Você disse que só fumava em festas. Será que vou ter que bater em você agora?”
“Vai sonhando, Bravys.” Meu tom é bem-humorado, mas, no instante em que Cicy se afasta, o humor desaparece.
Estar perto dela é um soco no estômago. A ideia de ficar na sala com Cicy e YoonGi, comendo pizza e assistindo a um filme, os dois abraçadinhos e apaixonados… é cem vezes pior do que um soco no estômago. É um time inteiro de hóquei me espremendo contra o vidro do rinque.
“Sabe de uma coisa? Acho que vou à festa do Taemin. Posso pegar uma carona com você até o alojamento?”, pergunto a JB. “Melhor não ir de carro, porque posso acabar bebendo.”
Namjoon esmaga a ponta do baseado no cinzeiro, em cima da churrasqueira fechada. “Você não vai acabar bebendo, cara. O supervisor do alojamento do Taemin é um nazista completo. Patrulha os corredores e faz batidas aleatórias nos quartos. Sem brincadeira.”
Não ligo. Só sei que não posso ficar aqui, com Cicy e YoonGi, até conseguir controlar essa paixonite idiota.
“Então não vou beber. Só preciso sair. Passei o dia todo em casa.”
“Sair, é?” Jungkook fecha a cara, o que me diz que sabe exatamente o que estou fazendo.
“É”, respondo com frieza. “Algum problema?”
Ele não responde.
Rangendo os dentes, eu me despeço e sigo JB até o carro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...