1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Jennie - El Cadejo - Segunda Temporada >
  3. Escolhas Difíceis

História Imagine Jennie - El Cadejo - Segunda Temporada - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura!

Capítulo 6 - Escolhas Difíceis


Fanfic / Fanfiction Imagine Jennie - El Cadejo - Segunda Temporada - Capítulo 6 - Escolhas Difíceis


POVS S/N 


Acordei com uma enorme dor de cabeça, tudo estava de cabeça para baixo, quando fui ver eu estava pendurada de cabeça para baixo, meus pés foram amarrados por uma corda, minhas mãos também foram amarradas 


Olhei a minha volta e não havia mais ninguém e para piorar minha situação estava de noite


Ouvi passos vindo em minha direção, três pessoas saíram do meio de alguns arbustos, todos os três estavam com capuz e de costas, eu não conseguia ver os seus rostos direito


Xxx: Vejo que acordou isso é bom - Um deles disse ainda de costas para mim


- Quem é você?


Xxx: Isso vai ser bem menos doloroso se me dizer onde o garoto está,


- Que garoto?


Xxx: O Cadejo cinza, sei que você sabe onde ele está


- E porque eu diria a onde ele está? Nem sei quem são vocês direito, mas já deduzi que não são coisa boa


Xxx: Você pode pensar isso agora, mas estamos tentando derrotar de uma vez por todas o abominável do seu tataravô


- E o que o garoto tem haver com isso?


Xxx: O sangue dele é a chave para a vitória


- Nem morta que eu vou deixar você encostar nele


Xxx: Eu tenho meus bichinhos e eles são ótimos farejadores, eu só vou demorar um tempo se eu for fazer dessa forma, mas se você me falar onde o garoto está, tudo será mais fácil


- Eu já disse que não vou falar onde ele está


Xxx: Você sempre tenta proteger quem ama, mas nem sempre consegue, pelo visto gosta de escolher as coisas mais difíceis - Ele finalmente se vira de frente, consegui ver um pouco de seu rosto, mas infelizmente não conhecia. Ele se aproxima de mim com um chicote na mão, já previa o que iria acontecer


- Deixa eu adivinhar, vai me torturar até eu falar onde está o garoto


Xxx: Quem diria, pensava que era mais burra, mas pelo visto eu me enganei


- Obrigada pelo elogio - Digo sarcástica 


Xxx: Ficar de cabeça para baixo deve ser desconfortável, né?


- Um pouco - Na realidade eu estava quase vomitando, sentia o sangue subir até meu cérebro 


Xxx: Última chance pra me dizer onde eu encontro o garoto


- Vai ter que procurar até o inferno pra isso - Já não tinha mais paciência para o responder 


Xxx: Tragam os cachorros 


Um deles pega os cachorros, ouvi latidos perto do meus rosto, mas não via cachorro nenhum, que macumba é essa?


Xxx: Não fica assustada, são só cachorros invisíveis nada demais


Sinto um dos cachorros me farejar então começa a latir loucamente


Xxx: Pode soltar. - O cara que estava segurando a coleira, que também era invisível, soltou os cachorros, pode ouvir eles correrem em meio a floresta - Em breve eles devem trazer o garoto, se ele vai estar em boas condições ai eu não sei - Deu um riso de canto, queria tanto quebrar a cara desse cretino


Xxx: Agora eu vou te ensinar a não ser desrespeitosa comigo


Ele me da uma chicotada, depois outra e mais outra, sentia minha pele se rasgando e o sangue escorrer pelo meus corpo, então ele começou uma sequencia de chicotadas, era uma atrás da outra, trinquei meu maxilar na tentativa de não gritar de dor


Depois de umas vinte chicotadas ele para, o mesmo vai até uma espécie de mesa de pedra e pega alguma coisa, quando eu vi ele tinha na mão uma forquilha de herege 


(Forquilha de herege é uma ferramenta de tortura do tempo medieval, é um material metálico e pontiagudos parecidos com um garfo. Ela era presa por um cinto no pescoço do condenado, perfurando as regiões do maxilar e do peito. Qualquer coisa pesquisem sobre)


Xxx: Amarrem ela de pé na árvore


Os dois homens cortam a corda que me sustentava de ponta cabeça, e me amarram no troco da árvore


Ele amarra o cinto no meu pescoço e ergue meu pescoço bem para trás, colocando meu maxilar em uma das pontas e a outra em meu peito, o mesmo solta o meu pescoço e assim o meu maxilar cai com força no instrumento pontiagudo e com o impacto o outro lado crava em meu peito
- Haaaa... seu... des-desgraçado


Xxx: Vou te deixar assim por um tempo, agora eu vou comer alguma coisa e tirar um cochilo depois eu venho tirar isso de você, tenha uma boa noite - Falou com um sorriso nos lábios


Eu ainda mato esse cara 


QUEBRA DE TEMPO


Depois de um tempo o mesmo volta e tira a forquilha de herege de mim, sinto um alivio em meu pescoço que já estava ficando dormente


Xxx: Bom eu sei que me acha uma pessoa ruim, mas estou fazendo isso para o bem de todos, o Lobo Sangrento não pode mais vagar por essa terra


- E acha que eu também não quero mata-lo?


Xxx: Mesmo você querendo matar ele, não conseguiria você tem que ter uma espada amaldiçoada pelo sangue puro


- Que é o sangue do Cadejo cinzaga onde está o Cadejo cinza


- Nem morta eu digo


Xxx: Meus cães podem até achar o garoto, mais vão demorar muito tempo para traze-lo de volta, e eu tenho certeza que não vão trazer o garoto da forma mais pacífica, mas se você... - Corto o mesmo


Xxx: Mas se eu te dizer onde ele está o garoto vai trazido da forma mais confortável possível, eu vou repetir mais uma vez, eu... não... vou... falar... onde... ele... está - Digo pausadamente


Xxx: A melhor tortura não é a física e sim a psicológica, e é exatamente isso que eu vou fazer com você


- Como, ameaçando matar o garoto, sendo que é isso que você iria fazer


Xxx: Eu demore pra bolar esse plano, mas eu consegui, eu te conheço o suficiente pra transformar sua cabeça num inferno, podem trazer os dois


O mesmo ordena os dois homens, que trazem duas pessoa, elas estavam amarradas e com um saco na cabeça


Xxx: Isso vai ser divertido. Tirem o saco da cabeça dos dois


E assim foi feito, quando as duas pessoas olharam em minha direção pode ver quem era, não sabia como reagir


- Felix? Han?


Xxx: Coloque as mordaças nos dois, não quero ouvir mais piadinhas. - Felix e Han não conseguiram falar nada, pareciam estar mais assustados do que eu - Bom, que os jogos comecem 


O mesmo pega uma faca e se posiciona atrás do Han e do Felix


Xxx: Agora diga onde o garoto está, ou eu vou fazer vários cortes no seus amigos e eu vou te garantir que a morte deles vai ser bem lenta e dolorosa, eu vou fazer eles implorarem pela morte e a única que pode decidir isso é você!


Xxx: Agora é você que escolhe quem vai implorar para morrer!


Notas Finais


Quem vocês acham que vai morrer



Desculpem qualquer erro!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...