1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Jennie - it's you >
  3. Casamento?

História Imagine Jennie - it's you - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem, minha primeira fic aqui

Capítulo 1 - Casamento?


Jennie kim 

- Eu não vou me casar com ela!- Falei interrompendo a fala do meu pai.

Esse que assim como o senhor Kang, veio com uma idéia absurda que eu e S/n teremos que nos casar pelo bem da empresa. Afinal há algun tempo as empresas King & Kim, não está no seu melhor momento, arriscaria dizer que estamos quase no vermelho. E eu assim como a Kang como futuras herdeiras desse império que está entrando em ruínas, teriamos que nos casar para ocuparmos os nossos cargos de co-Ceos da empresa, assim como diz o contrato ou melhor testamento que nem sabia que existia. 

Não sei por que estou supresa com isso, nossos pais sempre quiseram dar uma de cupidos pra cima de mim e S/n. Eu e ela cresmos juntas, por causa de nossas famílias serem próximas, mas quando S/n tinha dezoito anos ela se mudou para Los Angeles, que foi o ano em que sua mãe acabou falencendo, depois que S/n se mudou eu nunca mais a vi, apesar de todos os anos nossas famílias passam juntas as férias depois que ela se mudou ela nunca mais foi, e nem nunca voltou ao menos para passar um final de semana junto a sua família. Soube que S/n está trabalhando na filal da Kang & Kim em Los Angeles..

- Por que não querida? Prometo que serei uma ótima esposa.- Falou S/n tanto um sorriso de lado, e eu apenas revirei os olhos. Continua a mesma idiota de sempre.

- Se que deve ser difícil para vocês aceitarem isso, mas vocês devem entender que é pelo bem da empresa, caso o contrário o conselho irá tomar providências e na pior das opções teremos que vender a Kang & Kim.- Falou o senhro Kang, sei o quando a empresa e importante para eles, e para mim também, afinal eu basicamente cresci aqui vendo meu pai trabalhar aqui. 

- Não tem outro modo de fazermos isso, sem envolver eu me casando.- Falei e vi eles negarem.

- Não, esse foi o combinado que está no testamento, que foi feito por nos dois e pelas nossas falecidas esposas, a escolha está nas mãos de vocês, por que nos não podemos mais fazer nada o conselho já está em cima.- Falou meu pai suspirando.

- Aqui está o contrato, basta a vocês assinarem ou não.- Falou o senhor Kang dando uma pasta pra mim e outra para S/n.

Então logo começei a ler ele.


Vi S/n se levantar do lugar em que estava sentada e entregar a pasta ao seu pai e sair da sala sem dizer nada. Então vi o Kang mas velho abrir a pasta e folhear o contrato em suas mãos pude ver a surpresa em seus olhos.

- Agora a descisão está em suas mãos minha filha.- Falou meu pai depois de se aproximar do senhor Kang e olhar o contrato, que logo colocou sobre a mesa e pude ver a assinadura da S/n no final da página.

- Posso pensar sobre isso?- Falei e vi os dois subirarem mas concordarem.

- Claro, nos vamos nos reunir de novo em cinco dias.- Falou meu pai sorrindo.

Então apenas concordei e saí da sala de conferência, e fui pra minha sala mas assim que entrei nela tomei um susto ao ver S/n nela.

- Você tem um ótimo gosto pra decoração.- Falou assim que eu entrei na sala.

- Oque faz aqui? Como entrou aqui?- Falei indo até a minha cadeira.

- Quero conversar com a minha futura esposa, e sua secretária me deixou entrar.- Disse sorrindo.

- Como tem tanta certeza que irei aceitar esse contrato idiota?- Falei e vi ela rir.

- Sei que vai, pelo que eu soube e também pelo que conheço de você, sei que vai, e fora quem não iria me querer como esposa?- Falou convecida.

- Eu, eu não quero. Aliás pode sair da minha sala.- Falei e vi ela negar.

- Não ainda não falei oque queria.- Disse e vi ela ficar séria.- Sei que você deve estar odiando essa idéia, eu também estou afinal terei que abrir mão de algumas...

- Claro, você está falando sobre ter que parar de pegar qualquer uma que aparece na sua frente.- Disse e vi ela rir.

- Quem lhê disse isso? 

- Sua fama chegou rápido até aqui S/n, você acha que o pessoal não iria comentar sobre a filha do dono? Sua fama de que você é pegou metade de Los Angeles chegou rápido até aqui.- Falei e vi ela negar.

- Esse povo aumenta muito, eu não fico com qualquer uma, não sou essa galinha que dizem, pode ficar tranquila.- Disse e piscou um olho pra mim e eu revirei os olhos.- Mas continuando oque eu iria falar, eu também terei que abrir mão de algumas coisas, como eu terie que me mudar Seusl novamente, terei que voltar a morar aqui, não que não seja uma má idéia. Mas sentirei falta de Los Angeles. Mas o ponto principal disso tudo é a empresa creio que assim como eu como você não quer que a K & K acabe, que esse grande império que nosos pais construíram do zero acabe. Eu assine aquele contrato pensando nisso. Apesar de algumas cláusulas serem meio como posso dizer absurdas talvez, eu estou disposta a fazer isso pelo bem da empresa, afinal sei que temos capacidades de trabalharmos juntas e salvarmos essa empresa. Espero que pense sobre isso, afinal essa empresa é muito importante para quase sete mil pessoas que estão trabalhando aqui e seus empregos estão em nossas mãos.- Falou e se levantou da cadeira que ela estava sentada.

- Como pode ter certeza de que taremos certo? Nos mal nos conhecemos, quero dizer muitas coisas mudaram esses anos todos que você esteve fora, como pode ter certeza que esse falso casamento irá dar certo?

- Sei que irá, assim como você soube da minha "fama"- Falou fazendo aspas com as mãos.- Também soube sobre o seu trabalho e sua capacidade, sei que daremos certos, tanto para a empresa quando esse casamento.- Falou e deu um sorriso e foi até a porta, mas antes de abrir a porta ela me olho e falou.- E fora que esse casamento não será de todo mal, acho que poderemos nos divertir muito com isso.- Disse tanto um sorriso malicioso e saiu da minha sala.

5 dias depois...

Kang S/n

- Então aceitou a proposta de ser a futura senhora Kang?- Sussurei me sentando ao lado de Jennie na mesa de conferência.

- Logo irá saber.- Falou séria.

Nos estavamos só esperando o Hwan o pai de Jennie chegar, para começarmos. Não demorou muito e ele chegou, então logo foi dado início a reunião.

- Eu pensei muito sobre esse assunto.- Falou Jennie tento a atenção de todos.- Eu irei aceitar, assinarei o contrato em duas semanas.- Falei e vi nossos pais sorrirem, algo me diz quw tem um mas por aí.- Mas S/n terá que mostrar que podemos nos dar bem, afinal tudo depende se nos iremos nos dar bem, tanto na parte de negócios como de cônjuges.- Ela que que eu a corteje? Que eu seja sua namorada? É isso?

- Uma fase de teste?- Perguntou meu pai e vi a Kim concorndar.

- Podem chamar de como quiser mas é basicamente isso.- Falou ela.

- Isso pode ser bom, afinal seria meio estranho se elas fossem se casar sem niguém ver elas juntas uma única vez.- Falou meu pai e vi o Hwan concordar.

- Você basicamente está querendo dizer que eu devo te levar a encontros essas coisa?- Falei e vi eles me olharem.

- Sim, isso é o mínimo antes de pensar se devo realmente aceitar isso de misturar nossos sobrenomes.- Falou me olhando.

Confesso que estou supresa, com isso. Eu terei que dar em cima dela. 

- Bom se nenhum de vocês não tem mais nenhuma dúvida, eu devo voltar ao trabalho.- Disse se levantando e saiu da sala.

- Por essa eu não esperava.- Falei ainda supresa, esperava que ela fosse rasgar o contrato ou algo do tipo, ou até mesmo assinar logo.

- Bom minha filha, agora está em suas mãos fazer isso dar certo.- Falou meu pai e logo saiu da sala me deixando sozinha junto com o pai de Jennie.

- Como seu pai disse está em suas mãos, mas sei que irá conseguir.- Disse e também saiu da sala.

Quem diria que para assumir a empresa teria que me casar com Jennie Kim, e ainda por cima teria que dar em cima dela para mostrar que isso pode dar certo. Mas não é como se eu nunca divesse feito isso, afinal ainda me lembro que na adolescência tinha uma quedinha por Jennie e as vezez até investia em dar em cima dela. Mas fazer isso por causa da empresa, eu nunca pensei. 

Então saí da sala de conferência e fui até a sala de Jennie, não prescisei falar com a secretaria já que ela nem estava ali, então apenas entrei na sala e vi ela levar um pequeno susto assim que a porta se abriu.

- Oque está fazendo aqui? Prescisa de algo? Eu presciso trabalhar.- Perguntou ela me olhando então eu me aproximei da sua mesa.

- Então realmente está cogitando a idéia de aceitar?- Falei me sentando na cadeira a frente de sua mesa.

- Estou fazendo isso, mas conforme meus termos, considere essas duas semanas como uma fase experimental. E acredite não vai ser nada fácil.- Falou e eu neguei.

- Crei que será muito mais fácil do que está pensando.- Disse sorrindo e vi ela negar.- Mas você me falou que basicamente teria que levar você a um encontro essas coisa, para você pode considerar misturar nossos sobrenomes. Oque acha sair comigo hoje para quem sabe um jantar?

- Não me parece uma idéia tão ruim.- Falou e vi ela anotar algo em um post-it e me entregar.- Aí está meu endereço, estarei pronta as sete não se atrase.

- Certo. Irei deixar terminar o seu trabalho.- Falei e saí da sala dela. Então fui até a minha sala.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...