História Imagine Jeon JungKook - Diabolik Lovers! - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 28
Palavras 1.034
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aaaaaaaahhh
Graças a Deus neh, já estava na hora de saí mais um capitulo...

Capítulo 11 - X


- Isso tudo foi só um sonho? -pergunto assutada. Levanto-me da cama indo até a janela, empurrado a cortina para o lado. Me assunto ao vê que uma bela moça, de vestido roxo, estava em nosso quintal- O quê? Quem é ela? -pergunto-me ainda à olhando. Engulo em seco ao perceber que a mesma mulher me encarava com um sorriso no rosto.

Sinto uma forte dor em meu peito, fazendo-me cair no chão. Caminho -como se estiver fora de mim- até um certo lugar. Percebo que já não chovia mais. Paro em frente à uma bela fonte, percebendo que tudo à minha volta estava diferente.

- Mas... O quê? -assusto-me com alguns barulhos que vinha de um certo lugar, que não era tão longe de onde eu estava, vou em direção ao barulho vendo três meninos correndo felizes- Aonde é que eu estou? -olho para os meninos vendo que uma bela mulher conversava com um deles- Ela... Ela é aquela bela moça que eu havia visto no jardim -olho para a mesma- Então ela é a mae deles?! Mas isso... -escuto leves latidos. Vou em direção de onde vinha os latidos, vendo uma linda moça sentada, com seu filho que se encontrava bastante ocupado com seu livro- Aquele é o... SeokJin?! -vejo um menino se aproximando dos mesmo com um lindo filhote de cachorro na mão. Saio de onde estava caminhando pelo, enorme, quintal. Vejo um linda rosa branca em minha frente, levo minha mão até a mesma, mas acabo me machucando com seus espinhos- Ai!! -olho em volta vendo que o lugar era repleto de rosas brancas- Esse lugar... -escuto um barulho de algo metálico caindo no chão, olho para frente vendo TaeHyung e Hoseok parados de cabeça baixas... Chorando?. Olho para baixo vendo que TaeHyung havia derrubado seu punhal.

Percebo que tudo que estava em minha havia congelado, sentindo aquela forte dor em meu peito novamente. Escuto alguém me chamando, abrindo meus olhos lentamente.

- JungKook! -olho para o mesmo- Onde estamos? 

- No canal subterrâneo da casa -diz me ajudando a levantar... 

- Como... Como eu cheguei aqui? -pergunto, bastante, confusa.

- Você não se lembra? -o mesmo pergunta-  Fique longe dessa área quando estiver chovendo -fala o mesmo meio... Preocupado? 

- JungKook, o quê tem atrás daquela porta? -aponto para a mesma.

- Você não precisa saber, S/N -diz.

- Ah, tudo bem -sorrio fraco, olhando para minhas mãos vendo que um de meus dedos sangravam, jurando que eu havia cortando esse mesmo dedo em meu sonho.

"Como isso é possivel?" -penso.

- Que aroma doce! -olho para o lado vendo Namjoon escorado na parede- O quê você acha de chamar esse doce aroma de tentação? -diz- Estou feliz por te encontrado você, vadia -se aproxima- Vamos nós diverti muito

- O cheiro é bem forte, mesmo -diz JungKook- Eu já havia sentindo antes -sorri ladino.

Olho paras Namjoon vendo que o mesmo se aproximava, corro até um certo portão tentando o abrir, mas... Sem sucesso.

- Por quê você faz isso? -pergunto.

- Ora, porque é divertido -diz Namjoon, aproximando-se mais.

- Afaste-se dela, Namjoon -diz JungKook fazendo com que Namjoon olhasse para ele.

- Irá proteger essa vadiazinha, JungKook? -pergunta Namjoon.

- Não lhe importa se irei ou não protege-lá, só se afaste dela -diz nervoso aproximando-se de mim- Vá para o seu quarto, S/N.

[...]

Estava no jardim colhendo algumas rosas até ouvi um suave barulho.

- Um piano! -digo seguindo o barulho até um certo cômodo, vendo Namjoon tocando.

- Olá, Vadiazinha -diz- Estou feliz por te vê aqui!

Supiro, caminhando em sua direção, parando em sua frente.

- Namjoon, quem é a mulher de vestido roxo? -pergunto, fazendo com que os mesmo parace de tocar- Ela é tão... Tão linda

- Por quê você quer saber isso? -pergunta.

- Mas o que é que você esta fazendo aqui, S/N? -escuto a voz de Jungkook. Olho em direção de onde veio sua voz vendo o mesmo acompanhado de Jimin.

-JungKook, Jimin -digo- Digam, qual é o nome da mãe de vocês? -pergunto, ignorando as perguntas que os eles tinham feito- Me falem

Olho para cada eles, vendo o quão tenso minha pergunta os deixou.

- Cordélia -diz JungKook contando-me toda a história da morte de sua mãe.

Saio correndo, aterrorizada, para fora da casa ao ouvir aquela horripilante história.

- Eu odeio esse lugar -digo chorando tropeçando em uma pequena pedra fazendo-me cair- Eu não aquento mais.

- Devia ter fugido quando teve sua chance -levanto minha cabeça.

- TaeHyung, você sabia... Sabia o quê os três fizeram com a própria mãe? -pergunto olhando para o rosto do mesmo.

- É se eu soube-se? -diz

- Por quê me deu o seu punhal? -pergunto direta levantando-me, rapidamente, do chão ao vê que o mesmo ia embora- Espera -seguro o braço do mesmo.

- Fique longe de mim -grita- Faça isso denovo é eu te mato.

- Aquela mulher, na torre, era sua mãe. Não era? -pergunto ignorando totalmente o que ele havia dito.

- Do que você esta falando? -aproxima-se pegando em meu pulso o apertando-  Do quê você sabe? 

- TaeHyung, você está me machucando -digo com um expressão de dor- Solte-me, por favor.

- O que é que você quer de mim? -pergunta- O que você espera de alguém tão fraco e sujo como eu -me puxa me dando um, rápido, abraço. 

- TaeHyung?! -sinto o mesmo tira meu cabelo do pescoço cravando suas presas no mesmo.

- Seu gosto é tão doce -diz.

 - Não, TaeHyung, Pare -digo.

- Vê se fica quieta, s/n -diz- Mas, se realmente, você quer saber o motivo por eu te dado meu punhal a você é por quê quero que você me... Apunha-le.

- C-como? -digo muito mais confusa do que eu já estava.

- Você não tem -olha em meus olhos- O direito de recusar esse pedido, assim como não pode recusar o seu sangue à mim -volta a chupar meu pescoço.

[...]

Deitada em minha cama, acabo por sentir um leve peso ao meu lado. Me viro dando de cara com...

- Jungkook!! -falo.

- Não olhe para mim -diz.

- Mas... -o mesmo me puxa para o seus braços antes mesmo que eu terminasse de falar.

- Fique quieta, S/N -diz- Eu só quero lhe proteger -diz para si próprio

- O quê? -digo 

- Apenas fique quieta e me obedeça -o mesmo me aperta contra seu corpo, adormecendo logo em seguida.






Notas Finais


Espero que tenham gostado desse capítulo!!
2bjs pra ocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...