História Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Red Velvet, Seventeen
Personagens Hong Jisoo "Joshua", Irene, Jungkook
Visualizações 117
Palavras 1.398
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Entããããão, como prometido, aqui está o bônus da visão do Kookie!

Espero que gostem!

Até as notas finais!!

Capítulo 10 - Lost - Visão do Kook


Fanfic / Fanfiction Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 10 - Lost - Visão do Kook

Jungkook's PoV

Cheguei no lugar onde as empregadas de S/N disseram que a mesma estava. Doeu, doeu saber o que ela pretendia fazer. Ao chegar lá e vê-la em pé no topo de um penhasco, pronto para se jogar, meu coração quase parou. Junto à mim vinham uma garota, que diz chamar Irene, e um garoto que se nomeia ex dela. Nem liguei pra ele, sei que se ela se jogasse, nenhum de nós ficaríamos com ela, então nem adianta brigar. Caso não fosse se jogar, é, então poderíamos brigar. Mas voltando ao assunto... 

Jungkook - S/N... - A chamo, e ela vira - Não faz isso por favor... 

S/N - Jungkook... - Lança um olhar em minha direção, mas logo o desvia -  Irene... - Faz o mesmo com ela - Seokwoo - O mesmo com ele - O que fazem aqui?! - Pergunta indiferente e com uma expressão séria.

Seokwoo - Viemos te impedir...

S/N - Me impedir de que?! - Pergunta alterando o tom.

Irene - De acabar com sua vida...

S/N - Eu não vou dar um fim nela... Apenas vou me libertar! - Exclama me olhando. Seu olhar era confortante apesar da situação em que nos encontrávamos.

Jungkook - Porque quer fazer isso? - Deixo algumas lágrimas escaparem, mas logo as limpo.

S/N - Porque quer saber?! - Seu tom se alterou novamente. 

Seokwoo - Por que nos importamos com você... 

S/N - Não...  - Abre os braços. Meu coração apertou - Vocês não se importam! 

Irene - S/N, você vai morrer... 

S/N - A intenção nunca é morrer. - Nos olha vagarosamente - É acabar com a dor. - Com essa frase ela se jogou.

Corri em direção à beira das rochas onde S/N estava, e me ajoelhei. Chorei, chorei como nunca havia chorado antes. Chorei como nunca chorei pela morte de um parente. Senti como se uma parte de meu coração tivesse sido arrancada. Realmente, uma parte dele havia sido arrancada. O amor da minha vida havia morrido. Sim, eu sabia que esse dia chegaria um dia, o dia da morte, mas achei que seria lá pelos sessenta e poucos anos de vida, não agora, não tão nova, não antes de - talvez - nos casarmos... A única coisa que podia fazer naquele momento, era chorar. Chorar como se fosse a última coisa a se fazer.

.

.

.

☽{Quebra de tempo}

.

.

.

Dia quinze de dezembro de dois mil e dezessete. Talvez um dos piores dias da minha vida, porquê? Por que era o dia do enterro de S/N. Demoraram para achar o corpo dela, mas o acharam. O acharam apodrecendo no mar, não achei justo isso, ela sofrer tanto e ficar no mar apodrecendo, então pedi para fazer um enterro. Nada mais justo, não é? Enfim... Descobri que a maioria de sua família havia morrido, então não foi como eu esperava. O que eu esperava? Eu esperava que pelo menos alguém da família dela, nem que fosse um tio distante comparecesse, mas não aconteceu. Eu esperava que pessoas que se importavam com ela aparecessem, mas ninguém fez isso. As únicas pessoas que ali estavam foram as mesmas que presenciaram sua morte. Eu, Irene e o Seokwoo. 

O que aconteceu comigo? Fiquei muito abalado, muito mesmo. Eu fui o mais afetado de nós três, já é de se imaginar por que, eu ia pedi-la em namoro novamente na noite de sua morte. Por isso fui em sua casa, ia pegá-la e levá-la ao restaurante favorito dela. Seria o momento perfeito, havia até combinado com alguns garçons. Me ligaram perguntando por quê não fui, e foi realmente difícil explicar. Os garçons também se abalaram ao que parece. 

Irene também ficou muito abalada, afinal eram melhores amigas de infância - apesar do grande período sem se falarem - e, acredito eu, que nada é mais forte do que uma amizade verdadeira. Nem mesmo o amor. Então retiro o que disse, Irene foi a mais abalada da situação. Ela me contou que estava planejando uma "noite das garotas" na casa da mesma, mas não pode realizar tal coisa. Os pais de Irene se abalaram, afinal, conheciam S/N desdo berço. Claro, também se abalaram sabendo da morte de toda a família S/S.

Seokwoo, também se abalou, era ex dela, ele a amou, mas ela o deixou. Acho que essa dor só não é maior do que ela ter morrido. O pior - na verdade o que mais machucou Seokwoo - foi que ele correu atrás dela, e mesmo sendo rejeitado de diversas maneiras, só parou quando ela disse que não o via como mais ninguém na vida dela. Mesmo ela tendo dito tais palavras que realmente o machucaram, ele estava lá no tão trágico dia, dando amor à mesma. Fomos nos ajudando a superar. Viramos até mesmo amigos!

Mas voltando a realidade, estamos apenas nós três e o coveiro aqui. Vou sentir tantas saudades de S/N... Porque ela fez isso? Esse pensamento não sai de minha cabeça. Poxa, eu poderia a dar tanto amor, poderíamos ter mini Jungkookies ou mini S/Ns... Isso também não. O coveiro terminou de jogar a terra por cima do caixão.

Coveiro - Se quiserem dizer algumas palavras... - Fez uma reverência e se afastou um pouco.

Irene - Vou começar, a conheço a mais tempo... - Se aproxima um pouco do túmulo com uma flor que não consegui identificar em mãos - S/N... S/A, como preferia ser chamada... Com sua partida deixou um vazio não só no meu, mas no coração de todos... - Funga. Estava chorando, assim como todos nós - Ó céus, porque fez isso com sua vida?! - Pergunta como se fosse obter uma resposta. Sua voz estava embargada por conta do choro - Poderíamos ter muitas noites das garotas, ir a muitas festas, muitos parques de diversões, muitos... Várias coisas! - Fica em silêncio por um tempo apenas observando o túmulo - Enfim... Obrigada por fazer parte tão importante de minha vida... - Abaixou e deixou a flor em cima da terra recém mexida. Dei um passo mas ela me parou - Jungkook, acho melhor você ser o último. - Segui seu conselho e voltei o passo dado.

Seokwoo - Ah, certo... - Dá um passo a frente e seca algumas lágrimas - S/N... - Olha para Irene que faz sinal para que continue. Silêncio por mais um tempo - Não tenho o que dizer... - Sua voz embargada por conta do choro - Não podia ter sido você S/N... Porque não eu?! - Seu tom se altera, nos assustando um pouco - Ah desculpem... - Se acalma e deixa outra flor no túmulo.

Jungkook - S/A... - Me aproximo - Quando partiu, não levou apenas sua dor embora, levou sua vida, e levou pedaço de nossos corações... - Minha voz se embarga - Poderíamos ser tão felizes juntos... Ter vários mini Jungkooks e mini S/Ns... - Irene pigarreia - Ah certo... - Deixo uma flor que estava em minhas mãos no túmulo. 

Olho atentamente para o túmulo, nele estavam as informações de S/N...

S/N S/S

1999 - 2017

Amada amiga e irmã

Amada amiga e irmã... Só isso? E amada filha? Isso me doeu também...

.

.

.

⚆{Quebra de tempo, muito tempo, agora Jungkook já faz parte do BTS}⚆

.

.

.

 Noticiário

Cantor sul-coreano Jeon Jungkook, do grupo BTS, foi visto entrando em um cemitério, em Busan, Coréia Do Sul, todo domingo. Em fanmeeting uma fã o perguntou o por quê dele ir todo domingo ao local, o cantor não respondeu, apenas abaixou a cabeça e foi embora. "É um assunto delicado para ele, da última vez que tocamos neste ele foi para a beira de algumas rochas, se sentou e voltou apenas no dia seguinte todo molhado. O procuramos feito loucos, mas desistimos achando que apenas queria um tempo para si.", defende Kim Seokjin, outro integrante do grupo. Mas dessa vez a coisa foi longe demais, o garoto foi encontrado dentro da banheira do hotel onde estavam com os pulsos cortados e uma carta, cuja a qual não temos acesso. A notícia abalou muitos fãs, mas um amigo próximo do garoto, Kang Seokwoo, ou Rowoon, como prefere, conta que o garoto sofreu uma perda que o abalou muito. Sentimos muito pelo cantor, essa foi uma notícia que abalou fãs do mundo inteiro, e até mesmo nós da imprensa. 

 

Fim


Notas Finais


E é com esse capítulo que esta história está oficialmente concluída. Realmente espero que tenham gostado dessa história, deu todo o amor e carinho possível. Mesmo escrevendo irregularmente por conta da escola, vocês, em sua maioria, não se importaram, e sou muito grata a isso. Só me digam que não choraram! Se choraram, me desculpem, gosto de coisas trágicas.

Um beijo na teta esquerda, e nos vemos numa próxima história.

~ Wiiniih


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...