História Imagine Jeon Jungkook: Vendida - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 135
Palavras 1.242
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Imagine Jeon Jungkook: Vendida - Capítulo 3 - Capítulo 3

Após um longo banho me sinto melhor. Dou meus jeitinhos pensando logo em pedir socorro a uma das empregadas da casa.

Coloquei uma blusa longa decifrando ser do sr Jeon, e uma cueca que ficava um short por baixo da longa camisa.

Apesar de estar faminta planejava em maneiras de escapar dessa casa imensa.

Paro ha porta do banheiro receosa, estava nervosa de encarar o meu novo "dono".

Abro lentamente a porta respirando forte. Pensei em dar um chute e sair correndo, ou se ele tentasse algo poderia dar um soco, seria em vão é lógico ele era 2 vezes mais auto e mais forte que eu.

Meus cabelos estava em um coque fazendo-me receber um vento frio na nuca, sai sem jeito fechando a porta sem fazer algum barulho.

Viro-me percebendo estar apenas eu e o moreno no quarto.

Ele estava ao espelho ajeitando sua gravata. Percebendo sua concentração presumo que não tenha me escutado. Ando devagar até a porta sem fazer qualquer barulho.

-Espere~ a voz fria me gelou fazendo-me paralisar, Caraí como ele me escutou?

Ele caminha até a minha direção sério e rígido.

-Arrume~ ele aponta para a gravata

Espera ele ordenou que eu arrumasse a gravata dele?? So pode estar de brincadeira.

Fico por um tempo o encarando perplexa.

-Não vai ajeitar?~ Ele me encarou esperando eu obedece-lo.

Ajeito ainda perplexa.

-Da próxima vez que quiser escapar prenda a respiração, e seja mais leve com os passos~ ele sorriu irônico.

-Não... Não estava tentando escapar~ Porra pq gaguejei.

-Certo~ ele sorri de lado em um ato rígido.

Termino de ajeitar sua gravata ficando perigosamente próximo do maior.

Ele me olha dos pés a cabeça soltando um sorriso se afastando de mim.

-Quero vc pronta hoje~ ele de voltou ao espelho ajeitando seu cabelo.

-O que?

-Vamos sair.

Dou uma risada sarcástica.

-Você me tranca em um quarto, me dopa, não tem nem a capacidade de ir me ver ou de pelo menos me dar uma explicação e quer que eu te obedeça assim??.~ digo irônica.

Seu semblante ficou sério me encarando com frieza. Confesso que fiquei com medo apenas de seu jesto rígido. Ele ajeita o sua gravata pegando seu celular.

-Apenas obedeça, não quero te punir agora, vc quer?.

Abaixo a cabeça sentindo-me um cachorrinho perto do dono.

-Não queria estar aqui.

-Acha mesmo que eu queria estar aqui agora?? A vida é assim ou vc nada conforme a correnteza ou se afunda, presumo que não queira sê afogar.

Ele virá as costas saindo do quarto.

-Pode conhecer a casa, mais não tente fugir, tem guardas por todos os lados, alem de ser pessima em fuga, aconselho nao tentar ~ele olha seu relógio voltando-se a mim~ mais tarde conversamos, tem muito o que se ajeitar, e ja disse que vou querer vc pronta.

Bufo baixo, o afrontando, ele lança um olhar ameaçador que eu ignoro.

-Primeira regra não faça mais isso.

-Fazer o que??

-Me afrontar, odeio quando fazem isso.

Souto um riso irônico, ele se apoiou na parapeito da porta me observando parecendo pensativo.

-Estava pensado se te deixaria morrer de fome no quarto. So não o fiz o pq o Jin se intrometeu.

-Minha vida não vale nada para vc??~ digo perplexa

-Não valia, so queria que seu pai parasse de me encher o saco~ ele soutou um sorriso irônico~ mais pode ser interessante ter alguém ha quem posso mandar.

Xinguei o garoto mentalmente muitas e muitas vezes, afinal o que ele estava fazendo aqui ainda.

-Vai embora logo~ digo seca

-Queria mais estou esperando a empregada.

Ele se aproximou de mim causando-me um calafrio.

-Vc é interessante, parece não querer minha companhia, o que é raro, as pessoas amam minha companhia.

-O quão imaturo vc é?? Quantos anos vc tem??Não é possível que seja um empresário.

Ele riu vendo sua empregada entrar ao quarto.

-Ae-cha cuide dela, se ela der muito trabalho dope-a.

Ele virou as costas atendendo seu telefone. Ae-cha fez uma reverência ao vento, pois o mesmo ja tinha ido embora.

Pedi Socorro com meu probleminha que foi de boa ajuda, Ae-cha me salvou dando-me até um remédio.

Deu-me de comer me mostrando a casa imensa que parecia não ter fim.

 Agora sentada na cama percebo o quão simpática é Ae-cha, saberia que se fizesse qualquer movimento brusco seria dopada, então tentei ao máximo obedecer e não ter fugir.

-Ae-cha o Jeon é muito jovem não?

Ela me encarou limpando um dos cômodos do meu suposto quarto.

-Jungkook?? Ah siim ele é muito jovem não é??

- Siim~ digo no jesto mais simpático.

-Não é atoa, o pai dele morreu muito cedo e o único a herdar era ele. Ainda é jovem mais muito bom nos negócios, trabalho aqui a anos e sinceramente para mim ele ja é um adulto.

Ela se senta ao meu lado cansada

-Questionei seu caráter após ter me dito que comprou uma menina~ ela me olhou de soslaio~ não entendi muito bem, e fiquei preocupada do dinheiro estar lhe fazendo mal.

Fiquei confusa, ele era um bom rapaz?

-Vc parece ter muito orgulho dele

-Ah eu o vi crescer meu bem, eu praticamente o crei. Ele queria ser policial e era até engraçado o jeito como ele lidava com isso~ ela sorriu parecendo se relembrar.

-Eu sabia que ele nunca poderia ser um policial, ele teria que herdar um dia as empresas e tudo mais, mas não sei eu.... continuei o incentivando.

Fazia um pouco de sentido, explicava como ele me descobriu no quarto.

-Ai meu deus~ ela pôs a mão ha boca~ Acho que eu devia estar falando isso a vc.~ Ela ficou espantada sê levantando.

-Não... por favor não sê aflinja eu não irei dizer nada eu prometo. Eu também fui muito curiosa me desculpe.

Ela suspirou.

-gostei de vc~ diz sincera.~ Eu sou muito empolgada acabo falando de mais quando se trata dele e de toda a História deles.

-Pode ficar tranquila, eu sou um potinho de segredos.

Rimos com aquilo.

-Sabe onde ele quer me levar hoje?

-Ah provavelmente um evento, nada do que se preocupar, ele vive indo nesses negócios da empresa.

-Quem é aquele menino que me tirou daqui?

-Quem?

-Jin?? Acho que algo assim.

-aah Seokjin. Ele é uma graça, cresceu com Jungkook são quase irmãos, apesar de Jin ser mais velho ele sempre foi muito junto do Jeon.

-Faz sentido~ sorrio.

-Parece que ele é um troglodita agora não é?? Mais vai perceber que é so no começo, Jungkook tem um coração de manteiga.

"Ata" penso comigo

-Ótimo mais se vão sair hoje que roupa vai? Pq com essa roupa é que não vai.

-Não sei..... eu vou so ignorar.

-Tem certeza?

-Siim ele não vai me obrigar a ir a lugar nenhum Ae-cha.

Quebra de tempo.


Escuto a porta ser aberta violentamente.

-Pq está deitada S/N.

Poxa quanto tempo eu dormi?? Olho aos arredores vendo Ae-cha assustada em um canto e Jungkook me encarando com um terno diferente do antes.

-Aaaaan pq estava dormindo..~ digo sonolenta.

Ele ri

-Pq estava dormindo??~ Ele diz irônico.~ Quero vc pronta em menos de dez minutos, e eu não estou brincando.

Ele sai batendo a porta violentamente me fazendo pular.

-Ae-cha...~ digo assustada.

-Desculpe Senhorita eu nunca o vi assim.

Levanto-me vendo uma sacola com roupas dentro.

-É melhor se apressar~ ela diz talvez triste?

-Certo.

Estava com medo, ele parecia violento quando entrou no quarto daquele jeito, o melhor seria obedecer e ir logo de uma vez antes que as coisas piorassem.

Tomei um banho muito rápido, colocando um vestido extremamente apertado que Ae-cha me ajudou a colocar. Apenas soutei o cabelo passando um batom rapidamente.

 Em menos de 10 minutos estava pronta mais tremia muito com a mudança repentina de humor de Jeon Jungkook.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...