História Imagine Jeon Jungkook: Vendida - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 71
Palavras 960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Imagine Jeon Jungkook: Vendida - Capítulo 5 - Capítulo 5

Jeon Jungkook on

-Ai~ resmungo abrindo levemente meus olhos.

S/N estava deitada em meu braço completamente adormecido.

Minha cabeça estava dolorida levando logo uma enxaqueca horrível.

"Mais o que ela estava fazendo aqui?" Penso confuso reorganizado minhas lembranças.

Algo gelado percorre meu abdômen quase desnudo, ela dormia tranquilamente se mexendo confortavelmente se afundando em meus braços.

Sua mão passou pela minha barriga se ajeitando levemente em meus braços.

Um calafrio me percorre com aqueles pequenos movimentos. Olho suas roupas percebendo ser o vestido que lhe dei. As lembranças logo vem com força em minha cabeça após analisa-la.

Flash back on

- Jeon entenda por favor os empresários estão implorando.~ suk suplicava no telefone.

-Eu ja disse que não e chega, o que meu pai fazia antes de mim não é problema meu Suk~ digo furioso.

Derrepente senti meu corpo se inrrigecer minhas mãos agarraram firmes o telefone, minha respiração era descompassada minha garganta se formou um bolo enorme ao ouvir as palavras de Suk.

-Jungkook ja chega eu não aguento mais tudo isso, estou cansada dessas mentiras eu não ligo o que vai me acontecer mais tenho que dizer. ~ Ela suspirou falando baixo ao telefone~ Seu pai não está morto Jeon, vc precisa acha-lo, vc está em perigo.

-Não... Não é verdade.... Suk não... isso...isso é mentira.

O telefone foi desligado após aquelas últimas súplicas.

Souto um grito ameaçador de desespero, jogo o celular na parede o destroçado. Cada pedaço do meu corpo tremia, não podia ser verdade. Minha cabeça doia, eu estava sobrecarregado a tempos, empresa, trabalho, compromisso e agora meu pai. Meu desgaste está me matando aos poucos.

E pela primeira vez em anos eu choro, soluços dolorosos sai de mim com fúria, quase como um grito de ajuda.

Sinto uma mão em minhas costas, pego-a rapidamente, ainda com a cabeça abaixada.

-Jun..Jungkook~ a voz doce me faz acalmar, segurava seus pulsos fortemente.

-Cala a boca~ suspiro ao dizer isso, não era bem o que queria dizer, mais foi tudo que consegui.

Me recomponho soltando-a, ela me olha com preocupação que eu apenas ignoro pegando minhas Chaves.

Meu ar frio e gélido a incomodou no caminho inteiro, eu queria apenas beber e rir da cara dos empresários idiotas, para não acabar fazer besteira com S/N.

Depois disso, eu bebi loucamente me afastando do cheiro tentador da S/N, falei para vários empresários o que sempre segurava em minha garganta rindo descompassado sem realmente pela primeira vez me preocupar com "A imagem da empresa"

Flash back off

Depois disso?? O Tae... Jin... BANHEIRO.

Me levanto rapidamente recordando-me do que quase fiz, tinha quase perco meu controle?

Ela acorda assustada coçando seus olhos.

-O que houve?~ ela pergunta sonolenta parecendo perdida.

-Nada~ digo coçando minha nuca nervoso.~ Continue dormindo.

Ela afunda a cabeça no travesseiro com uma aparente preguiça.

Adentro o banheiro me observando no espelho.

-Idiota, idiota~ bato na minha cabeça levemente.

Eu quase fiz uma tremenda besteira, Jin me mataria.

Suspiro pesado, entro no banho frio tirando minha tensão aparente em meu rosto.

Saio do banheiro enxugando meus cabelos, e me deparo com S/N sonolenta levantando-se.

Seu vestido estava extremamente curto por ter subido, analiso suas coxas que a mesma percebe.

Viro o rosto passando a mão em meu cabelo, tornei minha expressão mais fria o possivel a ignorando.

Ela bufa e caminhando até o banheiro.

-De nada~ ela diz irônica entrando no banheiro.

De nada pelo que?? Por ter me tirado da festa?? Bufo me observando no espelho.

Minha cabeça latejava mais do que o normal e meus olhos pesavam. Teria que encarar a empresa toda hoje.

Um tempo passa coloco meu terno observando S/N sair do banheiro.

-Vc vem comigo hoje~ digo seco

Ela ri parecendo estar incrédula.

-Ta de brincadeira neh~ ela cruza os braços~ Vc faz uma confusão na noite anterior, que por sinal fui eu que te salvei, e espera que eu te siga assim sem mais nem menos?

-Siim~ tenho dificuldade novamente com a gravata e sorrio de lado.

 Aponto para a Gravata que a mesma Se vira dando as costas para mim.

Ela caminhava até a porta.

Bufo caminhando até ela, pego seu pulso levemente fazendo-a virar.

-Por favor~ digo calmo

-Jungkook tem noção do que estava fazendo? ~ Ela diz incrédula~ Quase pois todo seu trabalho e futuro por água abaixo.~ ela me encarava seria

Mais pq ela se importava com isso?

Sorrio de lado, tentando descontrair o momento.

-Relaxa, eu sei o que eu estou fazendo~ isso era uma mentira, mais não queria discutir isso.

-Quer saber~ souto-a olhando-a nos olhos~ não vou trabalhar hoje, vamos sair e comprar roupas novas, vc está precisando.

Ela revira os olhos virando-se novamente.

Puxo seu pulso novamente, colo nossos corpos segurando sua cintura fortemente.

-Por favor não vire as costas para mim~ digo em um sussurro~ me irrita.

Percebo seus pelos se arrepiarem, ela engole em seco soltando-se de meu braço.

-Certo~ ela diz seria

Eu sorrio malicioso, seria divertido passar o dia com ela.

-Para quem descobriu que o pai está vivo vc está até bem.

Tocou na ferida, fico sério virando o rosto; meu bom humor se esvairou em menos de 2 minutos.

Derepente ela ficou compreensiva.

-Quer falar sobre isso??~ ela pergunta delicada.

-Não~ digo sério.

O vestido Preto definia suas curvas elevando seus seios, era quase impossível não prestar atenção. Mais a raiva ultrapassou a atração.

Em um toque inesperado ela toca meu pescoço, pulo para trás surpreso.

-Esta louco?

Ela tocou a gravata logo em seguida arrumando-a, Souto um suspiro pesado.

-Vamos logo~ digo virando os olhos.

-agora?~ ela diz surpresa.

-Siim agora~seco e rígido como sempre.

-E se eu não quiser?

-S/N Não começa~ digo entediado

Saímos do meu quarto, ela me seguia chateada.

- Quanto posso comprar?~ ela pergunta animada.

-O que quiser.

-Ai Siim ~ Ela sorri

-Mais so o que eu falar para comprar.

-O que??~ Ele se espanta~ Ta de brincadeira??

-Não~ sorrio malicioso.

Vai ser muito divertido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...