História Imagine Jung Hoseok (Incesto) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias 4Minute, Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Hyun A, Jackson, Jung Hoseok (J-Hope), Lu Han, Personagens Originais
Tags Incesto
Visualizações 211
Palavras 1.086
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OI ABORIS


ENTOOON la vem eu (/'-')/

Eu não devia mas vou.Começei a escrever uma história nova aqui no Spirit mesmo,se chama ::

"Namoro virtual?(Taeyoonseok)"

Isso mesmooo 'to escrevendo uma história em que o Yoongi namora o Hoseok...ai eu num vou contar porque seria spoiller sksnksnsksbks

Num tenho o link ainda ;-; só indo no meu perfil mesmo '-'

Sorry♡

Chega de mais delongas....Boa leitura♡

Capítulo 7 - Traumas aparentes.Capítulo sete.


Fanfic / Fanfiction Imagine Jung Hoseok (Incesto) - Capítulo 7 - Traumas aparentes.Capítulo sete.

Uma coisa S/n estranhou..não viu o irmão a manhã toda...oque ele tinha feito?onde estava? será que viria logo para casa? ela não sabia..apenas iria esperar.

══════◄••❀••►═══

-Hoseok onde estava? -acordo com o barulho da porta sendo aberta pelo meu irmão.

-com amigos-ele sobe as escadas sem ao menos olhar para mim-e o que estava fazendo dormindo no sofá?

-te esperando.-digo levantando indo atrás do mesmo-Ei!! DA 'PRA PARAR? -puxo seu ombro e o jogo na parede.Como fiz isso não sei,de onde tirei essa força de o jogar contra a parede..também não sei.Ele me olha com um semblante frio e arrogante, continua contra a parede.

-Oque ta acontecendo?É só voltar para a escola...e volta a ser frio e arrongante comigo?por que?hã?poxa isso machuca sabia?me importo tanto com você,sempre estive aqui para tudo que você precisace...mas parece que você nem se importa..não é mesmo?Então 'pra que esse fingimento de "eu te amo"? 'pra que me iludir assim? Cansei de querer ser o melhor tabom? -Tiro minhas mãos de seus braços,me viro de costas ja dando passos largos para meu quarto,quando sinto sua mão agarrar meu pulço com força para trás me fazendo cambalear.Sua outra mão agarra minha cintura a prensando-a contra seu corpo.

-Oque quer? -digo com furia nas palavras.

-Por que se importa comigo mesmo sabendo que sou assim?eu nunca te iludi,nunca menti para você.Meus sentimentos são reais.Mas se prefere assim...vá em frente,eu,como prometi,vou estar aqui.-ele me solta,e começa a andar até seu quarto,entra e bate a porta.

Que raiva,por que isso?ele some e depois de 12 horas da saida da escola ele chega e fala que "'tava com uns amigos."

entro em meu quarto fecho a porta,me trancando em seguida.

1.048 Mensagens e 193 conversas

TaeTae♡

Baixinha?

Como esta?posso dar uma passada ai amanhã? já que não teremos aula,Nossos professores vão a uma reunião pedagógica..fui informado.

posso?

[00:12]

Pode sim Tae...que horas?

[00:16]

depois do almoço?

[00:20]

Ok boa noite.

[00:21]

boa noite baixinha♡

[00:23]

══════◄••❀••►═══


depois dessa conversa curta coloco meu celular na escrivania,pego um pijama,coloco na cama e solto meu cabelo,o penteio e prendo em um coque alto para não molhar.Me despido já no banheiro,Jogo as roupas no cesto de roupas sujas e entro no box já ligando o chuveiro bem quentinho.

Já na minha cama,coberta,deitada,começo a sentir um frio percorrer meu quarto por conta da janela aberta.Logo depois começa uma chuva repentina e forte,me levanto,vou em direção a janela correndo e a fechando com força por causa dos ventos fortes.Volto correndo para a cama,me viro e tento dormir mesmo com todo esse barulho la fora,mas foi impossivél,começaram os trovões e relâmpagos altos e intenços me faziam tremer de medo.

Além do trauma de abandono que eu possuia,eu temia trovões e relâmpagos assim...aconteceu isso quando estavamos em uma casa de praia em Jeju.Os relâmpagos tocavam a areia da praia e faziam leve buracos.

Estavam eu,minha mãe,meu pai e meu irmão.Quando a chuva começou eu estava na água da praia com minha mãe,meu pai estava jogando bola com o Hoseok.Derrepente isso acontece,minha mãe me pega correndo e me leva para dentro junto com meu irmão,meu pai recolhe tudo e entra.Como eu tinha esquecido minha cachorrinha Nami do lado de fora,saio correndo e volto para busca-la.Ela estava com medo e encolhida perto da água,corri até a mesma e a pego no colo,quando me levanto para correr,sou atingida por relâmpago,e desmaio na hora.Não lembro de muitas coisas quando estava no hospital,mas eu sabia que tinha ficado quase um mês em coma.Minha cachorrinha não resistiu e morreu,perdi algumas memórias anteriores,mas nada sério,fui recuperando-as com o tempo.

Os trovões la fora ia almentando a intencidade,começo a me encolher e a chorar,minha vontade era de correr para os braços de meu irmão e dormir la.Mas meu orgulho era maior,não iria até la.

Meu desespero era visivél,estava soando frio,minha boca batendo,até que sinto braços grossos e quentes me rodearem e me puxarem para cima,paro de tremer um pouco dando espaço para arrepios,olho a pessoa e vejo meu pai.

-Amor esta soando oque ouve?-Ele me pega no colo e se senta na cama,como se eu fosse um bebê.Não respondo por conta do pânico visivél em minha face.Meu pai beija minha testa e fala que era só barulhos fortes,claro,não ajudou,cada trovoada era um mini pulo de susto e pavor que eu dava.Meu pai me aperta contra seu corpo me abraçando mais forte.

-Calma...shhh....-ele diz baixo e calmo.-'to aqui para te proteger amor...

Eu chorava,tremia,soava,nada adiantava.Meu pai começou a ficar preocupado com aquilo,nunca tinha me visto em crise assim.Sinto mais dois braços me rodearem rapido e suave,era Hoseok com o semblante preocupado também,ele deve saber oque acontece,ele ja me viu assim diverssas vezes.

-Pai,ela vai dormir comigo.Eu sei oque fazer,ja a vi assim.Pode ir dormir eu cuido da S/N. -Hoseok diz para meu pai que concorda,me da um beijo no topo da cabeça e acaricia minha bochecha esquerda.

-Durma bem meu anjo.-meu pai diz saindo do quarto.

Desta vez um relâmpago soa perto e forte,fazendo as janelas tremerem forte,Dava-se para ouvir as janelas da casa toda baterem agora.Mas que merda!.Em um impulço fecho os olhos com força e fecho as mãos.

-Ei S/n to aqui.Não precisa se sentir desprotegida.Vem,vamos para meu quarto,é melhor-ele diz e me pega no colo estilo noiva,passa pela porta do meu quarto e a fecha com seu pé.Hoseok entra em seu quarto e o fecha da mesma forma,me coloca na cama e apaga as luzes deixando só um abajur ligado perto da cama.

Ele se deita ao meu lado,e me aconchega na possição "conchinha",passa seus braços em minha cintura e segura minha mão.

-Só dorme!? Hum? 

Nesse momento sinto seus labios em contato com a minha bochecha,um selar demorado e gostoso,Ele afasta seu rosto deitando na cama para dormir também.Minhas costas estavam de encontro ao seu peitoral quentinho,paro de tremer,mas ainda soava frio,sinto as pernas dele entrelaçarem as minhas juntando nossos pés delicadamente por baixo do edredon grosso.

Me sentia segura e confortavél com ele,mesmo estando brigada com ele.Hoseok me fazia bem,e me fazia mal ao mesmo tempo.Ele era a junção do céu e o inferno junto.Uma fuzão estranha mas...boa?

-Te amo -ele susurrou em meu ouvido me fazendo ter uma cosquinha e logo um arrepio me fazendo dar uma tremida para trás,volto ao normal rápidamente quando sinto minha bunda ficar de encontro com o membro grosso dele,mesmo por dentro da calça eu o senti.Fiquei vermelha na hora,ele deve ter percebido,o mesmo deu uma risada nasal auditivél.

Meus olhos começam a ficar mais pesados,e mesmo com todo o barulho infernal la fora,eu me sentia bem aqui dentro.

Começo a sentir cafuné no começo da minha nuca perto dos meus cabelos,ja não suportava meus olhos abertos,começei a fecha-los devagar e logo pegar no sono.O último barulho que ouvi foi um trovoado abafado e baixinho.



Notas Finais


Ain.....Queria um irmão assim ;-;
MAAAAS...ok né.
Nem tudo na vida é oque queremos..não é mesmo?

Bjs até♡_♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...