História Imagine Jung Hoseok- The Boy Of My Dreams - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 21
Palavras 2.724
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii minhas Army's! Turubão?

Só vou deixar três avisinhos aqui!

O primeiro é: vem hot por aí, fica esperta!

O segundo é: na hora do hot botem um Moans do Hoseok que vai faltar só a pipoca ksks

O terceiro é: SÓ FALTA UM DIA!

Boa leitura!♡♡

Capítulo 26 - Capítulo 26


               (S/n) P.O.V.


Já iria fazer uma semana, a merda de uma semana inteira SEM SOSSEGO por causa de Park Jimin, por que? Porque esse garoto não me serve, eu nunca senti tanto ódio por alguém como eu sinto por Jimin na vida! 

E não é só porquê ele me forçou a me casar com ele que faz eu pensar nele com tanto ódio, mas sim porque esse garoto nem demonstra amor ou o mínimo de respeito por mim, pois só essa semana ele trouxe umas.......... umas três, eu acho, pra essa casa! Se ele me traí? Sim. E eu me importo? Óbvio que não! Por mim ele morre que não faria falta pra mim! Sei que peguei um pouco pesado agora, mas como você vai querer o bem de uma pessoa que só te fez mal? 

Bom, estava deitada em minha cama ouvindo gritos do lado de fora do meu quarto, acho que esses gritos eram pra ser gemidos, mas passa beeemm longe de serem.

Viro pra um lado tentando dormir, nada. Viro pro outro, nada. Mas que droga! Essa garota não sabe ser discreta não, é? 

Me levanto e abro a porta do meu quarto na intenção de acabar com essa "gritaria" de vez, paro no meio do caminho pensando ser realmente uma boa ideia, se fosse comigo, eu não iria querer que interrompercem o meu momento, porém ignoro meus pensamentos de não atrapalhar quando ouso um "gemido" mais auto que um coral de Natal quando vai importunar a vida das pessoas cantando músicas que todos conhecem mas ninguém gosta (Autora: Tipo "então, é Natal...").

Vou até a porta do quarto de Jimin bufando de raiva, bato forte na porta três vezes.

-Dá pra calarem a [email protected] da boca? Eu quero dormir! 

O barulho diminuiu após o meu ato, corro até meu quarto, tranco a porta e me escondo debaixo dos lençóis, Jimin odeia quando é atrapalhado no seu ato sexual, e provavelmente eu estaria ferrada agora.

Vejo por debaixo da porta que a luz do corredor acendeu, e percebo que Jimin estava com a intenção de me fazer pagar pelo meu ato de mais cedo agora, porém vejo o mesmo virar os calcanhares e dar meia volta, apagandoa luz em seguida, um alívio tomou conta de mim naquela hora e só foi aí que eu percebi que fora a primeira vez que uma palavra "feia" saiu da minha boca, me amaldiçoei por não conter as palavras como o de costume, mas realmente estava zangada por não conseguir dormir..... ótimo, perdi o sono, vou ter que ficar acordada! 

Saí da minha amável cama macia, peguei meu celular, e fui em direção a porta, abrindo a mesma logo em seguida e passando por ela a trancando novamente para que (se for o caso) Jimin achar que eu ainda estou lá dentro. Desço as escadas e caminho até o encontro da a coisa que eu mais amo nessa vida e que nunca me deixou na mão antes: a geladeira! 

Abri a mesma e logo peguei um chocolate que eu havia guardado, fechei a geladeira e fui até a segunda coisa que mais amo no mundo: o sofá! 

Me atirei no mesmo e comecei a comer o chocolate, peguei meu celular e desbloqueei o mesmo vendo que havia uma notificação de uma mensagem do Hoseok, logo abro o ícone da mensagem. 

(Hoseok)- Se eu estiver certo amanhã mesmo você saí desse cativeiro, minha dama, te amo! 

Ooowwwwttt que lindo! E ainda diser que eu estou errada quando digo que o Hoseok é muito esperançoso, eu acho difícil de amanhã eu sair dessa casa, mas o que eu realmente achei fofo foi ele lembrar de me chamar de "dama" e dizer que me ama! 

Quero tanto pegar ele e trancar dentro de um globo de neve pra ele nunca mais fugir! Ele é muito fofo quando quer, mas também consegue se tornar em uma pessoa totalmente diferente quando realmente está irado (no sentido "raiva" mesmo)....

(Eu)- Eu também te amo, muito! 

Respondi, ele provavelmente está dormindo a essa hora da noite, então não vou criar expectativas dele responder a minha mensagem agora.

Quando percebo que o chocolate acabou eu me levanto, vou até minha fiel amiga, vulgo geladeira, abro a mesma e pego uma jarra de água, pego um copo e despejo água dentro a bebendo logo em seguida, guardo a água e volto ao meu quarto esbarrando com um Jimin furioso. 

(Jimin)- Aonde estava? *disse com a raiva transparecendo nas palavras citadas*

-E-eu.. fui.. beber.. água... *digo pausadamente, estava com medo dele*

(Jimin)- Ahh jura? Eu não sabia! *ironiza* Sabe o que acabou de fazer? *diz um pouco alto pra essa hora da noite*

-Calma Jimin, eu queria dormir, mas você não estava deixando! (Acho que vai ser impossível acalma-lo agora)

(Jimin)- Sério? Eu não sabia que você dormia andando e de olhos abertos! *ironiza*

-Isso é palhaçada! Se não me ama de verdade, por que casou comigo? *digo já me irritando também*

(Jimin)- Não vale a pena conversar com você! Tudo você fala que eu não te amo! Sendo que é mentira! *diz a última parte um pouco mais alto*

[email protected]! *disse e foi para o meu quarto*

Ao adentrar meu refúgio mental e cognitivo fecho a porta, trancando a mesma em seguida, me jogo na cama e começo a repensar em mil e uma formas de sumir com o corpo de Jimin, pois é isso que fasso quando alguém me irrita além do limite. 

"Por que refúgio mental e cognitivo"? Porque é pra cá que eu venho quando preciso pensar, não saio de casa pois Jimin não deixa, mal vejo a Hee, o Nam, o Jin e o Yoon, eles me fazem falta, assim como o Hope....

Por que sempre que eu paro pra pensar o Hoseok invade meus pensamentos? Por que ele tem que me fazer pensar nele 25hrs por dia? Por que eu não consigo ficar longe dele sem chorar de saudade? Por que ele me marca tanto com um simples sorriso? Como eu me apaixonei por ele no primeiro olhar?! Será que eu causo a mesma confusão de sentimentos nele? Ou eu apenas me iludo pensando nisso? 

Depois de tanto pensar acabo caindo de sono, pois o mesmo chegou com tudo agora, e o último nome que passou em meus pensamentos foi justamente o motivo de acordar todas as manhãs, queria tanto ouvir um "boa noite, minha dama" agora, alto e claro, com o tom da voz do meu garoto dos cabelos alaranjados, que, pelo menos o pouco que eu vi a quase uma semana atrás (no dia do meu "casamento"), já estava desbotado... me pergunto como ele ficaria sem a tinta no cabelo....

Acordo de manhã com o Sol invadindo meu quarto, abro os olhos com dificuldade, pois os mesmo estavam sensíveis a forte luz que adentrava o meu quarto, levanto da cama, ainda um pouco embriagada de sono, hoje dormi muito mais que bem, sonhei que a minha vida estava completamente diferente de agora, eu e o Hoseok iríamos ter um filho! Sorriu com o pensamento de Hoseok todo besta escolhendo um nome para o menino, e se fosse menina, imagino o desespero dele na hora de comprar absorventes pra ela quando acabasse em casa... mas logo esse sorriso some quando a realidade me acorda, ando até o banheiro e me olho no espelho.

-Por que toda manhã eu esqueço o meu nome...? *digo levantando uma mecha da minha franja e largando no lugar onde estava*

Tiro a roupa já adentrando a box do banheiro, ligando o mesmo em seguida, ponho na água quente para relaxar meus músculos, sei que um banho quente serve mais como um calmante bom até demais, que faz a pessoa, ou ficar com mais preguiça, ou dormir, mas eu sei que não vou sair de casa mesmo, afinal, hoje é sábado, não tem aula...

Falando em aula, não vi o Hoseok nenhum desses dias na escola, será que a diretora é a única que não sabe que ele voltou? Ou ele não...... não.... não quer.... me ver...?

Bom, independentemente do motivo, deve ser bom pra convencer a diretora, mas não pra mim, eu preciso vê-lo, preciso me libertar desse cativeiro que é meu casamento, preciso sentir os seus lábios macios sobre os meus outra vez, preciso.... senti-lo dentro de mim....

Saio de meus devaneios quando percebo que já estava quase enrugando de tanto tempo debaixo do chuveiro, desligo o mesmo e saio da box, pego a toalha e me enxugo, boto a mesma no lugar e vou (isso mesmo, nua) até meu closet, adentro o mesmo e escolho uma roupa confortável, mas bonitinha, optei por uma causa de moletom branca um pouco justa por ser de tempos atrás (entendedores entenderão ksks) e uma camiseta da mesma cor folgada que deixava meu umbigo a mostra, depois de vestida saí do quarto e fui até o térreo, chegando no mesmo, me lancei no sofá já pegando o controle, porém ouso a companhia tocar e, bufando, me levanto e vou em direção a porta, ao abrir a mesma quase tive um treco, era Hoseok e um estranho, ambos com um sorriso de orelha a orelha no rosto.

(Hoseok)- Bom dia, minha meiga senhorita, como estás? *diz se curvando e pegando minha mão, deixando um pequeno selar nela e voltando a sua posição normal*

-Ho-Hoseok? *disse meio baixo, não estava acreditando que ele realmente apareceu depoia de tanto me fazer sofrer pela saudade que causara*

(XXXX)- Você tem razão, ela realmente é a minha cara! *diz alegre mas demonstrando respeito*

-Ahhh.... sua cara? *ainda não estava processando nada direito*

(Hoseok)- Permitame explicar, esse cara bonito aqui é o seu appa de verdade, minha dama de honra! Ele passou quase a semana toda tentando reivindicar a sua guarda! E hoje ele conseguiu, isso não é demais? *diz estendendo ainda mais seu sorriso, se é que é possível*

-.......... Ahhhhh, já saquei! É mais uma brincadeira sem graça do Yoon, né? *digo com um sorriso nos lábios achando isso meio óbvio*

(XXXX)- Olha, você não me conhece, mas eu conheço você, o Hoseok me falou tudo o que sabe sobre você, meu nome é Min Taeyang, e eu quero ser o appa que você nunca teve, conhecer verdadeiramente a minha filha e ser o motivo de sua felicidade! 

Parei pra refletir um pouco sobre o que os dois disseram, e se eu analizar bem, esse tal de Min Taeyang é mesmo parecido comigo.... será que.... é verdade.....?

Nem tive tempo de contradizer alguma coisa, senti minhas pernas ficarem meio banbas, uma dor de cabeça sem sentido e logo em seguida, uma forte vontade de fazer meus olhos se fecharem, e foi o que fiz. Caí nos braços de Hoseok desacordada.


   ###Quebra De Tempo###


Acordei no meu quarto, a dor de cabeça parou do nada, senti a presençade outra pessoa no quarto, foi quando olhei pro lado e vi o Hoseok com a expressão mais preocupada que ele tinha, ao ver que eu tu nha acordado ele sorri com os lábios fechados me olhando fixamente nos olhos.

(Hoseok)- Você me deu um susto, baixinha! *diz baixo para não despertar a dor de cabeça* NNão fassa mais isso, por favor! 

-Não prometo nada! *digo na mesma tonalidade de voz, o mesmo ri da minha resposta*

(Hoseok)- Então eu vou fazer questão de que você não volte a desmaiar, não quero ter que subir outro lance de escadas te trazendo no colo, você é pesada! 

-Está me chamando de gorda, Jung Hoseok? 

(Hoseok)- Você está distorcendo as minhas palavras! Eu disse que você é pesada, não que é gorda! Osso pesa! *dou um tapinha em seu ombro , o mesmo faz uma cara de extrema dor com a mão sobre o local onde havia batido* Aiiii! Agora você vai ver! 

Na mesma hora ele praticamente sobe em cima de mim e começa a me fazer cócegas.

-P-pa..par-ra Hope! *disse com dificuldade em meio aos risos*

(Hoseok)- Só depois que você dizer "desculpa meu amorzinho, prometo não te bater mais"!

-Nunca! *digo quando o mesmo para pra me ouvir falar*

(Hoseok)- Então morra de rir! *diz com um olhar diabólico*

-Não, não, não, não, não! Tudo bem, eu falo! *digo e o mesmo para seus movimentos* Desculpa meu amorzinho, prometo não te bater mais! *digo e o mesmo me olha satisfeito com um sorriso*

Ahhh esse sorriso..... o mesmo sorriso que eu daria a vida pra continuar admirando.... espera, se eu der a vida por esse sorriso, como eu vou admira-lo se não vou poder vê-lo? 

Me sento na cama e quando ia falar alguma coisa, sou surpreendida com um beijo necessitado pelas duas partes, o mesmo beijo que sempre me faz derreter, o mesmo beijo que me causa arrepios na espinha estava com tanta saudade do seu toque....

Sinto uma de suas mãos irem de encontro (Autora: Com Fátima Bernardes ksksk) com a aba da minha causa, parando no minha cintura, enquanto a outra subia para a minha nuca, puxando as duas partes par a.a. mais perto de si, tornando o beijo mais envolvente (Autora: Envolvimento diferente eu ensino a vocêêêês ksksks desculpa!), o beijo vai ficando mais quente, paramos pela falta de ar que se fez presente, Hoseok automaticamente passa a dar atenção ao meu pescoço, deixando selares e chupões, ele volta sua atenção aos meus lábios, sua mão que se encontrava na minha cintura agora estava em meu rosto, ele para o beijo.

(Hoseok)- (S/n), você não sabe o quanto eu te desejo agora... 

-Estou aqui pra tornar seus desejos realidade, Daddy! *digo manhosa*

(Hoseok)- Ahh baby girl, assim você me mata! *diz com o olhar cheio de luxúria*

-Ah é? Então eu só exijo uma coisa.... *digo ainda manhosa*

(Hoseok)- Tudo o que você quiser!

-Me fod#, Hoseok! 

Parece que isso foi a gota d'água pra ele pois o mesmo me jogou na cama outra vez, ele sobe em cima de mim e começa a beijar meus lábios de uma forma excitante, nossas línguas brigavam por espaço, enquanto minhas mãos adentravam sua camisa indo até a pele das suas costas, uma das dele foi de encontro com meu seio direito, enquanto a outra foi até a aba da minha causa novamente, dessa vez adentrando a mesma, senti sua mão fria entrar em contato com a minha intimidade me causando calafrios, seus beijos me faziam delirar, assim como seus maravilhosos dedos, eu sempre estive completamente entregue a ele, porém agora queria pode-lo sentir dentro de mim.

Sinto um de seus dedos me penetrar me arrancando um gemido, logo vejo um sorriso em seus lindos lábios.

Não sou do tipo que gosta de sofrer sozinha então inverti as posições ficando por cima, tirei sua camisa me dando a visão perfeita do seu abs pouco definido que eu tanto amo, logo em seguida tirei a minha deixando a mostra meus seios, pois não estava usando sutiã, um sorriso ainda maior tomou conta do rosto do Hoseok, ataquei seus lábios, minhas mãos exploravam o seu corpo, até que canso de enrolar e desci até o pé da sua barriga, puxo devagar a causa jeans dele, a arrancando de vez do seu corpo, sorri maliciosamente. 

(Hoseok)- Ta esperando o que? 

-Eu quero que pessa "por favor"!

(Hoseok)- É sério isso? 

-Uhumm

(Hoseok)- Por favor, a senhorita poderia continuar a me cortejar? 

Ri com sua fala, mas ele pediu, e como eu tinha dito...

-Seu pedido é uma ordem, Daddy! 

Disse e puxei seu membro, que até agora estava escondido por debaixo de sua box, pra fora e comecei a masturba-lo, inicialmente com movimentos lentos e exitantes que foram ficando rápidos e ágeis, quando sinto que ele está perto do seu ápice paro os movimentos, o mesmo me olha com decepção mas ignoro, abocanho seu membro fazendo o mesmo jogar a cabeça pra trás gemendo um pouco mais alto, estava adorando vê-lo neste estado!

Parei de chupa-lo após ele atingir seu primeiro orgasmo, subi em cima dele, mas não deu tempo de fazer alguma coisa, pois ele inverteu as posições e tirou minha causa junto com minha calcinha, me penetrando em seguida, meu gemido foi um pouco alto demais, mas não se comparou com os que eu ouvi ontem.

Ele começou indo rápido nos movimentos, sua cabeça estava na curvatura do meu pescoço, o som do quarto agora era como música pros meus ouvidos, estava com tanta saudade disso! 

Ficamos assim até eu atingir meu primeiro orgasmo, sendo acopanhada por Hoseok algumas estocadas depois, ele se jogou ao meu lado na cama e eu comecei a lhe fazer cafuné, amava tê-lo assim pra mim, ele era simplesmente perfeito!   













Notas Finais


Eu não ligo pro seu passado, só quero saber se tenho chance de estar no seu futuro!

Desculpem a piada bosta mas o que conta é a intenção, né?

Until the next chapter!♡♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...