História Imagine Jungkook - Amnésia - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Imagine Bts, Imagine Jungkook, Imagine Sad Jungkook
Visualizações 81
Palavras 1.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 18 - " Não sei o que sinto "


Fanfic / Fanfiction Imagine Jungkook - Amnésia - Capítulo 18 - " Não sei o que sinto "

Jungkook Pov

Eu não sou um tarado

Eu juro

Eu entro no quarto de S/n para brincar com ela, dizendo que escutei ela cantar. Mas aí.....

- Ai meu Deus, desculpa S/n! E-eu não sabia, eu não tinha intenção! F-foi mal! - Eu gaguejo, tampando os olhos. 

Eu tinha visto S/n sem roupa

Eu saí de lá meio conturbado e constrangido. Provavelmente você deve estar se perguntando: " Mas vocês namoravam, você já deve ter visto ela assim!". A resposta é não.

Eu e S/n eramos um casal legal e nos gostávamos muito. Porém, nunca chegamos a transar de verdade, o que me fazia ainda ser virgem pois, a única menina pela qual eu já senti desejo, foi ela.

Eu voltei para o meu quarto ainda meio conturbado,mas aí percebi que deveria voltar e pedir desculpas e foi isso que fiz

Antes de entrar eu bati de leve e ouvi um "pode entrar" como resposta

Eu entro e vejo S/N, agora vestida, sentada na cama com um livro no colo

- Oi.... Eu só.... queria..... pedir desculpa sabe?.... Eu não tive intenção de te ver daquele jeito.....- eu falo meio envergonhado

- Eu sei Jungkook. Não se preocupe.- ela fala com um sorriso pequeno

- Certo....então.....Você tem planos para amanhã?- Eu pergunto

- Ah, na verdade não. Eu tava pensando em ficar em casa e fazer a faxina  - ela diz me encarando

- Podemos nos divertir! Eu tenho uma ideia! Quando eu estava arrumando as coisas para vir para cá, eu achei duas velhas arminhas de água que ainda funcionam. Nós podemos fazer uma guerrinha de água e a água que derramar no chão, a gente usa para limpar a casa depois, que tal?- pergunto

- Tudo bem! Mas tenho a impressão de que a gente vai mais se molhar do que lavar a casa..- ela diz sorrindo 

- Eu concordo- Respondo sorrindo 

- Jungkook...Você pode ficar aqui comigo um instante? Só.... conversando.

- Certo. Sobre o que quer conversar?- pergunto me sentando ao lado dela na cama

- Eu queria saber mais sobre você. É que querendo ou não, eu ainda não me lembro exatamente de tudo sobre antigamente....

- Podemos fazer um jogo. Eu te faço uma pergunta e você me faz outra e nós dois temos que responder sinceramente,beleza? - pergunto

- Beleza. Primeira pergunta: Você já tinha namorado alguém antes de mim?

- Não. Você foi o meu primeiro amor....Você já saiu da Coreia?

- Já! Inclusive, eu sou metade Brasileira. Minha mãe nasceu no Brasil e veio fazer um intercâmbio na Coreia. Ela conheceu meu pai e eles trocaram contatos. Um ano depois, minha mãe teve que voltar mas meu pai não esqueceu dela. Ele foi fazer intercâmbio no Brasil também e reencontrou a minha mãe. Depois disso, eles sempre conversavam. Até que meu pai pediu minha mãe em casamento e ela foi morar com ele

- É uma história bonita. Você sabe falar em brasileiro?

- Jungkook! É português, e não brasileiro- ela diz rindo- e eu sei falar sim, eu sou quase fluente.

- Então me diz algo!

Ela fala algo que eu não consigo entender. Eu escuto um V... talvez um I.... Eu não sei, não entendi nada. Português é uma língua estranha

- Eu não entendi nada do que você disse- Eu digo sinceramente

- E vai ficar sem entender, eu não vou explicar.-Ela fala sorrindo travessa

- Que grossa! Estou até ferido aqui- ponho a mão no coração e forjo uma expressão de dor

-Dramático!- Ela ri, me dando um leve tapa no braço. 

Nós ficamos conversando por mais algum tempo, até que ficou tarde e eu decidi ir dormir. 

Chegando no meu quarto, eu me feito na cama e olho para o teto com um sorriso no rosto.

S/n pode simplesmente não sentir mais nada por mim, e eu estou todo besta pensando nela, achando que talvez eu tenha uma chance. Eu sou muito iludido, sempre fui.

Mas esse é o tipo de ilusão que eu não me importo em ter, pois me trás uma sensação boa.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Eu só queria dormir até tarde no sábado.

Fui acordado do meu sono de beleza por um jato de água gelada no meu rosto.

Acordei assustado e olhando para os lados freneticamente sem saber o que está acontecendo, até que percebo que S/n está rindo da minha cara no outro lado do quarto, segurando uma das minhas arminhas de água.

-Desculpa te assustar. Eu só queria te lembrar dos nossos planos de hoje- ela diz tentando conter o sorriso

- Eu não ia esquecer, nao precisava tacar água gelada no meu rosto- eu falo meio irritado

- Desculpa, desculpa. Olha, toma a sua. Só falta encher- ela diz,me entregando a outra arma

Eu desço com ela até a cozinha e enquanto encho a arma, percebo que Jimin não está

- S/N, onde Jimin está?- pergunto

- Ah, nos fins de semana ele joga Golfe em um clube. - ela responde, analisando a arma

Eu me viro para ela rapidamente e, como eu tinha acabado de encher a minha arma, eu atiro

Ela me olha incrédula e com a cara cheia de água, então, nossa batalha começa.

Foi água para tudo quanto é lado. Água no chão, na parede,no sofá, no tapete, em TODO o lugar da sala.

No fim da guerra, nós damos trégua e sentamos juntos no sofá, arfando e completamente molhados. Tanto por causa da água, tanto pelo suor. 

Quem nos visse agora, com as roupas encharcadas quase transparentes, respirando com dificuldade e cansados, poderia pensar muita besteira. Mas essa não era minha preocupação no momento

Eu e S/n nos encaramos e sorrimos para o outro. 

- Você é um bom adversário Jeon- ela diz

-Você também não é tão ruim- eu respondo

- O que?? Eu sou melhor que você!- ela diz sorrindo 

- Tá legal, eu não vou discutir- levanto os braços mostrando rendição

- Bom mesmo- ela responde rindo 

Ela me olha mais um pouco e parece querer dizer alguma coisa, até que na terceira tentativa, ela finalmente me disse algo.

- Jeon. Eu sei que isso talvez pareça estranho, mas....... Eu.... sinto algo a mais por você. Eu sei que eu ainda não me lembro de tudo, mas com você, tudo parece ser melhor. Aquilo que eu te disse ontem em português....(Ela fala em português) significa Estou apaixonada por você em coreano. E eu realmente estou Jeon.... Eu estou louca por você....

Ela se aproxima de mim devagar. Ela fecha os olhos e chega um ponto onde ela está tão perto que eu posso notar o quão longos são os cílios dela. 

Tão perto. Só mais um pouco e íamos nos beijar

Só mais um pouco



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...