História Imagine Jungkook - The Anonymous Boy - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Big Bang
Personagens G-Dragon, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, T.O.P, V
Tags Assassinato, Bts, Colegial, Drama, Jungkook, Luta, Romance, Vhope
Visualizações 445
Palavras 560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Capítulo Onze - Vingança


Jungkook

Saio do treino e vou direto ao vestiário. Tomo um banho rápido e pego minha mochila,que estava aberta. Os papéis da peça não estavam ali,(s/n) havia levado com certeza. Sorrio ao lembrar da mesma.

[...]

E lá eu estava mais uma vez,na sua porta,batendo lentamente,esperando vê-la novamente. Um homem alto abre a porta,ele tinha cabelos rosados,eu jurava que já havia o visto em algum lugar.

- O-oi.. - Digo.

- Oi. - Ele sorri simpático. Caramba,agora me lembro de quem ele era. Era o T.O.P do Big Bang! - Quem está procurando?

- (s/n),ela está? - Pergunto tentando conter minha vontade de saltar feito um doido,tirar várias fotos com ele.

- Não,ela foi ao cinema com um garoto. - Sinto meu sangue subir na hora,quem era esse garoto?(s/n) era apenas minha..

- Tá,tá bom. Eu volto outra hora. - Digo saindo. 

Não estou acreditando nisso..

[...]

Entro na biblioteca e vou até uma das últimas prateleiras. Passo meus dedos por vários livros até que encontro o que eu queria. Era sobre lendas e mitologias sobre coelhos. Quando vou me levantar mais pra pegar o livro,sou prensada na parede.

- Jungkook.. - Digo baixo. Estávamos próximos,com os corpos colados,eu podia sentir sua respiração quente batendo em minha pele.

- Com quem foi ao cinema ontem? - Pergunta autoritário.

- Tae. - Respondo e ele fica pensativo,mas depois sorri. 

- Mudando de assunto...Eu gostaria muito de repetir a dose daquele dia.. - Ele aproxima seu rosto mais ainda do meu.

- Jungkook...Não temos nada.. - Digo o empurrando de leve e pegando o livro.

- Não se esqueça que podemos ter. - Jeon sorri,com um misto de mistério e malícia em seu semblante. Ele sai.

[...]

Jungkook

Vou em uma festa na casa de Tsuru. Não que eu tivesse interesse nisso,mas que essa poderia ser a minha perfeita vingança. Como sempre,as garotas ficaram me assediando,se fosse o Jeon de antes,eu teria ficado com algumas. Mas esse é o Jeon de hoje,o que é perdidamente apaixonado por uma única garota. E se mexem com ela,mexem comigo.

- Jungkook.. - Tsuru envolve seus braços em meu pescoço. - Que bom que veio..

- Tsuru - Sussurro em seu ouvido. - Me espera no quarto.. - Falo e a mesma assente.

Pego dois copos de bebida,longe de todos,coloco um líquido no copo dela. Esse líquido fazia com que a pessoa perdesse completamente a cabeça,fazendo coisas fora do normal,como beber água de uma privada.

Subo as escadas e levo a bebida até a mesma. Tsuru bebe em um gole só. Ela vai em minha direção para me beijar,e muda na mesma hora. Os efeitos eram rápidos.

Agora era a segunda parte. Eu havia descobrido o que os garotos haviam feito com (s/n). Vou até a caminhonete de Kyung,onde todos iam. Pego uma navalha e furo os 4 pneus. 

[...]

Eles sempre eram os últimos a irem embora,então espero escondido em cima do telhado.

- Droga!Algum maldito furou os pneus! - Jong grita irritado,assim como os outros. Em um salto rápido,desço do telhado caindo na frente dos 3.

- Eu sou o maldito.. - Digo debochado. - Quero ver se vocês tem coragem de fazer o que fizeram com (s/n). Só que agora,comigo. - Digo batendo com uma mão aberta em meu punho.

Agora esses filhos da puta vão ver o que é bom pra tosse.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...