História Imagine Jungkook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 135
Palavras 1.370
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Policial, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que vcs gostem, e boa leitura ^_^

Capítulo 1 - Capítulo 1


Era uma noite bem agradável então resolvi sair um pouco. Vou caminhando sem rumo com os pensamentos longe até alguém interromper.

 

??? Sabia que é perigoso andar sozinha a noite por aqui?


Tomo um grande susto ao ouvir uma voz atrás de mim. Me viro para trás e vejo um homem alto aparentemente forte.

S/N - Por favor, leva minha bolsa mas não faça nada comigo, por favor! 

??? Calma moça, não irei fazer nada com vc e nem te roubar, sou um policial.

S/N - Porquê não está de farda então?

??? Estou de folga hoje.

S/N - Ata, acredito.

???  Está aqui o meu distintivo, olhe!


Peguei o distintivo da mão dele e vi que realmente ele era um policial. Imediatamente eu devolvo o distintivo ao dono e falo :


S/N - Você me assustou Senhor Jeon Jung- kook!

Jeon - Me chame só de kook por favor e desculpa, não foi minha intenção em te assustar, é que é meio perigoso esse lugar.

S/N - Nem percebi que tinha vindo parar aqui nesses becos. 

Kook - Eu percebi, por isso resolvi te seguir pra assegurar que não ia te acontecer nada.

S/N - Você estava me seguindo? A quanto tempo? 

Kook - Desde o parque!

S/N - Meu Deus, como eu vim parar aqui, agora eu não sei voltar.

Kook - Venha comigo, te levo até sua casa. 


Kook me guiou até seu carro o qual abriu a porta do carona pra mim entrar e deu a volta entrando no lado do motorista, ele deu a partida e saímos.

Ficamos em silêncio até kook pedir onde eu moro, eu dou o endereço para ele é o silêncio volta a reinar. 

Chegamos em frente a minha casa e logo em seguida eu saio do carro, kook também sai do carro e eu peço para ele o que eu devo pela carona.

Kook não me deve nada mais eu aceito a companhia  pra tomar café qualquer dia desses.


S/N - Okay, para mim não tem problema!

Kook - Me passa seu número que eu ligo marcando nosso café.


Pego o celular dele e gravo meu número. Estendo a mão para dar boa noite e ele retribuí o aperto de mão. Ele sai e eu entro em casa, tomo banho e vou dormir.


(...)


Depois daquela noite eu nunca mais vi aquele policial bonito.

Resolvi sair para caminhar novamente só que dessa vez de dia. Fui em direção ao centro da cidade e fiquei olhando vitrines de lojas de roupas. Quando de repente ouço alguém me chamar.


??? S/N!


Olho para o lado e vejo três policiais parados, um deles era kook, quando o vi vestindo seu uniforme me arrepio da cabeça aos pés .

Meu Deus, que homem lindo. Kook vem em minha direção e me cumprimenta com um beijo no rosto. Um dos policiais logo grita com kook.


??? Iai kook, não vai apresentar sua amiga?!

Kook - S/N, esses são meus colegas Taehyung e Yoongi.

S/N - Prazer em conhecê-los policiais.

Tae - Pode nos chamar só pelo apelido, amiga do Kook é nossa amiga também.


Nos cumprimentamos e ficamos ali conversando, resolvo ir pra casa e kook se oferece para me levar.


Kook - Deixa que eu te levo pra casa.

S/N - Não precisa, vc está de serviço!

Suga - Pode ir S/N, nós ficamos aqui.

Tae - Podem ir, hoje está tudo calmo. 

S/N - Intão pode ser, Obrigada!

Kook - Por nada, só que hoje tem que ser de viatura, não tem problema pra vc?

S/N - Claro que não, está tudo bem.


Entramos na viatura e saímos. Hoje foi diferente, nós fomos o caminho inteiro conversando. Quando chegamos em casa eu peço para kook se ele não quer entrar e tomar um suco ou algo, e ele aceita.

Nós entramos e fomos para cozinha. Fiz um suco e dei um copo para kook que pega o mesmo e põe em cima da pia, e vem se aproximando cada vez mais de mim . 

Quando vejo, sua respiração está cada vez mais próxima.

Ele põe uma das mãos em minha cintura me puxando para ele fazendo nossos corpos se chocarem . 

Ele coloca a outra mão em minha nuca e me dá um beijo calmo que aos poucos foi ficando mais feroz. Ele pede espaço para sua língua e eu sedo.

Aos poucos o beijo foi virando leves mordidas em meus lábios que me deixava toda arrepiada.

Kook me pega e me coloca sobre o balcão da pia, suas mãos apertavam com desejo minha cintura. Descendo para as coxas, eu mais que depressa comecei a abrir botão por botão de sua camisa, tirando a mesma e jogando sobre a mesa.

Kook sobe com sua mão dentro da minha blusa dando leves apertões em meus seios ainda com o sutiã. 

Ele continua subindo a mão até tirar minha blusa, jogando-a junto com sua camisa.

Ele tira seu cinto com a arma e deixa em cima da mesa. Ele me pega no colo e eu laço minhas pernas na sua cintura, e o guio até meu quarto.

Nós entramos no meu quarto e kook fecha a porta com o pé, ele me coloca deitada na cama ficando por cima de mim. 

Ele desce beijando meu pescoço dando leves mordidas e chupões. Ele passa a mão atrás de mim abrindo o sutiã o tirando por completo. 

Ele começa a chupar um dos meus seios e o outro com sua mão massageando. Kook vai descendo com seus beijos até chegar na minha calça, ele logo reitira ela rapidamente me deixando só de calcinha.

Ele começa a beijar pelas minhas coxas e vem subindo até chegar na calcinha a qual ele tira com os dentes. Ele começa a passar sua língua na minha intimidade me fazendo arfar de tanto desejo, sua língua era tão quente que eu gemia alto. 

Kook põe um dedo em minha intimidade fazendo movimentos vai e volta. Aquilo já estava me deixando mais louca. Eu ainda seguro com suas duas mãos em seu cabelo. Ele coloca mais um dedo e eu levanto minha costa em forma de resposta do desejo que ele está me  provocando.

Antes que eu chegasse no meu limite eu o puxo para cima de mim o virando de forma que ele fique deitado.

Eu tiro sua calça o deixando só de cueca box, passo minha mão sobre seu membro já lambendo meus lábios, ele olha pra mim e diz :


Kook - Não me torture S/N!


Então resolvo tirar sua box deixando a vista seu delicioso membro, começo a masturba-lo, kook joga sua cabeça pra traz gemendo alto. 


Kook - Põe sua boquinha S/N, põe!


Eu o obedeço, começo com chupões em seu membro e depois começo a masturba-lo. Kook rapidamente me puxa para deitar na cama.

Ele levanta e pega um preservativo, ele o põe em seu membro e vem se posicionar entre minhas pernas.

Penetrando seu membro me mim me fazendo gemer e arranhar suas costas. Kook beijava meu pescoço e eu só sabia gemer seu nome.


Kook - Geme, geme pra mim S/N, geme vai!

S/N - k-kook, hah kook, p-por f-favor!

Kook - O que você quer que eu faça?

S/N - M-mais r-rapido.


Assim kook acelera suas estocadas e também nossos gemidos também aumentam. 


Kook - Fica de quatro pra mim baby?


 Eu assim faço empinando minha bunda para  ele, kook volta a dar estocadas fortes e eu apertava os lençóis de tanto tezão.

Ele continuou estocando até eu chegar no meu limite, kook deu mais umas estocadas e também chegou ao seu. 

Deitamos na cama completamente exaustos, kook me puxa em seu braço e ali ficamos até nossas respirações volterem ao normal. 

Fomos tomar banho nós dois juntos, kook liga o chuveiro e  me abraça, ficamos ali abraçados em silêncio. Deixando a água levar a exaustão de nossos corpos. Terminamos nosso banho, kook se veste e me dá um beijo e vai  pra viatura novamente trabalhar.


Kook Mozão On


Saí da casa da S/N e meus pensamentos só estavam  naquele momento com ela. Meu Deus, que mulher é essa? Gostosa do caralho.

Cheguei onde tinha deixado meus colegas os dois me olharam com um sorriso malicioso.

Suga - Demorou em kook?

Kook - Nós ficamos conversando!

Suga - Conversando? Sei

Tae - Também quero encontrar uma amiga assim como a S/N pra conversar.

Kook - Mais respeito com a S/N Tae, mais respeito.

Suga - Não está mais aqui quem falou, apaixonadinho...

Kook - Quem disse que eu estou apaixonado?

Tae - Seu olhar e seu sorriso te entrega kook.


Kook Mozão off.


















 
















Notas Finais


Cês acham que eu devo continuar?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...