1. Spirit Fanfics >
  2. Kakashi: Ombro Amigo >
  3. Capítulo 1: Amigos de Infância

História Kakashi: Ombro Amigo - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo 1: Amigos de Infância


Fanfic / Fanfiction Kakashi: Ombro Amigo - Capítulo 1 - Capítulo 1: Amigos de Infância

Estava me balançando no balanço como em todas as tardes. Meus amigos sempre vinham me dar um "oi" e as vezes brincamos, mas nunca dura muito pois eles tem que voltar rapidamente para suas casas e suas famílias. Eu os invejo em alguns momentos, pois perdi meus pais na Terceira Grande Guerra Ninja.

Sacudi minha cabeça fortemente para afastar todos os pensamentos deprimentes e olho para o céu alaranjado. O silêncio que se estabelecia em minha volta foi quebrado por um barulho alto, era minha barriga. Nem percebi o quanto estava com fome, ri de mim mesma por ser tão boba.

Eu caminhei pelas ruas e fui em direção ao Ichiraku. Cheguei lá e como sempre fui recebido de braços abertos pela Ayame filha do dono. Pedi um lamen simples, sem muitos temperos, meu dinheiro não é muito, preciso economizar se quiser comprar outras coisas.

Ayame: Aqui está, aproveite! ---ela sorriu enquanto colocava a tigela em minha frente.

S/n: Oh, muito obrigada!

???: Vai comer só isso S/n??

Ouço uma voz familiar e me virei rapidamente vendo o Maito Gai junto com a Kurenai e o Asuma que me olhavam parcialmente preocupados.

S/n: Gai, Kurenai e Asuma que bom vê-los! Ah bom... Eu não posso comprar algo muito extravagante, preciso economizar. ---sorri fraco os olhando.

Kurenai: Sabemos bem disso, por isso viemos.

Gai: Isso mesmo! O Asuma vai pagar o jantar para nós!

Asuma: O-o que?!? E-eu?? ---ele gesticulou com as mãos para um lado e outro nervoso.

Kurenai: Não se preocupe Asuma, não vamos extravasar, prometo.

Caímos na gargalhada enquanto eles se sentavam ao meu lado. Começamos a comer juntos enquanto conversávamos.

Gai: Oh! Kakashi, você já jantou? Venha comer com a gente!

Ele acenava freneticamente animado para o Kakashi que estava andando cabisbaixo com as mãos nos bolsos. Ele então para e nos observa por alguns segundos antes de falar sem jeito.

Kakashi: Não quero interromper o momento de vocês... Não se preocupem comigo estou bem. ---mesmo com sua máscara notamos que ele estava sorrindo forçadamente.

Kurenai: Você não está atrapalhando nada Kakashi.

Asuma: Sim, senta ao lado da S/n e aproveita com a gente

Kakashi sem poder recusar nossa oferta se senta calmante ao meu lado parecendo um pouco desconfortável. Gai e os outros estavam conversando sobre vários assuntos aleatórios enquanto eu e o Hatake ficávamos quietos e apenas comíamos em silêncio.

Gai: E ai eu fui, e fez bom e chum!

Gai estava contando a história de como ele havia derrotado um de seus inimigos, ele estava tão agitado e animado que  acidentalmente se esbarra em mim, consequentemente fazendo-me esbarrar no Hatake que estava ao meu lado, ele por instinto segurou meus ombros para que eu não caísse.

Todos: . . . . . . . .

Depois daquela cena todos ficamos totalmente em silêncio graças ao clima constrangedor que se estabeleceu. Contudo o silêncio foi quebrado pelo Gai.

Gai: Ouvi dizer que vai ter um festival com fogos de artifício. Vocês vão?

Asuma: Sim, meu pai prometeu me levar.

Kurenai: Eu também vou com meus pais, poderíamos nos encontrar lá não é?

Eu me levantei calmamente e comecei a andar até ser parada pela voz da Kurenai.

Kurenai: Já está indo embora S/n? ---sua voz saiu de certa forma preocupada.

S/n: uhm, sim estou cansada, acho melhor ir para casa e descansar. ---sorri forçadamente tentando fazer com que não se preocupassem.

Logo comecei a andar e pude os ouvir sussurrando.

Kurenai: Kakashi não acha que deveria acompanhar ela?

Kakashi: Uhm?

Gai: Isso mesmo! Não se deixar uma donzela ir para casa sozinha assim!

Asuma: Não ligue para eles Kakashi, mas eu concordo que você deveria acompanhar ela... Sabe porque vocês dois passaram por várias coisas ruins e....

Kakashi não falou nada apenas afirmou com a cabeça para que ele não falasse mais nada. Continuei andando tentando não olhar para trás, e logo sinto uma mão em meu ombro.

S/n: Kakashi?

Kakashi: Oi, tudo bem? ---ele colocou a ponta dos dedos na frente da testa e seu olho exposto se fechou indicando que ele estava sorrindo.

S/n: Bom, mais ou menos. ---olhei para o nada.

Kakashi: Por causa de seus pais?

S/n: Sou tão fácil assim de ler?? ---o encarei surpresa.

Kakashi: Claro, te conheço a muitos anos para saber o que você pensa.

Nós dois rimos um do outro. Meu sorriso se torna nostálgico e eu o olho.

S/n: Sinto muito pelo que aconteceu com você, pela morte da Rin...

Ele rapidamente balançou a cabeça para os lados discordando do meu comentário.

Kakashi: Não se sinta para baixo por causa disso, você não tem culpa de nada.

S/n: Ahm... Como você tem passado? Ainda tem aqueles pesadelos? ---mordi meu lábio interiormente com medo de deixá-lo para baixo com essa pergunta.

Kakashi: Eu ainda tenho aqueles sonhos, mas não se preocupe ficarei bem.

Para minha felicidade e surpresa, ele não ficou chateado, pelo contrário estava sorrindo enquanto passava seus dedos gentilmente pelo topo da minha cabeça. Minhas bochechas ficam vermelhas e eu olhei em seus olhos que me encaravam calorosamente. Quando me dei conta já tínhamos parado de andar e eu já estava em frente a minha casa.

Kakashi: Se precisar de alguma coisa não hesite em falar comigo. Prometo te ajudar sempre que puder.

S/n: Muito Obrigada Kakashi-chan!

Kakashi: "Kakashi-chan"??

{Ela basicamente falou como uma forma de chamar ele de " Kakashi pirralho" "Moleque Kakashi"}

S/n: É que você ainda é um moleque.

Kakashi: Vou acabar me sentindo ofendido!

S/n: Desculpa bolinho de arroz prateado. ---soltei uma risadinha baixa.

Kakashi: Tá desculpada pão de mel.

S/n: Ei, não é justo! Você inventou esse agora...

Kakashi: Você também inventou esse agora!

Caímos na gargalhada e logo nos encaramos.

Kakashi: Bom, tenho que ir agora, se cuide certo?

S/n: Pode deixar! Você também tem que se cuidar...

Olhei para baixo tristonha e ele mais uma vez acariciou minha cabeça gentilmente.

Kakashi: Vou ficar bem, prometo.

Ele bagunçou meus cabelos e sorriu antes de começar a andar. Observei sua silhueta desaparecer no meio da escuridão com um leve sorriso em meu rosto. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...