História Imagine Kim Taehyung(V)-I hate you, but I love you. - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe, Jeon Wonwoo, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Rap Monster, Soonyoung "Hoshi", Suga, V
Tags Bangtan Sonyeondan, Bts, Hoseok, Imagine Kim Taehyung, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Seventeen, Taehyung, Yoongi
Visualizações 2.344
Palavras 2.671
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiie tudo boooom?

BOA LEITURA! ♥

Capítulo 8 - Bitch


Fanfic / Fanfiction Imagine Kim Taehyung(V)-I hate you, but I love you. - Capítulo 8 - Bitch

Taehyung  Off.

-----------

S/N  On.


- Taehyung, saia daqui, por favor, não me faça te odiar! - Falo me mantendo anestesiada de todo esse incômodo que sentia.

Eu sei que não tenho o direito de ter toda essa raiva de Taehyung, afinal nos conhecemos ontem, e ele acabou de entrar na escola, é claro que vai conversar com outras pessoas, mas Lee não me desce, eu realmente não gosto dela.

- Por que me odiaria? Que eu saiba não fiz nada para você! Por que está assim comigo? 

- Aigoo, Taehyung! Pare de me perguntar coisas. - Falo bufando.

- Não bufa para mim! - Fala ele e eu bufo novamente. - Aish, S/N! - Reclama. - Está chateada? 

- Taehyung, não é com você, é só que... não ache que sou o tipo de pessoa que odeia outras fácil, mas é que não me dou muito bem com Lee.

- Mas o que eu tenho a ver com isso?

- Eu vi vocês dois juntos e fiquei um pouco confusa. 

- Ah, sobre isso...

- Não precisa se explicar, a vida é sua e eu realmente não tenho que saber, não sou intrometida à esse ponto.  

- Eu acabei de mudar de escola e estou tentando me socializar, e poxa, eu gostei tanto de você, realmente seríamos ótimos amigos...

- Me desculpe, Taehyung, mas eu realmente não suporto ficar perto de Lee, não é drama, não consigo ficar perto dela, me dá náuseas, então se ficar perto dela, não conseguirei me aproximar. 

- Eu entendo, mas não me ignore por conta disso, eu realmente não tenho com quem conversar, e Lee é um pouco... grudenta demais. 

- Lee não é uma boa companhia, estudo com ela há quase 6 anos, conheço a peça... ela é falsa, Taehyung.

- Não crie uma imagem ruim de mim por me ver do lado dela, juro que sou legal! - Acabo rindo com sua fala. 

- Não tenho dúvidas disso, Tae!

- Então, tudo certo entre nós? - Ele pergunta estendendo a mão em minha direção. 

- Vou ser sincera, quando estiver com ela, não espere muito de mim, mas quando estiver sozinho, pode contar comigo, pois suas amizades é você mesmo quem escolhe, então se você se der bem com ela, que bom para você! Mas entre nós está tudo certo. - Falo logo depois apertando sua mão.

- Essa Lee... vocês realmente não se dão muito bem, não é? 

- Eu não tenho nada contra mais ninguém na escola, só com ela, eu não ligo de gostar ou não das pessoas, mas Lee é um caso à parte. 

- Bom, não vamos falar dela...

- E o que faz aqui fora? 

- Não tem com quem eu converse, e Lee estava quase me tirando o ar de tanto que estava em cima, quando vi que você saiu, fui atrás da única pessoa legal daqui, ou seja, você! Esses jantares são chatos. - Fala ele fazendo careta. 

- Sim, só vim porque minha omma pediu. - Falo.

- É... você... você está muito bonita. - Fala Tae sorrindo sem abrir a boca e fechando seus olhos. Acabo ficando envergonhada o achando fofo.

- Oh, obrigada! - Falo sorrindo da mesma forma. - Você também, está... bonito.

- Eu sei! - Fala ele arrumando sua gravata me fazendo rir. - Fico lindo de terno!


E como fica, hein!


- Bobo! - Rimos.

Começamos a conversar sobre nossas famílias, falamos sobre minha mãe que era funcionária de seu pai, falamos sobre coisas muito aleatórias e quando vimos já tinham se passado quase 4 horas, tínhamos que voltar, mas estava tão legal ficar conversando com Tae.

Ficamos mais 15 minutos conversando, até que alguém veio chamar Taehyung, adivinha quem...Sim, Lee, por que ela nunca me deixa em paz?

- TaeTae! Você está aí, você estava demorando muito no banheiro, com certeza essa... garota te prendeu aqui. - Fala ela abraçando o pescoço de Taehyung. Vadia.

Eu não disse nada, só estava olhando, nunca liguei para os xingamentos dela, não precisava falar nada, só observava ela se jogando para cima dele e a cara de desconforto de Taehyung quase me fez rir alto. Que papel ridículo o dela!

- Está bem, Lee, vá indo para a mesa que eu já vou!  - Fala sorrindo desconfortável. 

- Não vou te deixar sozinho com ela. - Fala ela apontando para mim.

- É rápido. - Ele fala

- Está bem, estou te esperando,  TaeTae. - Fala ela entrando no restaurante.

- Bom.... desculpe, S/N!

- Tudo bem, Tae, pode ir. -  Falo sorrindo.

- Me desculpe mesmo! Você não vem? - Ele pergunta apontando para o restaurante. 

- Não vou, vou ficar aqui mais um pouco.  - Falo e ele assente.

- Então... tchau! - Fala ele dando dois passos até mim e parando à minha frente. - Eu posso... é... - O vejo se perder em suas palavras e me encarar.

Taehyung se inclina colocando seu rosto ao lado do meu e beijando minha bochecha por alguns segundos.


EU TO BEM, OK?!!


Por estar tão próximo, consigo sentir seu perfume totalmente agradável. Tão cheiroso!

- Até amanhã, S/N. - Ele sussurra próximo ao meu ouvido e me surpreendo quando percebo que todos os meus pelos estavam levantados. Ele se distancia um pouco, me olha e sai em passos lentos para o restaurante.

Fiquei ali parada tentando entender o que tinha acabado de acontecer ali. Por que nos aproximamos tanto? Eu estou ficando louca... não! Eu estou bem, é só sono...

Deve ser somente uma maneira de ficarmos mais próximos e nos tornamos mais amigos. É, essa era a intenção dele, certeza! 

Fiquei mais alguns minutos ouvindo música até que recebo uma mensagem da minha mãe me chamando para comer.

Me levanto calmamente indo até dentro do restaurante e me direcionando à mesa onde todos estavam. Queria estar lá? Não, eu certamente não queria ver Lee e Taehyung. Puxa vida, Taehyung é tão agradável, gente boa demais pra companhias como Lee.

Me sento ao lado da minha mãe e ela logo pede meu prato - que era basicamente uma sopa de legumes, pois eu realmente não estava com muita fome.

Olhei para o canto da mesa e lá estava Tae e Lee, um ao lado do outro, solto um riso quando vejo Taehyung fazendo caretas em minha direção, o mesmo solta uma gargalhada quando percebe que eu ri com sua palhaçada. 


[Quebra de tempo...]

Eu e minha mãe tínhamos chegado em casa, fomos para nossos quartos, tomei outro banho, tirei toda minha maquiagem, coloquei meu pijama e fui dormir, amanhã tinha aula. Droga.


NO DIA SEGUINTE...


Acordei 6:00 com o despertador, mas dessa vez não o quebrei, fui a até o banheiro, fiz minhas higienes matinais e fui tomar um banho rápido. Saio do banheiro já vestida com o uniforme, vou em frente meu espelho e passo base e rímel.

Desço para tomar café, desejo um bom dia para minha mãe, como alguns biscoitos e pego uma maçã para comer no caminho. Me despeço da minha mãe e saio para a escola comendo minha maçã.

Chego e vou ao encontro de Yang Mi, que me esperava na entrada da escola como sempre.

- Oi, feia! - Fala Yang vindo até mim.

- Oi, Yang! - Falo sorrindo minimamente. 

- Como foi ontem?

- Não foi muito bem, Lee estava lá. - Faço careta.

- Meu Deus, deu briga? - Pergunta ela com os olhos arregalados.

- Claro que não, você sabe que eu não sou de fazer essas coisas! - Falo dando um tapinha fraco em seu ombro. 

- Me conta o que aconteceu...

- Eu cheguei ao restaurante com a minha mãe, e lá na mesa estava ninguém mais, ninguém menos que Kim Taehyung e Lee Ji-eun, pareciam íntimos de tão próximos. 

- Você conhece Lee...

- Pior que conheço. Mas então, descobri que Taehyung é filho do chefe da minha mãe. 

- Sério? Que estranho. 

- Não é? Também fiquei surpresa.

- Conta mais!

- Eu já não gosto de vir à escola por causa de Lee, agora imagina ficar à mesma mesa que ela, ninguém merece, fui para fora do restaurante poucos minutos depois, e para minha surpresa, Taehyung também foi. - Um sorriso lateral toma conta do rosto de Yang. 

- Pare com isso!

- Isso o que? 

- Isso! - Aponto para seus lábios que ainda mantinham um sorriso lateral. 

- Não posso mais sorrir? Pelo amor! 

- Já disse que você é muito chata?

- Milhões de vezes. - Revira os olhos. - Tá, vocês saíram do restaurante...

- Então, nós começamos a conversar, e eu me coloquei no meu lugar, porque eu não tinha direito algum sobre Taehyung, eu não tinha o direito de ficar incomodada com ele próximo à Lee.

- Isso é verdade, mas não dá uma raiva em saber que aquela cobra está amarrando os meninos de pouco em pouco? 

- Você leu a minha mente, eu pensei a mesma coisa, não é nada com os meninos, é com ela, me dá nos nervos saber que ela está se aproximando deles. 

- Mais especificamente do Taehyung, não é? Porque até agora não vi nenhum dos meninos perto dela.

- Aish, isso me enche!

- Acredite, eu te entendo. 

- Mas o Taehyung não gostou muito de Lee não, ele disse que ela é grudenta demais.

- Ele disse isso?

- Sim, exatamente isso. Mas aí Lee foi atrás dele para que voltassem ao restaurante, aí ele... me beijou na bochecha e saiu. - Yang começou a prender o riso, ela estava fazendo uma careta horrível, até que não aguentou,  soltou tudo rindo alto e chamando a atenção de todos que passavam por ali. - O que foi, demônio? - Pergunto envergonhada por estar chamando tanta atenção, ela estava berrando.

Ela me encara cessando o riso séria. Louca. 

- Você literalmente não bate bem da cabeça. - Falo negando com a cabeça. 

- Então ele te beijou? 

- Isso tudo pelo que eu disse? Nem um pouco dramática, não é, Yang? E sim, ele me beijou, mas foi na bochecha sua pervertida. 

- Ain, ele te deu um beijinho, que fofo!

- Isso é normal. 

- Normal? Não é normal. 

- Os amigos próximos fazem isso.

- Vocês se conheceram há dois dias, me poupe!

- Vai ver ele só quer se aproximar, deixa o menino! 

- Eu não disse nada... mas que beijou, beijou!

- Foi na bochecha, dramática! e por mais que tivesse alguma intenção a mais aí, Tae me parece ser um pouco... galinha. 

- Ah, mas isso todos parecem.  - Rimos. - Vem! - Ela me estende a mão e eu a encaro confusa. - Venha logo! - Me puxa para um abraço. 

- Nossa que romântica você, até me apaixono. - Falo retribuindo seu abraço a fazendo rir.

- Não se prende por algo que aconteceu no passado, ele te beijou e isso foi muito legal, não deixa nenhuma lembrança ruim afetar o que você pode viver. - Sussurra ela em meu ouvido acariciando meus cabelos. Eu sei o que ela queria dizer. 

- Eu entendi, mas não é pelo que está pensando, eu realmente acho que foi só uma maneira de se aproximar de amigo. Mas obrigada do mesmo jeito. 

- Ok! - Ela se aproxima para selar minha testa e eu fecho os olhos sorrindo. - Vamos entrar! - Grita ela erguendo o braço atraindo novamente mais atenção que o necessário. 

Entramos na escola já vendo uma grande movimentação pelos corredores, olho para o lado vendo que Yang conversava com outra pessoa da nossa classe. Olho para frente vendo Taehyung encostado em um armário que provavelmente seria o seu, que para minha surpresa era ao lado do meu, com os meninos em sua frente. E claro que toda menina que passava por eles não deixa de acenar ou fazer comentários em alto e bom som.

- Aigoo, eu tenho que ir lá guardar meu material! - Sussurro sozinha.


Por que mesmo eu estou envergonhada? É só ir lá sua boba, você não precisa falar com eles, e foi só um beijo na bochecha, para de ser idiota, S/N!


Levanto a cabeça e sigo firme, vou andando na direção deles que conversavam e riam, chego ao meu armário logo o abrindo, o barulho do armário atraiu a atenção dos meninos para o lado, ou seja, para mim.

- Oh, S/N! - Exclama Hobi. 

Guardo meu material e ficando com o livro de química em minhas mãos - que seria a próxima aula - e olho para Hobi sorrindo nervosa. 

- Olá. - Sorrio ruborizada. 

- Não iria falar com a gente? - Pergunta Jimin.

- Claro, eu só estava pegando o livro de química primeiro.


Isso, mente!


- Hum... Taehyungie comentou que o chefe da sua mãe é o pai dele, que coincidência, não? - Pergunta Namjoon.

- Sim, fiquei surpreso quando a vi no restaurante. - Fala Taehyung me encarando.

- Já estava indo para a sala? - Pergunta Hobi.

- Sim, estava esperando Yang Mi...

- Bom, acho que ela não tem o mesmo pensamento. - Pela primeira vez no dia ouço Yoongi se pronunciar. 

Olho para trás um pouco confusa e vejo que Yang não estava mais lá, provavelmente já tinha entrado. Filha da mãe! 

- Vamos, daqui a pouco o sinal toca. - Fala Jin.

- Já que sua amiga não te esperou, vamos juntos! - Fala Jimin sorrindo amigavelmente. Eu não tinha reparado, Jimin é muito bonito, que menino charmoso. 

- Tchau, hyungs! - Acena Jungkook para Yoongi, Namjoon, Jin e Hoseok, que já estavam indo para as suas salas.

- Vamos. - Fala Taehyung começando a andar, Jimin vai por trás passando seus braços pelo ombro de Taehyung na ponta dos pés e bagunçando seus cabelos logo em seguida sussurrando algo para o mais alto. 

- Vamos, Kookie? - Pergunto ao perceber que Jungkook estava parado em minha frente. Ele assente e começa a seguir Taehyung e Jimin. - Então você é o mais assediado dos garotos. - Falo tentando puxar algum assunto.

- Os hyungs exageram, eles também recebem muitas cartinhas, são bem populares por serem bonitos.

- Mas você também é bonito! - O garoto ao meu lado cora violentamente. 

- Eu não ligo muito para essas meninas, os hyungs que gostam.

- Você é um bom menino, Jungkook. - Sorrio e percebo que Taehyung e Jimin nos esperavam na porta da sala que já estava próxima. 

- Quem é um bom menino? - Pergunta Taehyung.

- Com certeza ela está falando de Jungkook, porque de nós dois com certeza que não é. - Fala ChiChim rindo e batendo no peito de Taehyung. 

- Eu sou um bom menino. - Fala Taehyung com a mão no peito como se tivesse sido ofendido.

- Uhum, claro. - Fala ChimChim suspirando e entrando na sala.

- Não senti firmeza. - Falo.

- Claro que não sentiu, é pura mentira, Taehyung-hyung é um pegador. - Fala Kooie rindo, acabo o acompanhando na risada. 

- Vamos entrar. - Fala Taehyung entrando na sala rapidamente. 

- Vamos, Kookie, não vamos perder aula. - Falo adentrando a sala juntamente a Jungkook. 

Me sento ao lado de Yang vendo Taehyung se sentar atrás e atrás dele, Jimin. Jungkook se senta novamente próximo a Bae. 

- Bom dia, turma! Como não vou passar prova, os alertei semana passada, vou passar um trabalho que valerá a mesma nota, duplas agora. - Park Jimin e Mina. - Vejo um sorriso malicioso se formar no rosto de Mina, Jimin ficou apavorado, coitado.

Olho para trás para olhar Jimin, Jimin olha rapidamente para Taehyung  que me encara segurando a risada. 

- Vai rindo da desgraça alheia, Taehyung, vai rindo aí, o mundo dá voltas e logo vai ser eu a chorar de rir da sua desgraça. - Fala Jimin e Taehyung praticamente cospe em sua cara soltando o riso. - Só hoje essa menina já chegou em mim três vezes, com ela eu não faço! 

Jimin se levanta e vai até o professor cochichando algo em seu ouvido e logo vejo que o professor trocou sua dupla.

- Pessoal, eu errei, me desculpem, recomeçando:

- Park Jimin e Park Chung-hee . - Jimin sorri aliviado.

- Byun Yang Mi e Kim Taehyung. - Yang se vira para trás batendo na mão. de Taehyung.

- S/N e Jeon Jungkook. - Sorri para Kookie e o mesmo retribue.

E o professor continuou a citar as duplas, eu não poderia ter dupla melhor. 





CONTINUA...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, desculpem qualquer erro ortográfico.
Até mais!!♡
BJÃO♥♥♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...