História Imagine Kim Taehyung- Water And Fire - Capítulo 35


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 15
Palavras 1.080
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Poesias

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa por demorar a postar... Eu não quero terminar essa Fanfic mais já expliquei meus motivos, e não tem como voltar atrás, ainda mais que estou quase encerrando ela... Falta tão pouco!! Ashii... Fazer o que né?! Rsr😅

Capítulo 35 - Almost there!


Fanfic / Fanfiction Imagine Kim Taehyung- Water And Fire - Capítulo 35 - Almost there!

Saio daquela visão terrível, indo para longe de lá, sei o rumo que eu irei tomar e não irei desistir até que eu a tenha.

-Irei até você minha amada...

_________________________________________

Princesa Fogo P.O.V

Sinto a dor dominar a parte de trás da minha cabeça e nunca, passo a mão no local me levantando de algo macio, olho ao redor reconhecendo o cômodo peculiar... Meu quarto. Levanto rápido da cama e sinto algo puxar meus pulsos para trás, ergo meus olhar por cima dos meus ombros e estou algemada? Sério, isso?

-Mas que... Aaaah!!__ Puxo com força meus braços tentando me soltar das algemas mais fortes dos Reinos Elementares, continuo tentando me soltar até ouvir o barulho da porta do meu quarto se abrir.

Reviro meus olhos ao vê meu "pai" entrar no cômodo fechando a porta atrás de sí, me ajoelho em minha cama olhando em direção ao janela do meu quarto, a corda que usei para escapar da primeira vez está do mesmo jeito que eu deixei, se ninguém tira-la de lá tenho chances de sair desse inferno que eu chamo de Palácio.

--Eu sei... Você deve está com raiva de mim, mas saiba eu quero para seu bem, não quero que se machuque como seus amigos se machucou.__Ele se aproxima de mim sentando ao meu lado.

-Lhe lembrando... VOCÊ FOI O CULPADO DE TER MATADO ELES... C-U-L-P-A-D-O!!__ Esbravejo tentando avançar para cima do mais velho que não se move por saber até aonde a corrente que me prende chega ao limite.

--Olha o que ele te tornou! Você nunca foi de me respeitar de me responder.__Ele diz incrédulo com o olhar de nojo da sua própria filha.

-Ele me ajudou e me mostrou que eu não preciso seguir regras e seguir o que me faz feliz__Sussurro para que somente eu e ele possa ouvir.__Você... Você que me tornou assim, você me fez ir contra você, me mostrou que sou somente uma marionete em suas mãos...VOCÊ É UM MONSTRO!!__ Grito alto o suficiente para ecoar pelos corredores.

Sinto minhas bochechas queimarem pelo tapa que levei de suas mãos, meus dentes trincam um no outro, ele se levanta sem falar mais nada saindo do quarto, a porta se fecha e o silêncio permanece em meu quarto. Ainda na mesma posição em que estou olha para minhas mãos presas nas correntes aquilo me faz desmoronar e meus olhos encher de lágrimas. As lágrimas escorrem por meu rosto queimando o mesmo causando uma dor insuportável, grito alto pela imensa dor que acumula em meu peito, ao lembrar dos corpos dos meus amigos ao chão sendo empunhalados com espadas, tento imaginar se isso tem solução se isso irá acabar.

Não paro de chorar somente sinto a dor me preencher e os gritos de solidão e desespero por mim sair da minha garganta que queima como nunca queimou antes, lembro da Mãe Natureza por ela não está aqui o feitiço acabou e estou sendo dilacerada por minhas lágrimas que apaga as chamas que me envolve, capaz de colocar chamar na maior floresta deste mundo injusto. Por qual motivo temos que sofrer por algo tão idiota e hipócrita ao ponta de nos torturar e nos levar a decadência?

Aos berros dos meus choros altos, lágrimas não saem mais somente os soluços que secam minha garganta e me fazem sentir a falta de ar. Um zunido conhecido percorre meus ouvidos voltando a atenção para janela, minha guardiã adentra o cômodo vindo em minha direção, a mesma em sua forma original uma fada do fogo, seus olhos se chocam com a minha aparência terrível e melancólica. Seu corpo se aumenta ficando ao meu tamanho, a mesma me abraça em conforto para que eu me acalme e possa escuta-la para o que ela queira falar.

--Acalma-se princesa... Tenho uma boa notícia, o Príncipe água está vivo e está a sua procura ela irá lutar por sua mão.__Ela diz segurando minha mão e a outra meu queixo o erguendo para que eu possa olha-lá nos olhos.__Irei te tirar daqui.

Concordo com a cabeça, e sinto o alívio do peso das correntes sumir dos meus pulsos, esfrego os mesmos com as palmas da minha mão, controlo meus soluços e a minha Guardiã me ajuda a andar até a janela me fazendo sentar na mesma, ela puxa a corda amarrando em minha cintura com firmeza para que não solte. O trinco da porta começa a se mexer e a adrenalina percorre meu corpo, olho apavorada para a minha Guardiã que faz sinal para que eu me acalme e que eu prossiga.

--Irei despista-los, consegue seguir em frente sozinha?__ Ela olha para mim com seus olhos alaranjados e eu concordo meio a dúvida.__Preciso que me responda com sua voz e não com o afirma de cabeça... Você consegue se virar sozinha?

-S-sim... Eu consigo, mas você irá me encontrar de novo, não é? Estará logo atrás de mim... Certo?__Antes que ela me empurre seguro em suas mãos para que ela afirme que estará comigo, que sairá junto comigo desse inferno. Ela concorda, e a porta se abre, meu pai mais dois guardas na entra me olha.

--Peguem-nas!!__ O meu pai ordena e ela se solta de minhas mãos me empurrando, olho por cima dos meus ombros e a vejo lutando com os dois guardas bravamente, ele consegue desferir golpes que mate os dois, ela corre até a janela para se transforma em fada, em sua transformação meu pai a empunha-la por trás.

Já no chão desamarro minha cintura da corda olhando para cima, na janela do meu quarto ainda o corpo da mesma está sendo sustentada pela espada que meu pai enfiou em suas costas, sinto a dor por nós estarmos sendo ligadas. Começo a caminhar segurando o local aonde sinto a dor, pesso para que ele não faça o que eu estou pensando, mas me engano, ele solta o corpo da mesma que caí como uma queda livre acertando com tudo ao chão. 

-AAAAAAAH!!!.__Coloco minhas mãos na cabeça me curvando caindo ajoelhada no chão, a dor insuportável de sentir o impacto do corpo da mesma percorrer meu corpo, me sinto acabada despedaçada.__P-por que... Isso comigo?__Levanto minha cabeça olhando exausta para a janela do meu quarto aonde posso vê a silhueta do homem que eu mais odeio em minha vida toda.

Me levanto do chão cambaleando, não irei desistir de algo tão fácil, irei seguir meus sonhos, olho para o corpo da Guardiã evaporando com o vento rodeando meu corpo e adentrando a meu peito me dando fortalecimento, respiro fundo começando a corre para sair do Reino.

-Estou quase lá... Meu amor!!...



Notas Finais


😭😭😭😪💫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...