História Imagine Kino Pentagon- O dono do pet shop - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Pentagon (PTG)
Personagens Kino, Woo-seok, Yan An, Yeo One, Yuto
Tags Imagine, Kino, Kpop, Pentagon, Pentagon Shipp, Romance, Yaoi, Yuno
Visualizações 18
Palavras 1.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie! Tudo bem?
Faz tempo que eu não posto nada, né? Eu estou tendo prova, então está meio difícil de postar novos capítulos. Me desculpem, eu vou tentar mais quando tiver mais tempo.
Boa leitura...

Capítulo 12 - Você ou ele?


Pov S/n

Ele me olhava de canto enquanto assistíamos a um filme de romance meio quente... Em uma das partes mais "pesadas" ele coloca a mão em minha coxa, ele dava leve apertadas, me fazendo arfar.

-S/n...

-Kino... Eu namoro, eu lhe deixei entrar só para vermos um filme.

-S/n me desculpa, isso é inevitável. Eu te amo, amo de verdade... Eu só percebi isso quando te perdi! Me desculpa...

-Hyunggu sabe que isso é errado, eu não posso fazer isso!

-Mas você quer... Não quer?

-E-eu... Não... Sei.

-Pare de se enganar... Você me ama ainda, consigo sentir.

-E-eu não sei, meu coração diz que isso é amor... Mas meu cérebro diz que isso é errado.

-Só sinta, o que tiver que acontecer vai acontecer.

Ele me olha e me puxa para perto, juntado nossos lábios, era um beijo quente e necessitado da parte dele, mas não era isso que eu queria... Não agora, era errado, muito errado. Logo escuto a voz de Yan An.

-S/n, amor eu cheg... S/n?!

-Yan An... Não é o que você está pensando.- eu choro e Kino me olha.

-É sim, eu perdi mais uma pessoa!

-Yan An, eu que fiz isso, não culpe a S/n. Ela não queria, ela te ama, eu a beijei.- ele fez isso? Mas por que? Ele poderia ficar comigo se quisesse... Ao não ser que... Ele realmente me ame!

-Kino... Saia por favor.

-Me desculpem por estragar a vida de vocês.- ele sai e Yan An se senta ao meu lado, e começa a chorar.

-S/n, eu te amo porra! Não tem como você entender! Eu preciso de você, preciso acreditar em você! Eu te amo, mas não sei se me ama mais.

-Yan An, eu te amo... Eu não queria, eu juro que não fui eu que fiz isso.

-Não sei se posso confiar.

-Yan, você é o único que amo agora e espero que seja por muito tempo... Eu errei trazendo ele aqui, mas não fui eu que o beijei.

-Eu preciso de um tempo, eu vou sair, não volto hoje.

-Não, espera!

-S/n... Por favor  me deixe ir.

-Eu... Yan An... T-tudo bem.

-Obrigado.

Ele sai da casa e eu coloco minha cabeça no sofá afundo em lágrimas ali, logo Byung vem até mim.

-Oi amigo... Eu fiz uma grande merda! Você acha que ele ainda me ama?- ele late positivamente- Eu não tenho certeza. Mas vou fazer o possível para te-lo de volta!

[...] 

Eu estou no sofá olhando para o teto, pensando no confuso e triste dia de hoje, quando escuto alguém entrando na casa.

-S/n? Eu te amo!- ele chora, estava bêbado?

-Yan An?

-Oi bebê, eu quero te falar uma coisa.

-Que?

-Eu gosto muito de você sabia?- seu hálito cherava a álcool e seu rosto estava com um inchaço de lágrimas.

-Yannie, você não está bem. Você bebeu?

-Pois é! Eu afoguei as magoas num bar, tinha muita gente, mas eu juro que não fiz nada. Não me despacha, eu preciso de você amor.

-Yan? Tudo bem?- ele me abraça e chora em meus braços.

-Por que o Kino sempre rouba as pessoas que eu amo? Você, o Yuto e até ele nesmo.

-Como assim até ele? 

-Eu já gostei tanto dele amor, mas ele disse que queria namorar com um menino mais adulto. Eu levei um fora com 8 anos, haha.

-Yan An?... Você não parece muito bem, vai tomar um banho e trocar de roupa.

-Yan An não quer! Ele quer ficar com a S/n.

-Mas Yan An, você precisa tomar banho e dormir, já está tarde.

-Mas amô, o Yannie naum quer!

-Mas vai! Vamos Yan An, vai tomar a porcaria do banho para dormir logo, seu chato!- grito e ele me olha com medo e lágrimas quase desabando pelo seu rosto.

-S/a, você está brava comigo não é? Me desculpa amor, eu te amo- ele chora e eu olho com pena- Me desculpa, mas eu não pude evitar, precisava fazer alguma coisa para não ficar mais triste. 

-Yan, eu não estou brava com você, só preciso dormir e você precisa tomar banho, uh? Depois podemos conversar.

-T-tudo bem S/a, eu vou tomar banho. Mas você pode me esperar? 

-Claro Yan An, posso te esperar.

-Obrigado amor, eu gosto muito de você.

-Eu... Também gostos de você...

Subimos as escadas, ele foi para o banheiro e eu fui para o quarto, sentando na cama, peguei meu celular e joguei um pouco. Depois de alguns minutos Yan An sai do banho, com uma calça de moletom cinza e uma regata branca.

-S/n, obrigado por me deixar entrar. Estou me sentindo melhor, acho que vou voltar para a minha casa- ele vai a caminho da porta do quarto.

-Yan An... Você pode dormir aqui só hoje? Eu não quero ficar sozinha.

-Eu... Não sei...

-Por favor! Amanhã você vai embora, não precisa nem olhar para a minha cara mais.

-S/n?

-Sim?...

-Lembra que prometemos nunca deixar o outro?

-Sim... Mas como assim?

-Quero ser seu amigo ainda. Acredito em você sei que não me traiu, mas sei também que ama o Hyunggu ainda, e você também sabe disso.

-Uhum... Eu posso ser sua amiga- dou um sorriso carinhoso falso, mas logo lágrimas tomam conta do meu rosto.

-S/n, vai ser difícil para nós dois vivermos sem a compania um do outro, mas isso é necessário.

-Eu sei, mas vou sentir falta do seu beijo... De te amar...  De fazer loucuras de madrugada e aparecermos no trabalho cansados! Yannie eu vou sentir falta de te amar...

-Só vai deixar de me amar se quiser querida, vem você precisa de um abraço pequena.

Ele me abraça forte e eu deixo todas as lágrimas que guardei quando o vi, seu abraço continuava quente e amoroso, seu cheiro cítrico me fazia bem e o calor do seu corpo me cobria. Ficamos bons minutos ali.

-S/n... Sabe que nunca vou deixar de te amar, não sabe?

-Sei, sei que eu também vou te amar para todo o sempre Yan.

-Você continua perfeita e linda, mesmo com o rostinho inchado.

-Haha, e você continua o mesmo chefe chato e muito lindo.

-Nossa maguo!

-Oh meu Deus, coitado.

-Eu vou te encher de cócegas S/n!

-Vai não!

-Aé? Eu vou te pegar!





Notas Finais


Desculpem pela demora de novo, mas mais tarde eu tento postar outro.
É isso, tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...