1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Madara - Amor da minha Vida >
  3. Terrível...

História Imagine Madara - Amor da minha Vida - Capítulo 25


Escrita por: Amara_Uchiha_120

Notas do Autor


Cuidado pra não virar masoquista como eu....
Boa leitura ❤️

Capítulo 25 - Terrível...


Fanfic / Fanfiction Imagine Madara - Amor da minha Vida - Capítulo 25 - Terrível...

Baby, você não vê?

Estou chamando

Um cara como você, devia ter um aviso 

É perigoso, estou caindo

Não tem escapatória, não posso esperar

Preciso, baby, me dê isso

Você é perigoso, estou amando isso

Muito alto, não pode descer

Perdendo a cabeça, girando pra lá e prá cá

Você me sente agora?

Com o sabor dos seus lábios, estou viajando

Você é tóxico, Estou derretendo

Com o gosto do veneno, estou no paraíso

Estou viciada em você

Você não sabe que você é tóxico?

E eu amo o que você faz

Você não sabe que você é tóxico?

Está ficando tarde para me livrar de você

Eu tomei um gole, do copo do demônio

Me intoxique agora


Toxic Britney'


Depois do banho, Madara continuava dormindo, me deitei na cama.

Me virei de costas para ele, tentando lembrar se havia trancado todas as portas, e percebo que meu Byakugan está mal acostumado, pois só percebi que aquele que estava deitado do meu lado não estava dormindo, quando ele deitou por cima de mim e me prendeu contra a cama.

- Isso é impossível! -

- Não se assuste, é só um genjutsu, desde que você saiu do banho está nele -

- É que eu pensei que poderia confiar no meu marido, você disse nos votos do nosso casamento que nunca me trairia! -

- E não traí, eu testei a precisão do seu Byakugan -

- Sabe que o Byakugan não funciona num genjutsu, desfaça logo -

- Como quiser.... -

Estamos nas mesmas posições, mas agora meus pulsos doem.

- Pode me soltar por favor?-

Madara finge não ter escutado e beija meu pescoço.

- É sério, eu estou cansada de hoje -

- Isso não é desculpa...- ouço num sussurro

- Madara! - Não adiantou - Meu bem me deixa dormir -

Seus olhos ameaçadores encontram os meus, sinto meu coração acelerar.

- Ainda quer que eu te solte? -

- S-si... -

- Responda - sua boca deixa marcas em meu pescoço e sua língua encontra meus lábios. Isso me tortura.

- Não - logo sinto seus lábios nos meus, e suas mãos dentro da minha roupa.

Meus seios são apalpados, com força, com maldade sem nenhuma piedade.

Seus dedos descem pela minha barriga e chegam na minha calcinha, onde entram sem aviso e cada vez que acariciam meus lugares sensíveis, meu corpo chega a se contrair.

Meu corpo se ascende em resposta aos seus toques, não quero dedos, mais sim algo bem mais grosso. 

Tento tirar minha blusa, mas a mão do moreno me impede.

- Calma, eu faço isso por você -

- Eu ainda sei como tirar a minha roupa -

- Mas eu faço isso melhor - Meus lábios são mordidos 

Seus toques estão me levando à loucura, não aguento mais esperar, preciso dele, logo.

- Madara... Hum -

- Shhh -

Madara puxa minha camiseta para cima, e eu ajudo a tirar com mais facilidade. O mesmo acontece com minha calça.

Percebo sua expressão de satisfação ao tirar meu sutiã e poder abocanhar em cheio o bico dos meus seios.

Seus dedos continuam explorando minha intimidade me deixando cada vez mais excitada.

Madara, que já estava sem roupa, abre minhas pernas e se põe entre elas me torturando cada vez mais.

- Agora, me pede pra.. -

- Seja mau, vai fundo, com força - mal deixei Madara terminar de falar.

- Como se diz? -

- Por favor ... -

- Não, você sabe como eu quero -

- Por favor... M-madara Sama -

- Assim, tão obediente... Nem parece você S/n - Sinto seus dedos saírem de dentro e algo tocar de leve - Você é muito gostosa quietinha -

Madara se apoia em meus braços e entra de uma vez, com força, totalmente agressivo, solto um gemido de dor mas ao mesmo tempo de prazer.

A cada estocada, eu gemia mais alto, meu corpo adora esta sensação.

Logo sinto meu interior se contraindo. 

- Você fica melhor... - Sou colocada de quatro e meus cabelos são puxados - De quatro pra mim -

Novamente ele entra com força me enlouquecendo de prazer.

Logo sinto meu ápice chegando, e sinto o moreno se desmanchar dentro de mim também. 

Madara deita ao meu lado parecendo cansado, seu peito subia e descia, sua respiração estava ofegante.

Ao olhar no celular já são 3:00 da manhã, o tempo passou muito rápido.

- Madara? -

- Oque foi morena? -

- Você vai trabalhar amanhã? - Me aproximei e deitei sobre o braço musculoso do mesmo.

- Vou, e isso é uma pena - Madara me olha com desejo novamente - E por isso vou aproveitar você agora - 

Seu sorriso malicioso e seus olhos penetrantes me provocam.

- Não, eu já estava cansada antes, muito mais agora -

- Shhh, nem mais uma palavra, você sempre foi, e ainda mais agora, é minha! - 

Humm, a noite vai ser longa...

















Notas Finais


Pois é só isso mesmo...
❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...