História Imagine Mark (Got7) - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens JB, Mark, Personagens Originais
Tags Got7, Imagine, Mark, Romance
Visualizações 486
Palavras 1.458
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura❤

Capítulo 13 - Bêbada


Fanfic / Fanfiction Imagine Mark (Got7) - Capítulo 13 - Bêbada

Se afastar de uma pessoa nunca é uma tarefa fácil porem as vezes é a melhor coisa a se fazer, as vezes as coisas não vão dar certo e continuar perto pode piorar tudo, por esses motivos mandei Mark ir atrás de outra pessoa, por isso pedi para ele seguir sua vida sem me esperar porem por que ver ele fazendo o que eu pedi me machucava?! Por que vê-lo seguindo em frente fazia meu coração doer?!

Quando vi Mark com outra pessoa a primeira coisa que passou na minha cabeça foi ir ate ele e perguntar quem era e o que estava acontecendo porem no fundo eu sabia que não tinha esse direito, eu não podia simplesmente atrapalhar o encontro dele só por...bem nem eu sei o por que eu queria interromper os dois

Fiquei La por mais alguns minutos e pude ver que quase tudo que ela falava resultava em um sorriso dele, era bonito o ver ser feliz, mas ao mesmo tempo era incomodo. Depois de um tempo decidi ir embora, eu sai do hospital deixando JB para trás, eu só queria ir pra um lugar mais calmo, um lugar que eu poderia colocar minha cabeça em ordem

Quando cheguei em casa olhei meu celular e vi que JB havia me ligado muitas vezes então mesmo sem muita vontade retornei suas ligações

*(S/n): oi JB

JB: aonde você esta? Te procurei por todo esse hospital, por que não atendia o celular ?

(S/n): eu...eu não estava bem então vim pra casa

JB: quer dizer que você foi embora de um HOSPITAL por que estava mal?

(S/n): não é o tipo de mal que você esta pensando

JB: o que quer dizer com isso? O que aconteceu?

(S/n): não aconteceu nada, mas então ainda esta no hospital?

JB: sim ne, fiquei te esperando, mas você não vai acreditar em quem eu encontrei aqui

(S/n): quem?

JB: o Mark, ele estava com uma menina, ela era bem bonita, ele ate perguntou de você sabe, já que você não quer nada com ele espero que ele seja feliz com aquela menina.

(S/n):ah, que legal

JB: espera... desculpa, você viu ele ne? E alguma coisa incomodou seu coração não é? Desculpe, eu não tinha pensando nisso.

(S/n): eu to cansada, vou tomar um banho depois a gente conversa*

Depois que desliguei fui tomar banho, fiquei La por um bom tempo, quando a água quente batia no meu corpo me dava uma sensação boa, era um ótimo lugar para pensar. Assim que sai do banheiro coloquei uma roupa bem leve e fui para o sofá coloquei um filme porem acho que depois de uns 15 min eu dormi

(S/n) off

Mark on

Seria estranho de mais se eu falasse que me sentia a vontade com uma garota que eu conhecia a tão pouco tempo?! Não sei por que mais ela me fazia sentir a vontade para ser eu mesmo, eu podia brincar com ela e ela iria rir e iria entrar na brincadeira comigo, depois de tanto tempo achei alguém que me entendia, que gostava de ficar perto de mim, mas era meio assustador, a primeira pessoa que insistiu em mim acabou me rejeitando depois de algum tempo

Depois que me despedi de Sofia fui dar uma volta pela cidade, eu gostava de fazer aquilo, a cidade era bonita quando o sol estava quase se pondo, era como se alguém tivesse colocado um filtro em cada canto da cidade, a vista sempre era bonita, comecei a andar na frente das lojas e passei em uma joalheria tinha um casal comprando alguns acessórios, a menina parecia muito feliz e o cara parecia feliz por conseguir fazer ela feliz

Por mais estranho que pareça acho que meu coração estava desejando algo daquela maneira para mim, algo simples, mas que ao mesmo tempo fosse capaz de fazer meu coração se encher de alegria, mas quem poderia estar comigo em um momento como aquele?!, Normalmente as pessoas não gostam de mim, então arrumar alguém pra me suportar seria algo muito difícil.

Assim que senti um vento frio decidi ir para casa, já estava escurecendo, e estava na hora de um banho e uma boa noite de sono, eu merecia aquilo, meus dias estavam sendo complicados então um banho para relaxar era a minha melhor opção

Mark off

(S/n)on

Acordei por volta das 10:50PM, eu acordei meio assustada e ao mesmo tempo meio brava, eu havia sonhado com Mark e com aquela garota, como ele conseguia invadir ate mesmo os meus sonhos?! E outra por que eu estava sonhando com ele? Será mesmo que meu subconsciente não consegue entender que ele era passado?!

Como acordei meio brava fui ate a geladeira procurando por alguma bebida porem não tinha nada e como era de se esperar fiquei mais irritada ainda, eu só queria beber e esquecer aquele sonho, esquecer Mark, esquecer aquela garota, se possível esquecer ate meu nome

Coloquei um casaco por cima da roupa que eu estava e sai procurando um restaurante, depois de uns 30 min andando achei alguma coisa aberta, me sentei em uma mesa bem ao fundo e comecei a beber, aquilo parecia a coisa certa a se fazer

(S/n) off

Mark on

Depois do banho fui dormir, pois já estava tarde, eu dormi cerca de 1h então meu celular tocou, eu me levantei muito sonolento e fui ver quem era.

*Mark: alo? Quem é?

XXX: ah oi, eu sou garçom de eu restaurante.

Mark: e por que esta me ligando?

XXX: bem, tem uma pessoa aqui e ela esta meio alterada, quando vim falar com ela vi esse numero discado e decidi ligar.

Mark: ela deve ter discado errado

XXX: deve ser mesmo, ela fica gritando coisas do tipo”Mark, por favor”

Mark: como é?

XXX: que foi? Seu nome é Mark?

Mark: sim, mas, as pessoas que eu conheço normalmente não bebem.

XXX: esta bem, eu vou desligar e ver o que faço com essa moça.

Mark: espera, é uma mulher?

XXX: sim, senhor esse telefone não é meu, desculpe o incomodo e eu vou precisar desligar.

Mark: segure essa pessoa ai, eu preciso saber quem é , qual o endereço do restaurante?

XXX: ele fica perto do parque que só tem cerejeira

Mark: okay estou indo

Nenhuma menina que eu conhecia bebia então aquilo era totalmente estranho para mim, não passava um único nome na minha mente, porem eu precisa saber se era uma pessoa conhecida mesmo. Troquei de roupa e fui ate o restaurante quando cheguei o garçom veio, ele me indicou e mesa onde estava a pessoa porem de costas não parecia ninguém conhecido, ela estava debruçada encima da mesa com um copo na mão e sua risada era alta

Cheguei bem perto e quando segurei o ombro dela, ela se virou e eu fiquei em choque, eu nunca tinha visto a (S/n) daquela maneira, me sentei na frente dela e tive ate um pouco de dificuldade de me apoiar na mesa pelo tanto de garrafas vazias que estavam la

(S/n): você veio cadê sua namorada? Hm* disse sorrindo*

Mark: por que você bebeu tanto? E de quem esta falando?

(S/n): eu só bebi um pouquinho, eu to falando daquela menina no hospital, sua namorada, ela é bonita né, vai ficar com ela?... Mas e se eu dissesse que estou com ciúmes ?

Mark: aigoo, você esta delirando* fiz uma pequena pausa e olhei para ela* como sabe sobre essa menina?

(S/n): ahhhh, é que eu vi vocês dois, formam um casal legal, mas eu to com ciúmes.

Mark: ah esta? E por que você não me mandou fazer isso

(S/n) eu sei* disse levantando o tom de voz e vindo na minha direção* mas eu to arrependida

Mark: tarde de mais * disse brincando*

(S/n): não, não pode ser tarde de mais.

Mark: por quê?

XXX: desculpe, mas vamos fechar vocês precisam ir embora.

Assumo que fiquei meio bravo por não escutar o porquê (S/n) não aceitava ser tarde de mais, porem já estava tarde mesmo, e eu ainda ia precisar levar ela pra casa. No primeiro momento tentei deixar ela andar sozinha porem não parecia uma boa ideia, depois tentei andar do lado dela porem ela estava quase caindo e me levando junto então no fim das contar a peguei no colo

Andamos por algum tempo ate chegar na casa dela, peguei a chave com ela e entrei, como o quarto dela era no andar de cima continuei carregando ela, quando chegamos no quarto pude ver que estava todo bagunçado, parecia que havia passado um furacão, deixei ela na cama com cuidado e me virei para sair do quarto

(S/n): Mark

Mark: vá dormir, você bebeu de mais.

(S/n): eu vou te contar o porquê, vem aqui * disse sorrindo*

Mark: me diga, por que não pode ser tarde de mais ?*disse chegando bem perto dela*

(S/n): Por que eu...* ela olhou pra mim e sorriu* amo você.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Ate o próximo cap❤🇰🇷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...