História Imagine Midoriya Izuku X leitora - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Depois de vocês pedirem eu acabei fazendo kklkkkkkjjjk, olha, não me responsabilizo por calcinhas molhadas carai.

Capítulo 1 - Ciuminho básico.


Fanfic / Fanfiction Imagine Midoriya Izuku X leitora - Capítulo 1 - Ciuminho básico.

Lá estava você após uma manhã cansativa, ainda andando sobre os corredores da escola esperando o sinal bater para você ir para a primeira aula da tarde. Você tinha acabado de almoçar com seus amigos, porém após terminarem o almoço seus amigos, Lida, Uraraka e Midoriya se expalharam. Você procurava um lugar calmo para descansar, e assim lembra de uma porta que levava para uma sala aonde ficava os produtos de limpeza, ela se encontrava no segundo andar. Após ficar enrolando e refletindo, você finalmente levanta o pé e planeja descansar lá até o sinal bater. Assim que você sobe as escadas e chega perto da porta, você ouve barulhos estranhos, eles não pareciam ser barulhos que você tenha ouvido antes. Você se aproxima da porta e coloca o seu ouvido sob ela, ouvindo suspiros, arfadas, e pequenos gemidos dados por uma voz máscula doce, e estranhamente era familiar para você. Você bate na porta e ouve barulho de roupas, e de algo parecido com um ferrinho em movimento.

— Q-quem é? — Após o menino por trás da porta dizer algo, você imediatamente reconhece o dono da voz. Era seu amigo e colega de classe, Midoriya Izuku. Ele tinha acabado de almoçar com você, porém você não imaginava que escolheriam o mesmo lugar para descansar, bom, eu acho que para o esverdeado não foi muito bem um descanso. Você diz que é você, e depois de alguns curtos segundos ele abre a porta e te olha um pouco corado e nervoso.


— D-desculpa...eu não fazia ideia de que você viria para cá..por acaso..você ouviu algo?— Perguntou ele extremamente vermelho, você mente, e diz que não para não constranger mais o menor, que se encontrava nervoso e suando.


— Q-que bom...n-não que eu não queira que você ouvisse... eu não estava fazendo nada de errado — Ele desviava o olhar enquanto falava, sua expressão de nervosismo era realmente fofa aos seus olhos. 


Sim, você pensou em não acreditar em que o puro Midoriya Izuku fizesse tal coisa tão maliciosa, o esverdeado por qual recebera o apelido de porcelana era o menino mais inocente e ingênuo que você conhecia. "Talvez seja eu a maliciosa e suja aqui" pensou você olhando para o rosto do esverdeado que ainda se encontrava corado.

— P-pode entrar — Ele sorriu abrindo caminho para você entrar, e assim você entra olhando e volta e observando que o lugar não era tão apertado como pensara, era do tamanho de um banheiro. Você senta em um caixote de madeira, você observa ele se sentar em outro a sua frente. Midoriya solta um suspiro.


— Quer dizer que você pensou que seria um bom lugar descansar aqui?.... bom, eu venho aqui todo o intervalo quando o all might não me chama — Ele sorri de forma fofa e da algumas olhadela no local, dando para entender que o mesmo achava ele confortável, você achava a mesma coisa. O local não era sujo, quente ou abafado, tinha uma pequena janela que dava luz ao local e que fazia o ar circular. Você responde que sim.


—Que bom! Eu não sou o único então, digo... as outras pessoas acham estranho eu vir aqui — Ele coça a nuca e ri um pouco, fechando os olhos. As sardas dele realçavam o sorriso dele, dando um suposto charme ao esverdeado. Ok, vamos admitir logo, você tem uma quedinha por ele, porém tenta não mostrar ou não se apegar muito a esse sentimento, já que, você estava ciente de que sua melhor amiga Uraraka Ochako gostava do mesmo, não queria trair sua amiga dessa forma, o problema, é que era atentador respirar o mesmo ar que o esverdeado sem ficar admirando o corpo e o jeito de pensar do mesmo. Você se perde em pensamentos e olha para o corpo do mesmo.


— P-por que me olha tanto? Tem algo..de estranho..comigo? — perguntou ele mexendo em seus cabelos verdes e rebeldes, olhando para você meio atrapalhado, você apenas responde que ele estava bonito, o mesmo fica levemente envergonhado em sua frente e aproxima mais o caixote de maneira que ele sentara de você.


— Se mais alguma pessoa... acabar entrando aqui...podem pensar algo errado sobre nós dois — Ele solta uma risada nervosa, eu apenas sorrio e concordo com ele, já, que realmente tinha probabilidade de isto acontecer. 


Após um tempo de conversas aleatórias e sem nexo, você acha um tipo de algum na estante atrás de Izuku, e menciona sobre o livro. Ele era completamente vermelho e tinha uns detalhes dourados.

— Oh...um livro? Que estranho... aqui não deveria ter isso — Ele solta uma risadinha e observa você se levantar e se esticar para pegar o livro, porém, você era baixa demais para pegar, então você sobe em uma das prateleiras e se estica para pegar.


— Tome cuidado para não cair — Disse ele te observando se esticar, achando a situação divertida com qual se encontrara. Porém, a estante começa a balançar e a inclinar para o seu lado,rapidamente você sai porém acaba caindo em cima do midoriya.


— Aghh...você está bem? — Ele estava deitado no chão, e você em cima dele estando de costas. Você responde que sim e ele senta também, porém, você continua sentada no colo dele um pouco constrangida, a posição era um pouco maliciosa para os olhos de outros.


— Que bom, seria ruim se você se...m-machucasse — Ele fez uma pequena pausa ao perceber sua bunda em uma parte específica dele, e você ainda não tinha notado em qual posição se encontrara. Você só percebe assim que nota o rosto do esverdeado estava vermelho de vergonha. Você fica sem jeito e tenta sair, mas acaba sentindo os braços do mesmo ficarem em volta de sua cintura e te puxam para mais perto, não querendo que você levantasse.


— F-fica...m-mais um pouco assim comigo — Ele diz perto de seu ouvido e você se arrepia toda, acaba por morder os lábios e ficar sentada no colo dele. Você sentia a respiração quente do esverdeado na sua nuca, e os braços dele te aconchegarem no que parecia ser um inocente abraço. Você pergunta do por quê, ele solta um risinho nasal.


— Não sei, só... gosto de ficar assim com você... — Você se estremesse toda nos braços dele, ele acaba percebendo isso e morde os lábios com força. O esverdeado esfrega o nariz dele em sua nuca, sentindo o seu cheiro doce e apertando mais o abraço, você se arrepia levemente e diz o nome dele em uma arfada leve. Ele sorri e começa a beijar a sua nuca na intenção de te arrepiar, o que acaba por funcionar.


— Ei..você..q-qu— Ele é cortado no meio da fala após ouvir o barulho da maçaneta. Rapidamente vocês dois se ajeitam e sentam em seis caixotes de madeira, o livro por coincidência cai aberto em suas mãos e você finge ler ele. A porta se abre por completo, e revela uma figura de olhos e cabelos bicolores que olhavam para os dois confusos.


—O que os dois fazem aqui sozinhos? — Perguntou todoroki que fitava vocês dois curiosos. Você olha para o midoriya e ele devolve o olhar, acabam por rir juntos. Esse nervosismo todo entre vocês dois era meio engraçado, o bicolor sem entender solta um risinho nasal, você pergunta o que ele faz aqui.


— Bom, as aulas foram canceladas. Vai ter uma reunião de professores e liberaram os alunos mais cedo, eu tava procurando você para ir embora para casa comigo já que moramos perto, mas vejo que tem companhia — Ele sorri e você diz que não tinha problema ir os três embora juntos, ele sorri e o midoriya também, ambos concordaram com a ideia de irem juntos, pelo simples fato de serem bons amigos, rolariam boas conversas e não seria chato. 


O caminho tinha sido divertido, Todoroki contava sobre livros e séries que andava assistindo atualmente, Midoriya também contava, discutindo sobre muitas coisas que eu dificilmente entendia, já que ambos gostavam de coisas diferentes do que os demais, para não deixar você de fora, conversavam sobre coisas que você gostava e fazia, fazendo vocês três soltaram boas risadas no caminho para casa. Midoriya parecia meio inquieto, e algumas vezes desconfortável, você se perguntava do por que, mas você sabia que não tinha nada a ver com o bicolor, os dois pareciam contentes conversando e midoriya parecia mais animado do que de costume, shoto também. Começou a surgir muitas possibilidades em sua mente, e já como ela era suja, óbvio que ia chegar na conclusão errada, você concluiu que ele estava com ciúmes de shoto. Possivelmente, o esverdeado tinha alguma quedinha pelo bicolor. Depois você fica quieta o caminho inteiro, e assim que chegaram na casa de shoto, você se despediu e Izuku também, e assim foram sozinho vocês dois.

— Ei...algo aconteceu?...você ficou quieta derrepente... — Disse ele desviando o olhar e coçando a nuca, você responde com um sorriso doce que não, que apenas estava um pouco cansada. Ele sorri e troca de assunto.


— Eu estava aqui pensando... você..gosta de algum menino? — O semblante dele parece mudar, estando um pouco sério. Vem a possibilidade em sua cabeça de ser algo relacionado com o Todoroki, então você rapidamente diz que não, porém ele te olha de canto e fica mais sério ainda.



Vocês dois logo chegam na porta de sua casa ainda estando com aquele maldito silêncio desconfortante, provocado pela pergunta que o maior dera no caminho da escola até a sua casa. Você abre o portão e oferece para o mesmo entrar.


— Ok, eu não tenho o que fazer lá em casa mesmo... — ele coça a nuca, olhando para o chão estando um pouco pensativo, o olhar que o esverdeado dava era meio tenso, você se perguntava seriamente, curiosa para saber o que o mesmo estava pensando. Finalmente a ficha cai, o menino por qual gostava estava afim de um garoto, logo quem fica triste e seria e você, já que você descobriu não só que não teria chance com ele, mas também que a sua amiga não ficaria contente em saber dessa história.


Notas Finais


OPAAA O QUE VAI ACONTECER NO PRÓXIMO CAPÍTULO? 7W7


Hmmmmmmmmmmm


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...