1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Min Yoongi Episódios bônus >
  3. Capítulo 04

História Imagine Min Yoongi Episódios bônus - Capítulo 4


Escrita por: Sonhadora93

Capítulo 4 - Capítulo 04


Fanfic / Fanfiction Imagine Min Yoongi Episódios bônus - Capítulo 4 - Capítulo 04

Lee- S/n eu sou louco por você.

S/n- Lee eu sou casada, e eu amo meu marido.

Lee- Eu sei s/n.


Disse o mesmo me soltando.


Lee- Só me desculpe.

S/n- Ok Lee, tchau.


Fui saindo quando me deu uma tontura e eu quase cai, mas o Lee me segurou.

Cheguei na sorveteria, e vi o Lee segurando a S/n, ver aquilo me deu muita raiva.


Suga- Eu não acredito.


Entrei na sorveteria com tudo.

O Lee me sentou em uma cadeira.


Lee- S/n você está bem?

S/n- Sim, foi só uma tontura.


Então o Suga parou atrás do Lee, com o Yuri segurando a sua mão, o Lee que estava abaixado em minha frente, não viu o Suga chegar.


Suga- Vamos embora S/n.


Ele falou com uma voz autoritária.


Lee- Calma, ela está tonta.


O Suga o encarou com ódio.


Suga- Não te perguntei nada.


Segurei o braço da s/n, e a levantei com tudo.

O Suga me levantou com força, me levando para fora da sorveteria.


S/n- Calma Suga.

Suga- Não me pede para ter calma. Onde está o seu carro?

S/n- Ali.


Falo apontando para a direção do mesmo.


Suga- Me da as chaves.


Entreguei para ele, que as pegou com rapidez. Ele destravou o carro e me fez entrar dentro do mesmo, enquanto ele colocava o Yuri na cadeirinha.

Assim que ele entrou no carro, eu falo.


S/n- Onde está seu carro?

Suga- Em casa.


Ele respondeu seco, deu a partida no carro e logo chegamos em casa, já que não era muito longe. Estacionou o carro, ele saiu do mesmo, e pegou o Yuri, entramos em casa, e ele me olhou sério.


Suga- Leva o nosso filho para o quarto, e desce para conversamos.


Não disse nada, pois eu já sabia que disso só ia sair discussão.


S/n- Vem amor.

Yuri- Plá onde omma?

S/n- A omma vai colocar um desenho para você assistir.

Yuri- Eba!


Então subi com o Min Yuri.

O Ajeitei deitado a cama dele, liguei a tv, deixando o volume um pouco alto, para evitar que ele ouvisse a discussão, que eu ia ter com o Suga.


S/n- Fique bem quietinho, está bem.

Yuri- Tá bem omma.


Saio do quarto e fui para a sala, onde o Suga me esperava, com uma cara nada boa.

Fiquei de frente para mesmo.


S/n- O que foi?

Suga- E você ainda pergunta o que foi, não se faça de idiota s/n.

S/n- Olha aqui, eu não vou permitir que você me ofenda.

Suga- O que ele fazia lá com você?

S/n- Ele não estava lá comigo, nos encontramos por um acaso.

Suga- E por que você estava abraçada com ele?

S/n- Eu não estava abraçada com ele.

Suga- Então eu vi errado?

S/n- Quer saber eu não vou discutir com você.


Fui saindo da sala, e o mesmo segurou meu braço.


Suga- Eu ainda não terminei.

S/n- Você tá a fim de brigar mesmo não é?

Suga- S/n só me responde a pergunta que eu te fiz.

S/n- Eu não estava abraçada com ele, eu apenas senti uma tontura, e ele me segurou para eu não cair, agora solta meu braço.


Então ele me soltou.


Suga- E você quer que eu acredite?

S/n- Acredite no que você quiser.


Fui andando em direção a escada, me senti tonta mais uma vez, e me apoiei no corrimão da escada.


Suga- S/n você está bem?

S/n- Estou.


Digo subindo a escada.


Suga- Vai me deixar falando sozinho?

S/n- Não estou a fim de discussão.


Então termino de subir a escada.

Eu estava com raiva, e então resolvo sair para esfriar a cabeça, quando abri a porta, dou de cara com o Mark e a Sofia, estacionando o carro em frente de casa.

Os mesmo descem do carro, e vem em minha direção.


Mark- E ai Suga.

Suga- Oi Mark, Sofia.


Falei os cumprimentando.


Mark- Que cara é essa?

Suga- Eu e a S/n tivemos uma discussão.

Mark- Quer conversar?

Suga- Na boa eu não quero, porque você nunca me entende, vou esfriar a cabeça.

Mark- Tenho meus motivos pra não te entender.

Suga- Eu sei. O que você faria se um cara que você odeia e é diz ser louco pela sua mulher, e estivesse a abraçando?

Sofia- Como assim?

Suga- Perguntem para s/n, eu estou de saída, fiquem a vontade.


Deixei os dois entrarem e eu saio.

Parei em frente ao meu carro, e ligo para o Jimin.


Ligação


Suga- Alô, Jimin.

Jimin- Suga, queria mesmo falar com você.

Suga- Eu também preciso falar com você. Na verdade sei que você está curtindo o nascimento da sua filha, mas preciso de um amigo que me ouça e me entenda agora.

Jimin- Brigou com a s/n?

Suga- Sim, bem mais ou menos.

Jimin- Suga quando vocês vão parar?

Suga- Eu vi ela abraçada com o canalha do Lee.

Jimin- Quê?

Suga- É isso ai.

Jimin- Esta bem, vem para o hospital, e conversamos.

Suga- Já chego ai.

Jimin- Ok.


Encerrei a ligação com o Suga, e a Lisa me encarou.


Liza- O que aconteceu?

Jimin- Não vou mentir para você amor, a s/n e ele brigaram.

Liza- De novo.

Jimin- Eu vou conversar com ele.

Liza- Vai, e vai ser aqui no quarto, porque eu quero ouvir.


Fiquei meio confuso ao ouvir o Suga falar isso, então a Sofia subiu e chamou a S/n, que logo desceu com ela.


S/n- Mark.


Disse ela me dando um abraço.


Mark- Esta a fim de conversar?

S/n- Como você sabe?

Sofia- Digamos que o Suga nos falou algumas coisas.

S/n- Tenho certeza que do jeito dele.

Mark- É, e como eu o conheço quando ele está com ciúmes, agora quero ouvir você.

Sofia- Eu também quero ouvir, e entender direito essa história.

S/n- Está bem.


Então comecei a contar para eles o que aconteceu.

Depois de falar com o Jimin, peguei meu carro e fui para o hospital.

O mesmo me esperava na recepção.


Suga- Oi.


Disse o cumprimentando.


Suga- Parabéns papai.

Jimin- Valeu, vamos.

Suga- Acho melhor conversamos em outro lugar.

Jimin- Resposta errada meu amigo, a Liza quer participar da conversa também.

Suga- Você não tinha que contar para ela.

Jimin- Você conhece como ela é.


Não disse nada, e apenas o segui.

Chegamos no quarto, e a Liza me encarava séria.


Suga- Oi Liza, parabéns mamãe.

Liza- Obrigada. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...