História Imagine Park Jimin - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 18
Palavras 890
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente,essa não é minha primeira história,eu ja fiz um one shot do Taehyung,mais Isso é meu primeiro imagine,eu estou um pouco nervosa caso não consiga continuar a história ou não ter criatividade o suficiente pra escrever,não quero me comprometer,mais eu vou tentar
Espero que gostem.
Aceito sugestões ou ideias.
❤😍🌈

Capítulo 2 - Emprego


Fanfic / Fanfiction Imagine Park Jimin - Capítulo 2 - Emprego

Sn On


Acordo e antes de colocar os pés no chão,diz questão de começar o dia com o pé direito,eu preciso de toda sorte do mundo hoje,To confiante.faço minha higiene matinal e tomo um banho bem demorado,cerca de 20 minutos,desço e vejo minha mãe colocando o café na mesa,vou ate ela dou um abraço e um beijo na mesma e me sento pra tomar café.


Mãe- o que deu em você?-fala sorridente com minha atitude.

-como assim,o que deu em mim?

Mãe- sei lá,você parece mais leve,ate me abraçou,você nunca mais tinha me abraçado desde que voce era criança

-Ah..eu só quero começar o dia da melhor forma possível,preciso canalizar uma boa energia.

Mãe- ela da uma gargalhada alta- meu Deus s/n, você ta mais esquisita do que o normal.

-não zoa da minha cara senhora minha mãe.preciso acreditar que hoje vai ser melhor.

Mãe- ela passa a mão pela boca,como se tivesse fechando com um zíper.- Boa sorte minha filha.

- sorri e tomei meu café- cadê painho?

Mãe- tá dormindo,ele foi dormir muito tarde ontem.- Na verdade ele estava passando mal ontem,estava sentindo umas dores no peito e vomitando muito,ele me pediu para que não contasse pra s/n, pois não queria ver ela chorando ou se preocupando ele. Eu não concordei com isso,ela tem o direito de saber,mais era um pedido dele e eu queria satisfazer seu desejo de pai,de não ver sua filha sofrendo.

- por que ele foi dormir tarde?

Mãe- ele tava lendo uns jornais e tals,não sei direito,porque dormi em seguida.

- ata.-me levanto da mesa,subo pra pegar minha bolsa e escovar os dentes pra tirar aquele gosto horroroso de café da boca e desci- tchau ja to indo,beijos

Mãe-beijos,tchau,bom dia.


Saio de casa determinada e confiante,respiro fundo e vou entrando em lojas,mercados,veterinárias,restaurantes e etc. Eu não podia sonhar muito alto pois não sou formada em nada,ate porque abandonei a faculdade,não tenho muito oque falar sobre mim,apenas que falo português,inglês,coreano e um pouco de japonês,sei me virar um pouco na cozinha,nada muito especial. Na faculdade onde estudava eu ia me formar em administração,não fui uma aluna presente mais aprendi o básico do básico.


[ Quebra de tempo ]

15:00 horas

Já estava escurecendo e nada de ser contratada,vi uma casa muito grande e bonita na rua por onde eu passava,eu ja estava em um ponto que não importa o trabalho, eu vou aceitar.

Respirei fundo e toquei a campanhia e logo uma mulher não muito jovem mais não muito velha,sei lá acho que uns 30 anos por aí,atendeu a porta.

Xxx-em que posso ajudar?


-oi,eu estou procurando por emprego,tem alguma coisa em que eu possa ser util pra você?


Xxx- voce me parece nova,deveria tar na faculdade e não procurando emprego.


- eu sei,meus país dizem a mesma coisa.


Xxx- e porque voce não os obedece?


-moça,voce vai achar que eu To mentindo ou me fazendo de coitada e tal,mais eu sou brasileira e vim pra Coreia do Sul com meus pais a pouco tempo,mais ou menos um mês por aí.


Xxx- por qual motivo? Vocês tem família aqui?


- não,é que meu pai estava fazendo um tratamento no Brasil,mais os médicos disseram que os medicamentos de lá não eram suficientes para completar o tratamento dele e que esses remédios do tinham aqui,então nos mudamos pra ca pra tentar completar o tratamento do meu pai.


Xxx- e voce ta procurando um emprego pra ajudar a pagar os remedios,acertei?


-sim.


Xxx- entra, ta ficando frio aí fora- ela da espaço pra eu entrar e assim fiz pedindo licença,ela se senta no sofá e faz sinal que eu me sente também e me sentei.


-olha eu não quero que sinta pena de mim ou algo assim.


Xxx-não To sentindo pena de você,eu to admirada com sua atitude,aconteceu uma coisa parecida comigo,tempo atrás,mais não vem ao caso...você me parece uma boa pessoa,então...ta contratada.-ela fala sorrindo e estendendo a mão para um cumprimento. Ignoro a mão dele e vou logo dando um abraço na mesma e ela retribui sorrindo.


-obrigada,obrigada mesmo.


Xxx- a propósito meu nome é Min Yang e o seu?


-s/n!!. É.. Com que eu vou trabalhar mesmo?


Yang- bom,eu tenho uma filha de quatro anos,que vive reclamando que eu não dou atenção o suficiente pra ela ppr causa do meu trabalho. Eu pensei que voce poderia ser a babá dela,oque acha?


- c-claro,tudo bem,consigo. -aí meu Deus eu não tenho experiencia nenhuma com criança.- desculpa se eu To sendo meio mau educada mais quanto eu vou receber?-pergunto um pouco envergonhada,porque eu fui perguntar isso Gzuis,que vergonha.


Yang- ela sorri- não tem problema,eu vou ser muito generosa e vou te dar 2,000 por mês,pode ser?


-tá ótimo -sorrio e dou outro abraço nela.- muito obrigada Min Yang...senhora...senhorita...


Yang- pode me chamar só de yang mesmo e de nada.


Depois da conversa ficou tudo resolvido,eu começaria amanhã.fui pra casa Muito feliz,ja tava escuro e tinha poucas pessoas na rua,tava morrendo de medo de ser assaltada,se bem que não tem nada de valioso pra pegarem de mim. Depois de uma longa (não tãaaao longa) caminhada cheguei em casa e vi meu pai andando de um lado pro outro.

-cheguei..


Pai- onde você tava uma hora dessas? Ta maluca?


-calma,eu tava procurando emprego e adivinha só..eu consegui.


Mãe- que bom filha, de que?


-de babá...


Pai- ele da uma risada sarcástica e em seguida uma tossida- voce não sabe cuidar nem de si mesma oque te faz pensar que vai saber cuidar de uma criança?


- eu vou dar o meu melhor meu querido pai -sobo e me jogo na cama e durmo logo,daquele jeito mesmo,estava exausta.













Notas Finais


Espero que gostem
Tchauuu❤😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...