História Imagine Pentagon - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Pentagon (PTG)
Personagens Hong-seok, Hui, Jin-ho, Kino, Personagens Originais, Shin-won, Woo-seok, Yan An, Yeo One, Yuto
Tags Hongseok, Hui, Imagine, Imagine Pentagon, Jin-ho, Joy_happy Fanfic, Kino, Shin Won, Woo-seok, Yan An, Yeo One, Yuto
Visualizações 26
Palavras 2.812
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oii gente voltei aqui com mais um capítulo e hoje iremos aprender chinês porque a Joy também é cultura hahaha
Primeiramente gostaria de dizer que meu conhecimento em relação a língua chinesa é zero e que todas as palavras citadas aqui foram pesquisadas pelo nosso querido Google (amém). Já peço desculpas antecipadamente se algo estiver errado, e se alguém souber falar chinês sinta-se livre em falar nos comentários ou até me mandar uma mensagem me informando onde está errado ;)

ESPERO QUE GOSTEM <3

Capítulo 3 - Estudando de um jeito diferente


Fanfic / Fanfiction Imagine Pentagon - Capítulo 3 - Estudando de um jeito diferente

- Ei Ana, você viu aquele meu salto preto novo? - Amanda perguntou enquanto passava pela sala em direção ao armário de sapatos que ficava perto da porta para ver se eles estavam ali.

- Você não deixou no dormitório dos meninos na última vez que fomos lá? - Ana gritou do banheiro enquanto terminava de passar rímel em seus cílios.

- Ah não acredito, eles são meus favoritos. - Amanda disse choramingando e lamentando por mais uma vez ter sido uma bela cabeça de vento e ter esquecido mais uma vez uma de suas coisas quando foi visitar seu namorado Kino no dormitório.

- Se contente e pegue outro mulher tu tem um monte aí é só pegar qualquer um. E acho bom você escolher rápido, porque nós já estamos atrasadas. - Ana disse com a vez meio estranha, já que estava com a boca aberta enquanto passava seu batom.

A casa era bastante calma normalmente, mas as vezes fugia do controle pelo fato de três garotas morarem ali. Ana, Juliana e Amanda tinham ido para a Coreia do Sul através de uma bolsa que conseguiram na faculdade que faziam seus respectivos cursos. Para Ana e Amanda era um mundo novo, já que as duas haviam apenas saído do Brasil para ir morarem lá. Mas para Juliana não era tão estranho assim, já que ia bastante para a Coreia do Sul por causa de seu pai que era descendente de coreanos. Mesmo assim ainda havia vivido a maior parte de sua vida no Brasil, onde conheceu suas duas melhores amigas.

Juliana revirou os olhos enquanto tentava mais uma vez se concentrar mais uma vez para gravar aquelas malditas palavras em chinês. Mesmo tendo um namorado ao seu lado que era chinês, Juliana ainda tinha dificuldades naquele idioma, mesmo que já estando bastante familiarizada com um idioma oriental.

- Eu desisto. - Juliana disse enquanto largava seu lápis em cima do livro e deitava sua cabeça em cima de sues braços, essa cena era bastante comum quando a menina estava estudando chinês.

- Ei, não desiste não. Vai me deixa ver isso aqui. - Yan An disse estendendo uma de suas mãos e pegando o livro que se encontrava de baixo da namorada que naquele momento estava tendo mais uma de suas crises por causa do idioma.

- Você sempre diz isso mas acaba tirando a maior nota da turma no final. - Ana disse finalmente saindo do banheiro colocando sua bolsa no ombro e pegando a chave de casa que se encontrava em cima da mesa de jantar.

Juliana levantou a cabeça e olhou para a menina que se preparava para sair de casa junto com Amanda.

- Sabe o quão difícil é aprender as partes do corpo em chinês? Pois eu te falo, muito! Eu estou apenas há dois meses no curso e eles já querem que eu grave o corpo humano inteiro?! - Juliana disse revoltada enquanto levantava as mãos, pedindo aos céus que seus professores entendessem sua situação de desespero e tivessem um pouco de piedade de si.

- Minha filha aproveite o professor que você tem do seu lado e parte pra cima. - Ana disse enquanto ia em direção a porta para colocar seus sapatos.

Depois de ter calçado seus sapatos Ana abriu a porta e empurrou Amanda para fora, tinham que se apressar pois já estavam atrasadas para o encontro duplo. Tinha certeza que Shinwon a mataria quando chegassem lá.

Ana se virou para fechar a porta mas antes, não perderia a chance de provocar sua amiga como sempre fazia.

- Tchau casal. E lembrem-se não façam nada que eu não faria. - Ana disse enquanto soltava uma risada e fechava a porta do apartamento.

- O que essa safada não faria? - Juliana murmurou e se virou, voltando sua atenção para o namorado que sentava no chão ao seu lado que ainda estava encarando o livro tentando achar um jeito fácil mas bom que faria com que sua namorada realmente aprendesse aquelas palavras, e não apenas decorasse.

Depois de algum tempo pensando Yan An abriu um sorriso, já encontrando um método que faria com que sua namorada nunca mais esquecesse as palavras por um bom tempo.

- Vamos fazer assim. - Yan An disse enquanto tirava suas costas do sofá - que estava sendo usado como apoio - e virava seu corpo totalmente em direção a Juliana - eu vou tocar uma parte do seu corpo e você precisa me responder, se você errar a gente faz outra rodada. Vão ser cinco partes por rodada, se você acertar as cinco em uma rodada só a gente para tudo e faz o que você quiser.

Juliana abriu um grande sorriso se animando com a ideia, virando-se para que ficasse de frente para o namorado.

- Combinado. - Juliana disse enquanto terminava de ajeitar suas pernas.

                                                       ****************                  

- Gente não é possível. - Juliana disse enquanto batia com as mãos em suas coxas pela terceira vez naquela noite - nós já estamos na quinta rodada e eu não consigo me lembrar nem de cinco malditas palavras.

Yan An riu de sua namorada, a menina ficava muito engraçada quando não conseguia fazer algo que queria.

- Vamos tentar só mais uma vez. - Yan An disse ainda rindo e levantando seu dedo indicando o número um.

Juliana suspirou em frustração ajeitando melhor suas costas, fazendo assim com que seus peitos ficassem um pouco mais expostos por causa da posição.

Yan An percebeu a leve movimentação naquela região, fazendo com que seus olhos fosse em direção ao local. Juliana usava uma regata de alças bem finas branca, que parecia fazer com que seus peitos ainda mais destaque. Yan An estava se segurando desde o início daquela "brincadeira" para não agarrar a namorada ali mesmo, ou talvez no final acabaria agarrando mesmo.

Yan An se aproximou mais de Juliana, diminuindo assim a distância que estavam um do outro. Yan An levou sua mão em direção a coxa da menina fazendo um leve carinho naquela região, subindo seus olhos em direção a menina esperando a resposta dela.

- Dàtuǐ (大腿) - Juliana respondeu enquanto olhava a mão do namorado dar um leve aperto em sua coxa, a fazendo soltar um suspiro logo em seguida.

- Muito bem. - Yan An abrindo um sorriso malicioso em direção a namorada e subindo agora sua mão em direção a cintura de Juliana, novamente dando um leve aperto como fez anteriormente em sua coxa e se aproximando ainda mais dela.

- Y-Yāo (腰) - Juliana falou suspirando pelo aperto que o namorado havia feito naquela região.

Yan An levou suas mãos mais para cima, e com a ponta de seus dedos percorreu um caminho pelo braço de Juliana que o levou até o pescoço da mesma, onde repouso sua mão e fez um leve carinho agora olhando profundamente nos olhos castanhos da namorada.

- Bózi (脖子) - Juliana disse enquanto olhava nos olhos namorado que estava perto a um ponto onde conseguia sentir a sua respiração misturando-se com a dele.

Antes de prosseguir para o próximo local, Yan An virou levemente sua cabeça e deu um pequeno beijo no pescoço de Juliana, o que fez com que ela soltasse um leve gemido que fez com que a região de seu pescoço vibrasse sob a boca de Yan An.

Yan An se afastou levemente e fez as mesma coisa com as bochechas, olhos e nariz de Juliana, que respondeu todos os lugares corretamente ganhando assim um beijo do namorado em cada um dos lugares como recompensa.

Juliana e Yan An estavam com os rostos ainda mais próximos e só uma leve aproximação de algum deles faria com que aquela distância acabasse e os lábios se aproximassem.

E foi o que Yan An fez, se aproximando vagarosamente de Juliana, mas antes dando um leve sorriso em  direção a namorada, que fez com que ela se perguntasse como alguém poderia ser tão bonito.

Yan An começou o beijo devagar, explorando a boca da namorada com destreza como sempre gostava de fazer. Mas Juliana parecia querer levar as coisas para um outro rumo, já que depois de alguns segundos colocou as mãos uma de cada lado das bochechas de Yan An, aumentando o ritmo do beijo e ficando sob seus joelhos no chão para que a altura ficasse mais confortável entre os dois.

- Como é? - Yan An perguntou ofegante depois de separar seus lábios  encarando a namorada esperando a sua resposta.

- Como é o quê? - Juliana perguntou enquanto olhava o namorado com uma cara estranha perguntando-se porque raios ele havia parado.

- Como é o nome dessa parte em chinês?

Juliana lançou um olhar incrédulo para o namorado. Estavam ali se pegando, o fogo aumentando, e de repente o namorado para pra perguntar como era boca em chinês? Só podia estar brincando com a sua cara.

- Você tá de sacanagem né? - Juliana perguntou colocando uma das mãos em sua cintura e olhando incrédula para o namorado.

Yan An respondeu que não com a sua cabeça enquanto cruzava os braços e esperava a resposta de sua namorada

- Eu não sei Yan An. Eu não sei como é boca em chinês.- Juliana se segurou para não gritar com o namorado.

- Que pena, não vai ganhar sua recompensa. Acho que podemos parar por aqui. - Yan An  disse colocando suas mãos na mesa de centro fazendo menção de levantar.

Mas antes que Yan An conseguisse sair de lá, Juliana levantou-se levemente e se jogou em cima do namorado, o que fez com que os dois caíssem sob o tapete do chão da sala. Ela por cima dele sentada em seu colo e ele por baixo dela.

- Você não vai a lugar nenhum. Você é todo meu agora. - Juliana disse pegando as mãos de Yan An e segurando elas acima da cabeça do cantor.

Juliana se aproximou e capturou a boca de Yan An pra si, retomando ao ritmo do beijo que os dois estavam a alguns minutos atrás. Conforme a velocidade do beijo aumentava mais Juliana se esfregava sob o colo de Yan An, conseguindo sentir cada vez mais a ereção do namorado aumentando e se esfregando contra o tecido do short jeans que usava.

Quando Yan An finalmente teve suas mãos soltas pela namorada, rapidamente as levou em direção aos quadris dela guiando assim os movimentos de Juliana para que o ritmo das reboladas aumentasse.

Juliana rompeu o beijo e ficou reta em cima de Yan An, lançando um sorriso malicioso para o namorado e retirou sua blusa deixando seus seios livres já que não usava sutiã. Yan An passou a língua entre os lábios e colocou as mãos nas costas de Juliana empurrando ela e trazendo-a para perto de si novamente, colocando um dos seios da menina na boca começando a chupá-los. Juliana soltava pequenos gemidos enquanto colocava seus longos cabelos para trás de seu corpo para que conseguisse ver o rosto do namorado enquanto ele trazia aquelas sensações para seu corpo.

Depois de alguns minutos Juliana afastou a cabeça de Yan An de seus seios e começou a descer seu corpo, puxando a camisa do garoto para cima a retirando do corpo do mesmo, e antes que começasse a retirar a calça de Yan An, deu um leve selinho na barriga dele fazendo com que ela se contraísse. Juliana já estava aos pés do namorado quando finalmente retirou a calça e a cueca boxer preta que o mesmo estava usando.

Quando terminou aquela tarefa, Juliana se levantou e olhou em direção a bagunça que o namorado estava no tapete da sala, lançando um olhar malicioso em direção ao mesmo antes de começar a retirar seu short e sua calcinha ao mesmo tempo.

Juliana jogou as roupas para o lado do sofá e se ajoelhou no tapete novamente, engatinhando até que ficasse deitada por cima do corpo do namorado iniciando assim novamente outro beijo.

O barulho das línguas se chocando ressoava pelo apartamento, fazendo com que os dois se excitassem cada vez mais. Mas, o excitamento de Yan An ficou ainda melhor quando Juliana sem interromper o beijo, começou a descer suas mãos em direção ao pênis do namorado, onde começou uma leve masturbação que fez com que ele soltasse um gemido enquanto se beijavam.

Juliana interrompeu o beijo e olhou nos olhos do namorado completamente ofegante. Se ela estava um bagunça o namorado estava mil vezes pior já que se contorcia por inteiro nas mãos dela.

- V-vira. - Yan An pediu ofegante levando as mãos em direção a cintura da namorada para que ela se mexesse.

Juliana lançou um sorriso malicioso em direção a Yan An, já entendo as intenções que o namorado tinha fazendo aquele pedido. Fariam um belo de um sessenta e nove.

Juliana se virou e passou as pernas ao redor do corpo de Yan An, que não esperou a namorada se acomodar direito para logo puxá-la em direção a sua cabeça começando assim a chupá-la do jeito que sabia que ela gostava.

Juliana soltou um gemido surpreso, enquanto levava suas mãos em direção ao membro do namorado e reiniciava a masturbação que estava fazendo antes, logo se abaixando e colocando o pênis do namorado na boca.

Os dois gemiam como se não houvesse amanhã. Yan An sabia chupar tão bem que Juliana não poupava gemidos mesmo estando com o pênis dele na boca, o que fazia com que as vibrações ocorridas por causa dos gemidos dela com o seu pênis na boca, deixassem o menino cada vez mais louco que por sua vez gemia com a boca ainda na intimidade da namorada.

Antes que os dois gozassem Juliana interrompeu seus movimentos, e saiu de perto do rosto do namorado agora se endireitando e rapidamente indo mais pra frente e se virando novamente para que pudesse sentar no colo de Yan An.

Olhando em seus olhos, Juliana pegou o membro do namorado e levantou-se um pouco levando o mesmo em direção a sua intimidade e descendo aos poucos, fazendo assim os dois suspirarem de prazer.

Juliana se ajeitou e não demorou muito para iniciar os movimentos de sob e desce em torno do pênis do namorado, enquanto tinha suas mãos no peito do mesmo para que tivesse algum apoio enquanto fazia os movimentos. Yan An gemia abaixo de si, ficando cada vez mais louco com os olhares que a namorada lançava em direção a si e com o som de seus gemidos. Juliana gemia, aumentava a velocidade dos movimentos, arranhava o peito de Yan An e rebolava seus quadris fazendo assim com que o namorado soltasse gemidos cada vez mais altos. Provavelmente receberia um olhar feio da senhora que morava ao seu lado na manhã seguinte.

Juliana depois de um tempo se deitou sob o namorado diminuindo o ritmo de seus movimentos estava cansada por causa do esforço que estava fazendo, poderia se dizer que não era a pessoa mais atlética do mundo.

Yan An vendo que a namorada estava cansada para continuar sozinha, subiu um pouco suas pernas e colocou as mãos na cintura da mesma, começando ele mesmo a arremeter o quadril para cima em uma velocidade rápida. Juliana soltou um gemido alto e abraçou o pescoço do namorado escondendo sua cabeça ali, agora soltando seus gemidos próximos do ouvido dele.

- Você  é tão gostosa. - Yan An disse ainda fazendo os movimentos e dando um tapa estalado na bunda de Juliana, fazendo ela choramingar pelo alto prazer que estava sentindo.

- E-eu vou gozar. - Juliana disse, logo em seguida gritando quando sentiu o pau do namorado tocar em um ponto que fez com que ela visse estrelas.

- Goza meu bem, goza pra mim, goza. - Yan An sussurou perto de seu ouvido aumentando ainda mais o ritmo de suas estocadas, sentindo Juliana agarrar seu pescoço com cada vez mais força.

Esse era o fim, quando Yan An disse aquelas palavras no seu ouvido depois de cinco segundos Juliana já soltava um gemido alto anunciando seu orgasmo, se estremecendo toda por cima do namorado. Yan An gozou logo depois dentro dela, sentindo o aperto da intimidade da garota em volta de si. Os dois estavam uma bagunça e conseguiam sentir os corpos grudarem por causa do suor.

Yan An levou a mão ao seu pênis e o retirou de dentro da garota que soltou um último gemido por ainda estar bastante sensível.

- Isso foi incrível. - Yan An disse enquanto passava os braços por volta da cintura da namorada e abraçava a mesma.

- Se a gente for estudar assim todas as vezes eu vou querer até um revisão antes do dia da prova.

Yan An riu da namorada e levantou a cabeça lhe dando um selinho, com certeza faria questão de ensinar a namorada mais vezes.


Notas Finais


Senhor gente, com um professor desses eu estudava até todo dia hahahaha
Não sei se perceberam, mas eu estou fazendo links com alguns personagens durante agumas histórias, igual fiz com o Hui e o Hongseok. Então isso significa que a próxima história será com a Amanda ou com a Ana, o que nos remete ao Kino ou ao o Shinwon rsrs.
Desculpa novamente se tiver algum palavra em chinês errado gente, eu só joguei no google partes do corpo em chinês e foi.
Espero realmente que tenham gostado e até o próximo capítulo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...