1. Spirit Fanfics >
  2. IMAGINE SHIKAMARU - Você é a minha eterna sombra >
  3. Segunda fase

História IMAGINE SHIKAMARU - Você é a minha eterna sombra - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Morte aos Talaricos

Capítulo 5 - Segunda fase


Fanfic / Fanfiction IMAGINE SHIKAMARU - Você é a minha eterna sombra - Capítulo 5 - Segunda fase

Todos estavam a caminho do deserto para a segunda parte do Exame Chunin, e nós, os supervisores, estávamos mais adiante para podermos avaliar todos os participantes. Eu ainda estava aflito pelo o que Temari havia me dito, então, eu tento me encontrar com Kiyomi para avisá-la, mas sem sorte, ela estava mais na frente, quase chegando no local onde aconteceria a próxima etapa.

Shikamaru - (Em off) Kuso!!!!! E agora?! - Eu me auto-interrogava enquanto me locomovia pelas árvores em direção ao deserto. Eu me desesperava cada vez mais e começava a pensar que seria um caminho sem saída, que Temari realmente iria arruinar nossas vidas.

P.O.V ON - KIYOMI

Eu chego ao ponto que haviam indicado para eu ficar e bloquear os participantes que perderem a corrida. Me escondo em uma árvore e aguardo os 30 primeiros.

Fico sentada por um dia e meio, até começar chegar os participantes. Conto todos os 10 times vencedores e barro o restante.

Hiuzaki - Chegamos!

Kanami - Finalmente. Não aguentava mais.

Kiyomi - Desculpe, mas daqui vocês não passarão!

Hiuzaki - N-Nani?!

Eu pulo da árvore e me revelo. Cruzando os braços, eu faço uma cara intimidadora.

Kiyomi - Todos os 10 times já chegaram, vocês foram todos eliminados.

Misaka - Não! Nós fizemos de tudo para chegarmos até aqui! Nós não seremos parados aqui.

Hiuzaki - Isso aí!

Kanami - Saia da nossa frente!

Yumi - Saia ou todos nós seremos obrigados a usar a força!

Armin - Aliás, estamos em mais quantia. Nós somos 5 times contra uma garota.

Kiyomi - Hm... - Eu debocho - Cai pra cima então.

Kazuto - M-Minna... Ela é Kiyomi, a melhor estrategista do País do fogo. Ela está em nível Jonin e seus jutsus são misteriosos. Não façam nada contra ela se quiserem saírem vivos!

Kiyomi - Hmpf, pelo menos um sabe com o que estão se metendo. As aldeias de vocês já foram notificadas que em caso de algum desacato, sua morte não será nossa responsabilidade. A decisão é de vocês.

Hiuzaki - E-Então é ela mesma? Kiyomi, a estrategista de Konoha?

Armin - Mesmo assim, ela não tem chances contra nós. Estamos em 15 e ela em uma. - O jovem saca uma kunai e lança contra minha direção. Eu consigo parar a kunai no meio de dois dedos.

Kiyomi - Vocês foram avisados. - Eu avanço até o garoto e o prenso na árvore mais próxima. - Não me faça ter que repetir mais uma vez.

Yumi - Onegai, Armin-kun!!!! Pare! Vamos pra casa.

Eu solto o garoto e olho-o com uma cara fechada, o intimidando. Armin volta para seu time e todos os 15 participantes voltam para suas respectivas vilas.

Kiyomi - Ótimo. Meu trabalho aqui já fora concluído, acho melhor eu ir para a base logo.

Me viro e sigo em direção ao local onde seria a base da segunda etapa do exame Chunin.

P.O.V ON - TEMARI

Kankuro - E então? Como está indo?

Temari - Tudo conforme o planejado, eu já avisei a ele.

Kankuro - Ótimo.

Gaara - Sobre o que vocês dois estão falando?

Temari - Nada demais.

Kankuro - Não se preocupe, irmãozinho.

Gaara - Hm... - Gaara parecia desconfiado, mas logo saiu da sala.

Temari - Você já separou os dois times de supervisores?

Kankuro - Já. Shikamaru e Kiyomi ficaram nos times contrários.

Temari - Ótimo, deste jeito, Shikamaru não poderá contar para a vagabunda o que nós estamos planejando.

Kankuro - O que você pensa em fazer para acabar com a relação deles?

Temari - Você verá. Nós dois teremos a pessoa que amamos, eu te garanto.

Kankuro - Ótimo.

~Algumas horas depois...~

P.O.V ON - SHIKAMARU

Eu finalmente chego e procuro por Kiyomi, eu precisava urgentemente contar para ela o que estava acontecendo e o que Temari queria fazer, mas eu não a vejo em local algum. Eu começo a perguntar desesperadamente por ela para todos que eu encontrava no local.

Shikamaru - Ei garoto, pelo amor de Rikudou. Você viu uma garota com mais ou menos 1,65 com cabelos longos e castanhos?

Lanie - Não... Não a vi.

Shikamaru - Kuso! Ah... Neji!!

Neji - Hm? Shikamaru? O que houve?

Shikamaru - Você viu a Kiyomi? Eu preciso urgentemente falar com ela.

Neji - Bom... Por aqui eu não a vi. Fiquei sabendo que dividiram o grupo dos supervisores em dois, talvez ela esteja na outra divisão.

Shikamaru - Droga! Preciso falar com ela. Obrigado Neji.

Neji - De nada...

Eu corro em direção a saída para ir ao outro lado dos supervisores, porém, me barram.

Guarda - Você não pode sair daqui.

Shikamaru - M-Mas, como? Eu sou um supervisor, preciso urgentemente conversar com uma garota que está lá do outro lado!

Guarda - Me desculpe senhor, são ordens de Kankuro-dono.

Shikamaru - Eu preciso!!

Guarda - Já falamos que é proibido, por favor, se afaste!

Shikamaru - Kuso!

Eu tento arranjar outra saída, porém, toda a estrutura estava fechada, com janelas grossas e difíceis de quebrar, mas mesmo assim, eu tentava. Minhas mãos estavam criando feridas, no entanto, desistir não era uma opção. Eles queriam separar Kiyomi de mim, eu não podia permitir.

Shikamaru - Não.... Não!!! NÃO!!! - Eu continuava a socar a janela, que estava cheia de rachaduras feitas por mim, mas mesmo assim não quebrava. - Eu não posso permitir que isso aconteça!

Dynoro - Ta tudo bem, moço?

Shikamaru - Quem é você? aqui é o local dos supervisores, você não deveria estar aqui. - Eu tento evitar contato visual, olhando para o chão.

Dynoro - Eu vim atrás de comida. Os participantes acabaram com a unica que tinha na sala e... Você está chorando?

Shikamaru - Não eu... Tenho alergia a areia.

Dynoro - Alergia?

Shikamaru - Sim...

Dynoro - Bom, você deveria estar dormindo também. Amanhã começará a segunda fase do Exame.

Shikamaru - É, eu sei. - Eu falo enquanto eu dou uma profunda fungada com o nariz.

Dynoro - Não... Você está chorando sim. O que houve?

Shikamaru - Minha vida está arruinada se eu não sair daqui...

Dynoro - "Arruinada"? Como assim

Shikamaru - Uma talarica de merda, quer estragar meu relacionamento.

Dynoro - SÉRIO?!?! QUE PUTA!

Shikamaru - Se eu não avisar minha namorada, fodeu pra mim!

Dynoro - Venha, eu vou te ajudar. - O rapaz começa a socar a janela também, mas antes que gere resultados, um guarda aparece e o detém.

Guarda - Dynoro!! Você não deveria estar aqui. Volte já!

Dynoro - N-Nani? Mas eu...

Guarda - Vai logo! Vamos. - Dynoro olha pra mim, triste, e vai. - Desculpe-me o incomodo. Precisava levá-lo de volta.

Shikamaru - ... Droga...

~Na manhã seguinte~

Temari – Muito bem, prestem atenção! Esta fase do exame será liderada por mim, Sabaku no Temari! – Temari diz perante todos os 30 participantes. – As instruções são simples. Vocês receberão um pergaminho, sendo eles do Céu ou da Terra. O objetivo de vocês serão conseguir ambos os pergaminhos e nos entregar em até 3 dias. Antes de começarmos, para poderem receber seus pergaminhos, vocês assinarão um atestado de responsabilidade por suas vidas. Resumindo, caso vocês morram ou fiquem impossibilitados de continuarem, a responsabilidade será totalmente de vocês.

Kankuro – Alguns supervisores estarão de olho caso algum incidente ocorra. Isso é só, se encaminhem para a barraca ao lado para assinar o papel e receberem o pergaminho. Logo daremos continuidade á prova.

Todos assentiram e foram time por time receber os pergaminhos e assinar o atestado de responsabilidade. O pergaminho de cada time era desconhecido para os times rivais, então teriam que tentar a sorte caso encontrassem inimigos.

P.O.V ON - KIYOMI

O nosso time de supervisão estava afastado do local onde os participantes estavam recebendo os pergaminhos, então pude assistir tudo de longe. Temari estava pronta para anunciar o início na segunda fase, e então, ela da a partida e todos os times vão para os respectivos postos.

Asuma – Kiyomi, você sabe porquê estamos aqui, não sabe?

Kiyomi – Sim, eu sei. Com o início da segunda fase, pode ser com que haja inimigos que possam aproveitar para atacar Gaara.

Asuma- Isso mesmo. Preciso com que você fique atenta, pois com sua mente ligeira, qualquer passo em falso dos participantes, você irá captar. Nos avise se suspeitar de algo.

Kiyomi – Pode deixar, Asuma-sensei.

Asuma – Você parece estar com a mente tão longe. O que você está pensando?

Kiyomi – É que... Parece que fica tão vazio quando eu fico longe do Shikamaru.

Asuma – Saudades já? Calma, é só até o fim da segunda parte. – Asuma coloca sua mão em meu ombro e sorri logo em seguida. – Ele deve estar desse jeito também. Só aguardar se passarrem os 3 dias.

Kiyomi – É... – Eu fico cabisbaixa. – Você tem razão. Eu não tenho outra escolha.

Asuma – Venha, precisamos ficar de olho na situação. Anime-se e vamos fazer nosso serviço.

Eu sigo Asuma-sensei para fora da estrutura e começo a espionar cada participante. Meu jutsu sensorial não captava nenhum movimento suspeito ou até mesmo shinobis que pareciam planejar algo. Apenas sentia a pressão das lutas dos integrantes e outros times correndo em busca de oponentes.

Quase dois dias se passaram e nenhum time havia conseguido os dois pergaminhos ainda, e eu começava a ficar entediada com meu serviço, já que não havia nada para investigar e ninguém para me fazer companhia. Eu realmente estava começando a ficar chateada com aquilo, até que finalmente, eu sinto um pequeno movimento suspeito de um shinobi e eu me levanto bruscamente.

Kiyomi – Isso é... Alguém realmente está tentando suspender a prova? – Eu me levanto e fico olhando para o homem suspeito. – Preciso notificar Asuma-sensei e os outros!

P.O.V ON - SHIKAMARU

Meu trabalho apenas consistia em cuidar das informações dos participantes, o que não era muito difícil, mas era entediante. Enquanto eu mexia em alguns papéis e verificava as condições dos participantes, um forte vento bate na janela, mas eu ignoro.

Kankuro – Shikamaru? Ainda está verificando esses papéis?

Shikamaru – Hmpf.

Kankuro – E a sua namorada? Hm...

Shikamaru – O que você quer com ela? – Eu o olho suspeitamente. – Qual o motivo da pergunta?

Kankuro – Hmm...

Shikamaru – Falando nisso, sua irmã tá aprontando alguma, não está?

Kankuro – Temari? Aprontando o que?

Shikamaru – Não minta pra mim, seu filho da puta! – Eu me levanto da cadeira e o olho de cara fechada. – Vocês dois estão aprontando. Esse seu “Hmm” Não engana ninguém!

Kankuro – C-Calma Shikamaru. Temari nunca tentaria nada contra vocês dois.

Shikamaru – Maldito!

Kankuro – Temari não gosta de conflitos. Se ela se envolver no relacionamento de vocês dois, provavelmente é para beneficiar ambos.

Shikamaru – Como assim?

Kankuro – Ela não quer gerar desentendimentos, então com certeza ela não faria nada para separar vocês. – Ele sorri nervoso. Estava na cara dele que ele estava mentindo, mas eu desisti da persistência dele e resolvi deixá-lo ir embora.

Shikamaru – Saia daqui, você me enjoa. Não quero acabar corrompendo a aliança da Folha e a Areia com você.

Kankuro – Desculpe qualquer outro desentendimento. – Kankuro sai.

Shikamaru – Droga... O que eu faço?! Eu preciso impedir o que eles estão planejando! – Eu coloco as mãos na cabeça, preocupado, e me assusto ao ver o vendo bater novamente, só que com mais força. Eu corro na janela ver o que estava ocorrendo, e vejo algo estranho no campo do exame, e então resolvo sair do local para verificar o que era.

P.O.V ON - KIYOMI.

Eu corro pela estrutura, procurando por um supervisor responsável pela proteção do Kazekage Gaara. Eu escutava o vento bater, indo em direção ao campo do exame, o que significava que não apenas o Kazekage estava em perigo, mas os participantes também. Percorro mais um tempo em busca dos supervisores e encontro Guy.

Kiyomi – Hey, Guy-sensei! – Eu corro em sua direção e paro, recuperando o fôlego. – A 5 horas pro sul, algo que aparenta ser uma tempestade de areia está se desenvolvendo.

Guy – Uma tempestade de areia? Mas ninguém previu um movimento diferente no vento e falaram que não havia perigo.

Kiyomi – Aí é que está o X da questão. Eu vi com o meu jutsu que alguém está provocando essa tempestade.

Guy – O que?!? Isso significa que...

Kiyomi – Pode ser um ataque!

Guy – Droga! Kiyomi, vá até lá e salve o máximo de participantes que você puder. Eu chamarei os outros para procurar o suspeito.

Kiyomi – Hai! – Eu corro em direção á saída e vou até o local da ocorrência e procuro pelos times.

P.O.V ON - TEMARI

Temari – Hm... Uma tempestade de areia?

Houka – Sim senhora. Kiyomi avisou o time supervisor B e todos estão atrás do culpado.

Temari – Interessante. Bom, não posso ficar aqui sem fazer nada, não é mesmo?

Houka – A senhora irá até lá?

Temari – Uhum.

Houka – Tome cuidado senhora.

Temari – Pode deixar. (Em off) Posso me aproveitar dessa situação. – Eu rio com o canto de minha boca.

P.O.V ON - KIYOMI

Kiyomi – Venham, por aqui! – Eu vejo alguns genins e uso um jutsu que cria uma aura protetiva em nós. – Vocês estão seguros agora, corram antes que meu jutsu se desfaça!

- SOCORRO!!! ALGUÉM ME AJUDA! – Uma voz desesperada pede por ajuda no meio da tempestade. Eu corro em direção ao pedido de socorro, procurando pela vítima.

P.O.V ON - SHIKAMARU

Shikamaru – Relaxem, está tudo bem. Me sigam, precisamos evacuar todos. – Eu me aproximo de 3 times e os chamo. – Venham, rápido!

- SOCORRO!!! ALGUÉM ME AJUDA! – Escuto uma voz pedir por socorro, e eu vou rapidamente até o local. – POR FAVOR!

Shikamaru – Relaxe! Estou aqui! – Uma garota com capuz preto estava caída. – Venha comigo! Você está segura agora. – Eu estendo minha mão e a garota segura e retira o capuz aos poucos.

- Obrigada por me ajudar... SHIKAMARU!

Shikamaru - T-Temar... – Temari puxa meu braço contra ela e me beija na força.

P.O.V ON - KIYOMI

Eu chego no local do pedido de ajuda e vejo a sombra de duas pessoas juntas.

Kiyomi – Ei vocês dois, venham por aq... – A areia que formava a sombra se cessou e revelou os dois. Shikamaru e Temari estavam se beijando na minha frente. – O que...

Temari – K-KIYOMI! O SHIKAMARU... ELE... ME AGARROU COM FORÇA!

Kiyomi – Shika... Maru...?! – Eu olho para ele com um olhar decepcionado.

Shikamaru - K-Kiyomi... Você não vai acreditar nela, vai? Foi ela quem me puxou!!! – Ele diz desesperado.

Kiyomi – O que é que... – Eu olho para Temari.

Temari – Se você não acredita em mim, só olhe o meu estado! – A roupa dela estava amassada e um pouco rasgada.

Kiyomi – Shikamaru... Eu não... – Eu me viro e saio correndo.

P.O.V ON - ASUMA

Guy me avisou do ocorrido e todos os supervisores responsável pela proteção do Kazekage e dos participantes entram em ação. No local da tempestade, eu vejo Kiyomi correndo para fora do local, porém, ela tropeça e cai.

Asuma – Kiyomi!!! – Eu corro até ela e a ergo. – Você está bem?

Kiyomi – Não! – Ela dizia parecendo que estava passando mal. – Eu vomitar! Licença sensei!!! – Ela corre mais um pouco e acaba vomitando.

Asuma – Kiyomi... O que está acontecendo?

Kiyomi – EU SOU TÃO IDIOTA! POR QUE EU FUI ME METER COM ELE?!!?

Asuma – Se acalma! Me diz o que aconteceu.

Kiyomi – O Shikamaru, sensei. – Ela diz com uma respiração quase parando, como se tivesse bronquite. – Ele... Beijou a Temari a força.

Asuma - O-O QUE?! Olha... Terminaram de evacuar os Genins, venha comigo e me conte o que aconteceu. – Eu pego em seu braço e coloco atrás de meu pescoço, dando uma ajuda para ela poder andar. Kiyomi estava passando mal por causa daquela situação, ela parecia que ia vomitar outra vez.

Shikamaru – KIYOMI? KIYOMI!! – Shikamaru sai da tempestade procurando por ela e a vê comigo. Ele corre em nossa direção ao ver Kiyomi naquele estado. – O que acontece... – Eu o afasto dela e olho-o com uma cara fechada.

Asuma – Saia daqui, Shikamaru. Você já fez merda demais para um só dia. – Eu ando com Kiyomi até a cobertura.

Shikamaru – Não... POR FAVOR, ACREDITEM EM MIM!

Asuma – Chega!! Eu não esperava isso de você... Shikamaru.

Shikamaru – Não... Não, não, não!! D-Droga! – Shikamaru diz soluçando enquanto chorava.

P.O.V ON - SHIKAMARU

Meu peito ardia por dentro, parecia que o sangue de meu coração escorria comigo vivo, eu não acreditava que eu caí no jogo de Temari e perdi Kiyomi por algo que não foi culpa minha. Eu berrava enquanto chorava, com a dor amarga que cobria meu espírito, algo como culpa e a morte de alguém querido, mas não era nada disso que tinha ocorrido.

Shikamaru - I-ISSO NÃO PODE ESTAR ACONTECENDO... – Eu me recusava acreditar enquanto minhas lágrimas escorriam pela extensão de meu rosto.

P.O.V ON - KIYOMI

Asuma-sensei me trouxe para a estrutura, e pediu para eu lavar meu rosto. Ao me encaminha até o banheiro, eu fecho a porta e choro como eu nunca havia chorado na minha vida. Aquela dor da traição afetou a minha alma, eu sabia que aquilo iria ne perseguir pro resto da minha vida. Eu me olho no espelho e pego uma kunai na minha pochete e eu arregaço uma manga da minha blusa, e fico parada olhando meu braço.

Kiyomi – Eu sou tão... Idiota! Aquela vez que falaram sobre a garota que Shikamaru amava, claro que não era eu! Ninguém nunca me quis, por que ele iria me querer? – Eu empunho a kunai e coloco sua lâmina em meu braço. – Acho que... Isso é a única coisa que pode anular minha dor por enquanto. – Eu afundo a lâmina em meu braço e sinto meu sangue escorrer.

Momentos depois, eu lavo o rosto, enfaixo meus cortes e o cubro com a manga da blusa, e assim, saio.

Asuma – Está melhor, Kiyomi? – Ele olha para mim.

Eu olho para Asuma-sensei e sorrio com os olhos, mascarando o meu real estado.

Kiyomi – Sim, estou.

Asuma – Venha cá. – Asuma estende os braços e me abraça. – Você é como uma filha pra mim, não quero te ver mal. Por favor, esqueça tudo que aconteceu, eu peço para te deixarem voltar pra Konoha se quiser.

Kiyomi – Não precisa sensei. Eu estou melhor. 


Notas Finais


Os erros ortográficos eu procuro corrigi-los assim que possível, então se em algum capítulo houver erros na ortografia, fiquem tranquilos que eu os corrigirei o mais breve possível.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...