História Imagine so com suga - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias Agust D / Suga
Tags Suga
Visualizações 42
Palavras 1.894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - Entre petá-las e sangue.


Fanfic / Fanfiction Imagine so com suga - Capítulo 28 - Entre petá-las e sangue.

Part. RM

 

Tínhamos planejado uma reunião com churrasco, muito bom. A nossa reunião virou uma  bagunça pelo fato que todos davam cada ideia maluca para o Suga e a S\N se lembrarem dele.

-Eu vi um filme que umas pessoas também tiveram este problema!- N\A1 fala toda confiante.

- E como eles resolveram!!- Jin perguntou.

- Bateram na cabeça deles com um taco!- todos começam a rir.- Mas e filme tudo pode acontecer.

-E serio gente temos que achar algum jeito!!- falo um pouco com raiva, segurando os risos que queriam sair sem permissão.

-Ok vamos ser mais serio prometemos!- Kook falo mostrando um juramento, mas ele começou a rir monte quando olhou para mim serio e os outros foram juntos. Eles só param de rir quando o telefone de casa começou a tocar, Jimin foi atender.

-Quem seria neste horário.- J-Hope curioso.

-Não sabemos vai ver seja as lembranças daqueles dois  dando uma dica a onde foi.- Tae faz este comentário e todos riem parecia que estava tendo uma overdose. Mas ai olho para o Jimin que estava vindo pálido.

-E ai quais são as pistas das lembranças!- Tae pergunta rindo monte.

-E quem era...- J-Hope fala.

-E....He...Hã....E que..- ele começa a gaguejar então todos param de zoar.

-O que foi!- pergunto preocupado pois parecia que ele iria desmaiar.

- Bem não... Não sei se ouvi direito...- ele enrola de volta – Mas a pizza chegou!!- quando ele falou começou a rir monte.

-Por que brincou com nossa cara, achamos que alguma coisa tinha acontecido!

-Por que foi engraçado, ate vocês fariam isto!!- todos concordamos.

Sai para pegar a pizza, quando vejo uma pessoa totalmente de preto dando voltas na casa das garotas, já não gosto, pelo fato de não reconhece-lo.

-Ei o que esta fazendo ai!!- grito, o cara da pizza acha que e ele, mas logo percebe que não era. O cara de preto se vira e olha na minha direção, mas estava escuro e ele tinha algo no rosto dele, acho que era uma mascar. Ele sai correndo, foi estranho, acho que era um fã.

Pego a pizza logo entro, sentia que algo poderia acontecer e minha vontade de correr atrás daquele cara, na aquela hora era grande.

 

Part. S\N

 

De pois do nosso beijo, nem pensei direito o que fiz foi tão rápido. Era o que eu queria sentia isto naquele momento. Ficamos lá nos olhando sem saber o que fazer e nos dois não olhávamos uma na cara do outro de vergonha. Quando a S\N olhou para o relógio.

-Esta muito tarde, vamos!- concordo com ela quando vejo as horas. Saindo de lá estava sem carro.

-Vamos chamar um taxi!- já estava pegando meu celular para chamar, quando um carro para abre a janela e vejo o Jackson sorrindo.

-Querem uma carona, já que vamos pro mesmo local!

-Claro muito obrigado Jack!!- antes que eu falasse algo a S\N concordou, senti um ciúmes principalmente quando ela sentou na frente com ele e no caminho inteiro ficaram conversando como se eu não existisse!

-Tchau S\N ( apelido)- O Jackson da um tchau e um beijo fofo- Tchau Min Yoongi!- nem olho para cara dele e nem agradeço. So dei tchau quando a S\N me da um tapinha de leve.

-Tchau...- ele vai embora dando uma risada. Quando vejo ela já estava indo para sua casa quando a pego pelos braços dela e a puxo.

-Ei... – ela reclama.

-O que foi isso!

-O que!- ela se faz de desentendida me provocando mais.

-Você sabe o que!- olho serio para ela.

-Não quero brincar agora ande fale!

-Deixa eu fazer uma representação!- a solto e começo a imita-la- “ Muito obrigado Jack!”- faço uma pose nada ver e ela começa a rir-Dez de quando você deu um apelido fofo pra ele! E dez de quando viraram melhores amigos!!!- ela não para de rir.

-Não posso acreditar Min Yoongi esta com ciúmes de mim!!- ela faz uma cara de surpresa.

-Não!- discordo completamente.- Só não gosto da minha garota com outro além de mim!

-“Minha garota!”- ela faz uma representação de mim- Dez de quando sou sua garota!

-Bem..- fico sem jeito nesta pergunta, disfarço olhando para o relógio.- Olha a hora que tarde!! Devemos entrar!!

-SUGA!!!- ela começa a gritar quando vê eu indo.

Entro em casa, todos os meus amiguinhos tentam sair da janela e disfarçar, finjo que não percebi que estavam espionando.

-E ai tudo bem...- Kook fala com um sorriso, ele estava muito animado.

-Sim... e vocês!- começo a me assustar, todos estavam me olhando, como se conseguisse ler minha mente. Paro de olhar pra eles e começo a subir as escadas.

-Mocinho não vai nos contar o que aconteceu!- RM fala com um sorriso safado.

-Não vou deixar vocês com suas mentes férteis pensarem no que pode ter acontecido!!

-Por...- Jin iria começar a reclamar mas o atrapalho com uma risadinha maligna enquanto subia as escadas. Antes que eles pudessem entrar no meu quarto tranco a porta, escuto eles batendo, mais logo param.

Agora tinha sossego para pensar em hoje, estava muito feliz meu coração estava por mil. Um beijo... Não parava de pensar nisso. Fui dormir tarde por este fato.

Quando escuto gritos, batem na minha porta o J-Hope.

-Sai dai algo aconteceu!!!

 

Part. S\N

 

De pois do Suga ir eu pulei de alegria. Não poderia estar acontecendo isso, como era possível eu amar tanto alguém! Na porta da minha casa tinha uma caixa de presente, pego ela curiosa e vejo para quem era. Era para mim, de quem era! Não podia ser do Suga ficamos o dia inteiro juntos, só de lembrar disso queria gritar de animação. Poderia ser das minhas amigas!

-Oie!!- falo com minhas amigas, então elas olham com uma cara surpresa.

-Quanta felicidade algo bom deve ter acontecido.- minha amiga 1 fala animada – Me conta tudo em detalhes.

-Ei estou por fora de qual assunto!!- a outra vem com pipoca, elas iriam ver um novo filme de terror, japonês, pelo fato de dizer que são os mais assustadores.

-Obrigada amigas, mas não precisava!- elas me olham estranho.

-Pelo que!

-Para de brincar..- mostro a caixa

-O que e isso!

- Não foram vocês que me deram!- elas discordam- Então quem poderia ser, não tem mais ninguém na minha lista que podia me dar um presente.

-Abre para ver!- a amiga 1 vem rastejando do sofá ate mim para pegar o presente.

-Ok vamos ver o que é!- abro tinha uma boneca muito estranha, mas era fofa.

-Meu são aqueles bonecos de vodu!

-Olha minha amiga macumbeira esta de volta- a outra provoca e acaba levando um soco no braço.

-Nem vem reclamar para mim, você provocou pega as consequências!-  já falo antes de uma delas vir chorar para mim. Estava muito interessada na boneca e acabo a pegando, mas logo a solta tinha me espetado com uma agulha que estava nela, na agulha se prendia um papel e embaixo da boneca tinha uma rosa.

-Um está assustador cara! Parece que estamos...

-Nem fala, lê o bilhete!!- as obedeço, pego no bilhete e começo a ler em voz alta:

      “ Esta dor que acabou de sentir, vai ser mil vezes pior quando me encontrar! Com esta rosa irei usa-la no seu funeral! Só te falo se prepara pois você não sentiu toda a minha fúria ainda!”

Quando paro de ler minhas amigas congelam, mas voltam a pensar de pois de alguns segundos.

-O que foi isso e uma ameaça!- pergunto para elas.

-Vai ver e de uma das fãs do BTS!

-Só se esta fã saiu de um hospício!!

-Vamos deixar isto para lá, não deve ser nada, e além do mais esta muito tarde.- falo para elas não se preocuparem, tentando falar isto para mim também, não era nada.

-Então vamos ver o filme de terror agora!!

-Vamos!!- todas concordamos.

Ficamos assistindo por duas horas, e já era uma da manha quando fomos dormir. Em meu quarto não paro de pensar no Suga, entre este dia maravilhoso me lembro da boneca e do bilhete. Será que era pra mim, será que li o nome direito!

Com esta duvida na minha cabeça, desço as escadas para pegar a caixa. BRUM!! Escuto um barulho aqui em baixo, pulo de susto. Será que minhas amigas querem pregar uma peça comigo!

-Não tem grassa meninas!! Aparecem!- nenhum barulho e nem sinal de ninguém, quando escuto outro BRUM!! Me assusto de novo. Desta vez soube de onde vinha era da cozinha, vou ate lá um pouco com medo e com a minha consciência dizendo ‘ Fuja você vai se ferrar!’ e já os meus pês diziam outra coisa. Acendo a luz da cozinha e vejo que a porta que vai pro quintal estava aberta e batendo.

‘Ufa!’ penso comigo mesma, e eu achando que minhas amigas queriam me assustador. Fecho a porta e a tranca, era estranho nunca deixamos ela aberta. Estava pronta para ir quando a luz da cozinha apaga me deixando total no escuro.

-Parem de brincar e serio! Apareça!- Tinha certeza absoluta que era minhas amigas. Quando no escuro na minha frente apareceu um vulto de uma pessoa, estranhei- Ai esta uma de vocês e cadê a outra!

Me aproximo do vulto preto, mas antes de chegar mais perto paro, algo me diz para fugir, mas fico parada, percebo que não e nenhuma das minhas amigas, não era do mesmo tamanho este vulto era muito alto e magro. Dou um passo para trás, mas o vulto foi mais rápido e pegou meu braço.

-Me solta! Socorro!!- começo a gritar de medo. Escuto minhas amigas levantando e acedendo as luzes das escadas. Fico feliz que elas ainda não estavam dormindo.- Socorro aqui!- grito mais uma vez.

Então o vulto segurando minha mão me puxa para mais perto e sinto uma dor horrível na minha barriga, e senti mais duas vezes de pois. Mas o vulto logo para e me solta, tento andar mais não consigo, toco a onde estava doendo, vi sangue. O que estava acontecendo, não pude nem falar de muita dor.

Então olho para o me assassino que anda bem devagar, e minhas amigas que estavam demorando para descer, agora parecia tudo em câmera lenta. Olho para escada, mas minha olhada cai no vulto que pegava a flor da caixa e se aproximou de mim, me deu um chute fazendo eu cair sem forças para levantar. Quando estava indo embora ele joga a rosa em mim abre a porta e vai.

Agora entendo a parte da rosa do seu funeral, criei forças do além para gritar por ajuda, só de pois deste grito elas vem correndo, não conseguia muito deixar meus olhos abertos.

-MEU DEUS!! CHAME A AMBULANCIA RAPIDO!!- escuto os gritos e vejo elas um pouco, sinto alguém pegando na minha mão.

-Fica calmo você vai ficar bem, vou estar do seu lado para sempre!!- a pessoa fala isso entre choros, e sinto algumas lagrimas, e ai vem um frio e um breu, não conseguia mais abrir meus olhos.

Seria o meu fim! Não tive muito tempo para viver, para me declarar para a pessoa que eu gostava, para me divertir,  este seria meu destino! ‘Não, não iria desistir!!’ o que eu pensava ‘ Crie forças tem pessoas preocupadas! Não pode deixa-los!’ então comecei a pensar em todos e por fim o Suga.....


Notas Finais


Foi demorado desculpa, estava muito ocupada...
Bom um novo capitulo espero que goste!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...