História Imagine suga gângster - Capítulo 27


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Romance
Visualizações 45
Palavras 1.203
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiiiiiiiii


Sentiram minha falta?
Não

Saudades de att?
Também não

Eu estou muito ocupada atualmente, muitas coisas estão acontecendo e não está sendo fácil lidar com tudo sozinha

Mas eu tô viva sim meus bebês, ainda não morri

~Surubangtan_3~

Capítulo 27 - Tudo escurece


Fanfic / Fanfiction Imagine suga gângster - Capítulo 27 - Tudo escurece

Chego no meu apartamento com Jimin e vejo a Jessica sentado no sofá com as mãos juntas emboladas com o queixo apoiado em cima das mãos, seu olhar era perdido e sem foco, em seu lábio inferior havia um bico muito fofo que ela faz quando está pensando.

Stefani andava de um lado para o outro com as mãos na cintura, parecia preocupada e concerteza tem haver comigo, Jungkook estava largado no outro sofa jogando no celular.

Assim que eles ouvem o barulho da porta se abrindo os três olham, Stefani suspira aliviada e vem até mim junto de Jessica que levanta e corre, Jungkook se levanta e vem até Jimin o cumprimentando com um toque de mãos.

Stefani: graças a Deus, agora conta essa de você estar "grávida" do Yoongi.

Ela examina meu rosto atrás de qualquer vestígio de agressão, as vezes esse geito protetor dela me assusta mas sei que não passa de pura preocupação e amor, desde de pequena ela é assim, eu a achava chata.

Jessica: nunca mais faça isso!

Elas me abraçam muito apertado, faço careta e dou um tapinha nas costas delas logo me separando.

Duda: nem me fala daquele idiota, eu...

Sou interrompida pela risada de Jimin, uma risada debochada que me faz querer voar em cima dele é fazer ele engolir meu sapato.

Jimin: ela tava assim quando a encontrei na rua, pelo visto ele não quis o "bebê".

Diz ele fazendo aspas com os dedos.

Mostro o dedo do meio para ele que parece não se importar muito e vira de costas andando para o sofá.

Duda: vai se foder seu anão bundudo do caralho.

Jimin: 'tu é menor que eu, para de pagar o micão, seu cartão de crédito não é sem limite.

Pego uma almofada que estava jogada no chão -não sei porque, já que quando eu saí tava tudo bem arrumadinho- e jogo nele que desvia me mostrando a língua.

Duda: só não te bato... por que senão você chora.

Ele riu debochando e foi para o meu sofá se sentando nele. Me solto e vou até uma poltrona perto da estante de televisão me jogando nela com uma perna no braço dela.

Duda: meu Deus, te morta. Quem é essa criança gigante de cabelo preto sentado no meu sofá ao lado do anão bundudo?

Eu sabia que era o Jungkook, só queria implicar mesmo.

Stefani: é o Jungkook, não lembra dele?

Duda: deveria?

Jessica: ele é namorado da sua melhor amiga.

Reviro os olhos.

Duda: até que ele tá bonito.

Stefani: se liga, Duda.

Duda: da aí seu celular.

Ela me mostra o dedo do meio é eu sorri.

Jimin: ih 'ala, chega chamando de bonito, fica esperta Stefani, essa daí tem bem cara de fura olho.

Jessica: deu né? 'tá bom de briga. Conta aí Duda como foi lá.

Duda: o resto de aborto me tratou mau 'pra cacete, fui 'mó educada e o corno me mandou embora, inventei até que tava grávida só para o Yoongi ir lá e me mandar embora.

Reviro os olhos e ouço a risada de Jimin.

Jimin: burra.

Duda: Mano eu vou fazer você engolir o celular da Jessica.

Jessica: Por que o meu?

Duda: Porque ele é seu boy.

Dou uma piscadela de um lado para ela.

Jungkook: quem muito implica, muito ama.

Duda: bate na madeira, lava sua boca com água sanitária e bota fogo, depois vai purificar sua alma na igreja.

Jungkook: Tô falando.

Jungkook fica resmungando.

Jessica começa a rir mas logo para.

Jessica: mas fala aí, você não tava se envolvendo com um cara lá?

Duda: qual dos...?

Stefani: o último.

Duda: muito lindo ele, se chama Chanyeol, 'altão e musculoso.

Jimin: Park Chanyeol?

Duda: que foi? pegou também?

Ele me mostra o dedo do meio.

Duda: Vou falar onde você vai colocar esse dedo.

Jessica: primo do Jimin.

Arregalei os olhos espantada.

Duda: então Jimin é o "Mochi"?

Dei uma gargalhada chamando atenção deles, juro que tentei não rir (mentira) mas não deu certo, meus olhos chegavam a lacrimejar e minha barriga doer.

Duda: aí Bolinho, Mochi, chichim, bundudo do caramba.

Logo parei e ele revirou os olhos.

Jessica: você não presta.

Duda: por isso somos tão próximas.

Stefani riu da cara de bunda da Jessica.

Duda: agora se me dão licença, vou arrumar minhas roupas e depois me arrumar para ir no apartamento da Stefani encher o saco por que eu sou dessas.

Jessica: na verdade, a Stefani 'tá meio que morando com o Jungkook.

Divido meu olhar entre Stefani, Jessica, Jungkook e Jimin.

Duda: como é? Que traição é essa Stefani?

Fico indignada com as falas de Jessica.

Nós estávamos pensando em morar juntas, mas como ela não aguenta, ela tinha que ir morar na casa do namorado por que o fogo na 'ppk não deixa, estou realmente indignada com isso, não aceito essa caralha.

Duda: então Stefani, QUE TRAIRAGEM É ESSA? EU NÃO POSSO COM ISSO.

E lá vou eu novamente com meu drama.

Me levanto e vou até Stefani que estava sentada ao lado de Jungkook, me enfio no meio deles empurrando Jungkook com o quadril o fazendo tombar no sofá.

Passo o braço pelos ombros da Stefani a mordo a bochecha dela e depois largo.

Duda: Agora

Me levanto e mando o dedo do meio para ela, vou até a minha mala que estava no quarto, pego meu maço de cigarro e volto para a sala, pego um cigarro e o acento, coloco o maço na mesa de centro dando uma tragada logo soltando a fumaça.

Jessica: depois morre e não sabe o por que.

Duda: vai se foder e leva o bundudo junto.

Assim se passou umas horas de discussão.

[...]

Levanto com a maior preguiça do mundo, depois que o povo foi embora ontem eu arrumei minhas roupas com o maior sacrifício e com uma preguiça do cão.

Vou até o banheiro e tomo um frio e relaxante banho para me ajudar a acordar de verdade.

Normalmente de manhã, eu acordo parecendo um zumbi, mas não sei qual foi a divindade suprema que me fez acordar com o cabelo bom, pele boa e bom humor.

Saio de roupa intima e vou até o closet e pego uma roupa (capa).

Me olho no espelho e arrumo meu cabelo num coque frouxo, pego um casaco mude e coloco.

Pego meu celular, carteira e maço de cigarros os colocando no bolso.

Saio do quarto e vejo a chave do AP mesinha de centro e a pego, todo ela no dedo e caminho até a cozinha e pego uma maçã...

~break time~

Duda: Ah fala sério, tá me achando com cara de trouxa?

Pergunto já alterada.

Hyuna: Claro que não doida, só estou te pedindo um favor, custa me ajudar?

Duda: custa, custa muito, você acha mesmo que eu tenho cara babá? O filho é 'teu, cuide você.

Desligo o celular e caminho revoltada pelas ruas.

Coloco as mãos no bolso e caminho por um beco, no canto tinha uma lata de lixo, um cano quebrado escorrendo uma água meio verde e jornal amassado, bom, essa é a parte pobre da cidade.

Fiquei distraída por alguns minutos até sentir ser observada.

Olho para trás e vejo um loiro, ele me lembra alguém, de cabeça baixa com as mão no bolso da jaqueta.

Ele continua me seguindo e isso já está me deixando com medo, sempre vi no filmes que isso acaba com uma garota sendo estuprada, morta ou sequestrada para ser mantida em cativeiro e ser morta por um psicopata que a amava no colegial mas ela não dava a mínima e então ele veio com desejo de vingança, Okay, eu não bato bem da cabeça.

Sinto um forte dor na nuca.

Tudo escurece...


Notas Finais


Desculpa os erros, desculpa o tempo sem atualizar, desculpa este capítulo merda, eu tô tentando, tô fazendo de tudo para trazer algo bom para vocês.

Agora a Fanfic vai realmente começar


Comentem e deixem sua críticas construtivas, qualquer ofensa eu dispenso

Me incentivem a escrever

Comentem pfv


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...