1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine Suho - Oppa de infância >
  3. Encontro

História Imagine Suho - Oppa de infância - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, pessoal! Ansiosa estou para esse encontro da (S/N) com o Junmeyon. 🥰

Capítulo 3 - Encontro


Fanfic / Fanfiction Imagine Suho - Oppa de infância - Capítulo 3 - Encontro

Acordei e a primeira coisa que fiz foi pegar o celular para ver se tinha alguma mensagem do Junmyeon, mas não tinha nada. Não consegui conter a decepção... Mas me levantei, fui tomar um banho e fazer minhas higienes pessoais para ir trabalhar. Tomei uma xícara de café, mas não consegui comer nada, aquelas malditas borboletas não tinham ainda ido embora do meu estômago.

Peguei meu carro e fui direto pro trabalho, querendo cair de cabeça nas minhas obrigações para o dia passar rápido, quando de repente meu celular apita avisando que tem uma nova mensagem... O coração novamente dispara ao ver que era ele.

Bom dia, tongsaen. Como eu não conheço São Paulo, acho melhor você dizer o que a gente poderia fazer (risos). Quando você pensar em alguma coisa, me avisa. Espero que você tenha um ótimo dia.

Junmyeon.

Como eu podia ficar com um sorriso bobo com uma mensagem simples como essa? Ah, Junmeyon, você está mexendo comigo... Apressadamente respondi:

Bom dia, oppa! Você já experimentou a culinária brasileira? Tenho ótimos lugares em mente. Que você tenha um dia lindo! 

Mandei já ansiosa pela resposta. Não foi 1 minuto e o celular apitou novamente.

Eu adoraria visitar qualquer um desses restaurantes, é só me dizer o horário e onde vamos no encontrar.

Imediatamente mandei:

Às 19:30 estarei no seu apartamento, vamos pegar um uber e hoje vamos nos divertir feito brasileiros. Até mais tarde.

O dia começou a se arrastar a partir daí, porque a hora simplesmente não passava. Eu já estava pensando na roupa que eu iria usar, no cronograma do nosso encontro... Será que eu poderia chamar de encontro? Não conseguia me concentrar no trabalho.

Quando deu 17 horas, eu simplesmente saí desesperada do trabalho. Tudo o que eu queria era chegar em casa para começar a me arrumar, e ir encontrar logo o Junmyeon.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Tomei um banho bem caprichado, e fui escolher minha roupa... Revirei o guarda roupa e parecia que eu não encontrava nada. Tenho que usar uma roupa mais formal? Informal? O que eu visto?

Quando olhei no relógio vi que já era quase 18h30 e eu tinha que decidir o que vestir exatamente agora para não atrasar.

Decidir colocar uma calça jogger preta, um sutiã preto estilo cropped com uma camisa de tule por cima, e um salto. Fiz um "delineado gatinho", coloquei cílios e um batom vermelho matte. No cabelo, decidi ondular as pontas. A maquiagem destaca meus olhos verdes, e meu cabelo ruivo estava brilhoso. Me olhei no espelho e só consegui pensar no quanto eu estava linda.

Olhei no relógio e era 19:15. Droga! Eu ia chegar um pouquinho atrasada, então sai apressada de casa. Ainda bem que o prédio em que ele estava hospedado, era perto de casa.

Cheguei no prédio dele e avisei o porteiro, que disse que ele já estava descendo. Meu coração começou a acelerar de ansiedade. Estava feliz de encontrar ele de novo.

- Tongsaen? - Escutei Junmyeon e quando me virei, meu coração disparou mais ainda.

Ele estava com uma camisa social vinho, despojado igual no dia anterior, calça social e sapato social. O cabelo perfeito, sem 1 fio fora do lugar. Como esse homem podia ser tão lindo assim? Deveria ser crime!

- Oppa! - Sorri calorosamente.

No mesmo instante eu o vi abrindo um sorriso enorme e me olhando da cabeça aos pés. Fiquei um pouco tímida, mas minha missão de deixar ele de "boca aberta" foi concluída com sucesso. Comemorei internamente.

- Vo-você está maravilhosa! Nossa! Não tenho nem palavras! - Ele gaguejou ainda me olhando dos pés a cabeça.

- Obrigada, oppa! Você também está maravilhoso! - Eu não conseguia parar de sorrir pra ele, chegada a doer as bochechas. - Vou pedir um Uber pra gente... Nós vamos em um barzinho que é churrascaria também.

- Churrascaria? Que delícia! - Ele disse chegando ao meu lado.

O cheiro dele invadiu o meu espaço, me fazendo dar uma suspirada pra sentir ainda mais. A minha vontade era de abraçar ele, enfiar meu rosto no seu pescoço e sentir esse cheiro a noite toda. O quanto seria difícil eu me segurar essa noite? Já tinha ido a encontros, mas o que eu estava sentindo nesse era completamente diferente.

Se controla! Me repreendi internamente.

- Tongsaen, o Uber chegou! Vamos? - Ele disse colocando a mão nas minhas costas e apontando pro carro. Eu me arrepiei... Como eu poderia me arrepiar com um simples toque?

Entramos no carro e fomos para o barzinho... Chegando lá, escolhi uma mesa mais reservada para a gente, porque tínhamos muito o que conversar e seria melhor assim.

Sentamos na mesa e eu pedi uma porção de picanha com batata.

- O que você quer beber? - Perguntei

- O que você indicaria? Você disse que iríamos nos divertir como brasileiros. - Ele sorriu simpático.

Ahh, que homem!!!

- Garçom, 2 milongas, por favor! - Falei para o garçom e ele assentiu. - Espero que você goste. É cerveja de um jeitinho especial. - Sorri calorosamente.

Junmyeon me olhava de um jeito diferente. Parecia maravilhado com tudo o que eu falava, e peguei ele olhando pra mim mordendo o lábio inferior. Confesso que minha roupa para um coreano era provocativa, e mais uma vez fiquei feliz de ter acertado no look. Parecia que eu realmente estava sendo correspondida.

Comemos um pouco e começamos a beber. A conversa foi fluindo e nos divertimos bastante. Colocamos todos os papos em dia. Já estávamos começando a ficar "alegres", quando tive a brilhante idéia de ir para uma balada ali perto.

- Oppa, vamos para uma balada? Tem uma aqui perto! - Falei animada 

- Vamos! - Ele disse levantando da mesa e me puxando pelo braço pra ir pagarmos a conta.

Enquanto esperávamos nossa vez na fila, conversávamos e riamos. Junmyeon era tão atencioso comigo que pessoas de fora com certeza achavam que éramos namorados. Ele o tempo todo colocando sua mão nas minhas costas o que me fazia estremecer... Como eu já estava um pouco "alterada", aqueles toques parecia que ficavam cada vez mais intensos.

Saímos do barzinho e fomos para a balada. Chegando lá estava tocando música eletrônica.

- Oppa, vou pegar uma bebida pra gente, pode ser? Você já tomou caipirinha?

- Caipirinha? Nunca tomei, tongsaen. Como é? - Junmeyon perguntou curioso

- Pinga, limão, açúcar e gelo... É bem mais forte que a milonga. - Olhei maliciosamente de propósito.

Pra minha surpresa ele olhou do mesmo jeito pra mim... Não sei o que estava mais acelerado, se era meu coração ou minhas partes íntimas. Ahh, Junmyeon!

Fui para o bar e peguei duas caipirinhas, somos pra pista dançar... Eu fiquei espantada do quanto ele dançava bem, parecia realmente um profissional.

- Nossa oppa, eu não sabia que você dançava tão bem. - Falei o elogiando, e realmente maravilhada com isso.

- Dançar é meu hobbie. - Ele disse piscando pra mim.

Tomamos mais umas 2 caipirinhas no bar, continuando nossa conversa que não tinha fim. Nosso papo simplesmente fluía, tínhamos uma conexão maravilhosa e estávamos começando a ficar mais alterados.

De repente começou a tocar funk, e com o efeito do álcool eu naturalmente ficava mais abusada (risos).

- Oppa, vem cá! Agora eu vou te mostrar como nós, brasileiras, dançamos. - Olhei maliciosa, arrastando ele pra pista.

Estava tocando a música Vai Malandra, da Anitta. Coloquei ele parado e fui para frente dele... Eu descia rebolando, e propositalmente às vezes encostando minha bunda no seu membro... Olhava pra ele maliciosamente pelo ombro, e ele estava com o olhar frenético na minha bunda, mordiscando o lábio inferior. Eu gargalhei e fui na frente dele, jogando os braços pelo seus ombros.

- Você gostou do jeito que nós brasileiras dançamos? - Sorri maliciosamente. Eu queria provocar e estava conseguindo.

- Eu realmente tô sem palavras, tongsaen. - Ele disse malicioso, envolvendo minha cintura - Eu já não estou conseguindo me segurar.

Nesse momento eu agi por puro instinto, puxei ele e comecei o beijo...




Notas Finais


O clima esquentou entre a (S/N) e o Junmeyon... E aí? Será que ele vai corresponder o beijo? Como vai acabar esse encontro?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...