História Imagine Taehyung/V- The Darkness - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, CL (Chaelin Lee), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, JB, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kai, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Lay, Lee Chaelin "CL", Lisa, Lu Han, Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Sehun, Suho, Tao, Xiumin, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 21
Palavras 4.020
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente aqui está, me desculpem a demora, o cap está bem grande, me desculpem também os erros, bom gente espero que gostem, sinceramente estou pensando em por a fic em yatos, preciso de um tempo para pensar, não quero acabar com ela, por isso penso em por de yatos, mas é só uma idéia!

Enfim boa leitura, até as notas finais!

Capítulo 33 - Lutas


Fanfic / Fanfiction Imagine Taehyung/V- The Darkness - Capítulo 33 - Lutas

Eu me levanto com a mão na carteira, olha para Natsu que me olhava com um sorriso no rosto. Tae também levantou e Hoseok encarava ele. Os outros alunos olhavam para a gente curiosos, alguns tinham seus olhos no Natsu, eles o olhavam com espanto.

Natsu me olha com um sorriso no rosto.


Natsu: parece que eu te encontrei, né cadelinha!


Ele sorri ainda mais cínico. Sua voz é ainda pior pessoalmente.


-Parece que sim Natsu! Mas eu quero saber, você gostou do presentinho que eu deixei para você!


Dessa vez, sou eu quem abre um sorriso. Natsu me olha, e vem como um jato até mim me pegando pelo pescoço e me suspendendo do chão. Hoseok e Tae se agitam, eles iam vir para cima de Natsu mas eu interrompo eles.


-Não está machucando relaxem.


Natsu: lobinha idiota! Sabe que eu posso te matar se eu quiser!


-Sou inteligente demais para morrer em suas mãos Natsu!


Eu ativo meus poderes e me teleporto para o lado de Hoseok.


-Diferente de você, Natsu, eu tenho teleporte!


Quase consigo ver o sangue de Natsu ferver. Os olhos curiosos das pessoas, agora tem uma mistura de medo.

Retiro devagar a arma e entrego para o Hoseok.


Natsu: pelo que eu vejo, sua suposta sala de aula não sabe quem você é! Vamos nos apresentar para eles!


-Sim claro, é uma ótima idéia! Por onde começamos?! Natsu, eu sou S/n a pessoa que vai te destruir e acabar com o mau que é você!


Natsu: S/n, eu sou Natsu, o cara que vai dominar mundos, e você, vai ser a primeira pessoa que eu vou matar, que foi enviada de Lee.


-Não precisa se preocupar, sei seu plano!


Natsu: eu sei que sabe, as raposas me contaram!


-Sabia que tinha que ter matado elas.


Natsu: bom agora é tarde, irei te destruir primeiro!


O chão balança e sinto que um ataque vem de lá, então eu dou um pulo, mas não resolve muito, as pedras são rápidas, elas me alcançam e me lançam  na parede. Natsu de repente está na minha frente de novo. Ele me pega pelo pescoço e me lança contra a janela, que se quebra, e então me vejo caindo. Antes de chegar no chão me teleporto para trás de Natsu e lhe dou um chute na costela dele.


-Idiota, pensou que iria se livrar de mim tão fácil! Você é previsível Natsu! Como pensa em ganhar os mundos assim?!


Natsu: cadela!


-Você não me xinga idiota!


Eu tiro a arma escondida e miro nele, nesse momento eu percebi que Tae e Hoseok estavam lutando com o pessoal do Natsu.


Natsu: armas não me machucam!


-Não mas te atrasam!


Eu atiro nele dando tempo para mim me afastar e me transformar, quando eu atiro o pessoal de dentro da sala abaixa as cabeças nas carteiras, logo estou na forma de lobo e parto para cima dele o mordendo, começamos a lutar e eu não sei como mas aparentemente eu estava na frente. De repente ele me dá um chute e eu bato as costas contra a parede me transformando de novo em humana. Tinham algumas pessoas na porta vendo o que estava acontecendo.


Natsu: olha que legal a humana voltou!


-E o seu fim chegou!


Eu retiro a adaga e a seguro em modo de ataque.


Natsu: uma adaga normal não me mataria!


Sorrio de lado e ele logo percebe que a adaga não é normal. Seu sorriso desaparece.


Natsu: você nunca conseguiria me acertar com isso!


-Dúvida?!


Natsu: não duvido, tenho certeza!


Logo partimos um para cima do outro de novo, ele me acerta um soco na barriga me fazendo tossir um pouco de sangue, continuamos lutando, Natsu me pega pelo pescoço e me ataca pela porta me fazendo bater contra a porta da outra sala a abrindo, eu estava ajoelhada em cima da mesa do professor da outra sala, os alunos me olham assustados, é a sala do Xiumin, ele me olhava curioso. Logo Natsu aparece.


Natsu: a cabelinha consegue sobreviver a algo assim. Estou impressionado!


-O vampirinho consegue me lançar de tão longe! Estou impressionada!


Natsu: só não te mordo porque seu sangue deve ser ruim!


-Não, você só não me morde porque é idiota demais para isso! Tão idiota que deixou idiotas cuidando do seu “esconderijo” enquanto o bonito viajava!


Natsu: me respeita!


-Por que deveria?! Só porque você é mais velho?!


Ele tira um pedaço de pedra do chão e atira em mim, eu desvio.


-Idiota!


Natsu: cadela!


-Na verdade é loba!


Natsu: cala a boca!


-Me obrigue!


Ele parte para cima de mim e começamos a lutar de novo. Eu já estava um pouco machucada, mas ele também estava. Tae aparece na porta e dá um tiro no Natsu, acertou no ombro dele, isso me dá tempo de tirar Natsu de cima de mim e atirá-lo pela janela.


-Boa V!


Tae: Valeu Shadow! Hoseok está terminando lá! Encontramos você lá em baixo!


-certo!


Olho na direção do Xiumin, ele parecia confuso, dou um pequeno sorriso para ele que me olha assustado, é de partir o coração, mas não tenho tempo para isso. Vou até a janela e pulo dela em direção ao pátio, quando eu estava no meio da queda, mais ou menos, me teleporto me fazendo parar em pé na frente de Natsu.


Natsu: você é inteligente lobinha!


-Não esperava menos de alguém que vai te derrotar, esperava?!


Natsu: pensava que quem ia me derrotar seria alguém como o Jin, pensei que ele se rebelaria contra mim.


-Com alguém como você do meu lado eu também me rebelaria!


Natsu: é mas parece que Jin é bem fiel! Então, sem ninguém para me matar, só me resta continuar com meu plano!


Antes de dar tempo de eu o responder, ele retira a parte de terra onde eu estava pisando e vai me levantando, me teleporto novamente e vejo a terra, agora condensada em pedra, vindo em minha direção. Desvio da pedra que bate na parede atrás de mim se quebrando e quebrando a parede.


-Você é muito destrutivo não acha não?!


Natsu: é talvez um pouquinho.


Nesse momento Hoseok e Tae aparecem, ambos um pouquinho machucados. Começo a lutar com Natsu outra vez, consigo pegar ele por sua camisa e o lançar perto do quarto andar.


-Hoseok!


Ele me entende e logo faz “pezinho”, me transformo e corro pegando velocidade, quando estava perto dele me transformo novamente e pulo na sua mão, ele me dá impulso e eu chego até Natsu, lutamos um pouco no ar mas logo forço sua queda, viro ele fazendo ficar de ponta cabeça, ganhamos mais velocidade. A gente atinge o chão, Natsu de cabeça, eu em cima dele. Natsu logo se levanta, um pouco tonto pela queda, ele me olha no fundo dos olhos e por um momento sinto ele me queimar.


Natsu: sabe, pensei que você seria mais inteligente! Não percebeu o que eu quero ainda!


-Você quer dois mundos em sua mão!


Natsu: eu quero melhorar eles! Quando eu era menor via meus pais falando da Terra, dizendo que era linda e tals. Mas eu ficava pensando, se a Terra é bonita significa que tem alguém bom no comando, nosso mundo precisa de alguém bom também. Quando vim para a Terra não encontrei o que ouvi falar, ao invés disso encontrei muitas pessoas ignorantes, talvez com um governante igual EU isso tudo melhore, o planeta Terra que todos dizem ser bonito, eu posso transformar tudo, posso transformar nosso mundo e esse mundo! E você pode me ajudar, se aceitar ser minha rainha!


-pretende começar uma guerra com minha ajuda!


Natsu: não diria guerra, mas sim revolução! O que acha?!


-Não vou me juntar a você para uma guerra!


Natsu: okay, okay! Não se junte a mim! Não se torne minha rainha! Não comande dois mundos!


-Não vou deixar me levar por suas palavras! Se pretende se transformar em rei e dominar dois mundos com uma guerra, eu vou te impedir! Não vou deixar que você domine os mundos!


Natsu: se você diz! Boa sorte! E agora parando pra pensar, realmente, se não ocorrer tudo como eu planejei, vai ser uma guerra sim, a terceira guerra mundial da Terra?! A Segunda guerra sobrenatural?! Ou melhor, uma guerra intermundial! Terra contra mundo Sobrenatural, tiros e bombas contra poderes, humanos contra seres sobrenaturais! Não acha divertido?!


-Quantas pessoas você vai ter que matar para conseguir isso?!


Natsu: quantas precisar! Vai ser bom não acha?! Diminuir a população da Terra! Diminuir a população do nosso mundo! Vai ser melhor não acha?!


-Raças vão ser extintas com essa guerra!


Natsu: já pensei nisso, acabar com todos os vampiros, eu vou ser o único, poderei dominar tudo! Vai ser bom!


-Espero que eu te mate antes disse!


Natsu: você vai?!


-É sempre bom tentar não acha?!


Natsu: vamos ver se você consegue!


-Vamos nessa!


Começamos a lutar novamente, um atacava o outro, ele me jogava longe, eu deixava ele tonto, eu estava começando a ficar cansada, ele me derrubou me fazendo ficar deitada de costas, nisso ele colocou o pé no meu pescoço me impedindo de respirar, sem ar e começando a ficar cansada eu não consegui me teleportar.


Natsu: pensei que ia ser mais difícil! Mas olha para você, toda machucada e sangrando, te matar agora seria fácil!


Quando ele termina de falar ouço o disparo de uma arma e Natsu tirando o pé de cima de mim. Me ajoelho recuperando o ar, olho para onde veio o disparo e vejo Tae, agora Hoseok estava lutando com Natsu. Me levanto com dificuldade ainda tentando recuperar o ar, quando consigo ficar em pé um portal se abre, Lee, Jongin e Suho saem do portal. Natsu para na minha frente.


Natsu: percebeu que não daria conta de me vencer e chamou reforços, cadelinha!


-Não sou igual a você!


Seu sangue ferve e ele consegue me jogar longe, antes de eu cair no chão Jongin se teleporta para trás de mim e me segura.


Jongin: S/n já chega! A gente resolve a partir de agora.


Eu olho para Natsu e começo a rir, me teleporto para trás do mesmo, o imobilizo.


-Ficou bravinho foi?! Escuta eu não sou igual outras pessoas, não vou deixar que alguém como você me vença, não vou deixar você ter dois mundos em suas mãos!


Natsu em um movimento rápido se livra das minhas mãos e me derruba. Ele pisa em cima da minha mão esquerda com certeza a quebrando, porém agradeço mentalmente pelo baque de adrenalina não me deixar sentir dor.


Natsu: acho que você já viu o que sou capaz de fazer, que fique como um aviso.


Ele aperta um botão no relógio dele, em questão de segundos uma figura aparece na frente de Natsu, estava encapuzado mas seu olhar encontra o meu por um segundo, é vazio, escuro, sem brilho, a intensidade da energia dele me diz que é um demônio, ou fez pacto com um. Ele coloca a mão no ombro do Natsu.


Natsu: até mais cadelinha!


E os dois desaparecem. Me levanto com uma certa dificuldade e quando me mantenho em pé, sinto dores pelo corpo inteiro, o baque de adrenalina passou e consigo sentir que além da mão, com certeza quebrei umas três costelas, e meus órgãos devem estar muito machucados.


-Droga, Droga, droga, droga! É a segunda vez que essa porra acontece, que ódio! Sua idiota podia ter matado ele.


Eu bato um pouco na minha cabeça com a mão boa.


-Qual o seu problema, podia muito bem ter matado ele quando o imobilizou, eu sou muito idiota!


Jongin se teleporta para o meu lado e coloca uma mão no meu ombro.


Jongin: S/n, vamos cuidar desses ferimentos, anda, não vai adiantar nada ficar aí reclamando! Ele veio aqui te irritar, não liga pra isso!


-Eu podia ter matado ele!


Jongin: e ele podia ter te matado, agora vamos cuidar pelo menos dessa mão!


Ele olha para a minha mão que estava pendurada, não conseguia sentir ela. Rasgo uma tira do short-saia, que por sinal já estava um pouco rasgado, e amarro na mão.


Jongin: consegue andar?!


-Ainda não fiquei aleijada não se preocupe!


Ele ergue as mãos em sinal de rendição, vou andando até o local onde Lee e os meninos estavam, Jongin vinha a, mais ou menos, um braço de distância de mim.


-Hoseok, Taehyung, vocês estão bem?!


Hobi: só alguns cortes e arranhões, vamos ficar bem!


Lee: e você, como está?!


-com a mão quebrada, provavelmente meu ombro saiu do lugar, cortes, arranhões e hematomas pelo corpo, meus órgãos internos, talvez um pouco machucados e pelo menos três costelas quebradas!


Suho: você fala como se não fosse nada!


-Daqui a pouco estou bem de novo, Natsu é fraco, mas tem suas técnicas. Ele é um cara interessante, seria legal estudar ele!


Jongin: se fosse por mim você nem chegaria perto dele mais.


-Não é só por você, é por dois mundos.


Escuto passos de muitos pessoas se aproximando, consigo ver os alunos vindo na nossa direção.


Suho: os alunos estão vindo!


-Eu percebi!


Lee: S/n, você precisa sentar?!


-Estou bem não se preocupe!


Lee: certeza?!


Eu assinto com a cabeça.


Suho: e os alunos estão chegando!


-Lee me ajuda a por meu ombro no lugar por favor.


Lee: okay!


Ele se aproxima e começa a mexer no meu ombro, as vezes eu fazia careta pela dor, quando Lee consegue por no lugar, ele enfaixa meu ombro.


Lee: melhor?!


-Muito, obrigada!


Lee: de nada!


Xiumin: S/NNN!!!


Eu me assusto e olho para onde vinha a voz dele, quando percebo ele já estava me abraçando.


-Aí aí Xiumin, calma! MINSEOK ME SOLTA TÁ DOENDO!


Ele me solta na hora.


Xiumin: Desculpa! Você está bem?!


-Tenho certeza que depois desse Abraço quebrei mais uma costela!


Xiumin: não sou tão forte assim!


Jongin: mas é muito rápido, nem vi você chegando!


Xiumin: mudando de assunto, me explica tudo, tudo mesmo, o que aconteceu?!


-É complicado!


Xiumin: por que nunca me disse sobre...isso tudo?!


-Porque se eu contasse você não acreditaria, e para te proteger!


Xiumin: Tae sabia?!


-Huhum, estamos trabalhando juntos, não teria como ele não saber!


Xiumin: estou me sentindo excluido!


-Foi para seu bem! Acredita em mim, somos amigos, eu juro que queria contar, mas eu não podia! Isso iria te deixar em risco, assim como iria por as meninas em risco, você é meu amigo, acredita em mim!


Xiumin: tá bom, tá bom! Mas depois vai me contar tudo!


Eu solto um suspiro. Seu olhar não era o mesmo, tinha uma mistura de medo, curiosidade, receio, ele parecia assustado, sabia que iria acontecer, não sabia que ele iria agir dessa maneira.


-okay!


Xiumin: e agora pode me explicar por que vocês nunca me disseram que o Tae é o V?!


Tae: tenho uma reputação a seguir, não é inteligente sair dizendo a todo mundo que eu sou o “famoso” V, os inimigos se escondem embaixo das sombras e do sol!


Xiumin: tem razão! Faz sentido! Eu sinto que tinha algo para falar, não sei o que é…..Ah! A Ah Ro está vindo aí, ela estava com um sorriso enorme no rosto.


-Afs!


Hoseok: S/n não acha melhor se sentar, seu corpo deve estar exausto!


-Meu corpo está muito bem, ele já está trabalhando na minha recuperação.


Xiumin: S/n, eu sei que você acabou de lutar com um cara e tals, e deve estar muito machucada, mas eu acho que você foi enfeitiçada! Assim não quero dizer nada mas o corte na sua bochecha, ele tá fechando!


-Ah isso?! Relaxa, não é feitiço nem um, é só meu corpo fazendo o trabalho dele!


Xiumin: é assustador!


E novamente seus olhos não tem aquele brilho, Xiumin está realmente com medo, mais um dos tópicos para não contar tudo isso para ele.


Tae: eu também achei que era nos primeiros dias que ela estava aqui!


Lee: Natsu quer mais alguma coisa, ele não está satisfeito, ele não viria aqui para nada!


-Hum tem razão, pensei nisso também, ele disse que vai governar os dois mundo como um rei, me perguntou se eu queria reinar com ele!


Suho: o que você respondeu?!


-Respondi com não, óbvio!


Jongin: É estranho, ele não viria aqui e causaria tudo isso para nada! Ou para só isso!


Só percebi agora, mas os três estavam sentados analisando alguma coisa em uma espécie de computador.


-o que vocês estão vendo?!


Suho: espécies de demônios!


-Para saber quem era o encapuzado?


Jongin: isso!


Lee: eu estou preparando os equipamentos para apagar memória!


-Você é inteligente!


Lee: fazer o que né!


Eu escuto uma voz muito irritante se aproximando, era Ah Ro.


Ah Ro: ei S/n, vemos que alguém conseguiu te machucar não é?!


-Embora ele tenha conseguido me machucar tenho certeza absoluta que você não sabe para que ele fez isso!


Definitivamente não é só o Xiumin, Ah ro tenta se passar de durona, mas seus olhos estão em uma confusão de sentimentos, dúvidas, medos, e é assim com quase todas as pessoas que se encontravam atrás dela.


Ah Ro: lógico que sei, do jeito que você é chata até eu bateria em você sem motivo!


-Acontece meu anjo que mesmo com uma mão quebrada, um ombro deslocado, 3 costelas quebradas, e meus órgãos um pouco machucados, ainda consigo te derrubar!


Atrás de Ah Ro haviam muitos alunos, eles estavam cochichando algumas coisas. Obviamente assustados, tenho certeza que devem estar muito confusos e com medo. Às vezes até eu mesma tenho medo de mim.


Lee: S/n!


-Oi?!


Lee: preciso que você me faça um favor!


-Qual?


Lee: Natsu é um vampiro, naturalmente seu sangue é mais escuro que o nosso, consegue uma amostra do sangue dele por favor!


-Okay!


Dou uma olhada nas minhas mãos, tinham algumas manchas mais escuras que outras.


-Lee, serve essas que estão na minha mão?!


Lee: serve sim, vem aqui!


Eu me aproximo e ele passa um cotonete nas manchas de sangue mais escuro.


Hoseok: S/n, Natsu realmente te queria como Rainha?!


-Queria sim, ele disse que vai começar uma guerra Intermundial!


Hoseok: isso é perigoso! Se ele quer ser rei de dois mundo temos que tomar cuidado!


Os cochichos novamente, os alunos estão com medo. Suas feições demonstram claramente isso, tem uma curiosidade no meio de tanto medo também.


-Já sabíamos que ele queria dominar os dois mundos, só não sabíamos que ele queria ser rei!


Tae: segundo ele, os humanos são ignorante!


Lee: temos que ter cuidado com isso, pode dar algum problema depois.


Ah Ro: se esse tal de Natsu quer uma rainha, por que não falou comigo?!


-Porque ele quer uma rainha a altura, não alguém que não consegue nem me derrubar!


Ah Ro: eu consigo te derrubar!


-tenta!


Ele veio para me dar um soco, eu seguro seu punho com minha mão boa e à torço colocando nas suas costas, a empurro e a mesma quase cai.


Hoseok: S/n chega! Se você quebrou mesmo algumas costelas não podemos arriscar deixar você ficar se mexendo tanto, deixa seu corpo regenerar, daqui a pouco você continua!


-Não acho que seja para tanto.


Ele me olha desafiador.


-Okay, não vou me mexer.


Me sento ao lado do Tae.


Tae: acho melhor obedecer seu irmão.


-Também acho!


Hoseok: eu estou escutando tá!


-Não falei nada!


Tae: cansada?!


-Decepcionada!


Tae: imagino, mas a culpa não foi sua, a adrenalina, às vezes, não deixa a gente pensar tão bem! Mas se quer boas notícias, eu anotei todos os comportamentos do Natsu, de seus capangas, e temos muita informação agora!


-Você é demais!


Tae: eu sei!


Lee: achei!


-O que você achou?!


Lee: normalmente para ter um demônio ao seu lado, é preciso de um pacto de sangue, Natsu fez um desses com aquele demônio, agora é só achar os registros deles!


Suho: S/n, percebeu algum comportamento diferente vindo de Natsu?!


-Não, não notei nada!


Suho: okay.


Lee: S/n!


-Diga.


Lee: vem aqui!


Eu levanto e vou até ele.


-Fala!


Lee: olha!


Ele aponta para a tela do computador, Natsu tinha mandado uma mensagem, para Lee, debochando da gente.


-Como ele conseguiu isso?


Lee: não faço idéia.


-Ah que idiota! Me sinto mal, eu podia ter matado ele.


Lee: não se culpe, eu podia ter matado ele várias vezes e não fiz!


Eu suspiro e volto a me sentar ao lado de Tae.


Ah Ro: olha só a perfeitinha não conseguiu fazer o que queria!


-Olha só a princesinha ainda não conseguiu chamar a atenção do papai! Fala sério, Lee eu posso matar ela?!


Lee: segura a bola baixinha!


-Me chama de baixinha de novo e eu acabo com você!


Lee: eu não falei nada!


Eu solto um suspiro, sinto meu ombro melhorando e minhas células se movendo a todo instante. Coloco a mão no ombro.


Tae: tá’ melhorando?


-Aos poucos!


Lee: okay vamos apagar memórias!


Xiumin: a minha não! Tenho assuntos a tratar com a S/n!


Ah Ro: é impossível se apagar a memória de alguém, e mesmo que fosse possível, ninguém vai apagar isso que eu vi, irei lembrar do dia que a garota perfeitinha caiu!


Seu olhar agora era de deboche, mas ela não consegue esconder o medo, assim como todos ali no local.


Lee: ok mudei de idéia, S/n mata ela!


-Com todo prazer!


Eu me levanto com um sorriso no rosto.


Suho: S/n…


-Ah Vai prometo que não vai ser doloroso!


Ah Ro: a senhorita perfeita recebe ordens não é mesmo?! Como se ela fosse conseguir me matar.


Me teleporto para trás dela, coloco uma mão tampando sua boca e me aproximo do seu ouvido.


-a princesinha aqui também recebe ordens, e acredite, se eu pudesse você já estaria morta! Se cuida comigo, não sou qualquer uma e não vou admitir afrontas!


Solto ela e saio dali com um sorriso cínico no rosto.


-Lee, apaga tudo que aconteceu da cabeça dessa daqui, menos o que eu acabei de falar para ela!


Eu digo apontando para Ah Ro, ela estava com os olhos arregalado e me olhando assustada, o que fez meu sorriso aumentar mais ainda.


-Ei eu sei que sou linda, mas não precisa ficar olhando sempre!


Lee: você vai assustar a garota assim!


-E de que isso me importa?! Que fique assustada, é importante as pessoas saberem com o que estão se metendo!


Lee: às vezes eu tenho medo de você!


-Eu sei, lobos sentem o cheiro do medo de suas vítimas de longe! Você não é o único, às vezes até nos mesmo sentimos medo de nós, essas pessoas estão com medo desde que tudo isso começou, seus olhos não conseguem esconder isso.


Jongin: não gosto de me meter mas ela está certa!


-eiiiiii sabe o que eu percebi?! Estamos nós, três irmãos adultos super responsáveis que estão em uma….


Hobi/Jongin: não vamos sair pra beber!


-Ah poxa, mas eu ia chamar vocês pra tomar sorvete! Vamos, nós, os três irmãos mais velhos, juntos! Não é sempre que acontece!


Jongin: certo você venceu, eu vou!


Hobi: tá, eu vou também!


-Yess! Querem ir?!


Lee: tenho papeis para assinar!


Suho: não quero estragar uma saída de vocês!


Tae: vou ficar em casa, Namjoom disse que precisava de algo!


-Então vai ser os três irmãos mesmo!


Lee: não querendo cortar a farra de vocês, mas já cortando, silêncio que eu vou apagar algumas memória!


Ele volta a atenção a um livro e então recita algumas palavras, logo dá as ordens e aos pouco os alunos vão voltando para as salas, como se estivessem hipnotizados, onde tinham coisas quebradas passava algo, parecido com uma aura, e consertava o lugar. Aos poucos tudo foi voltando ao normal, e todos que viram pelo menos um pouco da luta tiveram, essa parte, da memória apagada. Inclusive Xiumin, fico ressentida de não poder falar isso para ele, mas é para seu bem.


-Okay, quero ir pra casa!


Lee: é melhor antes que alguém te veja!


Suho: vai se teleportar?!


-Sim!


Jongin: consegue levar uma pessoa e algumas coisas?!


-Creio eu que sim!


Jongin: ótimo, Taehyung vai com você, e você vai levar essa maleta, e essa mochila, o resto eu levo!


Lee: amei a idéia de você me chamar de resto!


Suho: estamos juntos nessa!


Jongin: ah vocês entenderam! S/n, aqui a mochila, e a maleta!


Ele me entrega as coisas, coloco a mochila nas costas e seguro a malta.


-Hoseok, você vai para onde?!


Hobi: acho que vou voltar para casa, não se preocupe, depois nos vemos!


Ele vem até mim e beija a minha testa.


Hobi: descansa bem, okay?


-Pode deixar!


Tae se aproxima e coloca uma mão no meu ombro, me concentro e mentalizo a sala do Tae, logo estamos lá, eu fico um pouco ofegante por conta do esforço, mas aos pouco vou me recuperando.


Tae: não se preocupe okay, nós vamos pegar ele!


-Eu não duvido!


Ele segura meu rosto com as mãos e me dá um selinho.


Tae: vai tomar um banho e tentar relaxar!


-Okay! Tae obrigada!


Tae: pelo que?! Você fez quase tudo sozinha!


-Se não fosse você eu estaria morta agora.


Levo a mão ao pescoço, lembrando da sensação horrível que foi quando Natsu me impedia de respirar.


Tae: denada pequena, estou aqui para te ajudar. Nós vamos acabar com ele, não se preocupe, agora vai tomar um banho e relaxar um pouco!


-Certo!


Eu vou para meu quarto e entro no banheiro, tiro minha roupa e entro no box logo ligando o registro e deixando a água cair. Tomo meu banho e vou me trocar, coloco uma roupa mais folgada e vou para a sala, os meninos estavam lá. Me jogo no sofá e coloco a cabeça no colo do Jongin e as pernas no colo do Lee.


Jongin: você é bem folgada né!


-Eu sou sua irmã né!


Lee: que bixa ousada!


-Aprendi com alguém!


Lee/Jongin: não quero mais brincar com a S/n!













Notas Finais


Me desculpem a demora mesmo, mas espero que tenha ficado bom! Como eu disse estou pensando em por a fic em Yatos, nada confirmado, mas quem sabe, se eu decidir velho avisar vcs!

Espero que tenham gostado, não sou boa em fazer lutas! Até o próximo, bjs!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...