1. Spirit Fanfics >
  2. Imagine TPN(Emma,Norman e Ray). >
  3. Capítulo 01-(sem nome)

História Imagine TPN(Emma,Norman e Ray). - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo 01-(sem nome)


Fanfic / Fanfiction Imagine TPN(Emma,Norman e Ray). - Capítulo 1 - Capítulo 01-(sem nome)

AAAH VOCÊ SEMPRE ME PEGA!! - resmungava Emma brava.

Oque o Norman tem que você não tem Emma? - disse Ray.

— Altura..?,cabelo branco..olhos azuis e pele pálida? - disse Emma um pouco confusa.

Tsc!,agilidade e inteligência! - disse Ray como se fosse algo muito provável de se notar,e realmente é muito provável de se notar.

—aaah!,ei!,está me chamando de burra Ray??!! - ok,uma Emma puta com Ray.

Entenda como quiser Emma! - disse Ray em seu típico tom de voz de tédio.

Norman ainda não encontrou a S/n? - disse Emma.

— Por um acaso você está vendo algum dos dois Emma?,se eles não estão aqui é porquê provavelmente Norman não encontrou a S/n - disse Ray.

— huh,falta apenas 1 minuto para Norman achar S/n - disse Ray olhando para o relógio.

— Eu acho que Norman irá conseguir achar a S/n-chan - disse um garotinho sorrindo.

— eu acho que não!,a S/n-chan sabe muito bem se esconder sem contar que ela é bem calculista para pensar onde se esconder,então acho que a S/n-chan irá ganhar!! - disse uma garotinha me fazendo sorri por saber que ela acha que eu irei ganhar.

— Olha Norman vindo,parece que ele não encontrou a S/n! - disse Emma.

— mesmo se ele voltasse a procurá-lá não daria tempo! Faltam apenas 1 segundo..ou melhor,já acabou o tempo!! - disse Ray fechando seu relógio.

— Não consegui encontrá-lá,já acabou o tempo né? - Disse Norman.

— sim! - disse Ray.

Desço da árvore que estava que por sinal era alta de mais,dando um susto em Emma.

—AAAH S/n!,não me assuste assim!! - disse Emma brava.

— Ah,foi mal Emma-chan!,mais..não daria tempo de avisa-lá,desculpa! - digo coçando a nuca.

— hum,te perdôo! - disse Emma.

— Bom,já deu o ""recreio"",melhor irmos antes que a mama acabe brigando com a gente - Ray.

Nós levantamos e então fomos caminhando até a parte de dentro,eu ia mais devagar,não por estar cansanda e nem nada,eu apenas iria falar com a mama e não queria que eles desconfiasem de mim.

Quando eu tinha uns 7 anos mama desconfiou que descobri o segredo da casa e então conversou comigo para observar as crianças ou talvez morreria no próximo envio,e eu aceitei!,afinal queria fugir e não podia contar com ninguém e não queria morrer,eu também não era próxima de Ray e nem ninguém,apenas conversava ou brincava as vezes pois optava por ler e estudar para ajudar no momento que fosse fugir,então deixei para mais duas pessoas descobrierem,e sim!,eu ouvi Emma e Norman abrindo o jogo para o Ray e dias depois contei que também sabia e então viramos amigos,e eles são tudo para mim,algo que não quero perder nunca!!,e conforme os anos passaram eu despertei malditos sentimentos pelos três,sentimentos que tento esquecer mais acaba só aumentando! E um romance agora só irá atrapalhar a fuga!,e então já viu..

Assim que entramos no orfanato dou uma leve tose vendo a mama fazendo um sinal para mim.

— preciso ir,logo volto - digo.

Saio de lá indo para a sala da mama.

—sim mama? -digo num tom de ""obediência"" para ela achar que sempre irei obdece-lá e irei ter confiança à ela.

—Você sabe bem oque quero S/n!,diga como está as crianças!! - diz mama como se fosse óbvio.

—Ah,claro!,bom ainda não tem algo concretamente feito por Emma,Norman ou Ray sobre plano de fuga,acho que eles não desconfiam de mim!,por algum motivo sinto que Phil desconfia que Emma e Norman andam "estranhos" mais não tenho certeza!,com certeza no futuro o Phil será uma boa peça para você mama,bom,só isso mesmo - digo.

—Bom trabalho S/n!,vai querer algo em troca? - diz Mama.

—An?,bom..,sim!Mais.. me deixe pensar um pouco por favor! -digo.

— O tempo que quiser querida! - diz mama passando a palma de sua mão gelada em minhas bochechas em forma de carinho,não minto..mais,eu gosto do jeito que ela faz esse tipo de carinho por algum motivo,sempre me deixa arrepiada mais também me acalma de todos os problemas.

— Já posso ir? - digo abrindo meus olhos que havia fechado enquanto recebia o carinho da mais velha.

—claro querida!,mais já sabe caso me trair terei que fazer medidas bruscas! - diz mama tirando suas mãos geladas de minhas buchechas e fazendo uma expressão mais séria.

—Claro que sei!,não tem como esquecer..afinal você me lembra toda vez que venho falar contigo! - digo mais calma.

—É necessário dizer sempre querida S/n!,bom,é melhor você voltar antes que começem a desconfia de ti - disse mama com um sorriso no rosto.

—ah,claro!,se precisar me chame...mama - digo saindo.

—claro.. - diz ela.

Algo me diz que mama é mais verdadeira comigo do que com Ray,mais..,por qual motivo?.

Saio de sua sala e avisto Ray conversando com Gilda dando alguns sorrisos,e meu maldito coração me faz sentir ciúmes da cena e sentir raiva de Gilda,que ódio de sentir isso!!,Gilda é minha amiga e eu confio muito nela e ela me contaria se gostasse de Ray..pera oque estou pensando??.

Chacoalho minha cabeça tentando afastar meus pensamentos e ando reto passando por eles,sentindo o olhar deles sobre mim,avisto Emma brincando com algumas crianças e Norman à observando,Norman!,irei pedir ajuda sobre oque pedir pra mama e direi um pouco da minha relação com mama,só irei demorar para dizer para Emma e Ray por medo da reação deles.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...